Secretaria Municipal de Obras - SMO
Legado Rio 2016: Prefeitura apresenta Praça do Trem

Novo espaço será a maior área pública de lazer do Grande Méier, requalificando o entorno do Engenhão e sendo um dos maiores legados das Olimpíadas para os cariocas


12/05/2016 11:49:00


A Prefeitura do Rio apresenta à imprensa, nesta quinta-feira (12/05), o entorno do Estádio Olímpico João Havelange, no Engenho de Dentro, totalmente requalificado. O grande legado para a população é a Praça do Trem, que teve os galpões restaurados e recebeu nova iluminação, paisagismo, reparos na rede de drenagem e nova pavimentação. O projeto teve como objetivo principal a restauração do conjunto de edificações das Oficinas de Locomoção do Engenho de Dentro, tombadas na esfera municipal de proteção ao patrimônio histórico e cultural da cidade do Rio de Janeiro.

 

 

A reurbanização da Praça do Trem procura atender à logística necessária à operação dos Jogos Olímpicos. O novo espaço será a maior área pública do bairro e da região do Grande Méier, com aproximadamente 35 mil m2, com um conjunto de melhorias urbanísticas que melhoraram os acessos ao equipamento, por meio de construção de calçadas e ciclovia. Antes, a maior área pública existente na região era o Jardim do Méier, com aproximadamente 11 mil m2

 

 

O projeto providenciou ainda a criação de uma explanada acessível, livre de obstáculos, para facilitar a circulação pela região. Após o evento, está prevista a sua utilização como praça, onde serão instalados mobiliários urbanos para atender às demandas da população.

 

 

A nova área de lazer será o principal acesso ao Engenhão, com uma enorme área pública arborizada. Cerca de 90 árvores foram plantadas, respeitando a visibilidade dos galpões. A iluminação utiliza lâmpadas de led e 15 km de dutovias para uma maior eficiência energética e importante na valorização dos bens tombados, além de permitir o uso do local durante a noite.

 

 

As soluções de uso e aproveitamento adotadas para a Praça do Trem visam à requalificação e o fortalecimento da conectividade entre os espaços públicos, além da integração com os equipamentos públicos existentes em seu entorno, onde, localizam-se o Estádio Olímpico João Havelange, a Escola Municipal Bolívar, a Estação Ferroviária do Engenho de Dentro e o Museu do Trem. O desenho de piso vai orientar o fluxo de pessoas às entradas do Estádio e indicará a circulação através das estruturas históricas. A Praça do Trem terá localização estratégica para garantir fácil acessibilidade a partir de diversos pontos da cidade.

 

 

Ainda em 2016 será inaugurada a Nave do Conhecimento Olímpica, instalada em um prédio de dois andares, composto por salões de 1000 metros quadrados cada, que estão sendo recuperados conforme os materiais mais próximos dos apontados no estudo de restauro.

 

 

Escopo inclui mais acessibilidade e reurbanização em ruas do Engenho de Dentro

 

 

Iniciado no segundo semestre de 2014, o escopo da obra reúne dois conjuntos de iniciativas: a criação da Praça do Trem e a reurbanização das ruas no entorno imediato do Estádio João Havelange, além da execução do Programa Bairro Maravilha em 32 ruas da região.

 

 

Na primeira fase, entregue em janeiro de 2015, foram beneficiadas as ruas que formam o quadrilátero do entorno do estádio: Arquias Cordeiro, José dos Reis, Doutor Padilha e Rua das Oficinas, que ganharam novos passeios, meios-fios e sarjetas, além de implantação de infraestrutura ​civil ​para nova iluminação e​ posterior​ conversão de redes aéreas para subterrâneas (no passeio do lado do estádio). As melhorias urbanísticas garantiram às calçadas acessibilidade para pessoas com deficiência. O entorno do estádio também ganhou uma ciclovia com 2 km de extensão. 

 


Já a segunda parte do projeto, refere-se à reurbanização de 32 vias visando à melhoria da acessibilidade no bairro com nova pavimentação de calçadas, recapeamento das faixas de rolamento e realinhamento de meios-fios. Também foram executados serviços de manutenção, limpeza e reforço de captação superficial na rede de águas pluviais, eliminando pontos de alagamento históricos no bairro. O investimento total nas intervenções é de R$ 115,6 milhões.  

 

 

 

 

 

 


Imagens relacionadas:










Serviços Serviços