Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro


Vacinação contra a febre amarela

25/03/2017 21:00:00


 

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) vacinou somente no sábado 25 de março, dia de mobilização contra a febre amarela, 213 mil pessoas. A soma das vacinas aplicadas desde o início do ano já ultrapassa a marca de 400 mil doses. A partir da segunda-feira, dia 27, a vacina estará na rotina de imunização das 233 unidades de Atenção Primária (clínicas da família e centros municipais de saúde), que funcionam de segunda a sexta, das 8h às 17h, e aos sábados das 8h ao meio-dia.

 

Desde 2008, até agora, a Secretaria Municipal de Saúde já vacinou na cidade cerca de um milhão e meio de pessoas contra a febre amarela. Como o período de cobertura da primeira dose da vacina é de 10 anos, e a segunda dose garante imunidade para o resto da vida, todas essas pessoas já estão protegidas contra a doença. É importante ainda lembrar que a cidade do Rio não é área de ocorrência da doença e que a vacinação no município é apenas preventiva.


As equipes de todas as 233 unidades passaram por treinamento e ajustes para estarem aptas a oferecer o imunizante. A vacina da febre amarela tem contraindicações importantes que serão rigorosamente seguidas pelos profissionais de saúde, para reduzir os riscos de ocorrência de reações adversas nas pessoas que receberem o insumo.


A vacina da febre amarela não é recomendada para gestantes, idosos, crianças menores de 9 meses e a pessoas com alergia a algum componente da vacina e a ovo e derivados. Pacientes em terapias imunossupressoras, portadores de doenças autoimunes, transplantados de medula óssea, com histórico de doença do timo e com problemas neurológicos de natureza desmielizante, como Síndrome de Guillain-Barré e ELA, também não devem tomar a vacina. Em caso de dúvidas, o paciente deve conversar com o seu médico para as devidas avaliações e orientações.
 

 

VEJA TAMBÉM:

 

> Saiba onde se vacinar

 

Testes realizados em amostras de cinco macacos mortos deram negativo para febre amarela

 

O que é e como é transmitida a febre amarela

 

Informe técnico - 2017

 

Calendário de vacinação da febre amarela - Quem pode e quem não deve tomar a vacina

 

Áreas de risco para febre amarela no Brasil - O município do Rio NÃO é área de ocorrência da doença

 

Programa Municipal de Imunizações

 

Vigilância Epidemiológica

 

 

 

INFORMAÇÕES DO MINISTÉRIO DA SAÚDE SOBRE A DOENÇA:

 

Descrição da doença

 

Informações técnicas

 

Vigilância epidemiológica para a doença no Brasil

 

Situação epidemiológica no Brasil - NÃO há casos de febre amarela ou morte de primatas pela doença no município do Rio

 

Informes do Ministério da Saúde sobre os casos recentes da doença ocorridos recentemente no Brasil - NÃO há casos de febre amarela no município do Rio

 

Perguntas e respostas sobre a febre amarela




Serviços Serviços