Prefeitura oferece curso de educação socioemocional para 38 mil professores da Rede Municipal

14/05/2020 10:13:00


Para os alunos, a SME disponibiliza atividades do Espaço de SER em Casa, uma série de aulas complementares para trabalhar as competências socioemocionais

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Educação, vai beneficiar os 38 mil professores da Rede Municipal de Ensino com ferramentas gratuitas para realizar jornadas pedagógicas por meio da educação socioemocional. As inscrições estão abertas para esta parceria que foi estabelecida com a plataforma Vivescer, do Instituto Península. A ideia é levar, pela internet, mais equilíbrio físico, mental e emocional aos mestres que estão, neste momento, isolados em casa para conter o contágio do novo coronavírus (Covid-19). Ao final, os professores serão certificados. Todas as atividades são gratuitas, tanto para os professores quanto para os alunos.

As inscrições abertas nesta terça-feira, 12/05, e mais de mil professores já acessaram a plataforma. As vagas estarão abertas até dezembro. A Vivescer – palavra criada pelo escritor Guimarães Rosa, que combina as palavras "viver" e "ser" – foi desenvolvida por professores de diferentes estados do Brasil e oferece, além do conteúdo escrito e em vídeo, acesso à troca de experiências, aliado importante na busca do equilíbrio mental neste momento de pandemia. Outro objetivo é o desenvolvimento integral do professor, que considera o ser humano em múltiplas dimensões.

A Vivescer oferece quatro jornadas de aprendizagem: corpo, emoções, mente e espírito. Todas são trabalhadas com atividades diversas, que podem ser realizadas em casa. A formação pode ser desenvolvida em até 32 horas, no horário de preferência do professor.
Para se inscrever, basta acessar: vivescer.org.br/smecarioca.

Espaço de SER em Casa

A Escola Paulo Freire de Formação de Professores, da SME, também decidiu adaptar o ensino socioemocional para os alunos da Rede Municipal. Por meio do Espaço de SER (Sentir, Expressar e Relacionar) e o Laboratório de Inteligência da Vida, do grupo Eleva, outro parceiro da secretaria, foi criado o Espaço de SER em Casa. Com computador ou celular, o estudante que acessar o aplicativo Escola.Rio terá à disposição um conjunto de aulas complementares que trabalham o desenvolvimento das competências socioemocionais. Essas competências são descritas pela Base Nacional Comum Curricular do Ministério da Educação como parte essencial da formação integral dos alunos.

Para a diretora-adjunta da Escola de Formação Paulo Freire, Marisangela Siqueira de Souza, a formação socioemocional, em tempos difíceis, pode ser uma aliada no enfrentamento às preocupações de alunos e professores.

— Acreditamos que essas aulas podem ser um lugar de escuta e expressão de sentimentos, tornando-as indispensáveis nesse momento de enfrentamento à pandemia. É importante darmos esse passo inicial e cuidar dessa relação professor, aluno, escola e família, lembrando-os sempre, que não estão sozinhos e que podem contar com a gente — disse a diretora-adjunta.




56_INSTANCE_en5I 56_INSTANCE_en5I p_p_id_56_INSTANCE_en5I_


Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro - Sede: Rua Afonso Cavalcanti, 455 - Cidade Nova - 20211-110