Prefeitura do Rio lança clipe com alunos do programa Orquestra nas Escolas e DJ Marlboro

21/05/2020 20:01:00


Os 29 estudantes de escolas municipais de Santa Cruz se encontraram virtualmente

A Prefeitura do Rio, em uma ação virtual do Programa Orquestra nas Escolas, da Secretaria Municipal de Educação, lança nesta sexta-feira, dia 22/5, às 12h, um clipe com trechos de um clássico reestilizado e do mundo funk, com a participação especial do DJ Marlboro. Sob a regência do maestro Vinícius Louzada, 29 alunos do núcleo Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca Santa Cruz indicaram o artista, considerado o precursor do chamado Funk Brasil, para esta nova ação que combina arte e educação, uma forma criativa e cativante de manter os alunos estudando e praticando música.

Os jovens retomam uma parceria que teve início em setembro de 2019, quando 3.000 alunos da Rede Municipal se apresentaram em um flashmob na Cinelândia, Centro do Rio, com a presença do DJ Marlboro. Na gravação, o isolamento social é mantido, cada aluno toca e canta de sua casa, respeitando o distanciamento exigido pela quarentena. A partir da edição, é garantida a harmonia musical, com a união dos trechos de cada intérprete até a composição do arranjo final.

O DJ Marlboro conta sobre sua primeira participação com alunos do Programa com muito carinho, onde comemorou os 30 anos do disco Funk Brasil.

— Já toquei em muitos lugares, como no Réveillon de Copacabana, por duas vezes, para mais de 2 milhões de pessoas, além de outros países, mas a emoção de tocar com alunos do Programa Orquestra nas Escolas foi diferente e indescritível. Tenho um carinho enorme pelas crianças e pela forma como elas são introduzidas na sociedade através da música e desse projeto — completa o DJ.

O clarinetista Igor Santana, de 12 anos, que também participou do flashmob na Cinelândia, sente-se privilegiado por fazer parte do Programa neste momento tão importante.

— Para mim está sendo ótimo estudar de forma virtual. Sinto falta de tocar pessoalmente com meus colegas, mas tem sido uma ótima oportunidade fazer parte desse projeto da Orquestra Virtual. Não é difícil tocar nenhum instrumento, mas é preciso se dedicar. Desta vez, pude tocar uma partitura diferente da que toquei no flashmob. Isso é resultado de muito estudo — conclui.

A bateria é um dos instrumentos que compõem a percussão da orquestra. E a percussionista Michely Vitória Brito, de 16 anos, é apaixonada por ela.

— Sempre gostei de bateria e quando descobri que esse projeto tinha percussão, eu me interessei. Fiquei muito feliz por poder fazer algo que eu gosto. Tocar funk com a percussão é bem interessante, muito legal e não é nada difícil. Muito pelo contrário: é bem fácil para quem pratica. Tocar com o DJ Marlboro na Cinelândia foi uma experiência única, mas também gostei muito de tocar com ele de forma virtual. Foi como se tivesse sido a primeira vez — conta Michely que também participou do flashmob e está com expectativas positivas com relação ao resultado do vídeo.

Para a coordenadora geral do Programa Orquestra nas Escolas, Moana Martins, o trabalho desenvolvido com os alunos das escolas municipais e implantado na gestão do prefeito Marcelo Crivella promove a democratização cultural, em que as crianças e jovens se expressam e comunicam suas ideias.

— Cultura é aquilo que a gente cultiva e desenvolve como povo. Então, se é uma expressão que comunica, dialoga e traz a imaginação, é algo que agrega valor para nós — comenta.

Moana afirma que o flashmob com a participação do DJ Marlboro teve um simbolismo muito importante porque os mais de 3.000 alunos puderam viver de maneira plena a sua cultura. Na sua opinião, é essa escola integradora, dialógica e democrática que representa a educação pública carioca.

A Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca Santa Cruz é composta por alunos das escolas municipais da região de Santa Cruz, Nova Sepetiba e entorno. O grupo, que tem pouco mais de um ano de criação, concentra suas atividades na Escola Municipal Emilinha Borba, em Nova Sepetiba, e é patrocinado pela Ternium Brasil e Techint Engenharia e Construção, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura.


A Orquestra Virtual

A Orquestra Virtual foi criada pelo Programa Orquestra nas Escolas para promover apresentações musicais em que os alunos tocam e cantam de suas casas, sob a orientação de professores e maestros. A cada semana são lançados novos vídeos, com diferentes formações. Cerca de 200 alunos, integrantes de orquestras e coros, já participaram do projeto, tocando músicas como Amanhã, de Guilherme Arantes, Aquarela, de Toquinho, Preta Pretinha, de Moraes Moreira, Enquanto houver sol, dos Titãs, Fico assim sem você, de Abdullah e Trem das Onze, de Adoniran Barbosa.




56_INSTANCE_en5I 56_INSTANCE_en5I p_p_id_56_INSTANCE_en5I_


Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro - Sede: Rua Afonso Cavalcanti, 455 - Cidade Nova - 20211-110