Programa de Atenção Domiciliar ao Idoso – PADI

 

A Prefeitura do Rio lançou, em agosto de 2010, o Programa de Atenção Domiciliar ao

Idoso (PADI), que oferece assistência em casa, prioritariamente, a pessoas com 60 anos ou mais de idade. O serviço é prestado aos portadores de doenças que necessitem de cuidados contínuos que possam ser feitos na residência. O PADI cuida de pessoas com doenças crônicas agudizadas, portadores de incapacidade funcional provisória ou permanente, pacientes oriundos de internações prolongadas e/ou recorrentes, com dificuldade ou impossibilidade física de locomoção, pacientes em cuidados paliativos e outros agravos passíveis de recuperação funcional. Os principais benefícios são a aceleração da recuperação, a redução do tempo médio de internação hospitalar, a liberação dos leitos hospitalares para outros pacientes, a independência funcional, a melhora na capacidade de se cuidar e de ser cuidado no ambiente domiciliar.  
 
As equipes são compostas por médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, técnicos de 
enfermagem, assistentes sociais, nutricionistas, fonoaudiólogos, psicólogos e terapeutas 
ocupacionais. As equipes estão instaladas nos hospitais municipais Miguel Couto, Salgado Filho, Paulino Werneck, Lourenço Jorge, Pedro II e Francisco da Silva Telles, onde realizam a busca ativa nas enfermarias, com o intuito de identificar os pacientes com perfil para atendimento domiciliar.
 
Pessoas que necessitem do atendimento domiciliar prestado pelo PADI, mas que não 
estejam internadas nos hospitais citados acima, poderão ter acesso ao PADI, procurando a unidade de saúde mais próxima de sua residência, que avaliará a necessidade e incluirá o paciente no Sistema de Regulação – SISREG. 

 

 

Coordenação do PADI:
Girlana Marano
Germana Périssé
Tel.: 3971-1960
 


Serviços Serviços