Secretaria Municipal de Cultura - SMC
agenda mensal

01/06/2017 07:02:00


RIO MAPA CULTURAL – JUNHO/2017
Toda a programação do Rio Mapa Cultural está sujeita a alteração.


* Este ícone marca a programação gratuita.
 

 

 

 

 

 

2X NELSON COM A FALECIDA – Duas das melhores tragédias de Nelson Rodrigues, A Falecida e A Serpente. O elenco, composto por quase 30 atores, leva ao palco, de forma divertida e forte, duas tragicomédias, A falecida e A serpente. Em A Falecida, uma peça que versa sobre o cotidiano do carioca, contando a história da personagem Zulmira que tem obsessão pela morte e que planeja, como estratégia de vingança, um enterro de luxo. Direção de Renato Carrera. Com Ariany Ribeiro, Analu Sant'anna, Camille Leite, Davi Arapi, Diene Ghizzo, Felipe Macedo, Felipe Prado, Igor Leão, Mauro Ferreira, Morgana Correa, Paola Fusco, Pedru Maia, Stelle Cardoso e Thiago Torres. Dia 16 de junho, sexta-feira, às 18h. De 3 de junho a 2 de julho, sábados, às 19h30, e domingos, às 18h. Com intérprete de Libras, no dia 3 de junho. Teatro Municipal Ziembinski. R$ 30. Classificação: 16 anos.

 

2X NELSON COM A SERPENTE – A “Serpente” é um thriller de amor, traição e morte. Conta a história de dois casais que se perdem a partir do momento em que, a personagem Guida, para impedir o suicídio da irmã, que nunca havia consumado seu casamento, oferece-lhe seu marido por uma noite. Esta “boa ação” torna-se trágica, dando origem a um feroz sentimento de ciúme entre elas e tornando a morte companheira constante dos personagens ao longo de toda a peça. Direção de Renato Carrera. Com Carmen Kawahara,George Lucas, Ivson Rainero, Marcelle Ferrete, Natasha Dantas, Solange Electo, Sophia Santana, Thiago Gouveiia e Thiago Magalhães. Dia 16 de junho, sexta-feira, às 20h. De 4 de junho a 2 de julho, domingos, às 18h. Com intérprete de Libras, dia 4 de junho. Teatro Municipal Ziembinski. R$ 30. Classificação: 16 anos.

 

#PARADOXO – Espetáculo contemporâneo que conta a história do palhaço Joaquim e sua sina de absorver a personalidade das pessoas. Nessa jornada, ele luta contra os desejos negativos, contra a baixa autoestima. Joaquim faz uma análise crítica de seus pensamentos. Dias 2, 3, 9 e 10 de junho. Sextas e sábados, das 19h às 21h. Cultural Municipal Oduvaldo Vianna Filho (Castelinho do Flamengo). Classificação: livre.

 

A PRODUTORA E A GAIVOTA – Comédia que conta a história de Meire Sabatine, uma produtora teatral picareta, que tenta prender a atenção da plateia, enquanto espera a chegada do elenco da peça “A Gaivota”, que está preso em um engarrafamento. Durante essa espera, ela vai contando o texto de Tchecov para o público, refletindo sobre a importância da arte e a eterna crise do fazer teatral; e revela a sua vida, principalmente a relação com a sua filha Michelle. Texto e interpretação de Jefferson Schroeder. Direção de João Fonseca. Sábados, domingos e segundas, às 19h, até 12 de junho. R$ 30. Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto/Galeria Marcantônio de Villaça 2. Classificação: 12 anos.

 

A CAVERNA – Espetáculo teatral sobre a aventura de quatro jovens num passeio descontraído por uma trilha, que acaba se tornando um grande e perigoso erro. Com texto inédito da jovem dramaturga Gabrielle Farias, direção de Bruno Heitor e supervisão de dramaturgia e direção de Marcos Caruso, o espetáculo será representado pela Cia Quatrupe. O espetáculo propõe uma cumplicidade com o espectador, que através das situações de estranhamento, tentará elaborar um julgamento a respeito dos valores apresentados em cena. No entanto, até que novas máscaras caiam e se reproduzam, o próprio público pode se perceber incapaz de julgar, aceitando as diferenças e o presente inevitável. Texto de Gabrielle Farias. Direção de Bruno Heitor. Com Bruno Olivieri, Danilo Moraes, Gabrielle Farias e Karin Roepk. De 6 a 28 de junho. Terças e quartas-feiras, às 19h30. Sessão extra, quartas, às 15h. R$ 40. Teatro Municipal Serrador. Classificação: 12 anos.

 

A PRIMAVERA DOS URSOS – Uma pequena aldeia que cultua os ursos como animais sagrados é afetada por uma estranha epidemia que chega com o início da primavera e modifica por completo a vida de seus habitantes. A história se passa no início do século XIX, em maio de 1815, em uma pequena aldeia na Romênia. Dramaturgia colaborativa de Eduardo Vaccari, Leonardo da Selva e Yndara Barbosa. Direção de Eduardo Vaccari. De 7 a 29 de junho, quartas e quintas-feiras, às 20h. R$ 30. Teatro Municipal Gonzaguinha. Classificação: 10 anos.

 

APOCALIPSE NAQUELA ESQUINA – Comédia irônica e ácida sobre o fim dos tempos. A trama acompanha os últimos dias de alguns personagens inusitados: uma mãe solteira e sua babá, um manobrista conhecendo seu pai pela primeira vez e um acidente de carro são pontos de partida para revelar a loucura e as patologias presentes no nosso cotidiano, nossas relações distantes, os afetos distorcidos e os recalques do homem moderno. Texto e direção de Gustavo Damasceno. Com Carolina Ferman, Gabriel Garcia, João Lucas Romero, Nara Parolini e Pedro Casarin. Participação especial de Ricardo Loureiro e Vitor Barros. De 10 de junho a 2 de julho. Sábados, às 21h, e domingos, às 20h. R$ 30. Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto. Classificação: 14 anos.

 

ANTONIO, CAMINHO DE LUZ – A força iconográfica da vida de Santo Antônio de Pádua e de Lisboa nos leva ao encontro do que mais sagrado existe no ser humano: o amor. O amor ao próximo, a comunhão com a natureza e o desapego pelas coisas materiais nos inspiram no exercício da construção de um mundo melhor. Antônio foi notável intelectual da Idade Média. Dedicou-se às artes, filosofia e ciência. Foi autor de grande coletânea, obras consideradas tesouros da Literatura e da História Universal. Abandonou um futuro promissor no exército da corte portuguesa, a boa condição financeira e o prestígio de sua família para se tornar monge franciscano. O espetáculo estreia na data festiva dedicada ao santo (13 de junho). Em linguagem lúdica, pontuada por elementos do teatro de animação, atores contracenam com bonecos e os adereços que compõe momentos de poesia, sob a trilha sonora original do maestro João Omar de Carvalho Mello. Estreia 13 de junho, terça-feira, às 20h. De 17 de junho a 2 de julho. Sábados e domingos, às 15h. Sala Municipal Baden Powell. R$ 40. Classificação: livre.

 

CABARÉ FOGUETE – A peça narra a saga de Ana Foguetinho, desde a sua infância no interior do Paraná até a sua ida, aos quinze anos, para o Rio de Janeiro, onde se consagra como uma prostituta de fama internacional. Direção e dramaturgia de Ivan Sugahara e Gustavo Damasceno. Direção musical e preparação vocal de Ricardo Góes. Com Catarina Saibro, Joel Vieira, Nara Parolini, Rita Fischer e Thiago Ristow. Músicos: Antônio Ziviani, Breno Góes, Felipe Ridolfi, Pedro Leal David (Banda Hétera). Dias 9, 16, 23 e 30 de junho, sextas-feiras, às 21h. R$ 40. Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto. Classificação: 16 anos.

 

CORES DA MARGEM – O espetáculo é um desafio à nossa noção de cidade, um mergulho crítico sobre o formalismo e o padrão de comportamento ocidental. A margem, o limite do nosso eu e o outro, o desconhecido, o que está em camadas que não queremos entender e, simplesmente, o relevamos pelo nosso pré-conceito de sujeira no qual se inserem o abandono, a escassez e a falta de oportunidades. Sexta e sábados, às 19h, e domingos, às 18h. R$ 20. Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo.

 

CIDADE CORRERIA – O espetáculo é sobre a cidade, inspirada em imagens, filmes, situações cotidianas, histórias de vida e contos literários. Cidade Correria não é uma história, é uma invasão, um transbordamento de nossas urgências cotidianas, nossas contradições, alegrias, delírios, feridas e potências. Uma cidade inventada, em deriva, que poderia ser a nossa cidade, ou qualquer cidade. Direção de Adriana Schneider e Lucas Oradovschi. Com Daniela Joyce, Hugo Bernardo, Igor da Silva, Jardila Baptista, Karla Suarez, Livia Laso, Marcelo Magano, Patrick Sonata, Thiago Rosa e Vanessa Rocha. Quartas e quintas, às 20h, até 22 de junho. R$ 40 e R$ 10 (lista amiga). Teatro Ipanema. Classificação: 12 anos.

 

CLUBE DA COMÉDIA CARIOCA – O projeto Clube da Comédia Carioca chega com a proposta de juntar em um só universo o melhor que a comédia brasileira vem apresentando nos últimos tempos. Com o objetivo de misturar diferentes formas de humor, através dos mais variados convidados. Ed Gama é o Mestre de Cerimônias com piadas e imitações ciceroneando novos e velhos do humor. Com Marcos Castro, Rafael Studart, Henrique Fedorowicz, Felipe Ruggeri, Felipe Absalão, Alexandra Dias, Aarhon Pinheiro, César Maracujá, Juliana Lima, Raphael Ghanem, Magno Navarro, Rafael Moncla e outros. De 1º a 29 de junho. Quintas-feiras, às 22h. R$ 30. Teatro Municipal Café Pequeno. Classificação: 18 anos.

 

EU VOU APARECER BEM NO MEIO DO SEU SONHO – Espetáculo site-specific itinerante com elenco de cinco atores que conduz o público pelas ruínas do antigo prédio da biblioteca popular de Santa Teresa. A montagem promete uma jornada fantástica por experiências cativantes de cativeiro. Sexta e sábados, às 20h, e domingos, às 19h. R$ 30. Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo. Classificação: 14 anos.

 

ENTREGUE SEU CORAÇÃO NO RECUO DA BATERIA – O espetáculo, com direção de Joana Lebreiro, narra a história de um casal de mestre-sala e porta-bandeira vivido pelos atores Pedro Monteiro e Gabriela Estevão, que repensa a relação momentos antes de entrar na Marquês de Sapucaí. A trilha sonora reúne sambas-enredos que passaram pela avenida entre 1984 e 2015. De 1º de junho a 28 de julho. Quintas e sextas-feiras, às 20h. Sala Municipal Baden Powell. R$ 30. Classificação: 10 anos.

 

ESTUDO SOBRE A MALDADE – O espetáculo é uma criação de Bruce de Araújo e Miwa Yanagizawa a partir da pesquisa sobre o personagem Iago da obra “Otelo – o Mouro de Veneza”, de William Shakespeare. Mais do que dar voz ao vilão shakespeariano, um ator, em cena, investiga o cotidiano da maldade nas relações humanas. Texto de Miwa Yanagizawa e Bruce de Araújo. Direção de Miwa Yanagizawa. Com Bruce de Araújo. De 17 de junho a 10 de julho. Sábados, domingos e segundas, às 19h. R$ 20. Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto/Galeria Marcantônio de Villaça 2. Classificação: 16 anos.

 

GENET - OS ANJOS DEVEM MORRER – Com um cabaré-teatro decadente como cenário, o espetáculo conta a história de Madame, Divina, Mignon, Mimosa III, Nossa Senhora das Flores e Genet. Tudo isso envolto em muito suspense sórdido, em que todos querem ser Madame. Madame não tem sexo, Madame não tem cor, Madamenão tem idade. Todos são como anjos. E os anjos devem morrer. O enredo traz uma trama biográfica ficcional sobre o universo de Jean Genet, pela visão do diretor e dramaturgo Ribamar Ribeiro. Com Renato Neves, Getúlio Nascimento, Carla Meirelles, Julio Cesar Ferreira e Mauro Carvalho. De 9 de junho a 2 de julho. De sexta a domingo, às 20h. R$ 20. Teatro Municipal Café Pequeno. Classificação: 18 anos.


IVANOV – Com texto de Anton Tchekhov, o protagonista Nikolai Ivanov é um homem que não consegue mais se conectar com o mundo à sua volta, um mundo em constante mudança. A peça teve sua primeira versão escrita em 1887 – a segunda, definitiva, seria escrita em 1889 - e, no entanto, parece que Tchekhov está nos falando do homem no mundo de hoje. Com sua peculiar delicadeza e seu senso de humor, Tchekhov nos dá a oportunidade de procurar entender e questionar o comportamento do ser humano, confuso e perturbado ante as perspectivas que a vida oferece, mesmo mais de 130 anos depois. Direção de Ary Coslov e adaptação de Ary Coslov e Isio Ghelman. Com Isío Ghelman, Marcelo Aquino, Marcio Vito, Mario Borges, Mayara Travassos e Sheron Menezes. Até 19 de junho. R$ 40. Teatro Ipanema. Classificação: 12 anos.

 

OS CANASTRÕES TAMBÉM VÃO PARA O CÉU – O espetáculo conta a história de dois atores e seu contra-regra que montam uma peça de qualidade muito duvidosa, com direito a contratempos e muita canastrice. Contudo, essa pequena e peculiar companhia teatral ama muito seu ofício e, apesar do pouco recurso que possui, faz seu teatro com sua melhor verdade e grande dedicação. Texto de Marcello Caridade. Direção de Anja Bittencourt. Com Gabriel Guimarães, Luiz Filipe Carvalho e Juliana Fernandes. De 6 a 28 de junho. Terças e quartas, às 20h. R$ 40. Teatro Municipal Café Pequeno. Classificação: 18 anos.

 

OS LÚCIDOS ENLOUQUECEM MAIS – Um espetáculo que trata da condição humana. Através de um texto que transborda e que ferve, dois amigos e uma prostituta têm suas vidas entrelaçadas numa história de amor, sexo e pólvora. Coordenado por Roberto Meniguelo. Dia 30 de junho, sexta-feira, às 19h. Centro Cultural Municipal Dyla Sylvia de Sá. (Tel.: 3833-4769).

 

PARTE DE NÓS – Texto que narra, a partir de pequenos contos, situações que envolvem o preconceito e a intolerância na vida cotidiana. Dramaturgia de Tiago Ribeiro (a partir dos materiais e narrativas produzidos pelo elenco). Colaboração dramatúrgica de Renata Tavares. Poemas – Brendo Santos, Leona Kali e Elmer Peres. Músicas – Projeto Entre Lugares. Direção de Renata Tavares e Tiago Ribeiro. De 2 a 11 de junho. Sexta e sábado, às 20h, e domingos, às 19h. R$ 1. Teatro Municipal Gonzaguinha.

 

PELO BURACO DA FECHADURA – A peça conta a história de dois amigos (Raul e Olegário), que viviam juntos, mas devido aos acasos da vida, acabaram se distanciando por alguns anos. Até que em certo dia tudo mudou, eles se reencontram no bordel de Madame Cri-Cri onde podem encontrar as moças mais lindas de toda a redondeza, e começam a viver novas aventuras em cima da fixação de Raul por não gostar de mulheres com seios grandes. A comédia escrita por um jovem de 16 anos, tem em todo o conjunto da obra, uma levada no estilo de Nelson Rodrigues. Dia 24 de junho, sábado, às 20h. R$ 15 (meia entrada). Arena Carioca Fernando Torres. Classificação: 16 anos.

 

*QUE LEGADO – PERFORMANCE – CAFÉ – O objetivo do projeto olímpico, era fazer os jogos de forma eficiente, deixando um legado tangível para a cidade e seus moradores. Pós Copa do Mundo e Olimpíadas, tivemos de fato um legado? Com performance corporal, as atrizes transitam pelos setores da educação, experimentando a situação real do cotidiano de quem depende dos serviços públicos e questionando o que realmente importa. Com Débora Rocha e Michelle Cavalcanti. Dias 3 e 4 de junho, sábado e domingo, às 19h15, às 20h15 e às 21h15 (duração de 10 minutos). Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto (entre o foyer e o jardim). Classificação: 16 anos.

 

*QUE LEGADO – PERFORMANCE – CONTAÇÃO DE HISTÓRIA – Um livro de história do Brasil. Um leitor. Um banco. Uma mesa de madeira. Uma bandeira do Brasil. Um saco de algodão cru. Dez quilos de terra. Uma luminária branca. Um copo de vidro. Quinhentos mililitros de água mineral. Um microfone. Uma caixa de som preta. Contaçao de Histórias é uma ação, que compõe o projeto Convidação, na qual se propõem a leitura de um livro de história em um espaço de livre circulação. Criação de Dominique Arantes. De 1º a 5 de junho. De quinta a segunda, das 18h às 21h. Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto (foyer). Classificação: 16 anos.



*QUE LEGADO – PERFORMANCE – RESTA 1 – Teu futuro já estava escrito. Teu destino será revelado por uma desconhecida. Ela surge e te segreda toda a verdade. Todos os caminhos de tua vida já estavam traçados e você não tinha como escapar. Todos já sabiam. Todos tentaram te avisar, mas você não deu ouvidos. Agora resta apenas uma saída. Revelada aos teus olhos sobre um tabuleiro. Cabe a você a decisão. Qual caminho tomar? Concepção de Fabrício Branco, Monique Vaillé e Pedro Uchoa. Com Monique Vaillé. De 1º a 5 de junho, de quinta a segunda, às 19h, às 20h e às 21h (duração de 10 minutos). Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto/Galeria Marcantônio de Villaça 1. Classificação: 16 anos.

