Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro

 

 


 

Prefeito visita área onde será construído o Parque da Maré

06/09/2018 13:54:00


O prefeito Marcelo Crivella visitou, nesta quinta-feira (06/09), a área onde será construído o Parque Urbano da Maré. O espaço integrará arquitetura contemporânea e muito verde em 126 mil metros quadrados ao lado da Linha Amarela, entre a Avenida Brasil e a Linha Vermelha. Crivella anunciou que uma empresa de consultoria será responsável pelo estudo de viabilidade do parque. A licitação foi realizada pela Rio-Urbe, órgão ligado à Secretaria Municipal de Infraestrutura e Habitação. A proposta é que os moradores sejam consultados e acompanhem o desenvolvimento do projeto, idealizado para trazer vida à área, hoje degradada.

 

 

O parque vai oferecer lazer, entretenimento, esporte e cultura no maior complexo de favelas do Rio, que abriga 130 mil moradores de 17 comunidades, distribuídas por seis bairros da Zona Norte da cidade. O projeto será modelo de sustentabilidade ambiental e contará com programas educacionais, artísticos, sociais e de geração de emprego, incluindo a construção no local de mais uma Nave do Conhecimento e de um mercado popular.

 

Entre as novidades previstas, estão ainda um parque ecológico com 41 mil metros quadrados, cinco quadras de esporte, dois quilômetros de ciclovia, 16 quiosques e um palco com infraestrutura para receber shows de grande porte. Ao todo, dez iniciativas diretamente relacionadas à qualidade de vida da população estão previstas no projeto.

 

 

"Aqui, as famílias vão poder ter horas de entretenimento, de lazer, espairecer, sobretudo neste momento difícil da nossa economia. É um local em que nós vamos poder formalizar o comércio, ter piscina, quadras de esportes, uma Nave do Conhecimento, um mirante, muito jardim, muitas árvores. Serão milhares de árvores, uma natureza envolvente. Tenho certeza que vai ser um grande legado. O povo vai cuidar com muito carinho do Parque da Maré", afirmou o prefeito.

 

 

1 - Morro do Parque Ecológico

 

O morro do parque, com 41 mil metros quadrados, será todo renovado com o plantio de plantas e árvores. A área ganhará quadra de esporte poliesportiva, área com brinquedo para crianças, anfiteatro e horta comunitária. No topo do morro, será construído um mirante memorial em homenagem às origens da Comunidade da Maré.

 

 

2 - Mercado Popular

 

Será construído um mercado popular sustentável com 3.200 metros quadrados. Nas modernas instalações, a água da chuva será coletada para reuso. Além disso, coletores solares e tetos verdes reduzirão os custos de energia. Na cobertura do mercado, funcionará uma escola de jardinagem e de plantio de hortas sem agrotóxicos, promovendo a alimentação barata e sadia e estimulando o plantio de hortas nas lajes das residências.

 

 

3 - Nave do Conhecimento

 

A nave, com instalações para aulas de informática e de comunicação, é um projeto de inclusão digital. O espaço terá biblioteca virtual e espaços para desenvolver curso de línguas. Com 500 metros quadrados, a fachada da unidade funcionará com uma área para exibição de filmes ao ar livre.

 

 

4 - Área de lazer com cascatas

 

Além de refrescar, divertir e embelezar o parque, a água será reutilizada, filtrada e clorada. Um mecanismo conectado por sensores regulará a quantidade e o tempo em que a água vai jorrar dos grandes chuveiros-cascatas.

 

 

5 – Quiosques

 

Quiosques, banheiros e guaritas serão construídos a partir da reutilização de contêineres, com coletores solares na sua cobertura, o que reduzirá os custos energéticos. As paredes servirão de espaços de comunicação gráfica para educação ambiental.

 

 

6 - Renaturalização

 

As margens do Canal do Fundão serão renaturalizadas, devolvendo para as margens a fauna e a flora ciliar. Além da recomposição da paisagem, a iniciativa será parte de um projeto de educação ambiental. A proposta é que o efeito paisagístico sobre os moradores, antes degradado, seja pacificador e redutor da violência, principalmente entre as crianças.

 

 

7 - Utilização de áreas de viadutos

 

As áreas debaixo dos viadutos serão utilizadas para a prática de esporte com quadras poliesportivas. Haverá ainda espaços para promover empreendedorismo, trabalho, comércio e serviços. A boa iluminação criará um ambiente confortável e seguro, propício ao convívio social.

 

 

8 - Palco para eventos e shows

 

Um palco com 25 metros de largura e 11 metros de altura, com infraestrutura de camarins, servirá para difundir e promover a arte local, assim como shows de maior porte.

 

 

9 - Áreas com brinquedos para crianças e equipamentos para a terceira idade

 

Diversos brinquedos serão projetados e integrandos ao desenho paisagístico do parque. O projeto prevê ainda equipamentos nas áreas de lazer para crianças com deficiência e aparelhos de exercícios físicos para o público da terceira idade.

 

 

10 – Pista de skate

 

A pista servirá para o treino dos skatistas locais e ponto de competições nacionais e internacionais. 

 

 

 

O PARQUE EM NÚMEROS:

 

- Três parques infantis

 

- Uma área para eventos /shows

 

- Uma Nave do Conhecimento

 

- Um mercado popular com escola de jardinagem

 

- Uma área de lazer com cascatas

 

- Três quadras poliesportivas e duas de futebol society

 

- Duas academias da terceira idade

 

- Uma academia ao ar livre

 

- Uma pista de skate

 

- Uma área de convivência / piquenique

 

- Uma ciclovia com mais dois mil metros

 

- 16 quiosques

 

- 41 mil metros quadrados com árvores frutíferas


Imagens relacionadas:










Serviços Serviços