Secretaria Municipal de Cultura - SMC
agenda mensal

08/06/2016 15:02:00


RIO MAPA CULTURAL – ABRIL/2017
Toda a programação do Rio Mapa Cultural está sujeita a alteração.


* Este ícone marca a programação gratuita.
 

 

 

 

 

 

A OUTRA CASA – Uma neurologista de sucesso tem um lapso de memória numa apresentação para uma plateia de médicos. A partir deste episódio ela vai sendo impulsionada a rastrear sua lucidez através de embates com seu marido, sua médica, com as lembranças de sua filha desaparecida e consigo mesma. Texto de Sharr White. Direção de Manoel Prazeres. Com Helena Varvaki, Marcos França, Gabriela Munhoz e Rick Yates. Sexta, sábado e domingo, às 20h, até 2 de abril. R$ 40. Teatro Municipal Café Pequeno. Classificação: 16 anos.

 

ANTÍGONA – A jovem Antígona é o último rebento de uma árvore genealógica que tem suas raízes na formação da cidade de Tebas na Grécia. Ela pertence ao ramo dos Labidácidas, de onde faz parte Édipo, seu desditoso pai e irmão, ao mesmo tempo, por obra de um casamento incestuoso dele com sua mãe Jocasta. O espetáculo mostra os acontecimentos que levam ao aniquilamento desta família, ou seja, o enclausuramento de Antígona e seu suicídio na caverna em que está encarcerada, após ter sido condenada à morte por desobedecer às ordens de seu tio Creonte, Rei de Tebas, que havia proibido que seu irmão tivesse um enterro conforme as tradições religiosas de seu povo. Texto de Sófocles e tradução de Millôr Fernandes. Direção de Amir Haddad. Com Andrea Beltrão. De 14 a 23 de abril. Sextas e sábados, às 20h, domingos, às 19h. R$ 60. Imperator - Centro Cultural João Nogueira (Tel.: 2597-3897). Classificação: 12 anos.

 

ANJOS DO CALÇADÃO – Com uma narrativa leve e bem humorada, o texto escrito por Jonas França e que tem a direção do próprio e de Alex Borges, convida o espectador para um passeio Calçadão de Copacabana e pela história desses marginalizados pela sociedade. A peça, que integra romance e suspense, a música ao jogo de atores, o estilo gingado carioca à linguagem usada nas rua e nos guetos, narra a história de personagens singulares, que são verdadeiros retratos cariocas. Um exemplo disso é a protagonista da trama, Eleonora, uma mãe que luta diariamente para reencontrar seu filho desaparecido. Mesmo após ser assaltada pelos Anjos do Calçadão, ela decide ajudá-los e, para sua surpresa, eles se transformam através da arte. Com Esther Elisabeth, Nelson Yabeta, Maíra Ribeiro, Rafael Dávila, Daniel Gadioli, Diego Galvão, Ricardo Fernandes, Jorge Silveira, Júlio Vilella, Anderson Lugão, Junior Machado, Camila Perez, Fernando Braga, Thiago Zurck, Robson Melo e Elaine Dias. Texto de Jonas França. Direção de Jonas França e Alex Borges. Dias 1º e 2 de abril, sábado, às 20h e domingo, às 19h. R$ 30. Teatro Municipal Ziembinski. Classificação: 12 anos.

 

BRIMAS – Duas senhoras imigrantes Ester e Marion, revivem, com muito humor, suas histórias, enquanto cozinham quibes para um velório. O riso, a saudade da família e as memórias do passado se misturam nessa história cheia de emoção e sabedoria. Para a autora e atriz Beth Zalcman, falar de sua avó é falar de identidade construída pelo afeto, pelo cheiro e sabores da comida, pelos gestos, pela voz, pelas histórias vividas e sentidas. Brimas é falar da possibilidade de encontros, de paz, independente de crenças, nesse momento contemporâneo de tanta intolerância. "A força dessas matriarcas, nossas avós, representando tantos outros imigrantes, tantas outras avós, tantas outras mulheres. Essa peça fala do oriente médio e fala do Brasil. Na verdade, Brimas fala de tudo aquilo que diz respeito ao que há de mais humano em nós: o amor, a saudade, a família, a fé e a alegria." Emociona-se Simone Kalil, atriz e autora. Texto e atuação: Beth Zalcman e Simone Kalil. Direção de Luiz Antônio Rocha. De 13 de abril a 26 de maio. Quinta e sexta-feira, às 20h. Sala Municipal Baden Powell. R$ 40.

 

CARTOLA – O MUNDO É UM MOINHO – Espetáculo inspirado em um dos maiores ícones do samba carioca, "Cartola – O mundo é um moinho" tem dramaturgia de Artur Xexéo, direção e encenação de Roberto Lage e direção musical de Rildo Hora. A pesquisa foi realizada por Nilcemar Nogueira, neta de Cartola, fundadora do Museu do Samba e atual Secretária Municipal de Cultura. O ator Flávio Bauraqui interpreta Cartola e Virgínia Rosa vive Dona Zica. A cada apresentação o musical levará grandes nomes do samba e da MPB. Entre os artistas já convidados estão Xande de Pilares, Dudu Nobre, Leci Brandão e Sandra de Sá. De quinta a sábado, às 19h e domingos, às 17h, até a 28 de maio. R$ 70 (quintas e sextas) e R$ 80 (sábados e domingos). Teatro Municipal Carlos Gomes. Classificação: 12 anos.