 

*QUE LEGADO – PERFORMANCE – QUERIDO ANO – É uma ação criada pela atriz Marcéli Torquato onde um ano escreve uma carta para o outro e conta seus progressos e regressos. Esta cena surgiu de uma carta que Marcéli escreveu em nome de 2016 sendo o destinatário o ano de 1993. Dia 1º, 3 e 5 de junho. Quinta, sábado e segunda-feira, das 20h às 21h. Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto (foyer). Classificação: 16 anos.

 

*QUE LEGADO – PERFORMANCE – CHUPA ESSA MANGA – Aqui não trabalhamos com metáforas. A manga está servida e o texto precisa ser falado. Em voz alta e na degustação, palavras que cortam (o espaço e a fruta) ocupam o tempo da performance enquanto ainda é possível chupar essa manga. Mas é mesmo possível? Texto: Natasha Corbelino. Diretor: Morena Cattoni. De 1º a 5 de junho. De quinta a segunda, às 21h (duração de 10 minutos). Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto (foyer). Classificação: 16 anos.

 

*QUE LEGADO – PERFORMANCE – UM DEMO MALPENSANTE CAI SOBRE TI – Invocamos aqui o canto da Esfinge por meio da voz de três personagens, oriundas de distintas tradições teatrais: Cassandra, Calpúrnia e Camila. Em momentos de turbulência política, um oráculo ou um sonho podem jogar com o destino de todos. Como interpretar um sonho? Um sonho se interpreta pelo seu sentido oposto? Texto: Vanessa Teixeira de Oliveira, com colaboração de Larissa Elias e Marília Martins. Diretor: Larissa Elias e Vanessa Teixeira de Oliveira. Dias 1º, 3, 4 e 5 de junho. Quinta, sábado, domingo e segunda, das 18h20 às 19h. Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto (entre o foyer e o jardim). Classificação: 16 anos.

 

*QUE LEGADO – PERFORMANCE – DOM QUIXOTE DELLA RUA – Uma personagem é cutucada na periferia e desperta em plena crise! Quais os moinhos que precisamos enfrentar? Que batalhas travar? O Legado são os encontros que o pensamento conduz. Como esquecer que o “encantamento” existe dentro de cada um? Sim, crise cria a angustia da transformação! Como encarar Dom Quixote que é tão ou mais angustiado do que Dostoievski? O que leva Dom Quixote a pular da literatura para o teatro é o poder das ideias em movimento, ou seja, a própria arte! Concepção e performer: Cico Caseira. De 1º a 5 de junho. De quinta a segunda, às 18h45 e às 19h45 (sábado só a primeira sessão, duração de 10 minutos). Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto (entre o foyer e o jardim). Classificação: 16 anos.

 

*QUE LEGADO – PERFORMANCE – NATUREZA VIVA: UMA AÇÃO-BAQUETE – PERFORMANCE – COLETIVA – É uma obra performática na qual o público é convidado a fazer desenhos de observação de frutas e também a degustá-las. A partir desses gestos é o próprio cotidiano que norteia nossas percepções. Com Lucia Vignolli e Nena Balthar. Dia 4 de junho, domingo, das 18h às 20h. Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto (entre o foyer e o jardim). Classificação: 16 anos.

 

*QUE LEGADO – PERFORMANCE – SHENNA MENEGHEL – Shenna Meneghel é drag princesa-guerreira. Glitterizada, bonitona, quer ocupar os espaços e dar close. Drag Performer: Alexandre Francisco (Shenna Meneghel). Dias 3 e 4 de junho, sábado e domingo, às 20h e às 21h15 (duração de 10 minutos). Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto (área externa). Classificação: 16 anos.

 

*QUE LEGADO – PERFORMANCE – SOBRE VIVER – O Fantástico se dá no momento da incerteza diante do que se vive: é Real ou Sobrenatural? Vivemos Tempos Fantásticos! Realização: Fantástica Cia. Com Andréa dos Anjos, Deco Mansilha, Marcelo Alvim, Mariana Queiroz, Max Oliveira e Nathalia Araújo. Dias 1º, 3, 4 e 5 de junho. Quinta, sábado, domingo e segunda, às 19h e às 21h (duração de 15 minutos). Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto/Galeria Marcantônio de Villaça 1. Classificação: 16 anos.

 

*QUE LEGADO – PERFORMANCE – O CÉU DO AMANHÃ – Uma mensagem chega ao público através de um ator, que é só usado como veículo midiático para alertar que em algum futuro próximo, não existirá mais nada para o povo, nem o que é de direito. Interlocução: Cico Caseira. Com Marcelo Cavalcanti. Dias 3 e 4 de junho, sábado e domingo, às 19h30 e 20h30 (duração de 10 minutos). Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto/Galeria Marcantônio de Villaça 1. Classificação: 16 anos.

 

*QUE LEGADO – PERFORMANCE – A GRANDE FESTA – Fim de festa. Após preparar o evento mais importante de sua vida, quantos convidados serão necessários para estragar os planos da anfitriã? Com Paula Valente. Dias 3 e 4 de junho, sábado e domingo, às 20h e 21h (duração de 10 minutos). Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto/Galeria Marcantônio de Villaça 1. Classificação: 16 anos.

 

*QUE LEGADO – PERFORMANCE – A VIÚVA DO MORRO SANTO ANTÔNIO – Antiga moradora da favela do Morro do Santo Antônio conta partes da história que ela se recorda do desmonte, serve bebida aos convidados e entrega a letra e canta o samba “Morro do Santo Antônio”, de Benedito Lacerda e Herivelto Martins. A canção retrata em sua letra uma preocupação comum aos moradores do Santo Antônio como também todos os trabalhadores residentes do centro do Rio de Janeiro na primeira metade do século XX. Direção de Stella Brajterman. Texto de Stella Brajterman. Dias 3 e 4 de junho, sábado e domingo, às 19h45 (duração de 10 minutos). Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto/Galeria Marcantônio de Villaça 1. Classificação: 16 anos.

 

QUE LEGADO – TEATRO – DANTE – A partir de acontecimentos reais neste ano na cidade do Rio, surge a motivação de cruzar alguns relatos a partir de um “embate” entre autores. Ivan Fernandes escreve para o personagem de Ricardo Martins e Paula Rocha para a personagem de Natasha Corbelino. A princípio a dramaturgia é composta por dois discursos independentes de um médico e uma professora, ambos servidores do Estado, separados e pais de Dante. No decorrer da encenação de Breno Sanches, esses discursos tornam-se diálogos e o público tem a possibilidade de se posicionar perante um dos dois lados. Quem tem razão? É possível tomar partido? Direção de Breno Sanches. Dramaturgia de Ivan Fernandes e Paula Rocha. Com Natasha Corbelino e Ricardo Martins. De 1º a 5 de junho, de quinta a segunda, às 19h30. R$ 5. Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto. Classificação: 16 anos.

 

QUE LEGADO – TEATRO – PROJETO TRANSARTE – O Projeto Transarte é uma plataforma de ações artísticas que discutem gênero e sexualidade, tendo como ponto de interseção a questão da transexualidade, com curadoria de Dandara Vital, Douglas Resende e Carolina Caju. Direção de Carolina Caju. Dramaturgia de Pedro Uchoa. Dias 2 e 3 de junho, sexta e sábado, às 20h. R$ 5. Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto. Classificação: 16 anos.

 

QUE LEGADO – TEATRO – CONCRETO ARMADO – Os integrantes da Companhia Teatro Inominável reconstroem seu espetáculo “Concreto Armado” em uma instalação performativa, trazendo à tona Restos, Ruínas e Ruídos de uma criação que insiste em se manter viva e desejante. Criação, direção e texto de Adassa Martins, Andrêas Gatto, Diogo Liberano, Flávia Naves, Gunnar Borges, Laura Nielsen, Natássia Vello e Thais Barros. Dia 4 de junho, domingo, às 20h. R$ 5. Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto.
Classificação: 16 anos.

 

QUE LEGADO – TEATRO – FRONTEIRAS – “Fronteiras” é uma composição que investiga as linhas limítrofes do espaço, texto e corpo. Um corpo construído na cidade e pela cidade, suas barreiras e distâncias, um corpo ocupado pelos vazios e pelas marcas da metrópole. Dramaturgia construída em processo colaborativo a partir da obra de Matéi Visniec. Direção de Ricardo Rocha. Com Bárbara Abi-Rihan, Camila Zampier, Erick Tuller, Fabio Lacerda e Viviane Pereira. Dias 2, 3 e 4 de junho, sexta, sábado e domingo, às 21h30. R$ 5. Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto. Classificação: 16 anos.

 

QUE LEGADO – DANÇA – ACORDO – Na dança aprendemos que o movimento do corpo produz espaço, onde antes não havia. Ocupamos o próprio corpo, produzimos espaços ocupados pelo corpo, e áreas ocupadas pelos espaços. Nesta ocupação do corpo problematiza-se os contornos entre os estados de vigília, sonho, pensamento, ação e habitação (do corpo). Criando uma nuvem de contornos turvos, sugerimos, através do movimento, uma nova zona entre o (espaço) público e o artista (privado) onde imagens que tangenciam sonhos, ou um pensamento mais descompromissado com ideias objetivas, possam manifestar outras propostas de como ocupar espaços e corpos. Direção de Alice Ripoll. Criação e interpretação de Alan Ferreira, Leandro Coala, Rômulo Galvão e Tony Hewerton. Dias 2, 3 e 4 de junho, sexta, sábado e domingo, às 20h30. R$ 5. Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto. Classificação: 16 anos.

 

QUE LEGADO – TEATRO – AGORA SEI O CHÃO QUE PISO – A Cia. Marginal apresenta um desdobramento com seu projeto de extensão: o Grupo Atiro, dirigido por Wallace Lino, em “Agora sei o chão que piso”. O grupo nasce das oficinas de extensão da Cia Marginal em parceria com a Redes de desenvolvimento da Maré. Após sete anos de trabalho, um grupo começa a surgir. Com quatro textos curtos inéditos, escritos em parceria com quatro dramaturgos e revisados por Rosyane Trotta, o grupo mergulha em suas memórias para denunciar as animalidades nas relações humanas vividas durante a infância e adolescência. Direção de Wallace Lino. Dramaturgia: Grupo Atiro, Peter Franco, Carol Barbosa, Iury de Carvalho Lobo e Phellipe Azevedo. Com Gabriel Horsth, Romário Melo e Paulo Victor Lino. Grupo Atiro: André Sousa, Bárbara Assis, Gabriel Affonso, João Paulo Rodrigues, JulianaTargino, kamyla Galdeano, Marcos Diniz, Marllon Araújo e Matheus Affonso. Dias 2 e 4 de junho, sexta e domingo, às 21h. R$ 5. Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto. Classificação: 16 anos.

 

YANK: O MUSICAL – Musical inspirado nos clássicos filmes e espetáculos musicais dos anos 40, com um diferencial: é uma história de amor entre dois homens. Como é ser soldado e gay na Segunda Guerra Mundial? Yank: o musical explora a luta pelo amor e pela sobrevivência num tempo e lugar onde as circunstâncias estão todas contra você. Texto de David Zellnik. Adaptação de Menelick de Carvalho e Vitor Louzada. Direção de Menelick de Carvalho. Com Hugo Bonemer, Betto Marque, Leandro Terra, Fernanda Gabriela, Conrado Helt, Chris Penna, Leandro Melo, Dennis Pinheiro, Bruno Ganem, Robson Lima e Alain Catein. De 1º a 30 de junho. Quintas, sextas e sábados, às 19h30. R$ 40. Teatro Municipal Serrador. Classificação: 16 anos.

 

SE EU FOSSE SYLVIA P. – O espetáculo é uma experiência cênica poética que transita entre a realidade e a ficção. O tom confessional que marca a obra literária da poetisa Sylvia Plath, conduz a dramaturgia criando uma atmosfera intimista. Temas como amor, solidão, relações familiares, vida e morte perpassam a apresentação.
Sylvia Plath é uma das mais renomadas poetas do século XX. Conhecida pela sua poesia confessional, a poeta norte-americana foi a primeira a ganhar um prêmio Pulitzer após a sua morte. Sylvia ficou mundialmente conhecida após o episódio de seu suicídio, deixando dois filhos Frieda e Nicholas, do casamento com o laureado poeta inglês Ted Hughes. Texto de Alessandra Gelio. Direção de Alessandra Gelio e Cynthia Reis. Com Alessandra Gelio, Léo Rosa e Téia Kane. Dia 1º de junho, quinta-feira, às 20h. Teatro Municipal Café Pequeno. R$ 30. Classificação: 16 anos.

 

UMA JANELA PARA DENTRO – A peça conta situações e vivências que um artista plástico enfrenta por conta de sua orientação sexual. Desde o seu primeiro confronto ainda com a professora primária, ele aprende com ela que só o amor constrói, mas a sociedade o mostra que apenas um tipo de amor pode ser construído. O tempo passa, as situações acontecem. Suas reações a essa questão se refletem no fato de deixar a janela de sua casa fechada. À medida que percebe que só o amor constrói, mas não somente um tipo de amor, e sim o puro e verdadeiro, aquele que o completa, que o entende, e até mesmo que independe de orientação sexual, a sua janela vai se abrindo, até que decide deixá-la por vezes aberta. Texto de Victor Ribeiro de Lima. Adaptação de Leandro Nicolau e Waldecir de Oliveira. De 16 a 25 de junho. Sextas e sábados, às 20h, e domingo, às 19h30. R$ 20. Teatro Municipal Gonzaguinha. Classificação: 16 anos.

 

*VALSA Nº 6 – A adolescente Sônia é assassinada enquanto executa a “Valsa Nº 6” de Chopin. Depois de morta, tenta montar o quebra-cabeça de suas memórias e reconstruir os acontecimentos de sua vida. Sempre com a peça musical de Chopin funcionando como pano de fundo, a moça vai revelando uma trama de assassinato, adultério, alucinações e conflitos entre o real e o imaginário. Texto de Nelson Rodrigues. Direção de Marina Martins. Com Rita Pavão. Dia 22 de junho, quinta-feira, às 19h. Teatro Municipal Ziembinski. R$ 30. Classificação: 16 anos. 

 

 

 

 

ARRASTA-PÉ DAS CRIANÇAS – Um arrasta-pé divertido e animado com direito a histórias e brincadeiras populares de festas juninas. O show reúne baião, forró, xaxado com instrumentos de um típico trio regional, com sanfona, triângulo e zabumba. Através de um cordel composto especialmente para o show, o público passa a conhecer um pouco mais da origem da festa que surgiu como agradecimento às colheitas. Com a Cia. Mimos Brasil, Rodrigo Ferrero (sanfona, teclado e voz) e Rodney Mariano (zabumba e voz). Livre. Dias 17 e 18 de junho, sábado e domingo, às 16h. R$ 40. Teatro Municipal Café Pequeno.

 

AS AVENTURAS DE OLAF – Olaf, consegue convencer Elza a deixá-lo ir sozinho em busca do verão. No entanto para encontrar o que mais sonha, Olaf vai viver uma grande aventura de conto de fadas onde terá que enfrentar vilões como o Lobo Mau, a Bruxa Má e a temível Bruxa do Oeste. Mas ele, não estará sozinho nessa, pois a cada nova aventura ele irá encontrando personagens já conhecidos da criançada como, Chapeuzinho Vermelho, Doroty, Branca de Neve e até o pequeno Tarzan. Dia 4 de junho, domingo, às 17h. R$ 10 (antecipado) ou R$ 15. Areninha Carioca Hermeto Pascoal. Classificação: livre.

 

FLORES D´ÁGUA CONTADORAS DE HISTÓRIAS – Peça poética que trata da importância da água com trava línguas e canções populares. Flores D’água Contadoras de Histórias prioriza a brincadeira e o encontro através de uma linguagem narrativa, corporal e musical para todas as idades sensibilizando através da música, imagens visuais, divertindo e trazendo questionamentos sobre a relação da humanidade com a natureza. Idealizado pela atriz Paulinha Cavalcanti e dirigido por Anderson Barreto, o espetáculo traz canções e cantigas populares que conduzem a cena com humor e beleza. No palco Paulinha é acompanhada pelo músico Romulo Frazão (flauta, banjo, cavaquinho e percussão). Dias 10 e 11 de junho. Sábado e domingo, às 16h. R$ 40. Teatro Municipal Café Pequeno.

 

FESTA JUNINA DA DONA LAURINDA – Festa típica de São João com comidas, danças e músicas. Dias 24 e 25 de junho, sábado e domingo, das 12h às 18h. Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo.

 

DOMINGO DAS CRIANÇAS – Flávio Dana apresenta Histórias Contadas em Versos Cantados, dia 4; Núcleo Experimental de Arte-educação apresenta Elementar – Terra, Fogo, Água e Ar, dia 11; Jujuba e Ana Nogueira apresentam Arraiá da Alegria, dia 18; e Marcelo Serralva e Banda Malamalenga apresenta Musiquáticos, dia 25. Sempre às 16h. R$ 20. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831). Classificação: livre.

