Urgência e Emergência

 

 

A rede de urgência e emergência do município é formada por três diferentes tipos de unidades: UPA (Unidade de Pronto Atendimento), CER (Coordenação de Emergência Regional) e hospitais para grande emergência. Cada uma tem um papel específico na rede SUS, com diferentes perfis de atendimento. Essa segmentação é necessária para distribuir os pacientes entre as unidades conforme o grau de complexidade dos quadros, evitando assim sobrecarga de algumas, reduzindo o tempo de espera e permitindo que os hospitais possam se dedicar aos casos de maior gravidade e traumas.

 

A rede de urgência e emergência da Secretaria Municipal de Saúde - que inclui UPAs, CERs e hospitais de emergência ou pronto atendimento - trabalham com a política de acolhimento e classificação de risco e atendem de acordo com seu perfil específico. Na entrada de cada unidade, o paciente é avaliado por profissionais, que analisam os casos individualmente. Os que estão em estado mais grave são atendidos antes dos menos graves, independentemente da ordem de chegada.

 

 

Unidades de Pronto Atendimento (UPA 24 Horas)

 

 

As UPAs são estruturas de complexidade intermediária entre as Unidades Básicas de Saúde e as portas de urgência e emergência hospitalares. Em conjunto com os CERs e os hospitais, as unidades compõem uma rede organizada de Atenção às Urgências.

 

As UPAs trabalham com classificação de risco, avaliando todos os pacientes e priorizando os atendimentos de urgência. O principal objetivo deste tipo de unidade é concentrar o atendimento aos pacientes menos graves, e também alguns de maior gravidade, para que os hospitais possam se dedicar àquelas situações em que haja risco iminente de morte.

 

No total, o município do Rio conta com 14 UPAs, que atendem mais de três milhões de pessoas. As unidades realizam, em média, cem mil atendimentos mensais.

 

 

Coordenação de Emergência Regional (CER)

 

As Coordenações de Emergência Regional (CER) são um novo modelo de atendimento de urgência e emergência clínica que compõem uma rede organizada de atenção ao carioca. Elas funcionam 24 horas e são instaladas sempre ao lado de um grande hospital de emergência, absorvendo o atendimento dos casos de menor complexidade e deixando a unidade hospitalar liberada para se dedicar aos casos de traumas e cirúrgicos, sua real vocação.

 

Essas unidades realizam o acolhimento e assistência aos pacientes com necessidades de pronto atendimento clínico, referenciando-os, se for o caso, para a rede básica de atenção à saúde, para a rede especializada ou para internação, de acordo com a necessidade.

 

As CERs possuem um complexo sistema de regulação próprio, que permite o controle, distribuição dos leitos e serviços da região, garantindo atendimento, internação e acesso aos serviços de saúde. Permite atendimento integral para o paciente na área de emergência, com a realização de toda a assistência médica e dos exames necessários.

 

O município do Rio conta atualmente com cinco CERs: Centro, Barra da Tijuca, Leblon, Ilha do Governador e Santa Cruz.

 

 

Hospitais de Emergência e Pronto Atendimento

 

Na estratégia de atendimento do SUS, para cada tipo de enfermidade e grau de complexidade, há um local de referência hierarquizado para o serviço. Os hospitais de emergência e grande porte se dedicam às emergências mais graves, aos casos cirúrgicos e às internações, salvando vidas em risco imediato.

 

A Secretaria Municipal de Saúde conta com oito hospitais de emergência nas principais áreas de planejamento da cidade: Centro, Méier, Leblon, Barra da Tijuca, Santa Cruz, lha do Governador, Realengo e Campo Grande. Outras duas unidades de pronto atendimento, em Botafogo e Irajá, completam a rede hospitalar de urgência e emergência.

 

Os investimentos na reestruturação na rede vêm afetando de forma positiva a qualidade do atendimento nas grandes emergências e indicadores importantes, como a taxa de mortalidade, que sofreram quedas consideráveis. Somente de 2011 para 2012, a queda da mortalidade nas grandes emergências foi de 14%. O processo de melhoria é contínuo e será aprofundado nos próximos anos.

 

 

Clique aqui para acessar a lista completa com as Unidades de Urgência e Emergência.

 

 

Fotos: Renata Missagia



Serviços Serviços