 

CALANGO DEU! OS CAUSOS DA DONA ZANINHA – Escrito e interpretado por Suzana Nascimento, Calango Deu! Os Causos da Dona Zaninha é um espetáculo teatral baseado na cultura popular mineira. O monólogo foi construído ao longo de cinco anos de uma pesquisa que abrange vocabulário, hábitos, histórias, músicas e crenças. Dona Zaninha é uma guardiã desses ricos acervos de memórias – uma contadora de causos, e hilária por seu jeito e seu linguajar, mas profunda com sua sabedoria. Entre um cafezinho e uma boa cachaça mineira, ela conduz a outras paragens, verídicas ou fantasiosas, mas recheadas de humor, poesia e memória. Concepção, texto, direção musical e interpretação de Suzana Nascimento. Direção de Isaac Bernat. Quinta e sexta-feira, às 20h, até 7 de abril. Sala Municipal Baden Powell. R$ 40. Classificação: 14 anos.

 

ED&CATH.ENSAIO – Conto de fadas contemporâneo ao som de bateria e regado a vinho tinto. Dramaturgia e direção de Helena Almeida. Direção de Movimento de Ruy Carvalho. Direção Musical de Florence Masse. Com Florence Masse, Helena Almeida e Ruy Carvalho. Até 19 de abril, quartas-feiras, às 20h. R$ 20. Teatro Municipal Ziembinski. Classificação: 16 anos.

 

FERNANDO, O ESPELHO E O VIOLÃO – Espetáculo que mistura as poesias de Fernando Pessoa e a criação de Santa Teresa. Músicas internacionais e nacionais, voz e violão, grafite e degustação de cerveja artesanal distribuídas pelo elenco da Cia. Teatral Morrinho. Espetáculo que mistura várias linguagens artísticas, intitulada "Fernando, o espelho e o violão", baseado nas obras de Fernando Pessoa, com dois músicos voz e violão costuram a peça, atores se revezam na distribuição das cervejas para o público presente, servindo com poesia ao longo da peça, um artista prepara desenhos para doar para plateia e durante o processo contamos a história de Santa Teresa. Sábados, 19h. R$ 20. Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo. Classificação: livre.

 

HOTEL BRASIL – A peça conta a história de três triângulos amorosos construídos em três atos a partir de fragmentos das obras de três autores da literatura e dramaturgia mundial: YukioMishima, TennesseeWiliams e Vinicius de Moraes. A sutileza com que esses autores tratam o efêmero e o passageiro em relações supostamente estáveis é a base para a criação deste espetáculo, ambientado na impessoalidade de um quarto barato de hotel. Direção de Joelson Gusson. Com Alan Pellegrino, Elisa Barbato e Luisa Friese. Sábados e segundas, às 21h, e domingos, às 20h, até 3 de abril. R$ 30. Espaço Municipal Cultural Sergio Porto. Classificação: 16 anos.

 

LÓVE – O espetáculo é um solo e foi resultado de uma pesquisa regular sobre palhaçaria feminina com orientação da integrante Karla Concá. A Palhaça Valquíria Mascarenhas se prepara para um encontro romântico com o amor de sua vida. Durante muito tempo ela se arruma e cria uma atmosfera de amor perfeita. O solo desenvolve um roteiro romântico tendo como fio condutor uma das principais características do trabalho do palhaço: o ridículo, este arquétipo tem como princípio rir de si mesmo, transformando o erro em acerto, a dor em riso e a queda em humanização. Texto de Fernanda Paixão e Karla Concá. Com Fernanda Paixão. Dia 1º de abril, sábado, às 19h30. R$ 40. Teatro Municipal Serrador. Classificação: 12 anos.

 

*MOSTRA E AI? (ENCONTRARTE ARTES INTEGRADAS) – Mostra artística de integração de linguagens e gêneros, com diversos coletivos, que apresentam diversos shows, performances e exposições nas áreas de artes visuais, artes cênicas, literatura, fotografia, música, dança, teatro, dentre outros. A mostra é uma celebração das potencialidades artísticas da região da Baixada Fluminense, celebrando o Dia da Baixada. Dia 25 de abril, terça-feira, às 18h30. Teatro Municipal Café Pequeno.

 

NO PASSINHO DOS TABAJARAS – A peça narra a história de Lequinho, um menino de origem humilde, cheio de sonhos, que, além de jogar futebol, adora dançar. Com um texto contemporâneo e bem humorado – assinado por Jonas França, que também assina a direção com Alex Borges –, o espetáculo usa o funk como fio condutor da história e a coreografia como recorte das cenas. A supervisão artística é assinada pelo diretor Rogério Blat, que integra a companhia de teatro Abraço da Paz, responsável pela montagem. Criado na comunidade dos Tabajaras, em Copacabana, pela mãe, Lequinho arruma seu primeiro emprego, onde conhece uma jovem vendedora, por quem se apaixona. O elenco é formado não apenas por moradores do morro dos Cabritos, mas de diversas comunidades e bairros do Rio. Com Alessandra Machado, Alex Borges, Alisson Santos, Camila Perez, Carla Fernandes e elenco. Texto de Jonas França. Direção de Jonas França e Alex Borges. Dias 8, 9, 15 e 16 de abril. Sábados, às 20h e domingos, às 19h. R$ 30. Teatro Municipal Ziembinski. Classificação: 12 anos.