 

JONGO MAMULENGO – Numa celebração à cultura brasileira, com foco em três patrimônios imateriais do país, o Coletivo Bonobando apresenta seu primeiro infanto-juvenil: o espetáculo Jongo Mamulengo, parceria com o Jongo da Serrinha e o Cordão do Boitatá, que estreou dia 27 de maio, no Teatro Ipanema, com direção de Adriana Schneider. Na montagem, o jongo, o samba e o mamulengo são os protagonistas da história contada por atores, músicos e os bonecos, que representam importantes figuras históricas como Vovó Maria Joana, Mestre Darcy, Silas de Oliveira, Tia Ciata, Clara Nunes, Dona Ivone Lara e Princesa Isabel, confeccionados especialmente pelo Mestre Zé Lopes, mamulengueiro pernambucano. No palco, integrantes do Jongo da Serrinha e do Cordão do Boitatá também estarão em cena tocando e dançando. Dramaturgia e texto do Coletivo Bonobando. Com Karla Suarez, Lívia Laso, Marcelo Magano, Patrick Sonata e Thiago Rosa. Sábados e domingos, às 16h, até 18 de junho. R$ 40. Teatro Ipanema. Classificação: livre.

 

MIGUEL, O INVISÍVEL – Incentivar a leitura, despertar o interesse pelas artes cênicas e estimular o diálogo reflexivo entre jovens e adultos, sobre sociedade e diversidade sociocultural. Numa linguagem leve e descontraída, o texto aborda questões relativas ao público infantojuvenil que são independentes de poder aquisitivo e cultura, os temas do coração, bullying, as dúvidas e descobertas do crescimento, os medos e inseguranças, ou seja, os dilemas da adolescência. Direção e roteiro de Tati Ingrid Adão. Com Miguel Arraes, Karize Brum, Anna Rita Cerqueira, Lucas Cotrim e elenco. De 17 de junho a 1º de julho. Sábados, das 16h às 17h. R$ 40. Teatro Municipal Gonzaguinha. Classificação: livre.

 

O MENINO MALUQUINHO – História de um menino muito feliz, esperto, inteligente, sapeca, agitado, animado, sorridente e de bem com a vida. A energia é tanta que as pessoas só o chamavam de “Maluquinho”, mais precisamente, de “Menino Maluquinho”. Ele tinha muitos coleguinhas, mas sabia quem eram seus amigos de verdade e de todos os momentos: o Bocão, Herman, Carol, Shirley, Julieta e Nina. Foi com eles que o menino passou grandes momentos de sua infância. Dia 18 de junho, domingo, às 18h. R$ 10 (antecipado) ou R$ 15. Areninha Carioca Hermeto Pascoal. Classificação: livre.

 

PAMONHA E PANACA – Dois amigos inseparáveis, sem rumo na vida, travam uma disputa: um quer ser melhor que o outro. Nesse duelo cômico, eles desenvolvem um relacionamento absurdo, onde impera o individualismo e o imediatismo, agravando a situação. “Pamonha e Panaca” é uma crônica burlesca sobre o comportamento humano no exercício do poder, por menor que ele seja. É uma crítica a um tipo de comportamento que permeia a sociedade em vários níveis, onde aquele “jeitinho especial” se torna um atalho para falsos méritos e vantagens que destroem a base moral, causa injustiças e perturba a ordem natural dos acontecimentos. Em cena, Ricardo Blat e Nelson Yabeta incorporam os dois palhaços que tentam sobreviver sem esforço. Com texto divertido e direção de Rogério Blat, o espetáculo é uma homenagem às duplas cômicas originadas do Circo, Cinema, TV e das Histórias em Quadrinhos. De 3 a 25 de junho, sábados e domingos, às 16h. Com intérprete de Libras, nos dias 3 e 4 de junho. R$ 30. Teatro Municipal Ziembinski. Classificação: livre.

 

SANTA PALHAÇADA: 1º FESTIVAL DE PALHAÇOS DE SANTA TERESA – A partir da percepção que existiam muitos artistas que eram e/ou atuavam como palhaços no bairro de Santa Teresa foi proposto este 1º Festival. Os eventos acontecerão também no Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas. Dia 15 de junho, das 11h às 18h. Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo.

 

TAGARELANDO – Os saltimbancos Severino e Catirina são rivais e precisam aprender um pouco com as histórias que contam por aí, como em “As Aventuras de Kadan” e “Farunk”. Os filhos do governante de Argeron não se entendem, e isso faz com que a população fique dividida. Por esse motivo a Amizade e a Felicidade foram embora de Argeron, que poderá ser destruída por Suez, o Deus do vento que faz a curva.
Texto e direção de Wanderson Rosceno (baseado em “As aventuras de Kadan e Farunk”, de Berto Matys). Com Bárbara Abi-Rihan e Fábio Lacerda. Dias 24 e 25 de junho, sábado e domingo, às 16h. R$ 40. Teatro Municipal Café Pequeno.  

 

 

 

 

 

 

 

4 POR CABEÇA - FESTIVAL DE COMPOSITORES – Seis compositores apresentam quatro músicas cada, sem banda. Diferentes estilos, sonoridades e galeras. A composição em seu estado bruto. O evento é tocado de modo associativo, onde todos os envolvidos dividem igualmente o valor arrecadado na bilheteria, viabilizando e fortalecendo a cultura independente carioca. Dia 15 de junho, quinta-feira, às 21h. R$ 20. Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto. Classificação: livre.

 

13.7 – Show como grupo formada por Chico Chico (voz e violão), João Mantuano (voz e violão), Pedro Fonseca (teclado), Miguel Dias (baixo) e Lucas Videla (percussões). No repertório, músicas registradas no disco do 2x0, de Chico Chico e composições novas. Dia 21 de junho, quarta-feira, às 19h30. R$ 20. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831). Classificação: livre.

 

ATÉ O SOL – Show com a cantora Jullie, que apresenta canções que falam sobre liberdade, amor e natureza humana. O trabalho conta com a participação de Dani Black, Nando Motta, Nina Fernandes e Ju Martins, que além de participar do álbum cantando, é responsável por algumas composições ao lado da artista. Jullie estará acompanhada de Bernardo Martins (bateria), Alana Alberg (baixo), Felipe Pacheco Ventura (violino) e Nando Motta (violão e voz). Dia 29 de junho, quinta-feira, às 20h. R$ 30. Teatro Municipal Café Pequeno.

 

A MÚSICA DA AMAZONIA COM NILSON CHAVES E SILVAN GALVÃO – Encontro de dois compositores e instrumentistas amazônicos, de diferentes gerações. Nilson Chaves é um dos grandes representantes da música da Amazônia, com trabalho desenvolvido com linguagem poética e musical. Com 27 discos e 5 DVDs gravados foi vencedor do Prêmio Sharp de 1994, e também foi indicado ao Grammy Latino de 2000. Silvan Galvão desenvolve um trabalho baseado nos ritmos regionais amazônicos, como o carimbó, batuque e o lundum marajoara, explorando uma linguagem universal nos arranjos, e inserindo-os assim no contexto contemporâneo. Dia 21 de junho, quarta-feira, às 20h. Sala Municipal Baden Powell. R$ 40. Classificação: livre.

 

ANA DE HOLLANDA E SEUS MESTRES – Show com a cantora e compositora Ana de Hollanda que se une ao Quarteto Leandro Braga para interpretar canções de compositores como Chico Buarque, Tom Jobim, Vinícius de Morais, Dorival Caymmi, Cartola, Elton Medeiros, Caetano Veloso, Noel Rosa, Carlos Lyra, Milton Nascimento, Fernando Brant, assim como canções próprias ou em parcerias, entre elas, “Primeira Dama”, que homenageia Dona Ivone Lara. Dia 10 de junho, sexta-feira, às 21h. Sala Municipal Baden Powell.

 

ARRANCO DE VARSÓVIA – Show com o grupo vocal de samba que comemora 20 anos. Nessa nova fase, o Arranco começou a paquerar outras vertentes do samba, misturando linguagens e elementos de outras praias sonoras. O resultado está no CD “Na panela pra dançar”, lançado em 2014, pela Mills Records, com músicas de Lenine, Egberto Gismonti, Sérgio Santos e inéditas do Pauleira, que agora assume todos os arranjos. Nesses 20 anos, muita coisa se transformou. Dia 15 de junho, quinta-feira, às 20h. R$ 40. Teatro Municipal Café Pequeno.

 

BIQUINI CAVADÃO – ANIVERSÁRIO DO IMPERATOR – O aniversário de cinco anos do Imperator só poderia ser comemorado em grande estilo. E que sobe ao palco é o grupo Biquini Cavadão. Abertura com Uns e Outros. Dia 15 de junho, quinta-feira, às 20h. R$ 60. Imperator - Centro Cultural João Nogueira (Tel.: 2597-3897). Classificação: livre.

 

BEBETO E BANDA – Show com o cantor e compositor Bebeto, que apresenta seus grandes sucessos. Dia 10 de junho, sábado, 20h. R$ 25. Arena Carioca Fernando Torres. Classificação 16 anos.

 

CARLOS MALTA – Show com Carlos Malta que vai apresentar composições de seu trabalho Rainbow e “Tupyzinho”, “O canto da ema” e “Lá no Suzano” (Carlos Malta e Pife Muderno). Dia 15 de junho, quinta-feira, às 19h30. R$ 20. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831). Classificação: livre.

 

CCMP#FEST01 – CENA CARIOCA DE MÚSICA PROGRESSIVA – Após três edições em 2016, a Cena Carioca de Música Progressiva inicia um novo formato, chamado CCMP#Fest, com formato de um festival de música progressiva. Direção de Luciano Siqueira e Lilian Doyle. De 2 a 4 de junho, de sexta a domingo, às 19h. R$ 40.
Teatro Municipal Café Pequeno. Classificação: 16 anos.

 

CELEBRIZAR – Show de lançamento do DVD Celebrizar, o primeiro da cantora Sandra Duailibe, que comemora seus 10 anos de carreira. A artista revisita músicas que a consagraram, como “Certas canções” (Tunai/Milton Nascimento) e “Epitáfio” (Sérgio Britto), além de interpretar temas inéditos na sua voz como “Lembra de mim” (Ivan Lins/Vitor Martins), “Resposta ao tempo” (Cristóvão Bastos/Aldir Blanc) e “Por enquanto” (Renato Russo). Em cena, a cantora estará acompanhada por Paulo André Tavares (violão), Agilson Alcântara (violão), Paulo Dantas (baixo) e por Cássio Acioli (percussão). A apresentação tem as participações especiais de Fhernanda Fernandes, de quem gravou “Marajó” (com Sarah Benchimol, e do poeta Christovam de Chevalier. Dia 8 de junho, quinta-feira, às 20h. R$ 40. Teatro Municipal Café Pequeno.

 

CEP 20.000 – Desde 1990, o mais tradicional sarau da cidade traz o melhor nas novas gerações de poetas, músicos, performers da cidade. Direção e apresentação de Ricardo Chacal. Dia 29 de junho, quinta-feira, às 20h. R$ 10. Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto. Classificação: livre.

 

CLÁSSICOS DOMINGOS – Com Duo Santoro, dia 4; Turibio Santos, dia 18; e Maria Teresa Madeira, dia 25. Sempre aos domingos, às 11h. R$ 20. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831).

 

CIMI – Em busca da delicadeza, a cantora Cimi apresenta, em suas composições, a crônica musical que invade os sentidos. Acompanhada de Ricardo Rito (teclado e baixo) e Maurício Chiari (bateria), ela apresentará um repertório composto por músicas do disco “Mil nãos, um sim”. Dia 19 de junho, segunda-feira, às 21h. R$ 20. Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto. Classificação: livre.

 

CIRCUITO RODA DE BAMBA – Organização internacional integração sem fronteiras, com mestre Faísca e o conjunto Samba na Mente e feijoada. Dia 18 de junho, domingo, das 13h às 22h. Centro Cultural Municipal Dyla Sylvia de Sá. (Tel.: 3833-4769).

 

CLÁUDIO JORGE – SÓ PELA NECESSIDADE DE CANTAR – O cantor, compositor e violonista Cláudio Jorge apresentará um repertório autoral baseado em seus discos “Coisa de Chefe”, indicado ao Grammy latino no ano de 2002, “Amigo de Fé” e do futuro lançamento “Samba Jazz, de raiz”. O repertório passeia pelas parcerias de Cláudio Jorge com Nei Lopes, Luís Carlos da Vila, Ivan Lins, Wilson das Neves, entre outros. Com Cláudio Jorge (voz, violão), Ivan Machado (baixo) e Pirulito (percussão). Participações especiais de Augusto Martins e Gabriel Versiani. Dia 30 de junho, sexta-feira, às 19h30. R$ 20. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831). Classificação: livre.

 

COMEMORAÇÃO AO DIA DOS NAMORADOS – Show “Coração” com o duo formado por Glaucio Graças (violão e voz) e Renato Kiamby (cajon e textos). No repertório, composições do Legião Urbana, O Rappa, entre outros. Dia 12 de junho, segunda-feira, das 15h às 17h. Centro Cultural Municipal Dyla Sylvia de Sá. (Tel.: 3833-4769).

 

CORDÃO DO BOTATA: DE GONZAGÃO À DOMINGUINHO - PARTICIPAÇÃO ESPECIAL DE PEDRO MIRANDA – Show do grupo Cordão do Boitatá dedicado a obra de dois grandes compositores da música brasileira: Luiz Gonzaga e Dominguinhos. Traz seus principais sucessos além de temas instrumentais. O show contará com a participação especial do cantor carioca Pedro Miranda. O Cordão do Boitatá é formado por Kiko Horta (sanfona, direção musical), Cris Cotrim (cavaco e voz), Thiago Queiroz (sax alto e barítono), Daniela Spielmann (sax soprano e flauta), Alexandre Romanazzi (flauta), Rodrigo Scofield (bateria), Paulino Dias (percussão), Luiz Flavio Alcofra (violão) e Chico Oliveira (baixo). Dia 24 de junho, sábado, às 21h. Sala Municipal Baden Powell. R$ 50. Classificação: livre.

 

CRISTINA BRAGA – Considerada uma das mais importantes harpistas brasileiras Cristina Braga apresenta peças de seu trabalho mais recente “Whisper” lançado com a Sinfônica de Brandenburgo, na Alemanha. No programa: Bachiana No 5 (Villa-Lobos), Sol com chuva (Braga Medeiros), Preciso me encontrar (Candeia), Samba e Amor (Chico Buarque), Insensatez (Chico Buarque e Tom Jobim), Santa Morena (Jacob do Bandolim), Baião (Egberto Gismonti), Whisper on a Prelude (Baden Powell/Braga/Rosenblit), entre outros. Participações especiais de Antônia Medeiros (voz) e Ricardo Medeiros (baixo). Dia 22 de junho, quinta-feira, às 19h30. R$ 20. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831). Classificação: livre.

 

DAVID CHEW E BLAS RIVERA – Concerto com o duo formado pelo violoncelista, David Chew, o mais carioca dos músicos ingleses, e pelo argentino Blas Rivera, saxofonista, pianista e compositor, sob a influência do rock e da música clássica, apaixonado pelo jazz e bossa nova. Atualmente ele leva seu tango-jazz por vários países do mundo. Para este concerto farão um elegante repertório de câmara para os seus instrumentos. Dia 1º de junho, quinta-feira, às 19h30. R$ 20. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831). Classificação: livre.

 

DOMINGOS CLÁSSICOS INTERNACIONAIS – A série apresenta uma programação eclética e diferenciada ao inserir espaço para novos compositores, grupos de câmera nacionais e estrangeiros. Maria Josephina Mignone, dia 4; Trio Versátil com Harold Emert (Oboé), Carlos Ratto (flauta) e Cláudio Vetori (piano), dia 11; Paula da Matta e Aloisyo Fagerlande - homenagem à Noel Devos (piano e fagote), dia 18 e Coro de Câmara da Escola Municipal Villa Lobos – maestro José Assumpção, dia 25. Domingos, às 11h, Sala Municipal Baden Powell. R$ 20. Classificação: livre.

 

DANILO CAYMMI – Show com o cantor, compositor e flautista que integrou a Banda de Tom Jobim e compôs trilhas sonoras para novelas e seriados da televisão. Acompanhado de Davi Mello (violão), Danilo Caymmi interpretará músicas próprias como “Andança”, “Casaco Marron”, “O Bem e o Mal”, além de sucessos do seu pai, como “Maracangalha”, “O Que é Que a Baiana Tem?”, “Saudades da Bahia” e “Marina”. Dia 24 de junho, sábado, às 19h30. R$ 40. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831). Classificação: livre.

 

ESSE MEU OLHAR – Show com Verônica Sabino e participação de Sérgio Chiavazzolli. O trabalho “Esse meu olhar” reúne um repertório de standards renovados em sons e sensibilidades, pela lente pessoal e contemporânea de Verônica. O repertório passeia por Tom, Vinícius, Dolores Duran, Maysa, Carlos Lyra, Menescal e Ronaldo Bôscoli, Marcos e Paulo Sergio Valle, bolero, rock dos anos 60 e pitadas de Jovem Guarda. Dia 22 de junho, quinta-feira, às 20h. R$ 40. Teatro Municipal Café Pequeno.

 

EDUARDO DUSSEK E SORAYA RAVENLE – A parceria que fez sucesso no musical Sassaricando está chegando ao Imperator. Em junho, Eduardo Dussek e Soraya Ravenle vão apresentar o show humor, amor e carnaval com projeto Quartas Brasileiras. Os ingressos já estão à venda. Acesse o link e garanta o seu. Dia 21 de junho, quarta-feira, às 16h. R$ 40. Imperator - Centro Cultural João Nogueira (Tel.: 2597-3897). Classificação: livre.

