Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro

 

 


 

Prefeitura entrega moradias do Programa Minha Casa Minha Vida a 300 famílias na Zona Oeste

13/01/2017 16:55:00  » Autor: Flávia David / Fotos: Edvaldo Reis


Das mãos do prefeito Marcelo Crivella, a carioca Alcione da Costa Modesto, de 39 anos, recebeu, na manhã desta terça-feira (31/01), as chaves de seu imóvel no Residencial Queluz, em Santa Cruz, Zona Oeste da Cidade, realizando o sonho da casa própria. Ela foi uma dos 300 contemplados pela Prefeitura do Rio com imóveis do Programa Minha Casa, Minha Vida. Removidas de áreas de risco ou por conta de intervenções urbanas, aproximadamente 150 famílias recebiam Aluguel Habitacional Temporário (antigo Aluguel Social) no valor de R$ 400.

 

 

- Entrar em uma casa, podendo dizer que é minha, é tudo o que eu poderia esperar de melhor da vida. Mais pelos meus filhos e netos, porque sei que no dia em que eu faltar, eles terão um teto para morar e não ficarão desamparados. Eu morava em um barraco e estou encantada com a estrutura oferecida por este condomínio. Foram três anos de espera, mas o final não poderia ser mais feliz - disse Alcione.

 

 

O residencial, destinado a famílias com renda de até R$ 1,8 mil (Faixa I), recebeu investimento de R$ 22 milhões, com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR). No modelo de financiamento do empreendimento, conduzido pela Caixa Econômica Federal, o pagamento será realizado pelo município (R$ 60 por unidade) com subsídio do Governo Federal.

 

 

- O governo pode fazer a casa, mas só a família pode fazer de uma casa um lar, um lugar de paz. Sem isso, será apenas um amontoado de concreto. Hoje o imóvel foi dado. Agora, precisamos fazer de cada casa um lar. E isso depende muito das autoridades, de seu comportamento, do exemplo que emana daqueles que têm, pelo poder do voto, o dever de descobrir os horizontes e os caminhos do nosso progresso. Essa é a mensagem que precisa ser dada a cada vez que inauguramos um condomínio como esse - disse o prefeito Marcelo Crivella.

 

 

Representantes do condomínio acompanharam de perto o processo de entrega das moradias. Eles inspecionaram as ligações de água e luz, entre outros pontos. Os moradores do local se reuniram, no último dia 19, com o subsecretário de Habitação, Carlos Portinho, para tirar dúvidas e sugerir melhorias na região. Por isso, atendendo a demanda dos novos moradores, a Secretaria de Urbanismo, Infraestrutura e Habitação (SUIH) fará a interlocução com outras pastas da prefeitura com o objetivo de ampliar as vagas em escolas públicas, agilizar o cadastro nas Clínicas da Família da região, buscar novas alternativas para o transporte público, entre outras iniciativas importantes para o desenvolvimento da área.

 

 

- A partir de agora, vamos cuidar das famílias, garantindo o acesso ao que mais precisam. É um condomínio que receberá famílias de diversos bairros da cidade. Por isso, vamos trabalhar em conjunto para estabelecermos um relacionamento mais próximo e tratarmos dos problemas comuns de quem acaba de se mudar para um lugar novo - explicou o secretário municipal de Urbanismo, Infraestrutura e Habitação, Indio da Costa.

 

 

O condomínio dispõe de estacionamento, área de lazer, parque infantil, guarita, centro comunitário e quadra de esportes. Avaliados em R$ 75 mil, os imóveis estão distribuídos em blocos de cinco pavimentos e quatro unidades por andar. Cada apartamento possui área privativa de 44,13 metros quadrados, divididos em dois quartos, sala, banheiro, cozinha e área de serviço, com piso cerâmico em todos os ambientes.

 

 

Para a atendente Michele de Mendonça Braga, de 34 anos, que esperou cerca de cinco anos para celebrar a casa própria, era difícil segurar a ansiedade:

 

 

- Quero entrar na minha casa logo e poder gritar aos quatro cantos que ela é minha. Estou acertando os últimos detalhes da mudança, mas espero já estar aqui no domingo.

 

 

No Brasil, o Programa Minha Casa Minha Vida já beneficiou mais de 12 milhões de pessoas com a entrega de três milhões de moradias em todo o país. No estado do Rio de Janeiro, foram entregues mais de 133 mil unidades, ajudando 534 mil pessoas. Na cidade do Rio, o Minha Casa Minha Vida atendeu mais de 215 mil pessoas com a entrega, pela Caixa Econômica Federal, de mais de 53 mil unidades habitacionais. 

 

 

- Nosso objetivo é realizar o sonho das famílias de terem sua casa própria e nosso desafio é não deixar nenhum empreendimento sem conclusão no Brasil inteiro. Mas, graças à parceria que temos com a prefeitura, teremos muitas outras unidades a serem entregues no município - afirmou o vice-presidente de Habitação da Caixa, Nelson Antônio de Souza, que falou em nome do Governo Federal.




Serviços Serviços