 

*OCUPAÇÃO "QUE LEGADO" – Com uma programação artística que é um convite para a ação, o "Que Legado" vai movimentar um equipamento público municipal com suas vozes, olhares, corpos desenhando obras em torno do legado que atravessa nossa cidade e nosso estado. Cinema, Artes Visuais, Dança, Teatro, Performance, Literatura, Música, Psicanálise, História das Favelas, Debates com representantes da Saúde e da Educação. De quinta a domingo, das 18h às 21h, até 9 de abril. Centro Cultural Municipal Oduvaldo Vianna Filho (Castelinho do Flamengo). Classificação: 16 anos.

 

O INCANSÁVEL DOM QUIXOTE – O espetáculo narra a saga do valoroso cavaleiro andante. Este homem de incomparável coragem e retidão, sempre montado em seu cavalo Rocinante e ao lado de seu escudeiro Sancho Pança, passa por muitas desventuras em teste de sua obstinação e coragem. Perde batalhas e duvidam de sua saúde mental. A adaptação do romance de Cervantes para o palco se dá a partir da performance de um único ator em cena que é narrador, Dom Quixote, Sancho Pança, Dulcinéia, Rocinante e todo o mais que compõe o espetáculo. Direção de Reynaldo Dutra. Com Maksin Oliveira. De 5 a 27 de abril, quartas e quintas-feiras, às 20h. R$ 40.
Teatro Municipal Café Pequeno. Classificação: 12 anos.

 

PONTE GOLDEN GATE – Após ser consagrado em festivais conquistando prêmios de melhor texto, melhor atriz (Mariana Cerrone), o jovem autor Igor Cosso se aprofundou na comicidade absurda da dramaturgia, com novos personagens e novas reflexões sobre a falta de respostas para os enigmas da nossa existência. E assim, surgiu o texto do espetáculo tragicômico Ponte Golden Gate. Dirigido por Wendell Bendelack diretor e criador do fenômeno teatral de comédia "Surto". Ponte Golden Gate, busca provocar gargalhadas e reflexões a partir de uma simples pergunta: Qual o sentido da vida? Com Thais Belchior, Mariana Cerrone, Alexandre Barros, Hamilton dias, Igor Cosso e Leo Bahia. Quartas e Quintas, às 20h, até 6 de abril. R$ 20. Teatro Ipanema. Classificação: 16 anos.

 

OS SETE PECADOS – Após estreia na Europa em 2010, o espetáculo "Os Sete pecados", da Cia. de Circo Up Leon chega aos palcos do Teatro Serrador, em comemoração ao mês do circo e a celebração dos 25 anos da Cia. O espetáculo tem nos elementos da dança, teatro e vídeo, o complemento fundamental para que o elenco de sete artistas circenses apresentem-se dentro de um universo multilinguagens num estilo moderno. Direção de Fidelys Fraga e Gabriel Jacques. Com Alcimar Henrique, Cristiano Prado, Daniela Hering, Danielle Rodrigues, Maurício Corrêa, Pablo Bessa e Thiago Santos. Dia 2 de abril, domingo, às 19h30. R$ 40. Teatro Municipal Serrador. Classificação: 12 anos.

 

OS VILÕES DE SHAKESPEARE – Um espetáculo com um olhar bem humorado, um desfile de personagens que possuem a natureza do mal, os pecados do teatro e as vaidades dos atores. As mais diversas obras de Shakespeare se reúnem para uma reflexão da sociedade contemporânea a partir de temas como a disputa pelo poder, ambição e vilania. Tradução e adaptação de Geraldo Carneiro. Direção de Sergio Módena. Com Marcelo Serrado. De 8 a 30 de abril. Sábado, às 20h, e domingo, às 19h. R$ 40. Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas (Tel.: 2215-0621). Classificação: 12 anos.

 

QUE ZEUS NOS ACUDA – O espetáculo utiliza das técnicas da palhaçaria e do teatro, contando de forma divertida e contundente, a história da humanidade através da mitologia grega. Nos faz refletir sobre a qualidade das relações pessoais e se o que vivemos e acreditados ser realidade não passa de uma falsa verdade, um mundo fantasioso que criamos para sobreviver num ambiente em que o mais importante não é ser você e sim o que agrada aos outros. Questiona a dependência do ser humano de uma máscara social e sua fraqueza diante de situações cotidianas. Texto de Lígia Caboclo. Direção de Lígia Caboclo e Rafael Senna. Com Arthur Guedes, Betto Marque, Bruno Jovita, Di Guerra, Gustavo Alves, Iuri Vieira, Liana Lyma, Luci Machado, Rafael Assis, Tami Coelho e Wesley May. De 21 a 30 de abril. Sextas e sábados, às 20h, e domingos, às 19h. Teatro Municipal Gonzaguinha. R$ 30. Classificação: livre.

 

"VERTIGO – HITCHCOCK FEARS" – Um serial killer que sofre de vários tipos de fobias, preso dentro do Bates Motel convida o público ao universo hitchcockiano, uma experiência do medo que ali começa. Direção, Concepção e Atuação: Luan Machado Produção: Paris Blues – Words, Form & Arts Sonoplastia: John Mayer Iluminação: Ícaro dos Passos. De 5 a 13 de abril. Quartas e quintas, às 19h30. R$ 30. Centro CulturalMunicipal Parque das Ruínas (Tel.: 2215-0621). Classificação etária: 14 anos.

 

HOTEL MILIONÁRIO – Dona Cleici é uma senhora brincalhona e simpática que sofre de deficiência auditiva. Sua vida seguia pacata como moradora de um hotel na cidade de São Gonçalo até que sua sorte muda e ela ganha uma bolada na loteria. Porém Dona Ceci esquecida como é, acaba perdendo todo o dinheiro no hotel, o que faz com que a cidade vire de cabeça para baixo em busca dessa grana. Direção de Gabriel Engel Com ndrea Cordeiro, Brenno Pinehiro, Brunno Vieira, Daniella Leão, Fernanda Abi-Ramia, Gabriel Engel, Isabela Bernardo, Iury Toledo, Lucas Gonçalves, Rasec Rodrigues e Victor Brunelli. Dias 19 e 20 de abril. Quarta e quinta, às 19h. R$ 30. Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas (Tel.: 2215-0621). Classificação: 14 anos.

