56_INSTANCE_aN0p 56_INSTANCE_aN0p p_p_id_56_INSTANCE_aN0p_

Museu Histórico Sanitário Municipal

Júlio de Azurém Furtado

 

Muhsam: primeiro museu sanitário do país resgata a história de mais de 100 anos dos serviços de zoonoses e da Vigilância Sanitária 

 
 
O Museu Histórico Sanitário Municipal Júlio de Azurém Furtado (Muhsam) foi inaugurado pela Prefeitura do Rio de Janeiro em 31 de janeiro de 2020, em Botafogo, na Zona Sul da cidade. Único do gênero no país, ele é um dos marcos do quanto a Subsecretaria de Vigilância, Fiscalização Sanitária e Controle de Zoonoses (Subvisa), que é vinculada à Secretaria  Municipal de Saúde (SMS), avançou nos últimos anos com as ações de prevenção de riscos à saúde pública.
 
O espaço cultural reúne um acervo de mais de 200 peças que dá vida à exposição permanente "De 1917 a 2019: mais de 100 anos de história". São fotografias, ferros de marcação de gado, reportagens de jornais, termos de fiscalização e outros antigos documentos, e até uma ovelha de duas cabeças conservada em formol, entre muitas curiosidades sobre as ações de zoonoses e vigilância sanitária iniciadas no século passado. 
 
Com o nome que homenageia a um dos médicos-veterinários que muito contribuíram para o desenvolvimento dos primeiros programas de zoonoses na cidade, o Muhsam foi implantado no prédio da Avenida Pasteur, 44, que até 2019 abrigava apenas a sede do Instituto de Nutrição Annes Dias (Inad). Mas um projeto de modernização permitiu a ampliação de serviços oferecidos no local, transformado no Complexo Zona Sul da Vigilância Sanitária. 
 
A exposição foi montada com peças que remontam ao início do século passado, na época da instalação do Hospital de Medicina Veterinária em São Cristóvão para o controle sanitário dos animais produtores de leite e o diagnóstico da tuberculose, hoje o Instituto Municipal de Medicina Veterinária Jorge Vaitsman (IJV). Mais de 100 anos se passaram, com fatos como a municipalização dos serviços de saúde em 1975, que deu origem à Secretaria Municipal de Saúde. Era o começo da Subsecretaria de Vigilância, Fiscalização Sanitária e Controle de Zoonoses, que em 2020 completa 45 anos, com destaque para as realizações da última década, período em que teve o maior crescimento de toda a sua existência. 
 
Serviço:

 

O local pode ser visitado de terça a sexta-feira, das 9h às 16h. Mas por conta do isolamento social estabelecido como prevenção de contágio do novo coronavírus (Covid-19), as visitas estão temporariamente suspensas.