 

FESTIVAL SOMAÊ – O Festival nasce da síntese da obra de artistas, dando origem a algo novo, que transcende suas individualidades e engrandece a música. Direção de Diogo Bueno. Com Diogo Bueno, Grativol, Paulo Cioli, Pedro Gama, Riko Viana, Victor Mus e Vitor Medina. Dia 9 de junho, sexta-feira, às 19h30. Teatro Municipal Ziembinski. R$ 10. Classificação: 16 anos.

 

FERNANDA CUNHA – LANÇAMENTO DO CD “JOBIM 90” – Com quase 20 anos de carreira, a cantora faz show de lançamento de seu sétimo disco “Jobim 90” para homenagear as nove décadas de Tom Jobim. O trabalho traz apenas músicas que Tom compôs sozinho, letra e música. Nessa lista estão “Águas de Março” e “Samba do Avião”, mas também canções menos conhecidas como “Two Kites” e “Ângela”. No disco e no show a cantora está acompanhada de Ze Carlos (violão e guitarra), Camilla Dias (piano), Jorjão Carvalho (baixo) e Helbe Machado (bateria). Dia 3 de junho, sábado, às 21h. Sala Municipal Baden Powell. R$ 50. Classificação: livre.

 

FORROZÃO DE CABO A RABO – Show com compositor e membro da Academia Brasileira de Literatura de Cordel, Marcus Lucena e convidados. No repertório, composições dos CDs “O Salvador Daqui” e “Semente”, além de exposição de cordel, repentistas e DJ. Dia 14 de julho, às 20h. Sala Municipal Baden Powell. R$ 40.

 

JOSÉ STANECK E ITAMAR ASSIERE HOMENAGEIAM TOM JOBIM E VILLA-LOBOS – Concerto em homenagem a Tom Jobim e Villa-Lobos com José Staneck (gaita) e Itamar (piano). José Staneck tem um estilo próprio onde elementos tanto da música de concerto quanto da música popular brasileira e do jazz se fundem a serviço de uma sonoridade e expressividade marcante. Itamar Assiere atuou como tecladista e arranjador com grandes nomes da MPB como Gonzaguinha, Beth Carvalho, Martinho da Vila, além dos internacionais Dionne Warwick e Arturo Sandoval. Dia 8 de junho, quinta-feira, às 19h30. R$ 20. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831). Classificação: livre.

 

JOYCE MORENO – PALAVRA E SOM E CAIXA ANOS 80 – Lançado em 2016 no Japão e considerado pela revista Latina como um dos lançamentos mais importantes do ano passado, “Palavra e Som” traz dez canções com músicas e letras de Joyce, e mais três em parceria (com Paulo César Pinheiro, João Cavalcanti e Torquato Neto). A este lançamento se soma o da “Caixa Anos 80”. Dia 10 de junho, sábado, às 19h30. R$ 40. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831). Classificação: livre.

 

LEROS, LEROS E BOLEROS – Seresta para todas as idades, coordenado por Deise Vieira e Dilma Gomes. Terças-feiras, às 15h. Centro Cultural Municipal Dyla Sylvia de Sá. (Tel.: 3833-4769).

 

LENY ANDRADE – Com 20 discos gravados e viajando pelo mundo, Leny Andrade vem se apresentando em festivais com grandes nomes da música internacional, como Chucho Valdes, Ron Carter, Gonzalo Rubalcaba e Paquito D'Rivera. Canções como “Estamos Aí”, “Outra Vez” e “Rio” fazem parte do roteiro, ao lado de trabalhos de Cartola, Ivan Lins, Ronaldo Bôscoli e João Donato, entre outros. A cantora estará acompanhada do pianista Fernando Merlino. Dia 3 de junho, sábado, às 19h30. R$ 40. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831). Classificação: livre.

 

MARCELO CALDI E ORQUESTRA SANFÔNICA – A Orquestra Sanfônica do Rio de Janeiro, formada por 15 sanfoneiros, três cantores e dois percussionistas, resgata os tempos do instrumento de fole no Rio e no Brasil, e inova ao incluir em seu repertório canções regionais nordestinas – de autoria de Jackson do Pandeiro, Luiz Gonzaga e Sivuca, entre outros – ao lado de peças clássicas, como o famoso Minueto em Sol Maior, de Bach, além de músicas autorais. Dia 2 de junho, sexta-feira, às 19h30. R$ 20. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831). Classificação: livre.

 

MUSICÂMARA COM DUO BERRENECHEA VETROMILLA – Recital com o Duo Barrenechea-Vetromilla formado por Sérgio Barrenechea (flauta e flauta em sol) e Clayton Vetromilla (violão), que incluí em seu repertório obras consagradas de Francisco Mignone, Camargo Guarnieri, Guerra-Peixe, Radamés Gnattali e Pixinguinha. Direção de Luiz Carlos Barbieri. Dia 30 de junho, sexta-feira, às 19h. R$ 20. Teatro Municipal Ziembinski. Classificação: livre.

 

MARCELO NOGUEIRA – “NUNCA PARE DE SONHAR: 70 ANOS DE GONZAGUINHA” – Show em comemoração aos 70 anos de Gonzaguinha, com o ator, cantor e produtor Marcelo Nogueira. Vida, sonho, suor e lágrimas de um artista que marcou uma geração, e que trouxe a tona questões humanas, sociais e políticas, em um momento crítico da nossa história. Na banda, Roberto Bahal (direção Musical e piano), Andrey Cruz (sopros), Nilton Vilella (percussão) e Maurício Figueiredo (baixo). Dia 28 de junho, quarta-feira, às 20h. Sala Municipal Baden Powell. R$ 40. Classificação: livre.

 

MOYSEIS MARQUES APRESENTA PASSATEMPO – Show com o cantor, compositor e violonista num show dançante. “Passatempo” apresenta baiões e xotes, sambas e maracatus. Moyseis estará acompanhado de Gabriel Guenther (bateria), Luis Louchard (baixo) e Dudu Oliveira (sopros). Dia 9 de junho, sexta-feira, às 19h30. R$ 20. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831). Classificação: livre.

 

MÁRIO, MAR E O AMOR – Criada a partir de músicas sobre o mar, a peça infantil, com texto e direção de Leonardo Simões, traz canções da cultura popular e de diversos compositores da MPB com ênfase na obra de Caymmi. A história mostra as aventuras de Mário, que se lança ao mar em busca de um tesouro, deixando na praia sua amada Ana Rosa. Com Victor Salzeda, Raquel Penner, Thiago di Muniz, Juan Paz, Camila Ferolla, Giovana Sassi e Natan Figueiredo. Sábados e domingos, às 15h, até 11 de junho. Sala Municipal Baden Powell. R$ 30. Classificação: livre.

 

MOACYR LUZ & SAMBA DO TRABALHADOR – Show que reúne clássicos de Moacyr Luz e parceiros como “A Reza do Samba”, “Som de Prata”, “Que Batuque é Esse”, “Beija-me”, “Verdade”, “Saudades da Guanabara”, entre outras. Moacyr sobe ao palco acompanhado de Gabriel Cavalcante e Alexandre Marmita (voz e cavaquinho), Nego Álvaro e Mingo Silva (voz e percussão), Daniel Neves (violão sete cordas), Luiz Augusto Guimarães, Junior de Oliveira e Nison Visual (percussão). Dia 23 de junho, sexta-feira, às 19h30. R$ 20. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831). Classificação: livre.

 

MESSIÊ FORRÓ: SUCESSOS FRANCESES E BRASILEIROS EM RITMO DE BAIÃO – O show é o encontro do forró com jazz, xote, valsa e o baião. Dois músicos franceses e um brasileiro criarão um baile show embalado pelo baião e outros ritmos nordestinos com influências como gipsy jazz, la chanson e la musette, entre outros. No repertório, grandes clássicos franceses como “La Javanaise”, “La Foule” e “La Vie en Rose” ganharão uma roupagem nordestina. Será um arraiá franco–brasileiro. Dia 17 de junho, sábado, 21h. Sala Municipal Baden Powell.

 

MARI ROMANO – LANÇAMENTO DO DISCO “ROMANCE MODELO” – Show com a cantora e compositora Mari Romano, que lança o disco “Romance Modelo”, com músicas compostas durante o período em que retornou ao Brasil depois de morar três anos na Argentina. Um conjunto de canções sobre o tempo, escolhas, identidade e separação. Mari estará acompanhada de Tomás Tróia (baixo), Pedro Dias Carneiro (guitarra) e Emília Rodrigues (bateria). Dia 12 de junho, segunda-feira, às 21h. R$ 30. Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto. Classificação: livre.

 

MULHERES DE CHICO – Show com o bloco Mulheres de Chico que sobe ao palco da Sala Baden Powell para celebrar o aniversário de Chico Buarque de Hollanda. Essa festa já é uma tradição do bloco que comemora o 11º ano de existência. O repertório terá os grandes sucessos do compositor como “Construção”, “Deus lhe pague”, “A volta dos malandros” e “Vai Passar”. Dia 25 de junho, domingo, às 20h. R$ 40. Sala Municipal Baden Powell. Classificação: livre.

 

NOVA CENA MUSICAL APRESENTA ANTONIO GUERRA – O pianista, compositor e arranjador Antonio Guerra apresenta seu novo show “Paz na Terra”, acompanhado de Aquiles Moraes (trompete e flughelhorn), Ivan Machado (baixo elétrico) e Antonio Neves (bateria). Participação especial de Rubel e/ou Silverio Pontes. Dia 7 de julho, às 20h. Sala Municipal Baden Powell. R$ 40. Classificação: livre.

 

NILZE CARVALHO – No projeto “Choro Canção” a artista volta a viver a emoção de pisar no território sagrado do choro e gêneros afins como a valsa, a polca e as canções. Com vasta e profunda pesquisa, Nilze traz composições do século XIX como a emblemática “Flor Amorosa”, “O Pai do Choro”, além de clássicos do século XX, como “1X0” e “Curare”. Dia 4 de junho, domingo, às 20h. R$ 40. Sala Municipal Baden Powell. Classificação: livre.

 

*NICC - ASSOCIAÇÃO DE CANTO CORAL DE NOVA IGUAÇU – O projeto Nova Iguaçu Canto Coral, que conta com arranjos e regência do professor Zeca Rodrigues, mais conhecido pelo seu projeto BeBossa, apresentará no Memorial um repertório de música popular brasileira. Dia 24 de junho, sábado, das 15h às 17h. Memorial Municipal Getúlio Vargas (Tel.: 2237-5234). Classificação: livre.

 

OS DIAMANTES DO SAMBA – Show com o grupo formado por amigos que se reúnem para cantar o amor pelo samba de raiz de grandes compositores e sambistas, valorizando um dos maiores patrimônios culturais brasileiros. Doação de alimentos não perecíveis. Dia 10 de junho, sábado, das 15h às 22h. Centro Cultural Municipal Dyla Sylvia de Sá. (Tel.: 3833-4769).

 

OBSERVATÓRIO CORAL CARIOCA – Em março de 2017, entra no ar o site do Observatório Coral Carioca espaço virtual de encontro e intercâmbio entre aqueles que atuam junto a corais e grupos vocais na Cidade do Rio de Janeiro. O projeto, patrocinado pela Secretaria Municipal de Cultura, oferece, de março a julho deste ano, uma série de concertos e oficinas, abertas a cantores, regentes e demais profissionais envolvidos com o canto em conjunto - linguagem musical presente em todas as partes do nosso planeta e que remonta a tempos ancestrais. Os concertos terão entrada a R$ 1 e as oficinas serão gratuitas e deverão obedecer inscrição prévia feita pelo site www.observatoriocoral.art.br
Dias 3 e 10 de junho, sábados, às 17h. Teatro Municipal Gonzaguinha. R$ 1. Classificação: livre.

 

PIN UP FESTIVAL – Festival de Rock. Dia 30 de junho, sexta-feira, às 22h. R$ 15 (antecipado) ou R$ 20. Areninha Carioca Hermeto Pascoal.

 

PEDRO MANN – Show de lançamento do clipe “A gente Combinou”. Cidade Copacabana é o segundo disco solo do cantor, compositor e baixista Pedro Mann. Criado imerso em um cenário metafórico de encontros e desencontros que compõem o cotidiano de Pedro, o disco apresenta canções autorais tendo como pano de fundo a cidade e as tensões entre o indivíduo e o coletivo. Com Pedro Mann (voz e baixo), Mauricio Chiari (bateria), Pedro Silveira (guitarra) e Ricardo Rito (teclados). Dia 29 de junho, quinta-feira, às 20h30. R$ 20. Teatro Ipanema. Classificação: livre.

 

PROJETO CRIOLICE – O “Projeto Criolice” é um movimento cultural da Zona Oeste que envolve samba, cultura e ancestralidade. Conta com uma roda de samba e uma feira voltada para a cultura afro, com mais de 20 expositores. Dia 18 de junho, domingo, às 15h. R$ 15 (com alimento não perecível, até às 17h) ou R$ 20 (meia entrada). Arena Carioca Fernando Torres. Classificação: 12 anos.

 

PELAS ONDAS DO RÁDIO – Projeto que apresenta artistas da Era de Ouro do Rádio Brasileiro. Dia 9 de junho, sexta-feira, às 17h. R$ 40. Sala Municipal Baden Powell. Classificação: livre.

 

QUARTETO LEANDRO BRAGA – No show o quarteto apresentará a versão completa de sua Suíte dos Orixás, obra em que explora a música negra, com ênfase em seu aspecto percussivo e harmônico, numa proposta que engloba arranjo e execução de elementos tanto da música popular, quanto da música de concerto. No repertório, homenagens às mais conhecidas divindades da religião Yorubá: Eleguá, Orunmilá, Ogum, Oxóssi, Xangô, Oxum, Nanã, Iemanjá, Oxalá e outros. Com Leandro Braga (piano e arranjos), Jeferson Souza (fagote), Magno Julio (percussão) e Marcus Thadeu (percussão). Dia 29 de junho, quinta-feira, às 19h30. R$ 20. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831). Classificação: livre.

 

*QUE LEGADO – SARAU DO ALEMÃO – O Sarau do Alemão é uma proposta cultural que envolve diversas manifestações artísticas, em especial aquelas que surgem dos becos e vielas de territórios de favela do Rio. É realizado desde 2011 pelo Grupo Pensar Cultural e tem como objetivo trazer à tona outras narrativas sobre a cidade, em especial sobre os artistas moradores de favelas. Com Mc Martina, Jonathan Panta, Matheus de Araújo, Estefane da Silva, Jessica Souto, Carol Dall Farra, José Franklin, Aristênio Gomes, Russo e Al Neg. Dia 2 de junho, sexta-feira, às 18h. Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto. Classificação: 16 anos.

 

*QUE LEGADO – SARAU – MULHERAU – MULHERES NO PODER E NO SARAU – Mulherau é uma sarau idealizada pelas poetas e performers Sheyla de Castilho e Letícia Brito. Mulherau parte da idéia de sarau como possibilidade de afeto e apoio ao desenvolvimento da potência artística da mulher. Uma oportunidade de explosão do poder feminino e do exercício do reconhecimento delas por elas. Com participação de convidadas poetas, musicistas, performers e com um microfone democrático para o empoderamento da mulher. Direção e curadoria de Sheyla de Castilho. Dia 2 de junho, sexta-feira, às 20h. Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto. Classificação: 16 anos.

 

ROCK IN REAL #19 – O Teatro Municipal Ziembinski abre suas portas para o Rock'n Roll e recebe a décima oitava edição do Rock in Real, evento já consagrado na cena carioca. Produzido pelos roqueiros da Balba (rock dançante) com as bandas convidadas Purano e Folks, além de intervenções artísticas nos intervalos e stand com discos, camisas e material de divulgação das bandas da cena rock carioca. Direção de David Obadia. Dia 2 de junho, sexta-feira, às 20h. R$ 1. Teatro Municipal Ziembinski. Classificação: 12 anos.

 

RODA DE SAMBA BENGALA NA MESA – Show coordenado por Roberto Bom, Paulo e Carla. Dia 17 de junho, sábado, das 14h às 22h. Centro Cultural Municipal Dyla Sylvia de Sá. (Tel.: 3833-4769).

 

SANFONADA EM COPACABANA – BEBÊ KRAMER E MARCELO CALDI + CONVIDADOS – Em destaque na programação especial junina da Sala Baden Powell, o acordeonista Bebê Kramer se une a Marcelo Caldi para um encontro. No repertório, composições de Dominguinhos, Sivuca e Hermeto Pascoal. Dia 18 de junho, domingo, às 20h. R$ 40. Sala Municipal Baden Powell. Classificação: 18 anos.

 

SHOW FLASHBACK COM SYLVINHO BLAU BLAU E BANDA – Sucesso nos anos 80 com o grupo Abysintho, o músico vai apresentar no repertório composições, como “Ursinho Blau Blau”. Dia 24 de junho, sábado, às 19h. Lona Cultural Municipal Jacob do Bandolim. R$ 30 ou R$ 25 (promocional). Classificação: livre.

 

SARAH ABDALA – LANÇAMENTO DO DISCO “OESTE” – Show com a cantora e compositora, Sarah Abdala, que apresenta o segundo álbum Oeste. O disco foi lançado pelo seloRock It!, comandado por Dado Villa-Lobos (Legião Urbana), e foi produzido por Sarah e Eduardo Manso e coproduzido por Marcelo Callado e Estevão Casé. Abertura com Raquel Dimantas e Ana Frango Elétrico. Dia 22 de junho, quinta-feira, às 20h. R$ 30. Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto. Classificação: livre.