 

VOLPONE – A trama desenvolvida por Jonson é uma sátira impiedosa. Volpone é um espertalhão que finge estar à beira da morte, espalhando a notícia de que é muito rico e não possui herdeiros. Sua herança ficará, portanto para "quem o tratar melhor". A partir daí, passa a ser adulado por vários personagens que lhe oferecem presentes valiosos. Todos de olho na herança, que não existe. "Salve o dinheiro!" é a primeira fala da peça. E é em torno da disputa pelo dinheiro - ou pelo ouro - que se desenvolve esta comédia, de Ben Jonson (1572- 1637). Volpone é a montagem de formatura da turma de dez atores formandos do Curso de Formação Profissional da CAL - Casa de Artes de Laranjeiras do primeiro semestre de 2017. Sextas e Sábados a sábado, às 20h, até 9 de abril. R$ 30. Teatro Municipal Gonzaguinha. Classificação: livre.

 

OPS FU...I EU! – Peça teatral adulta. Dia 29 de abril, sábado, 21h. R$ 20 (Carioca paga meia) e R$ 40. Arena Carioca Abelardo Barbosa – Chacrinha. Classificação: 14 anos.
 

 

 

 

 

 

 

 

BRINCANDO DE PAPEL – Formada pelo músico Tomaz Sussekind e a atriz Michelly Lemes, Brincando de Papel é uma dupla de artistas com um trabalho musical voltado para o segmento infantil (bebês de 6 meses até crianças de 8 anos de idade). O Show Brincando de Papel é composto de músicas do primeiro CD da dupla, onde as canções estimulam as crianças a participarem ativamente do show através de brincadeiras musicais, com elementos surpresa, bonecos, batucando em latas, maracas recicladas, bola de sabão e muito mais. Além das músicas autorais, o repertório deste show também conta com "We will rock you", do Queen, "Yellow Submarine", dos Beatles e duas cantigas de roda em versão rock. Com Tomaz (voz e guitarra) e Michelly (backing e interatividade). Dias 22 e 23 de abril, sábados e domingos, às 17h. R$ 40. Teatro Municipal Café Pequeno. Classificação: livre.

 

BITA E A IMAGINAÇÃO QUE SUMIU – O musical conta a aventura de Bita e seus amigos Lila, Tito e Dan que precisam reverter uma inesperada falta de imaginação no planeta em que habitam. "Estamos migrando da plataforma digital para o real", relata o pernambucano João Henrique, um dos criadores do personagem e autor da adaptação musical teatral "Bita e a Imaginação que Sumiu", dirigida por Alessandra Colasanti. "É uma experiência enriquecedora interagir, ao vivo, com o nosso público, através de uma peça de teatro. Esta nova linguagem do BITA contribuirá, ainda mais, para a função educativa e social dos personagens com a plateia infantil", conclui João. De 15 a 30 de abril, sábados e domingos, às 16h. R$ 40. Imperator - Centro Cultural João Nogueira (Tel.: 2597-3897). Classificação: livre.

 

CANTANDO BRINQUEDOS – As cantigas de brincar e parlendas compõem a trilha deste show que ainda leva a criançada a explorar os adereços e objetos sonoros da cena e também movimentos e sonoridades do próprio corpo. Nesta festa musical a plateia brinca, canta, dança e se diverte! Roteiro e direção musical de Jujuba Cantador. Com a Cia. Cantos do Rio (Jujuba Cantador e Ana Nogueira) e participação de Márcia Valença. Dias 8, 9, 15 e 16 de abril, sábados e domingos, às 17h. R$ 40. Teatro Municipal Café Pequeno. Classificação: livre.

 

DOMINGO DAS CRIANÇAS – Millor apresenta Homem-banda, dia 2. Tituninho apresenta Quatro Estações, dia 9. Edmilson Santini apresenta De Machado a Gonzagão – Uma Viagem em Cordel, dia 16. Marcelo Serralva apresenta Malamalenga, dia 23. E Gustavo Barros apresenta O Último Arco-Íris, dia 30. Sempre às 16h. R$ 20. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831). Classificação: livre.

 

FORMIDABLE – A VOZ DE PARIS E O MELHOR DA CANÇÃO FRANCESA COM MAURÍCIO BADUH – Chega ao palco do Imperator, com uma nova roupagem, o espetáculo Formidable – A Voz de Paris e o melhor da Canção Francesa. Um passeio pelos sucessos da canção francesa do século XX, seu conteúdo dramático é baseado nas obras de grandes expoentes como Charles Aznavour, Michel Legrand, Charles Trenet, Édith Piaf, entre outros. Será apresentado dentro de um roteiro que combina música e teatro, cuidadosamente concebido para o público nacional. O ator e cantor Maurício Baduh conta como nasceu sua relação com a canção francesa desde sua infância quando chegou a Paris até hoje. Desta forma, leva o espectador a enxergar a capital da França através de seus olhos, ao som de sua voz impecável com sotaque nativo. No palco, um quarteto composto por contrabaixo, bateria, acordéon e piano, sob a direção musical de Liliane Secco. A direção é de Marco Marcondes. Participação especial de Sabrina Korgut. Dia 19 de abril, quarta-feira, às 16h. R$ 40. Imperator - Centro Cultural João Nogueira (Tel.: 2597-3897). Classificação: livre.

