Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro


Painéis transformam alamedas do Instituto Nise da Silveira em galeria de arte

18/04/2017 10:17:00


Depois dos cinco primeiros painéis com as imagens de Nise da Silveira, Clarice Lispector, Maria Clara Machado, Raul Seixas e Torquato Neto, o Instituto Municipal Nise da Silveira segue ganhando colorido e ares de galeria de arte a céu aberto. Com a adesão de outros artistas plásticos voluntários, o pátio da antiga Colônia de Alienadas do Engenho de Dentro já conta com oito painéis finalizados, de um total de 15 que devem enfeitar e levar mais vida ao local até o final do projeto.

 

Os primeiros painéis foram feitos no final do ano passado pelo artista plástico Wagner Trancoso. Ele retratou a médica considerada uma das mais importantes da reforma psiquiátrica no Brasil e quatro outros personagens que dão nomes aos centros de atenção psicossocial (CAPS) do Encantado, do Engenho de Dentro, da Piedade e de Todos os Santos. A confecção das obras envolveu alguns usuários das unidades, que ajudaram o artista plástico. 

 

Na sequência, outros dois painéis foram pintados pelo artista plástico José Flávio Audi em formas de mandalas e mais um pelo grafiteiro Rodrigo Sini, retratando dois meninos abraçados e um pedido de paz. As pinturas são feitas nas paredes externas dos prédios ou nos muros, antes brancos, cinzas ou manchados pela ação do tempo e da chuva. Hoje, são espaços coloridos, que dão mais vida ao imenso terreno do instituto.

 

A proposta é levar mais humanização ao local e aos cuidados dos pacientes, seguindo os passos da própria Nise da Silveira, que na década de 1940 percebeu o benefício das expressões artísticas para o tratamento e ressocialização dos portadores de distúrbios mentais. A psiquiatra criou ateliês de pintura dentro do manicômio, usando as cores como forma de terapia ocupacional para seus pacientes.
 




Serviços Serviços