 

*SARAU DA LONA – O Sarau da Lona é um encontro das turmas e professores das oficinas que acontecem na Lona Cultural de Jacarepaguá para uma apresentação do conteúdo apresentado durante o semestre, um momento de reunir familiares e amigos nesse espetáculo. Dia 25 de junho, domingo, às 17h. Lona Cultural Municipal Jacob do Bandolim. Classificação: livre

 

THE BEST OF ATÉ AGORA – Show com a cantora Lica Tito que tem a cultura hip hop correndo nas veias. Mas em sua estreia solo, a ex-vocalista da banda gaúcha Groove James e fundadora do grupo feminino de Rap La Bella Máfia, mostra que sua sonoridade se diversificou e ganhou novas pegadas black e pop. Lica sobe ao palco acompanhada de Matheus Alcântara (baixo), Juliano Moreira (guitarra) e Rafael Oliveira (bateria). Dia 23 de junho, sexta-feira, às 20h. R$ 30. Teatro Municipal Ziembinski. Classificação: livre

 

VIVA ÁUREA MARTINS! – A consagrada cantora, que passeia pelo samba, pelo choro e pela bossa nova em seus 50 anos de carreira, comemora aniversário recebendo diversos convidados que fazem parte de sua história. Dia 11 de junho, domingo, às 20h. R$ 40. Sala Municipal Baden Powell. Classificação: livre.

 

*VÊ SE GOSTAS – Ensaio do grupo que toca o melhor da seresta. Dia 3 de junho, sábado, às 15h. Arena Carioca Fernando Torres. Classificação: livre.  

 

 

 

 

 

*CARLOS SCLIAR – DESENHOS DE GUERRA – Mostra de desenhos de Carlos Scliar sobre sua participação na Segunda Guerra Mundial, através da Força Expedicionária Brasileira. De terça-feira a domingo, das 10h às 17h. Memorial Municipal Getúlio Vargas (Tel.: 2237-5234). Classificação: livre.

 

*CABARET, VOLTEI – Uma homenagem aos 101 anos do dadaísmo Nilton Pinho + Elísio Barros + Alex Hamburger + Alexandre Dacosta. Madeira sob tela de linho cru e tinta acrílica, em alguns casos com varetas de aço. Os temas são sempre inspirados na tentativa de harmonizar a razão com a intuição, o concreto com o abstrato, a serenidade com a violência. Curadoria de Dione Viegas. De 10 a 30 de junho, de terça a domingo, das 10h às 19h. Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo.

 

COSMOS: O UNIVERSO TAMBÉM PODE SER POÉTICO – Primeira experiência da Exposição Principal do Museu do Amanhã, o Portal Cósmico traduz essa grandiosidade do Universo. Com direção-geral de Fernando Meirelles, um filme com oito minutos introduz os visitantes às ciências cósmicas, por meio de uma projeção em 360 graus, dentro de uma enorme estrutura oval. A partir do momento em que percebemos que somos um ponto muito pequeno na história da vida no planeta Terra, podemos tomar a decisão equivocada de achar que as nossas ações não influenciam em nada. Mas não é bem assim. Alexandre Cherman lembra que nossas ações são relevantes para nossa vida e para o nosso futuro imediato. A humanidade não deve pensar em salvar o planeta, e sim, garantir a sua perpetuação. De terça a domingo, das 10h às 18h. Museu do Amanhã.

 

*ENCONTROS: “OLHARES & EXPRESSÕES DA CULTURA POPULAR” – Lançado em 2015 pela editora Pipoca Press, “Encontros” é um livro do fotógrafo francês Stéphane Munnier. A obra apresenta uma série de retratos que evidenciam a cultura afro-brasileira. No projeto, mestres de capoeira, bailarinas, músicos e praticantes de diferentes gerações ilustraram as páginas. Encontros: “Olhares & Expressões da Cultura Popular” é a continuidade de trabalho, que leva esses rostos e expressões ao grande público. Venha conferir a inauguração em detalhes da mais nova exposição. De 13 de junho a 10 de setembro. Segundas a sextas, das 13h às 22h, e sábados e domingos, das 10h às 22h. Imperator - Centro Cultural João Nogueira (Tel.: 2597-3897). Classificação: livre.

 

LUGARES DO DELÍRIO – A mostra foi idealizada há mais de dois anos por seu primeiro diretor cultural, Paulo Herkenhoff. A seu convite, a curadora Tania Rivera propôs uma delicada trama de experiências, obras e projetos que dão a ver formas de resistência e de agenciamento de forças inconformes a modelos de racionalidade. Dando sequência ao programa Arte e Sociedade no Brasil – eixo curatorial dedicado a aspectos urgentes à vida social no país, como moradia e educação –, esta curadoria de Tania Rivera é resultado de um abrangente projeto de comissionamento de obras. Por meio deste, o MAR fomentou a convivência e a colaboração entre experiências diversas de criação na cidade do Rio de Janeiro, como no programa de residências realizado em parceria com o Museu Bispo do Rosário Arte Contemporânea ou no apoio ao Grupo Arte + Cuidado. Ao mesmo tempo, Lugares do delírio é uma oportunidade ímpar de, sem distinguir usuários e não usuários do sistema de saúde mental, entrecruzar trabalhos de artistas de outras partes do Brasil e do mundo – alguns deles icônicos, como a obra de Fernand Deligny em torno do autismo. Cientes de que a heterogeneidade deste projeto foi especialmente possível dada a rede de colaboração formada em seu redor, agradecemos a todos os artistas, emprestadores, pesquisadores e instituições engajados na construção desses Lugares do delírio. De terça-feira a domingo, das 10h às 17h. Até 16 de julho. R$ 20 (terças-feiras com entrada gratuita). Bilhete Único dos Museus (MAR + Museu do Amanhã) R$ 32. Museu de Arte do Rio – MAR (Tel.: 3031-2741).



*GETÚLIO VARGAS – Getúlio Vargas passou 31 anos dos 45 de sua vida pública no Rio de Janeiro, então capital da república. Como presidente, foram 19 anos. Nesse longo período, estabeleceu-se intensa relação de amor e rejeição entre ele e os habitantes da cidade. Esta exposição mostra alguns aspectos marcantes dessa história, homenageando, ao mesmo tempo, Getúlio Vargas e o Rio de Janeiro. Curadoria de José Murilo de Carvalho. De terça-feira a domingo, de 10h às 17h. Memorial Municipal Getúlio Vargas (Tel.: 2237-5234). Classificação: livre.

 

*#GRAFFITI LÁNALAJE – O Terraço Alto Méier, no Imperator, tem a vocação de ser um espaço onde o urbano, o cosmopolita e a liberdade são marcas fortes. E seguindo a trilha da arte urbana, o graffiti, manifestação cada vez mais cultuada mundo afora e propagada pelas ruas, passou a ter o terraço do centro cultural como sua segunda casa. Periodicamente, convidaremos um novo artista do graffiti para ilustrar o espaço, reforçando e valorizando esta forma de arte no Imperator. Segundas a sextas, das 13h às 22h, e sábados e domingos, das 10h às 22h. Imperator - Centro Cultural João Nogueira. (Tel.: 2597-3897). Classificação: livre.

 

*MIRAGENS – A exposição tem como principal campo de investigação a Saara e suas adjacências, região em que o Centro de Artes Hélio OIticica se localiza. São sete artistas que enfrentam, cada um a seu modo, as inquietações que perpassam a prática pictórica contemporânea. Com Claudia Lyrio, Eduardo Garcia, Fernanda Leme, Gilberto Martins, Jean Araújo, Rafael Prado e Talita Tunala. Curadoria de Marisa Flórido Cesar. Segunda, quarta e sexta, das 12h às 20h, e terça, quinta, sábados e feriados, das 10h às 18h, até 22 de julho. Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica (Tel.: 2242-1012).

 

“MEU MUNDO TEU” - ALEXANDRE SEQUEIRA – A fotografia na obra de Sequeira é uma potente ferramenta de desvendamento e aproximação do Outro. Em “Meu Mundo Teu” o artista promoveu o conhecimento de dois adolescentes por meio de cartas e fotografias nas quais ambos descrevem em detalhes seus universos simbólicos pessoais. Sequeira atua como um mediador que com extrema sensibilidade leva cada um dos adolescentes, e ele próprio, a mergulhar numa jornada de autoconhecimento por um jogo de contrastes entre culturas e realidades diferentes. Por meio de processo fotográfico artesanal materializa-se a metáfora do encontro de dois seres, dois mundos, potencializando a afetividade e a riqueza que a amizade propicia. De terça-feira a domingo, das 10h às 17h, até 16 de julho. R$ 20 (terças-feiras com entrada gratuita). Bilhete Único dos Museus (MAR + Museu do Amanhã) R$ 32. Museu de Arte do Rio – MAR (Tel.: 3031-2741).

 

*NÓ NA MADEIRA – Exposição permanente de fotos, discografia interativa em TV e objetos pessoais sobre João Nogueira, que homenageia a vida e obra desse grande artista. A exposição pode ser vista de segunda a sexta-feira, das 13h às 22h, e de sábado a domingo, das 10h às 22h, no térreo do Centro Cultural. Imperator – Centro Cultural João Nogueira (Tel.: 2597-3897). Classificação: livre.

 

*O RIO DE JANEIRO DE ESTÁCIO DE SÁ – Em comemoração ao 452º aniversário da Cidade, o Museu Histórico da Cidade do Rio de Janeiro exibe a exposição “O Rio de Janeiro de Estácio de Sá”. São pinturas, gravuras, esculturas, plantas e maquetes da cidade, que compõem o acervo do próprio museu, além de textos sobre a fundação da cidade e personalidades como o próprio Estácio de Sá, seu fundador, traçando um breve panorama do período. Ocupando o 1º e 2º andar do Pavilhão de exposições temporárias, a mostra será divida em dois momentos: a Fundação da Cidade por Estácio de Sá, em 1565, e Mem de Sá e a transferência da Cidade para o Morro do Castelo. O objetivo da exposição é apresentar uma perspectiva da fundação da cidade do Rio de Janeiro a partir de objetos da época e outros relacionados com a criação que expressem esse momento fundamental da cidade. Desta forma, o visitante entrará em contato com obras icônicas, como a pintura Transladação da Cidade de Antônio Parreiras, e poderá fazer uma releitura da história da Cidade através desse rico acervo. De terça a domingo, das 10h às 17h, até 4 de junho. Museu Histórico da Cidade.

 

*PINTURA DO TIPO BRASILEIRA – Mostra com Raimundo Rodriguez, Antonio Bokel, Manfredo de Souza Netto e Osvaldo Carvalho. Raimundo Rodriguez traduz com sua obra uma consciência espontânea de aproveitamento que se manifesta em meio a uma variedade caótica de elementos descartados, objetos errantes, recontextualizando-os e extraindo-os. Antônio Bokel, formou, em poucos anos de investigação pictórica, à criação de um mundo de signos próprios, que relacionam-se entre si pelo total despreconceito tipológico. Manfredo de Souza Netto premiado por todo o país participa de exposições coletivas desde 1970 e exposições individuais desde 1974. Osvaldo Carvalho expõem desde o ano de 2000 em coletivas, em salões desde 2001 e em individuais desde 2002. Recebendo prêmios no Brasil e no Exterior. De 1º a 4 de junho. De quinta a domingo, das 10h às 19h. Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo.

 

*PORTINARI – ARTE E MEIO AMBIENTE – Exposição de réplicas e oficinas de arte para crianças e jovens a partir da obra de Cândido Portinari, o pintor que retratou o Brasil com uma visão que combinava amor, admiração e crítica social. São 22 réplicas de quadros que trazem à reflexão problemas preocupantes no mundo moderno: a degradação do solo e das matas, a poluição dos rios e dos mares, o esgotamento dos recursos minerais e o equilíbrio entre os seres humanos ─ Retirantes, Paisagem da Seca, Morro, Favela, Rio Tietê, Praia de Ipanema, Flora e Fauna brasileiras, Guerra e Paz ─ entre outros, são alguns dos quadros incluídos nesta mostra. De terça a domingo, das 10h às 18h, até 30 de junho. Oficinas de arte para grupos e escolas agendadas pelo telefone 3238-3831. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831). Classificação: livre.

 

*QUE LEGADO – 20:06:21 – Vídeo/performance exposta pela primeira vez em Lisboa. Uma bandeira/boca sorri permanentemente por 28min 6s e 21ms para não sorrir permanentemente por 28min 6s e 21ms. Elaboração e execução: Julia Deccache. Câmera: Bernard Lessa. Visagismo: Maria Silvia Pereira Grisolia. De 1º a 4 de junho, de quinta a domingo, das 14h às 20h. (horário de funcionamento do Teatro). Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto. Classificação: 16 anos.

 

*QUE LEGADO – MUSEU DAS REMOÇÕES – O Processo de Construção do Museu das Remoções da Vila Autódromo nasceu da necessidade coletiva de apoiadores e moradores de registrar as práticas sociais da comunidade Vila Autódromo e comunicar a realidade da comunidade existente antes do processo de apagamento cultural produzido pela remoção sofrida pela comunidade. O Museu das Remoções foi construído pelos apoiadores da Vila, moradores, ex-moradores, moradores de comunidades próximas à Vila e alunos de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Anhanguera. Cada aluno foi responsável pela execução de uma escultura do museu que simboliza uma edificação removida da Vila Autódromo. Foram executadas sete esculturas homenageando a casa da Maria da Penha, a Associação de moradores, a igreja, o espaço Ocupa e a casa da Conceição, a casa da Jane, o parquinho e a casa da Dona Heloísa. De 1º a 4 de junho, de quinta a domingo, das 14h às 20h. (horário de funcionamento do Teatro). Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto. Classificação: 16 anos.

 

*QUE LEGADO – IT’S A LONG WAY – Grupo: Colaborativo Performático. A finitude de um encontro abriu essa estrada. Nela, um corpo procura enterrar o legado deixado por outro. Em meio ao caos e a suspensão do tempo, a voz do poeta que canta, pergunta: E se não tivesse o amor? Ou talvez afirme. E o corpo responde da forma mais doce possível, dançando a memória do toque que havia findado. Nos olhos, a doçura de uma paixão que contempla a dureza de uma despedida. No corpo há marcas de um tempo que agora é caos. No fim da estrada há uma placa que diz: nosso amor está mais firme do que quando começou. Performer: Anderson Almos. Fotógrafa: Júlia Viana. De 1º a 4 de junho, de quinta a domingo, das 14h às 20h. (horário de funcionamento do Teatro). Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto. Classificação: 16 anos.

 

*QUE LEGADO – DE REPENTE QUANDO ESSE NUNCA VEM – Desenho contemporâneo da série: de repente esse quando nunca vem. São cinco desenhos A5 (sem título). Material: nanquim, lápis de cor, pastel. Artista: Nany Prata. De 1º a 4 de junho, de quinta a domingo, das 14h às 20h. (horário de funcionamento do Teatro). Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto. Classificação: 16 anos.

 

*REFRAÇÃO – O foco do projeto Deslocado é a experiência humana, a convivência e a troca de ideias a respeito do trabalho e da vida. Para a quarta edição do projeto, os quatro artistas convidados irão explorar os conceitos ligados à refração. Sabe aquelas ocasiões em que a profundidade da água da piscina parece menor, ou aquelas em que um lápis parece torto ao ser posto dentro de um copo d’água? Tais eventos são explicados pela teoria da refração luminosa. De segunda a sexta-feira, das 13h às 22h. Sábados e domingos, das 10h às 22h, até 4 de junho. Imperator - Centro Cultural João Nogueira (Tel.: 2597-3897). Classificação: livre.

 

SOMOS UM ECOSSISTEMA – A complexidade do DNA, a exuberância da Mata Atlântica e os ecossistemas microbianos que cada um de nós carrega estão presentes no segundo momento da segunda parte da Exposição Principal do Museu do Amanhã: o Cubo da Vida. Como em todos os três momentos da seção “Terra”, o cubo da Vida mostra em seu exterior o que é comum, e no seu interior o que é diverso. Nesse caso, o DNA, conhecido como a “molécula da vida”, está recobrindo todo o cubo por ser o material genético que contém a informação para o desenvolvimento e o funcionamento de todos os seres vivos. O cubo logo chama a atenção por trazer seis sequências genéticas em sua face externa, numa profusão de letrinhas (A, T, C, G) que representam as bases nitrogenadas que formam o DNA. De terça a domingo, das 10h às 18h. Museu do Amanhã.

 

*ZIEMBINSKI SOB A LUZ – Exposição permanente (Varal do Zimba) no hall do teatro com fotos, textos e artigos relevantes sobre o grande artista Ziembinski, seu trabalho e vida. A residência artística Ziembinski (Com)Vida criou essa exposição como forma de homenagear esse trabalhador das artes que tanto contribuiu para a cultura nacional, além de difundir sua história junto ao público mais jovem. Direção de Monique Carvalho. Direção de produção de Robson Sanchez. Pesquisa de Gabriel Garcia. Programação Visual: Epifania 03 - Thiago Ristow. De terça-feira a domingo, das 14h às 22h. Teatro Municipal Ziembinski. Classificação: livre. 

 

 

 

 

*I SEMINÁRIO DE DANÇA DO JORNAL DA DANÇA – DEBATES E SOLUÇÕES – O 1º Seminário de Dança do JD, tem como principal peça para colocar em debate é o Projeto Lei da Dança, onde e como isso começou e quando e onde foram debates e quem os representa nesta importante e delicada demanda, outro assunto de pauta que tem como objetivo deste Seminário é a democratização dos investimentos públicos na dança através dos editais, como são feitos, quem participa, quem julga, como selecionam a comissão. Organização: Jornal da Dança. Dias 10 e 11 de junho, sábado e domingo, às 10h. Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro, Classificação: livre.

 

ANATOMIA DOS CONTATOS – Anatomia dos Contatos é um espetáculo de dança contemporânea com música ao vivo que une guitarra estruturada e ritmos de percussão com a poética dos contatos do corpo em movimento. O espetáculo fala sobre o que significa fazer contato, o que é ser acolhido e acolher, o que é ser tocado por alguém ou alguma coisa. Direção de André Meyer. Dias 2, 3 e 4 de junho. Sexta e sábado, às 20h, e domingo, às 18h. R$ 20. Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro, Classificação: livre.

 

EXPODANCE - 20 ANOS – A Expodance completa 20 anos auxiliando na formação de plateia, integrando bailarinos e coreógrafos, estimulando novos talentos e divulgando grupos e escolas de dança. A Mostra leva ao palco apresentações de balé clássico, moderno, contemporâneo, jazz, sapateado, estilo livre, danças urbanas (hip hop, stiletto, break dance), dança de salão, dança do ventre, afro, dança profética (gospel), dança folclórica e dança flamenca. O intuito é exatamente o de unir estilos, pessoas e a cultura de cada região. Dias 24 e 25 de junho, sábado e domingo, às 17h. R$ 25. Areninha Carioca Hermeto Pascoal. Classificação: livre.

 

KED... KPOP EXPO DANCE – Apresentação de diversos grupos de dança Pop Coreana. Dia 11 de junho, domingo, às 14h. R$ 20 (meia entrada). Arena Carioca Fernando Torres.

 

MOSTRA SOL Y LUNA DE DANÇAS CIGANAS E ÉTNICAS – Essa mostra visa permitir a agregação de valores culturais de cada expressão artística permitindo um encontro cultural rico em trocas de experiência técnica. Direção de Liane de Luna. Dia 16 de junho, às 19h30. R$ 15. Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro. Classificação: livre.

 

MÓDIO | CIA GENTE – Os desafios presentes em mÓDIO devem ser situados num campo de interesse que seu autor denominou de “conflitos estéticos, desobediência e criação”. Imerso nesse universo, em pleno ato de experimentar o corpo (e sua gestualidade abrangente) como mote do fazer dança, o processo dialoga com o estético como espaço do político. Criação e direção de Paulo Emílio Azevedo. Dias 23, 24 e 25 de junho. Sexta e sábado, às 20h, e domingo, às 18h. R$ 20. Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro, Classificação: 16 anos.

 

NÚBIA SHOW – Mostra de Danças Árabes com Companhias e grupos profissionais e amadores. Direção de Edézio Paz. Dia 10 de junho, às 20h. R$ 20. Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro, Classificação: livre.

 

ROSAS DE ANDALUZIA – TRAJETÓRIA CIGANA DA ÍNDIA A ESPANHA – O espetáculo fala sobre a influência moura, cigana e cubana na cultura e dança de Espanha – a Origem dos ciganos se origina na India – Rajastão e migra para a Europa, chegando à Espanha. Direção de Liane de Luna. Dia 17 e 18 de junho, sábado, às 19h30 e domingo, às 18h. R$ 30. Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro, Classificação: livre.

 

*SWINGIN' ON SUNDAYS – Swingin' On Sundays é um evento gratuito de Swing Dance que acontece um domingo por mês. A ideia é trazer de volta ao Rio de Janeiro, a época de ouro das Big Bands de jazz que dominaram os EUA nas décadas de 20 e 30. O evento oferece uma aula gratuita e baile. Dia 4 de junho, domingo, às 14h. Centro Cultural Oduvaldo Vianna Filho (Tel.: 2205-0655). Classificação: livre.

 

VAGALUMEANDO – Espetáculo interativo que propõe aguçar a imaginação e a fantasia do público infantil. O vaga-lume, nossa inspiração, trouxe aos criadores um espírito, um jeito de entrar na infância e reacender o afeto, a alegria e o encantamento com a natureza e a vida. Nesta pesquisa cênica investiga-se a relação corpo-objeto buscando atender as demandas estéticas da apreciação da criança na primeira infância. Com Ana Carolina Corrêa, Camila Moraes, Diogo Nascimento, Elaine, Jessica Ramos e elenco. Dia 29 de junho, quinta-feira, às 18h. R$ 20. Teatro Municipal Ziembinski. Classificação: livre.
 

 

 

 

 

 

*AÇÃO CULTURAL NA PRAÇA DO ZIMBA – Oficina de criação voltada para o público infantil, com desenhos em livros de pano e em telas, oferecidos pela residência artística do Teatro Municipal Ziembinski. Criação e direção de Monique Carvalho. Dia 3 de junho, sábado, às 17h. Na Praça do Teatro Municipal Ziembinski. Classificação: livre.

 

*AULÃO DE DANÇA DE SALÃO NA PRAÇA – A professora de dança Jenniffer Sanchez e sua turma apresentam ao público diversos tipos de danças executadas durante a oficina que acontece todo domingo no Zimba, praticadas como forma de entretenimento e integração social. Direção de Monique Carvalho. Dia 4 de junho, domingo, às 10h. Na praça ao lado do Teatro Municipal Ziembinski. Classificação: 16 anos.

 

AULA DE CANTO CORAL – Música é Vida! Música é Terapia ocupacional! Então venha cantar com a gente na Sala Municipal Baden Powell. A direção é da cantora e professora de canto Cris Delanno. Para participar não é preciso ter experiência. Lotação: 20 pessoas. Informações: educativo.salabadenpowell@gmail.com Dias 7, 14, 21 e 28 de junho, quartas-feiras, das 19h às 21h. R$ 200 (mensalidade). Sala Municipal Baden Powell. Classificação: livre.

 

AULÃO DE FORRÓ – Sinônimo de diversão e entretenimento o aulão de forró dará o pontapé inicial para quem gosta de dançar ou para quem quer aprender esse ritmo. Lotação: 60 pessoas. Informações: educativo.salabadenpowell@gmail.com R$ 50 ou R$ 15 (aula a vulsa). Dias 7, 14, 21 e 28 de junho, quartas-feiras, das 18h às 20h. Sala Municipal Baden Powell. Classificação: livre.

 

*AULÃO DE DANÇA DE SALÃO – Ministrada por Leila Santos, a Praça de Convivência é tomada por essa atividade lúdica, que é um espaço agradável para aprendizado e prática de ritmos de dança de salão para alunos de todas as idades. Quartas-feiras, das 19h às 21h. Arena Carioca Carlos Roberto de Oliveira – Dicró. (Tel.: 3486-7643). Classificação: livre.

 

CORPOREIDADE NA TERCEIRA IDADE – A oficina entende o corpo como relacional numa constante troca entre interior e exterior sendo a pele a mediadora destas relações. A pele é a margem das sensações, estimulações sensoriais e motoras, e, pode consequentemente acessar memórias, imagens e movimentos, sendo estes um modo de existir e sentir-se presente. Corpo não é apenas uma forma em movimento correndo, nadando ou dançando. A oficina pretende criar um espaço que potencializa a percepção sensível do corpo, com estímulos sensoriais podendo-se dizer que são estes os meios pelos quais experienciamos a totalidade das sensações e, que reorganizam a postura, o equilíbrio e a motricidade. Necessidade: roupas confortáveis. Lotação: 20 pessoas. Dias 6, 13, 20 e 27 de junho, terças-feiras, das 10h às 11h30. Sala Municipal Baden Powell. R$ 150 (mensalidade) ou R$ 40 (aula a vulsa). Classificação: a partir de 60 anos.

 

*CINECLUBE CENA URBANA – Fruto de parcerias, o Cineclube foi inaugurado em 2010 com a proposta de democratizar o acesso à filmes do Cinema Nacional, Cinema Ambiental e a criação de um programa de formação de plateia em audiovisual, divulgando o cinema de animação, clássicos universais e os novos cineastas cariocas. Dia 11 de junho, domingo, às 11h, com curtas e animações infantis. Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo.


*CONVERSA FIADA – Sucesso nas décadas de 1990 e 2000, o Conversa Fiada é um projeto de música, poesia, entrevistas e dança, onde todas as tribos são bem-vindas. De maneira democrática, Marco Guimarães, o intrépido criador do projeto, comandava o palco recebendo artistas de várias vertentes para um público que aos poucos foi se tornando eclético. Com a indispensável presença de Bonequinho Vil e Marco Palito e convidados. Dia 7 de junho, quarta-feira, às 20h30. Areninha Carioca Hermeto Pascoal.

 

CRAS GONZAGUINHA – TERCEIRA IDADE – Trabalhos manuais, teatro, música e palestras. Terças, às 14h. Centro Cultural Municipal Dyla Sylvia de Sá. (Tel.: 3833-4769).

 

*FÓRUM OUTRAS DINÂMICAS AUDIOVISUAIS – Consiste numa experiência de trocas num espaço presencial e virtual para debates e discussões, trazendo uma união das perspectivas de movimentos sociais, acadêmicos e artísticos que usam ou produzem audiovisual. O Fórum é uma criação de Clementino de Clementino Junior com produção e direção de Adriana Milagres. As rodas acontecerão quinzenalmente com rodas de conversas sobre a descentralização das novas mídias audiovisuais. Dias 2, 15 e 29 de junho, das 18h às 21h45. Sala Municipal Baden Powell. Classificação: livre.

 

HISTÓRIA, CORPO E MUSICALIDADE DE CAPOEIRA E SAMBA DE RODA – Oficina de história, corpo e musicalidade de capoeira e samba de roda, mesclado com prática teatral. A oficina, com duração de uma hora, será ministrada pela atriz Sol Menezzes e pelo ator, instrutor de capoeira e percursionista Licínio Januário. De 5 a 9 de junho, de segunda a sexta-feira, das 15h às 16h. Entrada franca para grupo escolar, com lotação para 20 pessoas. Inscrição: educativo.salabadenpowell@gmail.com
Sala Municipal Baden Powell. Classificação: de 5 a 12 anos.

 

*MEMORIAL GETÚLIO VARGAS – Exibição do filme “O Som ao Redor”, que apresenta a vida numa rua de classe média na zona sul do Recife. A presença de uma milícia desses homens traz tranquilidade para alguns, e tensão para outros, numa comunidade marcada por muitos medos. Dia 3 de junho, sábado, das 14h às 16h30. Exibição do filme “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho”, premiado no Festival de Berlim, que conta a história de Leonardo, um adolescente cego que está em busca de seu lugar. Dia 17 de junho, sábado, das 14h às 16h30. Memorial Municipal Getúlio Vargas (Tel.: 2237-5234). Classificação: 16 anos.

 

*NÚCLEO DE CANTO CORAL: CORAL LAURINDA SANTOS LOBO – Criação de um núcleo de canto coral aberto à comunidade no Centro Laurinda formado por jovens e adultos. No início se executarão peças simples e conhecidas em uníssono e posteriormente se agrega o canto a duas vozes até se chegar a estrutura de coral a quatro vozes (soprano, contralto, tenor e baixo). O objetivo do grupo é aprimorar a técnica vocal e interpretar repertórios simples, mas que gradualmente possam se tornar cada vez mais complexos e exigentes. Sábados, das 18h às 20h. Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo. Classificação: livre.

 

PALAVRAS E MARAVILHAS – “Palavras e Maravilhas” nasceu em 2014 entre o Rio de Janeiro no Brasil e Marselha na França, da vontade de impulsionar as relações interculturais entre o Brasil e a Europa, com uma programação literária e artística que reúne todos os públicos em torno de temáticas originais. A temática deste ano gira em torno de “arquitetura, artes, esportes e novas composições urbanas... cidade, artes e cidadania”. Será apresentada através da literatura, poesia, música e teatro. Organizado inteiramente de forma colaborativa, de 27 de maio a 3 de junho. “Palavras e Maravilhas” acontece na Casa da Ciência da URFJ, na Maison de France, no Parque das Ruínas e no Centro Laurinda Santos Lobo, com encontros, debates, recitais, cinema, poesia, oficinas e performances. Dia 3 de junho, sábado, das 10h às 17h. Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo.

 

*OFICINAS NO DYLA – Teatro adulto – sábados, das 11h às 13h30; Baralho Cigano – quartas, das 14h às 16h; Dança Cigana, quartas, das 16h às 18h; Dança de Salão – segundas e quartas, das 9h às 13h; Jongo – segundas, das 14h às 16h; Dança do Ventre – quartas, das 18h às 19h; Forró – das 17h às 18h30; Preparação Vocal – quintas, das 15h às 16h; Canto Coral – quintas, das 16h às 18h; Capoeira – sextas, das 18h às 19h; Violino – sábados, das 10h às 12h; Ioga – quintas, das 17h às 18h; e Sextas, das 9h às 10h; Forró, segunsas, às 17h; e Dança de Salão, terças, às 10h. Centro Cultural Municipal Dyla Sylvia de Sá (Tel.: 3833-4769).

 

*OFICINAS DA ARENA FERNANDO TORRES – Ensaio geral das oficinas para as apresentações do meio do ano. Dia 4 de junho, domingo, às 10h. Arena Carioca Fernando Torres.

 

*OFICINA: O OLHAR DO PALHAÇO PARA EDUCADORES – Esta oficina pretende ser um espaço de encontro entre artistas e educadores para a troca de experiências e reflexões sobre seus ofícios. Através de jogos e brincadeiras, a oficina do projeto tem como objetivo oferecer aos professores uma experiência prática trazendo os princípios que regem a atuação do artista-palhaço no hospital. Não se trata de uma aula de palhaçaria nem de criação de cenas cômicas, mas de exercitar entre os participantes a capacidade de olhar, ouvir e estar disponível para a interação com o outro, pré-requisitos fundamentais para uma comunicação bem estabelecida, seja entre palhaços e crianças ou entre professores e alunos. Em um mundo que nos impõe cada vez mais o isolamento, a oficina propõe espaço e tempo para estar em grupo através da experiência sensível. Dia 10 de junho, sábado, das 9h às 13h. Sala Municipal Baden Powell. Classificação: livre.

 

*OFICINA LAURINDA SANTOS LOBO – Oficinas gratuitas de capoeira, terças e quintas, das 19h às 21h; Tai chi, terças e sextas, das 8h30 às 9h30; e Jongo, maculelê e samba, sábados, das 16h às 17h30. Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo

 

OFICINAS DE ARTE DA ARENINHA CARIOCA GILBERTO GIL – Ginástica, segundas, quartas e sextas, das 7h às 8h; Teatro, segundas, das 18h30 às 20h30; Violão, segundas, das 14h às 16h; Jazz, terças e quintas, das 15h às 16h; Balé, terças e quintas, das 16h às 17h; Ballet-Baby Class, terças e quintas, das 17h às 18h; Capoeira, terças e quintas, das 18h às 19h; Dança de Salão, terças e quintas, das 19h30 às 21h; Dança do Ventre, quartas, das 18h às 20h; Dança Cigana, quartas, das 20h às 21h; e Informática, quartas, das 13h às 17h. Areninha Carioca Gilberto Gil.

 

OFICINAS DA ARENINHA CARIOCA HERMETO PASCOAL – Teatro infantil, segundas, das 18h às 19h30 (de 6 a 12 anos), e teatro juvenil, das 18h às 20h (de 13 a 21 anos), com Marcelo Lavinas. Ginástica rítmica, terças, às 10h30 ou às 14h (de 8 à 12 anos), com Débora. Violão (iniciante), terças, das 19h às 20h (10 anos), com Michael Sapienzza. Jazz, quintas, das 14h às 15h (de 8 a 12 anos), com Débora. Capoeira, quintas, das às 19h (6 anos), com Nem. Dança de Salão, quintas das 19h às 20h (18 anos) com Prof. Felipe Rangel. Areninha Carioca Hermeto Pascoal. Classificação: livre.

 

OFICINA DE LITERATURA INFANTIL E JUVENIL – Panorama histórico da literatura infantil brasileira, com Cintia Barreto. Fábulas, Contos de Fadas e Poesia: tradição e contemporaneidade. Aspectos da Literatura para Crianças. Principais temas, autores e ilustradores. A Lei 11.645/08: sugestões de livros de temáticas africanas e indígenas. Elaboração de plano de aula com livros infanto-juvenis. Confecção de livros artesanais. Inscrições: saladeleitura@cidadedasartes.org ou 3325-0448. Exclusivo para professores, bibliotecários e agentes de leitura. São 50% de desconto para professores da rede municipal. Mínimo de oito pessoas para a realização do curso. Capacidade: 30 vagas. Investimento: R$ 300. Fundação Cidade das Artes.

 

OFICINAS NO CALOUSTE – Cerâmica Artística, com Dony Gonçalves, quintas (9h às 12h; 14h às 17h) e sexta (9h às 12h), R$ 210; Tingimento no Tecido com Artes, com Jana Apolônio, terças (9h às 12h), R$ 120; Bordado em Pedrarias, com Milena Carvalho, segundas (14h às 17h), R$ 120; Corte e Costura, com Milena Carvalho, terças (9h às 12h) e quartas (14h às 17h), R$ 120; Artesanato em madeira e cerâmica/pátina/mosaico, com Ricardo Moreira, quartas (9h às 12h; 14h às 17h), R$ 225; Atelier de Experimentação Escultórica, com Sandro Lucena, segundas (14h às 17h ou 18h às 21h) e quintas (9h às 12h; 14h às 17h ou 18h às 21h), R$ 210; Reaproveitamento Criativo de Materiais, com Jac Carrara, quartas (9h às 12h), R$ 100; Restauro em Obras de Artes, com Darcílio Soares, segundas (14h às 17h ou 18h às 21h), R$ 200; Atelier de Pintura,com Roberto Tavares, segundas (14h às 17h) e quartas (18h às 21h), R$ 250; Entalhe, com Darcílio Soares, terças (14h às 17h ou 18h às 21h), R$ 200; Xilografia, com Bárbara Sotério, terças, (18h às 21h), R$ 160; Teoria Musical, com Adão Rodrigues, terças (14h às 17h) e quintas (14h às 18h), R$ 120; Jóias – do desenho ao protótipo, com Rosana Galvão, quartas (14h às 17h) e quintas (9h às 12h), R$ 160; e Fotografia, Guilherme Silva, quartas (9h às 12h ou 14h às 17h), R$ 120. Lembrando que além da mensalidade, todos os cursos têm uma taxa de matrícula de R$ 30. As inscrições na Secretaria de Cursos (sala 212). Informações pelo telefone 2292-7546, de segunda-feira a sexta-feira, das 10h às 16h. Centro Municipal de Cultura e Cidadania Calouste Gulbenkian.

 

*OFICINA DE DANÇA AFRO – Com Omar Jimenez. Terças e quintas, das 14h às 16h30, e sábados, das 10h30 às 12h. Centro Cultural Municipal José Bonifácio (Tel.: 2233-7754).

 

*OFICINAS CULTURAIS PERMANENTES DO ZIMBA TEATRO - DANÇA – CIRCO – As Oficinas Culturais Permanentes oferecem um espaço de experimentação, onde crianças, adolescentes e adultos podem descobrir potencialidades criativas através do teatro, da dança e do circo. A partir de jogos/improvisações/provocações, os participantes serão estimulados a se expressarem em grupo e individualmente. Direção artística de Monique Carvalho. Com Rohan Baruck (teatro), Jenniffer Mercedes (dança) e Daniel Poittevin e Renê Carvalho (circo). Terças: circo, das 14h30 às 16h30; balé (de 7 a 12 anos), das 18h30 às 19h30; e jazz, das 17h às 18h. Sábados: teatro infantil, das 10h às 12h; e teatro adolescente, das 12h às 14h. Domingos: dança de salão, das 10h às 12h. Teatro Municipal Ziembinski. Vagas: 30 alunos por turma. Inscrição pelo e-mail: teatrozimba.cultura@gmail.com

 

*PROJETO “COLETIVO MULHERES SENSACIONAIS” – Palestras: Temos como fator principal criar possibilidades para que às mulheres possam adquirir mais conhecimento viabilizando cada vez mais seu entendimento com profissionais da área saúde. Workshop: criar entre pais e filhos um workshop com instrumentos feitos de objetos recicláveis para que a musicoterapia seja ainda mais envolvente. Dia 12 de junho, segunda-feira, das 14h às 16h. Centro Cultural Municipal Dyla Sylvia de Sá. (Tel.: 3833-4769).

 

*PROJETO DA TERCEIRA IDADE TRUPE SOLIDÁRIA – Revivendo e resgatando as músicas de raízes culturais, com vivências diversificadas na preparação dos nossos cantores da melhor idade, destacando figuras artísticas que passaram e deixaram grandes obras musicais. Coordenado pelo maestro Sebastião e cantores. Sextas-feiras, das 14h às 17h. Centro Cultural Municipal Dyla Sylvia de Sá. (Tel.: 3833-4769).

 

REPENSA – RESISTÊNCIA, PERFORMANCE E PENSAMENTO – Evento de resistência artística e de reflexão à onda conservadora que se apresenta no mundo. Serão três dias de evento com mesas de discussão temáticas com pensadores, performances, artistas da cidade e DJ’s no palco. São performances inéditas criadas para o evento. Programação: dia 24, O Espanto da Realidade – Mesa Mateus Ferreira; dia 25, Diversidade Hoje – Mesa Dandara dos Santos; Dia 26, Políticas Raciais – Mesa Rafael Braga. Horários: das 18h às 20h (performances); das 20h30 às 22h (mesas de debate) e das 22h às 00h (DJ no palco). Idealização de Alexandre Mello e Rogério Garcia. Direção de Rogério Garcia. Com Alexandre Mello, Oscar Saraiva, Márcia Rubin, Fabiana Mello e Souza, Cristina Moura, Gilberto Gawronski, Joelson Gusson, entre outros. Sábado a segunda-feira: Dias 24, 25 e 26 de junho, de sábado a segunda-feira, das 18h às 00h. R$ 20. Teatro Ipanema.

 

*SARAU DA OFICINA DE TEATRO ARENA FERNANDO TORRES –
Apresentação especial do grupo teatral da Arena. Dia 29 de junho, quinta-feira, às 14h. Arena Carioca Fernando Torres

 

*TEATRO, EDUCAÇÃO: O DESPERTAR DOS SENTIDOS – A oficina será ministrada pelos diretores do espetáculo Guilherme Miranda e Anderson Cunha e terá como foco de atividade a experiência sensível vivenciada pelos professores da rede pública com jogos dramáticos unindo música, movimentos corporais, leitura de textos e improviso. A proposta será realizada com exercícios individuais e em conjunto como ferramenta para autoconhecimento e possível aplicação em material pedagógico futuro. Dia 17 de junho, sábado, das 9h às 13h. Sala Municipal Baden Powell. Classificação: livre.
 

 

 

 

*BANCA DE LIVROS – Cinco bancas de jornais transformadas em bibliotecas públicas, com 300 títulos em cada, além de bibliotecários e contadores de histórias formam o projeto Banca de Livros. Direção de produção: Miguel Gomes. Assistente de produção: Amandha Nery. Coordenação de montagem, design gráfico e web: Elpídio Duarte. Projeto pedagógico e direção geral: Graça Gomes. De segunda a sexta, das 9h às 17h, e sábados, das 9h às 14h. Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas. Classificação: livre.

 

BIBLIOTECA COMUNITÁRIA DO ZIMBA – A residência artística Ziembinski (Com)Vida propõe a criação de uma charmosa biblioteca no hall do teatro que possibilita a troca de livros em bom estado de conservação, em parceria com o programa Troca-Troca de Livros. De terça-feira a domingo, das 14h às 22h. Teatro Municipal Ziembinski (Tel.: 3234-2003). Classificação: livre.

 

CANTO E POESIA – Encontro para a terceira idade para declamação de poesias, cantos e músicas tradicionais da MPB. Dias 2 e 16 de junho, sexta-feira, às 15h. Centro Cultural Oduvaldo Vianna Filho (Tel.: 2205-0655). Classificação: livre.

 

*CIRANDA DE POESIAS – Concurso de poesias para alunos da rede pública e particular, poetas e escritores. Dia 24 de junho, sábado, das 14h às 16h. Centro Cultural Municipal Dyla Sylvia de Sá. (Tel.: 3833-4769).

 

*TROCA-TROCA DE LIVROS – projeto que visa a circulação do conhecimento e promove a leitura, estimulando uma prática sustentável. Dia 7 de junho, quarta-feira, das 10h às 16h.
CENTRO ADMINISTRATIVO SÃO SEBASTIÃO – CASS
BIBLIOTECA POPULAR MUNICIPAL DE BOTAFOGO
BIBLIOTECA POPULAR MUNICIPAL DE CAMPO GRANDE
BIBLIOTECA POPULAR DO RIO COMPRIDO
BIBLIOTECA POPULAR MUNICIPAL DA GAMBOA
BIBLIOTECA POPULAR MUNICIPAL DA ILHA DO GOVERNADOR
BIBLIOTECA POPULAR MUNICIPAL DE IRAJÁ
BIBLIOTECA POPULAR MUNICIPAL DE JACAREPAGUÁ
BIBLIOTECA POPULAR MUNICIPAL DA TIJUCA
BIBLIOTECA POPULAR MUNICIPAL DE SANTA TERESA
BIBLIOTECA POPULAR MUNICIPAL DA MARÉ

 

*TROCA-TROCA DE LIVROS – Contação de histórias com Bianca Barbosa, das 11h às 12h. Troca-troca todos os domingos, das 10h às 14h. Imperator - Centro Cultural João Nogueira. (Tel.: 2597-3897) Classificação: livre.

 

*TROCA-TROCA DE LIVROS – O projeto Troca-Troca de Livros é mais do que uma simples troca de um livro pelo outro. É um ato de mediação e formação de leitores, portanto deve-se seguir certos padrões de atendimento e mediação. Terças e sextas, das 10h às 16h, na Biblioteca Popular da Gamboa. Centro Cultural Municipal José Bonifácio (Tel.: 2233-7754).

 

*MIDIATECA – Localizada no 3º andar do Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro, a Midiateca é um espaço de pesquisa e memória da dança. Possui em seu acervo livros, publicações e vídeos. De terça a sexta-feira, das 10h às 18h, e sábados, das 10h às 16h.



*OFICINA EXPERIMENTAL DE POESIA – Encontro de leitores, curiosos, poetas e pesquisadores para o compartilhamento de processos artísticos, escrita, leitura e crítica de poesia. Quartas-feiras, às 19h. Imperator – Centro Cultural João Nogueira (Tel.: 2597-3897). Classificação: livre.

 

BIBLIOTECA POPULAR ABGAR RENAULT
Centro Administrativo São Sebastião – CASS. A biblioteca funciona, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, na Biblioteca Popular Abgar Renault.


*TROCA-TROCA DE LIVROS – Programa de incentivo a leitura onde você pode trocar até dois livros de literatura em bom estado. Dia 7 de junho, quarta-feira, das 9h às 17h, no Centro Administrativo São Sebastião (CASS). Classificação: livre.


*QUINTAS AFETIVAS – Contação de histórias com Sonia Lima. Quintas, às 10h e às 14h. Sala 251.


*SARAU DAS QUARTAS – Vivência com textos literários compartilhados em uma roda de rima e prosa. Tema: Poemas de poetas consagrados falando sobre as mães, Vinicius de Moraes, Manoel Bandeira, Carlos Drummond de Andrade. Dia 28 de junho, quarta-feira, às 15h. Sala 251.

 

BIBLIOTECA POPULAR DE BOTAFOGO


*BIBLIOTECA VIRTUAL – Utilização do computador com acesso à internet por uma hora. De segunda a sexta-feira, das 9h às 16h, e sábados, das 10h às 15h. Classificação: livre.


*ENCONTRO DE GERAÇÕES – Debate sobre assuntos da atualidade (política, cultura, saúde, etc.), valorizando a experiência de quem chegou à maturidade. Coordenado pela Associação dos Amigos da Biblioteca de Botafogo. Dias 2, 9, 23 e 30 de junho, sextas-feiras, das 15h às 16h30.


*ENCONTRO DOS CONTADORES DE HISTÓRIAS (AGREGANDO) – Exercitar a prática na contação de histórias. Com Cléo Mota e Sônia Sampaio. Dia 1º de junho, quinta-feira, das 14h às 17h.


*ENCONTRO LÍTERO-MUSICAL DA ABLAP (ACADEMIA BRASILEIRA DE ARTE E PAZ) – Apresentação musical e de poesia, com Maria Augusta e Glória Puppin. Dia 12 de junho, segunda-feira, das 14h às 17h.


*ENCONTRO DE POESIA – Reunião de poetas e amante da poesia para a apresentação de seus trabalhos e homenagens aos poetas nacionais. Coordenado por Lydia Simonato e Larissa Loretti. Dia 22 de junho, quinta-feira, às 15h.


RODA DE CANTO E POESIA – Apresentação musical de pessoas da comunidade. Coordenado por Mariá Nogueira. Dia 29 de junho, quinta-feira, das 13h30 às 17h. Contribuição facultativa de R$ 2 a R$ 5.


*TROCA-TROCA DE LIVROS – Programa de incentivo a leitura onde você pode trocar até dois livros de literatura em bom estado. De segunda a sexta, das 9h às 17h, aos sábados, das 10h às 15h. Classificação: livre.
*AULAS DE XADREZ – Com o Dr. Átila Flegner. Segundas-feiras, das 14h30 às 17h.


CURSO DE PINTURA – Ensino da técnica de pintura a óleo sobre tela. Ministrado por Marilu Leda Elias de Carvalho. Quartas-feiras, das 9h às 12h. R$ 100 (mensalidade).


CURSO BÁSICO DE ESPANHOL – Curso Básico de Espanhol ministrado por José Luiz. Básico I – segundas e sextas, às 9h30; Básico II – terças, às 10h; Básico III – quartas, às 14h30; R$ 100 (mensalidade).


CURSO DE FRANCÊS – Ministrado por Cristian Egídio. Básico I (iniciantes) – sextas, das 13h às 15h e sábados, das 10h às 12h; Básico II – sextas, das 15h às 17h; Básico I - segundas, das 13h às 15h; Básico II – segundas, das 15h às 17h. Mensalidade: R$ 100.


CURSO DE ALEMÃO – Ministrado por Cristian Egídio. Básico I (iniciantes) – sábados, das 12h às 14h. Mensalidade: R$ 100.


CURSO DE ITALIANO – Curso livre de idiomas, com José Aparecido. Quintas, das 15h às 17h ( Básico I). R$ 100.

 

BIBLIOTECA POPULAR DE CAMPO GRANDE


*BIBLIOTECA VIRTUAL – De segunda a sexta-feira, das 9h às 16h. Período máximo de acesso à internet de uma hora, com agendamento prévio.


*PROJETO UM LIVRO DE PRESENTE – Doação de livros. Terças e quintas, das 9h às 16h.


*TROCA-TROCA DE LIVROS – De segunda a sexta, das 9h às 16h.


*FESTAS POPULARES: A TRADIÇÃO DO NOSSO POVO – A mostra mostra a riqueza da Festa Junina caracterizada por danças, comidas típicas, além das peculiaridades de cada região. O público também poderá conferir e consultar a nossa bibliografia sobre o tema. De segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Classificação: livre.


*TARDE DE SARAU COM AS SARAUZEIRAS ONÍRICAS – Tarde de poesia, performance e literatura em um sarau itinerante com as poetisas Lindacy Menezes, Mery Onírica e Yolanda Soares. Dia 7 de junho, quarta-feira, das 14 às 16h. Classificação: livre.

 

BIBLIOTECA POPULAR DA ILHA DO GOVERNADOR


*BIBLIOTECA VIRTUAL – De segunda a sexta-feira, das 9h às 16h, e sábados, das 10h às 13h.


*A ARTE E O ARTISTA EM PRIMEIRO PLANO – O artista plástico Valdir Pereira Augusto dá aulas de desenho e pintura para todas as idades e talentos. Aulas de desenho e pintura para todas as idades e talentos. A única condição é a vontade de aprender. Quartas-feiras, das 13h às 16h30, sextas-feiras, das 9h às 16h30.


*CAIXEIRO VIAJANTE – Doação de livros par o público em geral. De segunda a sexta, das 9h às 17h, sábados, das 10h às 16h. Classificação: livre.


*VULKANOJ – Exposição de pinturas explicativas sobre o esperanto. Curadoria de Renaud Hetmanek. De segunda a sexta, das 9h às 17h, sábados, das 10h às 16h. Classificação: livre.


*PESQUISA HISTÓRICA – CENTRO DE REFERÊNCIA HISTÓRICA DA ILHA DO GOVERNADOR – Acervo especializada na história da Ilha do Governador. De segunda a sexta, das 9h às 17h. Sala do Centro de Referência Histórica da Ilha do Governador. Classificação: livre.


*ESPERANTO – Oficina do idioma esperanto. Curadoria de Renaud Hetmanek. Sábados, das 10 às 11h. Seção infanto-juvenil. Classificação: livre.


*MODELO E MANEQUIM – Oficina de modelo e manequim pela Companhia Novos modelos Anderson Martinez. Curadoria de Anderson Martinez. Quintas-feiras, das 9h às 10h30 e das 15h às 16h30. Classificação: livre.


*ENSAIO – TEATRO – Ensaio para apresentação teatral com o Grupo Quero que me veja. Coordenado por Cícero Raul Mariléa Lopes. Sextas-feiras, das 9h às 12h. E ensaio para apresentação teatral com atores da Terceira Idade grupo Paz e Amor. Coordenado por Solange Bonfim. Segundas, quartas e sextas, das 14h à 16h30.


*SHOW DE TALENTOS EM HONRA AO DIA DAS MÃES – Apresentação de clássicos da MPB. Coordenado por Solange Bonfim. Dia 28 de junho, quarta-feira, das 14h às 16h30. Classificação: livre.


BIODIVERSIDADE BRASILEIRA – Exposição de desenhos e pinturas sob o tema. Trabalhos de Ana Maria do Nascimento Veltri e convidados. Curadoria de Roberto Matcchiute. De 3 a 30 de junho. De segunda a sexta, das 9h às 17h, sábados, das 10h às 16h.



BIBLIOTECA POPULAR DE IRAJÁ


*TROCA-TROCA DE LIVROS – Traga um livro de literatura em bom estado e troque por outro. De segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.


*PEGUE E LEVE – Atividade tem como objetivo fazer com que o livro "circule", através da doação de livros para o público que frequenta a Região Administrativa. De segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Local: Complexo da RA. Classificação: 6 anos.


*VENHA FAZER ORIGAMI! – Oficina de origami, a arte milenar de criar figuras em dobraduras de papel. Segundas-feiras, das 14h às 16h. Classificação: 10 anos.


*IRAJÁ NAVEGANDO NA INTERNET – Acesso gratuito a internet, de 2 a 31 de maio, das 9h às 15h30. Classificação: 10 anos.

 

BIBLIOTECA POPULAR VOLANTE - JOÃO ANTONIO


*BIBLIOTECA VOLANTE – para empréstimos de livros é necessária a seguinte documentação: identidade, comprovante de residência e autorização (para menores de 15 anos). Cada usuário pode levar até dois livros pelo prazo de 14 dias. A devolução deverá ser feita no mesmo local onde foi realizado o empréstimo ou na Av. Monsenhor Félix, 512 – Irajá. Itinerário: das 10h às 14h. Programação de JUNHO:
Dias 1º e 29 – Madureira – R. Domingos Lopes (Pça. Patriarca)
Dias 2 e 30 – Realengo - Av. Sta.Cruz, 1015
Dia 5 – Vila Valqueire – Rua das Rosas
Dias 6 e 20 – Ricardo de Albuquerque – R. Mal Alencastro, 2140 (Pr. Cláudio de Souza)
Dias 7 e 21 – Cavalcanti – R. Herculano Pena (Ao lado do PAM Cavalcante)
Dias 8 e 22 – Acari – (Praça Portugal)
Dias 9 e 23 – Pavuna – R. Com. Guerra (Pr. N.S. Das Dores)
Dias 14 e 28 – Jardim América – R. Sebastian Bach
Dia 19 – Jabour – Rua Raul Azevedo, 70

 

BIBLIOTECA POPULAR DE JACAREPAGUÁ


*BIBLIOTECA VIRTUAL – de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h.


*TROCA-TROCA DE LIVROS – Traga um livro de literatura em bom estado e troque por outro. De segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.


*ARTESANATO – A professora ensina técnicas de artesanato para todas as idades. Quartas-feiras, das 9h às 11h. Classificação: livre.


*CORTE E COSTURA – A professora ensina técnicas de costura. Segundas e terças, das 13h às 15h. Classificação: livre.


*LIVRO DE MÃO EM MÃO – A biblioteca doará aos seus leitores até dois livros dentre os disponíveis para o projeto como forma de incentivo à leitura. Sextas-feiras, das 9h às 17h. Classificação: livre.


*ROMANCES E POESIAS PARA AS MÃES – Exposição de livros com a temática de mães. De segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Classificação: livre.


*POETAS E POETISAS BRASILEIROS – Exposição de livros com a temática de poesia. De segunda a sexta, das 9h às 17h. Classificação: livre.

 

BIBLIOTECA POPULAR DE SANTA TERESA


*TROCA-TROCA DE LIVROS – Traga um livro de literatura em bom estado e troque por outro. Todas as quartas-feiras, das 9h às 16h.

 

BIBLIOTECA POPULAR DO RIO COMPRIDO – ANNITA PORTO MARTINS


*BIBLIOTECA VIRTUAL – Utilização do computador com acesso à internet por uma hora. De segunda a sexta-feira, das 9h às 16h. Classificação: livre.


*TROCA-TROCA DE LIVROS – De segunda a sexta-feira, das 9h às 16h.


*OFICINA DE ARTESANATO – Coordenado por Benedito de Matos. Quintas-feiras, às 14h. Classificação: livre.


*PROJETO IDAS E VINDAS – Contação de histórias e interação de jovens e crianças. Coordenado por Benedito de Matos. Segundas-feiras, às 10h, e às 14h. Classificação: livre.


*QUINTAS AFETIVAS – Ciclo de histórias e contos, rodas de leitura e atividades lúdicas. Coordenado por Benedito de Matos. Quintas-feiras, às 10h. Classificação: livre.

 

BIBLIOTECA POPULAR DA TIJUCA - MARQUES REBELO


*BIBLIOTECA VIRTUAL – De segunda a sexta-feira, das 9h30 às 15h30. Sábados e domingos, das 10h30 às 15h30.


*TROCA-TROCA DE LIVROS – Programa de incentivo à leitura onde você pode trocar até dois livros de literatura em bom estado. De segunda a sexta, das 9h às 17h. Sábados e domingos, das 10h às 15h. Classificação: livre.


*LIBERTAÇÃO DE LIVROS – Projeto de incentivo à leitura e facilitação do acesso ao livro para todos, no qual são colocados à disposição dos leitores e passados adiante, sem nenhum custo, livros pertencentes ao excesso de doações recebidas pela Biblioteca e que não farão parte do acervo por serem duplicatas ou não atender ao perfil da instituição. Dias 5 e 6 de maio, segunda e terça-feira, das 9h às 17h. Classificação: livre.


*MEIO AMBIENTE – Mostra de livros sobre o tema. De 1º a 30 de junho, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Classificação: livre.


*CASA DO MEDO – Encontros da Casa do Medo associação de autores dos mais diversos ramos interessadas em produzir elementos narrativos literários e artísticos dentro da perspectiva do medo: Literatura, quadrinhos, ilustrações, cinema, documentários, teses, teatro, música, poesia, dentre outras atividades. Coordenado por Roberta Pauletich. Dia 24 de junho, sábado, das 13h às 16h.


*OFICINA DE RECREAÇÃO DA MEMÓRIA – Os encontros são direcionados para terceira idade com utilização de jogos, músicas, poesias e atividades lúdicas para estimular a memória. Com Elci Narazaki. Quartas-feiras, às 14h. Dias 3 e 10 de maio, com o tema Mães Cariocas. Classificação: livre.


*PROJETO ITÁ – Aulas de reforço de português e matemática para crianças da comunidade do entorno com inscrição prévia e limitada. Coordenado pela ADEC. Dias 3 e 24 de maio, sábados, das 10h às 12h. Classificação: de 7 a 11 anos.
 

 

 

 

 

Rua Vice-Governador Rubens Berardo, 100 – Gávea.

Funcionamento: de segunda-feira a domingo.

Exposições: de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, e sábados, domingos e feriados, das 14h30 às 17h.

 

 

EXPOSIÇÕES


EXPOSIÇÕES



EXPERIMENTOS INTERATIVOS – São 60 experimentos interativos divididos em três áreas: astronomia fundamental; astrofísica e nave escola que revelam os mistérios que cercam o espaço e explicam uma série de curiosidades sobre o Sistema Solar.

 

O UNIVERSO DESLUMBRANTE – Cinco painéis com 38 fotografias contam a história dos 50 anos da fundação do Observatório Europeu do Sul. A exposição mostra imagens captadas a partir dos poderosos telescópios instalados no deserto chileno e explica a tecnologia utilizada para os registros deslumbrantes do Universo.



EXPOLUZ – A exposição em comemoração ao Ano Internacional da Luz decretado pela UNESCO, conta com três painéis que contemplam toda trajetória e a importância dessa onda eletromagnética para a humanidade.



*OBSERVAÇÃO DO CÉU – Orientada por uma equipe de Astrônomos, as observações acontecem às quartas-feiras (exceto feriados), às 18h30. A observação depende das condições meteorológicas. Distribuição de senhas 30 minutos antes do início da atividade.

 

 

 

EXPOSIÇÕES

 

EXPERIMENTOS INTERATIVOS – São 60 experimentos interativos divididos em três áreas: astronomia fundamental; astrofísica e nave escola que revelam os mistérios que cercam o espaço e explicam uma série de curiosidades sobre o Sistema Solar.

 

O UNIVERSO DESLUMBRANTE – Cinco painéis com 38 fotografias contam a história dos 50 anos da fundação do Observatório Europeu do Sul. A exposição mostra imagens captadas a partir dos poderosos telescópios instalados no deserto chileno e explica a tecnologia utilizada para os registros deslumbrantes do Universo.

EXPOLUZ – A exposição em comemoração ao Ano Internacional da Luz decretado pela UNESCO, conta com três painéis que contemplam toda trajetória e a importância dessa onda eletromagnética para a humanidade.

*OBSERVAÇÃO DO CÉU – Orientada por uma equipe de Astrônomos, as observações acontecem às quartas-feiras (exceto feriados), às 18h30. A observação depende das condições meteorológicas. Distribuição de senhas 30 minutos antes do início da atividade.

 

 

 

 

 

 


ARENA CARIOCA ABELARDO BARBOSA - CHACRINHA

Rua Soldado Elizeu Hipólito, s/n esquina com Av. Litorânea - Pedra de Guaratiba

Tel.: 3404-7980

 

ARENA CARIOCA CARLOS ROBERTO DE OLIVEIRA - DICRÓ

Av. Brás de Pina, s/n, Parque Ary Barroso. Penha.

Entrada pela Rua Flora Lobo. Tel.: 3486-7643

 

ARENA CARIOCA FERNANDO TORRES

Rua Bernardino de Andrade, 200 – Parque Madureira – Madureira.

Tels.: 3495-3078 / 3495-3093

 

ARENA CARIOCA JOVELINA PÉROLA NEGRA

Praça Ênio, s/nº - Pavuna. Tel.: 2886-3889.

Estação Pavuna

 

ARENINHA CARIOCA GILBERTO GIL

Avenida Marechal Fontenelle, 5.000 – Realengo. Tels.: 3462-0774 / 3333-2889

Metrô + Integração SuperVia – Estação Magalhães Bastos

 

ARENINHA CARIOCA HERMETO PASCOAL

Praça 1º de maio s/nº – Bangu. Tel.: 3332-4909

 

ARENINHA CARIOCA RENATO RUSSO

Parque Manuel Bandeira, s/nº – Ilha do Governador. Tel.: 2467-7274

 

BIBLIOTECA POPULAR DE BOTAFOGO – MACHADO DE ASSIS

Rua Farani, 53 – Botafogo. Tel.: 2551-6911

Estação Flamengo

 

BIBLIOTECA POPULAR DE CAMPO GRANDE – MANOEL IGNÁCIO DA SILVA ALVARENGA

Praça Thelmo Gonçalves Maia, s/nº – Campo Grande. Tel: 3394-5509

Metrô + Integração SuperVia – Estação Benjamin do Monte

 

BIBLIOTECA POPULAR DA ILHA DO GOVERNADOR – EUCLIDES DA CUNHA

Praça Danaides s/n° - Cocotá. Tel.: 3368-7797

 

BIBLIOTECA POPULAR DO GUANDU – FERNANDO SABINO

Rua 12 – quadra 219 – Guandu – Santa Cruz. Tel.: 3395-1630 / 3365-6039

 

BIBLIOTECA POPULAR DO IRAJÁ – JOÃO DO RIO

Av. Monsenhor Félix, 512. Tel.: 2482-3582

Estação Irajá

 

BIBLIOTECA POPULAR DE JACAREPAGUÁ - CECÍLIA MEIRELES

Rua Dr Bernardino, 218 - Praça Seca. Tel.: 3833-0084

 

BIBLIOTECA POPULAR DA MARÉ – JORGE AMADO

Rua Ivanildo Alves, s/nº - Complexo da Maré. Tel.: 3105-6815

 

BIBLIOTECA POPULAR DE SANTA TERESA – JOSÉ DE ALENCAR

Rua Monte Alegre, 306 – Santa Teresa. Tel.: 2224-2358

 

BIBLIOTECA POPULAR DA TIJUCA – MARQUES REBELO

Rua Guapeni, 61 – Tijuca. Tel.: 2204-0752

Estação Saens Peña

 

BIBLIOTECA POPULAR DO RIO COMPRIDO - ANNITA PORTO MARTINS-

Rua Sampaio Viana, 357 – Rio Comprido. Tel.: 3081-0496

 

CENTRO COREOGRÁFICO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

Rua José Higino, 115 – Tijuca. Tels.: 3238-0601 / 3238-0357 / 2268-7139

Estação Saens Peña (integração)

 

CENTRO CULTURAL MUNICIPAL LAURINDA SANTOS LOBO

Rua Monte Alegre, 306 - Santa Teresa. Tels: 2215-0618 / 2224-3331

 

CENTRO CULTURAL MUNICIPAL ODUVALDO VIANNA FILHO (CASTELINHO DO FLAMENGO)

Praia do Flamengo, 158. Tel.: 2205-0655 / 2205-0276

Estação Largo do Machado

 

CENTRO CULTURAL MUNICIPAL PARQUE DAS RUÍNAS

Rua Murtinho Nobre, 169 – Santa Teresa. Tels: 2215-0621 / 2224-3922

 

CENTRO CULTURAL MUNICIPAL PROFª DYLA SYLVIA DE SÁ

Rua Barão, 1180 – Praça Seca. Tels: 3833-4769

 

CENTRO CULTURAL MUNICIPAL JOSÉ BONIFÁCIO

Rua Pedro Ernesto, 80 – Gamboa

Tel.: 2233-7754

 

CENTRO MUNICIPAL DE CULTURA E CIDADANIA CALOUSTE GULBENKIAN

Teatro Gonzaguinha

Rua Benedito Hipólito, 125 - Praça Onze. Tels: 2224-2628 / 2224-8300 / 2234-5747

Estação Praça Onze

 

CENTRO MUNICIPAL DE ARTE HÉLIO OITICICA

Rua Luís de Camões, 68 – Centro. Tels: 2232-4213 / 2242-1012

Estação Carioca

 

CENTRO DA MÚSICA CARIOCA ARTUR DA TÁVOLA

Rua Conde de Bonfim, 824 – Tijuca. Tels: 3238-3831 / 3238-3743 / 3238-3880

Estação Saens Peña (integração)

 

ECOMUSEU DO QUARTEIRÃO CULTURAL DE

SANTA CRUZ

Rua Afonso Cavalcanti, 455 / 2º andar, sala 217. Tels: 2976-2548 / 2976-1245

 

ESPAÇO CULTURAL MUNICIPAL SÉRGIO PORTO

Rua Humaitá, 163 – Humaitá. Tel.: 2535-3846

Estação Botafogo e Humaitá (Metrô na superfície)

 

FUNDAÇÃO PLANETÁRIO

Rua Vice-Governador Rubens Berardo, 100 – Gávea. Tel.: 2274-0046

Estação Puc, Botafogo ou Ipanema/General Osório + Metrô na Superfície

 

IMPERATOR – CENTRO CULTURAL JOÃO NOGUEIRA

Rua Dias da Cruz, 170 – Méier. Tels.: 2597-3897 / 2596-1090

 

LONA CULTURAL MUNICIPAL CARLOS ZÉFIRO

De terça a domingo, das 10h às 19h.

Estrada Marechal Alencastro, s/nº – Anchieta. Tel.: 2148-0813

Metrô + Integração SuperVia – Estação Magalhães Bastos

 

 

LONA CULTURAL MUNICIPAL ELZA OSBORNE

Estrada Rio do A, 220 – Campo Grande. Tels: 3406-8434 / 2413-2255 (fax)

Metrô + Integração SuperVia – Estação Campo Grande

 

LONA CULTURAL MUNICIPAL HERBERT VIANNA

Rua Ivanildo Alves s/nº – Nova Maré. Tels.: 3105-6815

 

LONA CULTURAL MUNICIPAL JACOB DO BANDOLIM

Praça Geraldo Simonard – Pechincha – Jacarepaguá. Tel.: 3173-5460

 

LONA CULTURAL MUNICIPAL JOÃO BOSCO

Av. São Félix, 601 – Parque Orlando Bernardes – Vista Alegre. Tel.: 2482-4316

 

LONA CULTURAL MUNICIPAL SANDRA DE SÁ

Rua 12, quadra 219 - Guandu 1. Tels.: 3365-6039 / 3395-1630

 

LONA CULTURAL MUNICIPAL TERRA

Praça Edson Guimarães s/nº. Guadalupe. Tels.: 3018-4203.

 

MEMORIAL MUNICIPAL GETÚLIO VARGAS

Praça Luís de Camões s/n – Glória. Tel.: 2237-5234 / 2245-7577

 

MUSEU HISTÓRICO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

Estrada Santa Marinha s/nº – Gávea

Tels.: 2512-2353 / 2294-5990

 

MUSEU DE ARTE DO RIO – MAR

Praça Mauá, 5, Centro. Telefone: 3031-2741

 

MUSEU DO AMANHÃ

Praça Mauá, 1, Centro.

 

SALA MUNICIPAL BADEN POWELL

Av. Nossa Senhora de Copacabana, 360 – Copacabana. Tels: 2255-1067 / 2255-1366

Estação Cardeal Arcoverde

 

TEATRO IPANEMA

Rua Prudente de Moraes, 824 A – Ipanema

Tels.: 2267-3750

Estação Nossa Senhora da Paz

 

TEATRO MUNICIPAL CAFÉ PEQUENO

Av. Ataulfo de Paiva, 269 – Leblon. Tel.: 2294-4480

Estação Jardim de Alah e Ipanema/General Osório

 

TEATRO MUNICIPAL CARLOS GOMES

Praça Tiradentes s/nº – Centro. Tels: 2215-0556 / 2224-3602.

Estação Carioca

 

TEATRO DE FANTOCHES E MARIONETES CARLOS WERNECK DE CARVALHO

Aterro do Flamengo (altura do nº 300 da Praia do Flamengo, esquina com a R. Tucumã)

Estação Flamengo

 

TEATRO MUNICIPAL MARIA CLARA MACHADO

Rua Padre Leonel Franca, 240 – Gávea. Tel.: 2274-7722

Estação Ipanema e General Osório (Metrô na superfície)

 

TEATRO MUNICIPAL SERRADOR

Rua Senador Dantas, 13 – Centro. Tel.: 2220-5033

 

TEATRO MUNICIPAL ZIEMBINSKI

Rua Heitor Beltrão s/nº – Tijuca. Tels.: 3234-2003 / 3234-2815

Estação São Francisco Xavier

 

TEATRO MUNICIPAL DE GUIGNOL DO MÉIER

Praça Jardim do Méier (ao lado do Hospital Municipal Salgado Filho)

Estação São Francisco Xavier (integração)

 

TEATRO MUNICIPAL DE GUIGNOL DA TIJUCA

Praça Comandante Xavier de Brito (entre a Av. Maracanã e Rua Otávio Kelly)

Estação Saens Peña (integração)




Serviços Serviços