 

FILHOTE DE CRUZ-CREDO – Com seis indicações para o Prêmio CBTIJ 2016, o espetáculo infanto-juvenil, ambientado na década de 1970, conta a história de bullying sofrido por Fabrício Carpinejar na infância. Como ele era fisicamente muito feio, convivia com todo tipo de apelidos e piadas, que o tornaram um menino triste e solitário. Mas o pequeno Fabrício consegue virar o jogo quando aprende a ter senso de humor e a brincar com a sua condição, tornando-se querido por todos. Texto de Fabrício Carpinejar. Direção de Isaac Bernat. Com Eduardo Katz, João Lucas Romero e Priscila Assum. Dias 1º e 2 de abril, sábado e domingo, às 16h. R$ 40. Teatro Ipanema. Classificação: livre.

 

LUDI NA REVOLTA DA VACINA – UMA ODISSEIA NO RIO ANTIGO – Com dramaturgia original e direção de Renata Mizrahi, a partir da adaptação do premiado livro homônimo de Luciana Sandroni, "Ludi na revolta da vacina" conta o passeio, que é transformado em uma grande aventura da família Manso, que, ao transpor o Arco do Telles, mergulhando em um túnel, se tele-transporta, em uma viagem inesquecível ao Rio Antigo. O destaque é a caçula Ludi, que também aterriza na época em que o cientista Oswaldo Cruz se deparou com a revolta popular contra a vacina obrigatória e o Prefeito Pereira Passos remodelava o centro da cidade, abrindo a grande Avenida Central. Com Isabella Dionísio, Larissa Siqueira, Lucas Gouvêa, Marcelo Guerra, Sérgio Medeiros e Thais Tedesco. Sábados e domingos, às 16h, até 30 de abril. R$ 30. Sala Municipal Baden Powell (2547-9147). Classificação: livre.


O PEQUENO PRÍNCIPE – Obra clássica do escritor e aviador francês Antoine Saint-Exupéry. Esta belíssima fábula nos remete a uma profunda mudança de valores. Sob a ótica de um piloto de avião (André Sampaio), o espetáculo retrata a história de um menino (Renan Miranda) que vivia num planeta do tamanho de uma casa. Seu mundo era simples. Nele haviam três vulcões, dois ativos e um extinto. Com 
Renan Miranda (Príncipe), 
André Sampaio (Aviador), 
Vanessa Antunes (Rosa e Serpente), 
Rodolfo Medeiros (Habitantes dos planetas) e 
Naiara Dias (Raposa)
. Adaptação e direção de Rodolfo Medeiros. 
De 1º a 16 de abril. Sábados e domingos, às 16h. Teatro Municipal Ziembinski. R$ 40. Classificação: livre.

 

PASSARINHANDO – O espetáculo é uma coletânea de cantigas, poesias e histórias sobre pássaros. A plateia participa ativamente deste resgate folclórico, brincando com gestos, movimentos e ritmos brasileiros como carimbó, baião, boi do Maranhão e marchinha. Entremeando as brincadeiras cantadas, as histórias e poesias sobre pássaros são representadas com mímica e teatralidade e costuram o enredo de forma poética, lúdica e divertida. Roteiro de Márcia Valença. Direção de Josué Soares. Com a Cia. Mimos Brasil. Dias 1º e 2 de abril, sábado e domingo, às 17h. R$ 40. Teatro Municipal Café Pequeno. Classificação: livre.  

 

REDONDILHAS – O Grupo Mosaicos, seguindo sua caminhada de unir a narrativa oral e a música instrumental, se junta a convidados especiais e apresenta Redondilhas, um diálogo mais profundo com as sonoridades indígenas, mouras e portuguesas, mergulhando na musicalidade popular para contar e cantar histórias que formam a identidade brasileira. Com Luciana Zule, Maria Coelho, Rodrigo Ferrero, Délcio Teobaldo e Cadu Souza. Dias 29 e 30 de abril, sábados e domingos, às 17h. R$ 30. Teatro Municipal Café Pequeno. Classificação: livre.
 

PATRULHA CANINA E SUA TURMA – Espetáculo infantil. Dia 16 de março, domingo, às 17h. R$ 10 (antecipado), R$ 15 (carioca paga meia) ou R$ 30. Arena Carioca Abelardo Barbosa – Chacrinha. Classificação: livre.

MOANA – Peça teatral infantil. Dia 21 abril, sexta-feira, às 17h. R$ 10 (antecipado), R$ 15 (Carioca paga meia) e R$ 30. Arena Carioca Abelardo Barbosa – Chacrinha. Classificação: livre.

 

 

 

 

 

 

ARISMAR DO ESPÍRITO SANTO CONVIDA GABRIEL GROSSI – O encontro entre Arismar do Espírito Santo e Gabriel Grossi levará ao palco da Sala Baden Powell a materialização, em forma de música, de uma parceria, que revela, no universo dos sons, das melodias, dos ritmos e das harmonias, a importância da sensibilidade, da emoção e do talento, capazes de transformar ideias em arte. O show terá como ponto de partida a sintonia, a cumplicidade e o bom gosto musical, e como finalidade o prazer de fazer e ouvir música. Dois artistas de alma brasileira com o dom de musicar o encontro, duas gerações de puro som se unem para trocar harmonias, ritmos, solos, improvisos, composições e parcerias. Dia 1º de abril, sábado, às 21h. Sala Municipal Baden Powell. R$ 40.

 

BOCA LIVRE – Com um repertório refinado, o Boca Livre se destaca pelas composições, arranjos instrumentais e vocais. Seu estilo já foi comparado ao grupo francês Gipsy Kings, embora Maurício Maestro, único membro original, diga que o grupo também tem influência de bossa nova. O grupo vai celebrar os 38 anos de carreira com novos arranjos para canções de Alceu Valença, Geraldo Azevedo, Caetano Veloso e Gilberto Gil. No repertório, composições do disco "Amizade". Dia 8 de abril, sábado, às 21h. Sala Municipal Baden Powell. R$ 40. Classificação: 18 anos.

 

BETO CARATORI EM CANTANDO ESTÓRIAS – O espetáculo será um apanhado de canções (choros, sambas, bossa-nova, boleros, marchas) de um repertório de trinta anos, com temáticas variadas, desde o drama mais profundo à comédia escrachada, crônicas urbanas e rurais com seus fatos inusitados, retratos do costume e cotidiano de épocas. Dia 19 de abril, quarta-feira, às 19h30. R$ 20. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831).

 

CEP 20.000 – Desde 1990, o mais tradicional sarau da cidade traz o melhor nas novas gerações de poetas, músicos, performers da cidade. Direção e apresentação de Ricardo Chacal. Dia 27 de abril, quinta-feira, às 20h. R$ 10. Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto. Classificação: livre.

 

CCMP #4 - CENA CARIOCA DE MÚSICA PROGRESSIVA – Criada em 2016, a CCMP - Cena Carioca de Música Progressiva é um coletivo de bandas autorais de rock progressivo que tem a proposta de levar adiante o legado iniciado nos anos 60 e que teve uma grande adesão de bandas brasileiras a partir da década seguinte, como Mutantes, O Terço e Som Nosso de Cada Dia. Sempre com foco na renovação do estilo e na variedade de subgêneros, o coletivo realizou no ano passado três edições e em abril desembarca no Teatro Ziembinski. A CCMP#04 contará com o rock progressivo do Arcpelago e o som psicodélico do Aura. Direção de Lilian Doyle e Luciano Siqueira. Dia 7 de abril, sexta-feira, às 19h. R$ 40. Classificação: 16 anos.

 

CAUÊ NARDI – Músico, cantor, violonista e compositor, Cauê Nardi lidera a banda indie/folk An Passant como vocalista, violonista e compositor, com shows pelo Rio de Janeiro e uma passagem pelo Chile (2013), se prepara para gravar seu primeiro EP. Também é um dos mais novos integrantes da banda Suricato, com shows pelo Brasil e participações recentes no Rock In Rio (2015) e Lollapalooza em março de 2017.


Em seu trabalho solo, Cauê apresenta canções que gravou em 2011 no disco F.I.B. com a banda Eskimo, em releitura das canções para voz, guitarra e violão, e com canções de sua autoria. Dia 18 de abril, terça-feira, às 20h. Teatro Municipal Café Pequeno. R$ 40. Classificação: livre.

 

CONCERTOS CLÁSSICOS INTERNACIONAIS – Os concertos buscam abrir espaço para novos compositores contemporâneos, grupos de câmera nacionais e internacionais, orquestras e solistas da música de concerto. Concertos Clássicos Internacionais terá a apresentação didática do radialista Lauro Gomes. Na abertura, 2 de abril, o projeto terá a participação dos músicos David Chew, David Hauguey, Mateus Cecatto (violoncelos); Fernanda Canaud (piano) e Orquestra Villa-Lobinhos com regência de Sérgio Barbosa. Dia 9, com o Trio Franco Chew Canaud (Soprano, violoncelo e piano). No dia 16, Blas Riveira Tango Trio, com Blas Rivera (piano e saxofone), Otto Hanriot (bandoneon), David Chew (violoncelo) e a participação especial dos bailarinos Cecilia Gonzales e André Carvalho. Dia 23, com Caio Marcio & Carlos Cesar (violão e percussão). Fechando a programação, no dia 30, Quinteto Lorenzo Fernandez (flauta, oboé, clarineta, fagote e trompa). Sempre aos domingo, às 11h. Sala Municipal Baden Powell. R$ 20. Classificação: livre.

 

CLÁSSICOS DOMINGOS – Marcos Louzada (tenor), Harold Emert (oboé) e João Carlos Assis Brasil (piano), dia 2; Duo Rodrigo Couras e André Figueiredo em Canções Napolitanas, dia 9. Adriana Ballesté e Fernanda Pereira, dia 16. Fernanda Canaud, Marco de Pinna, Harold Emert, Carlos Schroetr e Eber de Freitas, dia 23. E Quartessência, dia 30. Sempre às 11h. R$ 20. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831).

 

DE PIAF A ELIS: MÚSICA E DANÇA FLAMENCA – "De Piaf a Elis" é um espetáculo de música com dança flamenca concebido por Sharon Sultan, bailarina franco-israelense. O projeto percorre caminhos que levam do Brasil à França, da França ao Brasil, numa trajetória selecionada por canções eternizadas na voz de Edith Piaf e Elis Regina. Os clássicos: "Fascinação", "La Vie en Rose", "Me Deixas Louca", "Ne me quittes pas", "Atrás da Porta", "L'Accordeoniste", "Dois pra lá Dois pra cá", "Preciso Aprender a Ser Só", "Vivendo e Aprendendo a Jogar", "Hymn a l'amour", "Amor Até o Fim" e "Non, Je ne Regrette Rien" farão parte do reportório com elementos do flamenco. "De Piaf a Elis" é um espetáculo que traz em si elementos contrastantes e tão intensos como as artistas que o inspiram: uma proposta delicada em sua essência e ao mesmo tempo desafiadora ao trazer a força da atuação de Piaf e de Elis. Dias 12 e 15 de abril. Quarta, às 20h e sábado, às 21h. Sala Municipal Baden Powell. R$ 40.

 

DAN TORRES EM "RESPECT THE CLASSICS" – O cantor e compositor britânico Dan Torres fará uma apresentação inédita, cantando clássicos da música internacional e sucessos que o consagrou, como as versões dos clássicos "Lucy In The Sky With Diamonds", ouvida na abertura da novela Império (2014), que rendeu ao cantor o prêmio de Melhor Música de Novela do ano, além de "Blowin' In The Wind", da trilha sonora da novela Sete Vidas (2015). O público irá se encantar com os hits "Voodoo Child" (Jimi Hendrix), "Come Together" (The Beatles), "Billie Jean" (Michael Jackson). Dan Torres apresentará seu single "Everything is Changing", além de sucessos de sua carreira solo, comemorando seus 13 anos no Brasil. Com Dan Torres (voz), Ricardo Marins (guitarra) e PH Castanheira (baixo). Dia 8 de abril, sábado, às 19h30. R$ 20. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831).

 

DUO, COM SIMONE MAZZER – Simone Mazzer leva este duo aos palcos com um apanhado de suas referências e repertório que fazem parte de sua carreira. Canta algumas músicas do seu mais que elogiado primeiro disco solo "Férias em Videotape" e clássicos da música brasileira e internacional. Acompanhada pelo diretor musical Marco Scolari (guitarra, viola caipira, acordeon e piano), os arranjos e a sonoridade executados imprimem a pitada característica de Mazzer nas interpretações que estão em todo o set list do show. Músicas já conhecidas de seu público estão presentes como "Babalu" (Margarita Leucona), "Mente Mente" (Robinson Borba) e "Tango do Mal" (Luciano Salvador Bahia). Com Simone Mazzer (voz) e Marco Scolari (piano, acordeon, viola caipira e guitarra). Dia 11 de abril, terça-feira, às 20h. R$ 40. Teatro Municipal Café Pequeno. Classificação: livre.

 

ED&CATH.ENSAIO – Conto de fadas contemporâneo ao som de bateria e regado a vinho tinto. Em cena: Florence Masse, Helena Almeida e Ruy Carvalho. Dramaturgia e direção de Helena Almeida. Dias 5, 12 e 19 de abril, quartas-feiras, às 19h. R$ 20. Teatro Municipal Ziembinski. Classificação: 16 anos.

 

EDUARDO GUEDES – INSIGHT – O álbum pode ser classificado como Jazz Moderno, ou Brazilian Jazz, ou Jazz Contemporâneo. Dedicada a vários gêneros e bem conhecida dos frequentadores das apresentações do Allbrazz, a exuberância da performance técnica individual do guitarrista se evidencia neste álbum. A escolha foi fazer música, apresentar novas composições e ter total liberdade para tocá-las. Dia 6 de abril, quinta-feira, às 19h30. R$ 20. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831).

 

FATIMA GUEDES NO SHOW "CASA DE SONHO" – Show com a cantora e compositora Fatima Guedes. Suas composições já foram gravadas por nomes como, Maria Bethânia, Nana Caymmi, Simone, Alcione, Leny Andrade, Beth Carvalho e Ney Matogrosso. Costuma compor sozinha, mas atualmente seus parceiros vão se tornando cada vez mais numerosos, entre eles, Djavan, Ivan Lins, Joyce, Sueli Costa e Adriana Calcanhotto. No repertório, composições de seu novo show "Casa de Sonho". Dia 22 de abril, sábado, às 21h. Sala Municipal Baden Powell. R$ 40. Classificação: 18 anos.

 

FLEETING CIRCUS E A RESPEITÁVEL BANDA – Com produção e direção do ator Marcos Frota o espetáculo circense Fleeting Circus e a Respeitável Banda apresenta um elenco formado por trinta artistas de circo e nove músicos, promovendo um encontro intenso e radiante no palco. Entre saltos, acrobacias e movimentos aéreos; Músicos, Palhaços, Malabaristas, Equilibristas em um show de circo de alta performance, capaz de envolver e encantar a todos em único ato. Dia 1º e de abril. Sábado, às 20h e domingo, às 19h. R$ 70. R$ 50 (balcão). Imperator – Centro Cultural João Nogueira (Tel.: 2597-3897). Classificação: livre.

 

FOSSA NOVA, COM RENATA CELIDONIO – Com direção artística de Cris Fraga e direção musical de Priscilla Azevedo, o show traz alguns dos maiores clássicos da "dor-de-cotovelo" com arranjos inusitados, além de cinco músicas inéditas do compositor, autor e diretor Gil Vicente Tavares (entre elas, dois poemas – Castro Alves e Florbela Espanca – musicados por ele). Direção de Cris Fraga. Com Alexandre Katatau (baixo), Márcio Romano (bateria e percussão) e Priscilla Azevedo (piano e acordeon). Dia 4 de abril, terça-feira, às 20h. R$ 40. Teatro Municipal Café Pequeno. Classificação: livre.

 

GISA PITHAN APRESENTA NO MEIO DO MUNDO – A cantora e compositora gaúcha Gisa Pithan, interpreta canções consagradas da MPB. Gisa ainda brinda o público com suas canções autorias como "Farinha do Mesmo Saco", "Não Queira Saber a Hora", "E o Que Mais?", entre outras, que fazem parte de dois trabalhos gravados ao longo de mais de 20 anos de carreira. No repertório, a artista apresenta diversas releituras inusitadas e divertidas de canções como "Pescador de Ilusões" (O Rappa), "Ouro de Tolo" (Raul Seixas), "Canudinho" (Ratto), entre outros. Com Gisa Pithan (voz e violão), Cláudio Serva (baixo) e Mike Will (percussão). Dia 12 de abril, quarta-feira, às 19h30. R$ 20. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831).

 

GILSON PERANZZETTA E JOÃO SENISE – Lançamento duplo dos CDs "Como Vinho" e "Influência do Jazz" (Participação especial Áurea Martins). Esse lançamento em conjunto promove um encontro de gerações, reunindo no mesmo palco Gilson Peranzzetta e João Senise, que tem como marca apresentar em seus shows música de qualidade, com repertório que privilegia o que há de melhor na música brasileira. "Como um Vinho", gravado ao vivo na Sala Cecília Meireles, no show comemorativo de 70 anos de vida do maestro, é o 51º de sua carreira e apresenta composições próprias, Cartola e Villa-Lobos. "Influência do Jazz" é o quarto CD do cantor João Senise. Gilson Peranzzetta assina a direção musical e arranjos. Dia 29 de abril, sábado, às 19h30. R$ 30. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831).

 

LENY ANDRADE – Uma das principais vozes da música brasileira, que está comemorando 59 anos de carreira, faz um passeio pelas composições que se tornaram clássicos com sua interpretação única, como "Estamos Aí", "Outra Vez" e "Rio" se unem a sucessos de Cartola, Ivan Lins, Ronaldo Bôscoli, João Donato, entre outras. Dia 25 de março, sábado, às 21h. R$ 40. Sala Municipal Baden Powell (Tel.: 2547-9147). Classificação: 18 anos.

 

LEANDRO SAPUCAHY – LANÇAMENTO DO CD E DVD "10 ANOS - AO VIVO" – Show dedicado ao lançamento do DVD Leandro Sapucahy - 10 anos – Ao Vivo, no Imperator, com os convidados Dudu Nobre, Suel (ImaginaSamba), Luciano Becker (Swing e Simpatia), Tiê, entre outros. A gravação do DVD, no bairro da Zona Norte, ganhou status de um grande encontro onde Sapucahy recebeu grandes nomes do cenário musical, nomes esses que o músico já produziu ao longo de uma década. O repertório do show de lançamento vem emoldurado pelos hits de Leandro, "Meu Nome é Favela", "Favela Fashion Week", "Eu amo a vida" e ainda hits de artistas convidados. O show traz releituras de outros sucessos, passando pelos grupos de pagode e sambistas. Sem sombra de dúvida, vão balançar as estruturas do Imperator. Dia 7 de abril, sexta-feira, às 21h. R$ 40. Imperator – Centro Cultural João Nogueira (Tel.: 2597-3897). Classificação: 16 anos.

 

LEROS, LEROS E BOLEROS – Seresta para todas as idades, coordenado por Deise Vieira e Dilma Gomes. Terças-feiras, às 15h. Centro Cultural Municipal Dyla Sylvia de Sá. (Tel.: 3833-4769).

 

MORINGANDO – Durante um bate-papo entre velhos amigos, nasceu a ideia de montar um show para comemoração dos 100 anos do samba, após uma longa relação de lindos sambas, o grupo apresenta 18 composições inesquecíveis. Com Manu Santos (voz), Aldo Rodrigues (bateria), Luiz Américo (violino), André Calçada (tecladista) e Oscar Reis (contrabaixo). No repertório, Moringando e Manu Santos, interpretam: O sol nascerá, Folhas secas, Vatapá e Na subida do morro. Dia 5 de abril, quarta-feira, às 19h30. R$ 20. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831).

 

MARIA GADÚ – "GUELÃ AO VIVO" – Esse registro fecha um ciclo, uma etapa e serve para explicitar o quanto a artista pode mudar hoje e amanhã. "Guelã Ao Vivo" é composto pelo show, realizado em São Paulo, terra natal de Gadú. Um documento sobre o processo criativo intitulado "A Terceira Asa" e um videoclipe da canção "Trovoa". A ideia e concepção das formas e cores foram dirigidas pela artista. Lua veio, ao longo de quatro anos, registrando informalmente o dia a dia e resolvemos compilar essas imagens para contar a história do álbum e do show. Dia 8 de abril, sábado, às 21h. R$ 80. Imperator – Centro Cultural João Nogueira (Tel.: 2597-3897). Classificação: livre.

 

MASSIMBAQUE – O quarteto Massimbaque, formado por Danilo Guinu (bateria), Pedro Guinu (teclados), Alexandre Berreldi (contrabaixo) e Leo Justen (guitarra) surgiu do desejo de fazer música instrumental com raiz brasileira misturada com elementos do jazz contemporâneo, pop, rock, música árabe e africana. No show, o grupo apresenta releituras de temas como "Vento Bravo" (Tom Jobim /Edu Lobo) e "Sete Coqueiros" (Djavan), além de músicas autorais como "Chorando Pitanga" disponível em vídeo no Youtube. Participação especial da cantora Thais Motta e do saxofonista e flautista Breno Hirata. Dia 13 de abril, quinta-feira, às 19h30. R$ 20. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831).

 

MÁRCIO GOMES – ETERNAS CANