Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro


Vacina da febre amarela será ofertada em todas as 233 unidades de Atenção Primária

14/03/2017 10:55:00


No início de abril, todas as 233 unidades de Atenção Primária do município do Rio estarão aplicando a vacina da febre amarela. Atualmente, são 34 as unidades que realizam essa imunização. A mudança faz parte da estratégia da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) para atender à ampliação da oferta da vacina, que hoje é destinada apenas às pessoas que vão viajar para áreas de risco da doença e passará a ser voltada para a população em geral. O município do Rio não é área de ocorrência da febre amarela e não há casos na cidade. A vacinação é apenas preventiva.

 

A ampliação da oferta da vacina ocorrerá após a Secretaria Estadual de Saúde receber e distribuir para os municípios o reforço de doses solicitado ao Ministério da Saúde. As vacinas devem chegar em 15 dias. Até lá, os 34 postos que disponibilizam a vacina continuarão aplicando o imunizante apenas nos viajantes para áreas de transmissão da doença ou exigência de vacinação. As unidades abrem diariamente às 7 horas e distribuem senhas para a vacina da febre amarela conforme suas capacidades técnicas de segurança dos pacientes e boas práticas de vacinação. As senhas também são distribuídas na parte da tarde.


Até a chegada do reforço de doses – que será de 1,5 milhão para o município do Rio – as clínicas da família e os centros municipais de saúde terão equipes treinadas e ampliadas, além de abastecimento de estoque maior de doses, para atender a toda a população. A vacina da febre amarela tem contraindicações muito importantes e que serão rigorosamente seguidas pelas equipes técnicas. Em abril, todas as unidades de Atenção Primária estarão aptas a aplicá-la e a vacina passa a fazer parte do calendário de imunização do Estado do Rio.

 


Não podem tomar a vacina crianças menores de 9 meses e adultos acima de 60 anos; gestantes e mulheres que estejam amamentando crianças menores de 6 meses; pacientes com doença ou em tratamento que cause imunodeficiência, como câncer ou HIV sintomático; pessoas com história de reação anafilática relacionada a substâncias presentes na vacina ou alergia a ovo de galinha e seus derivados. Quaisquer solicitações fora das indicações deverão ser atendidas somente com indicação médica original, com assinatura e CRM do médico que será o responsável. 




Serviços Serviços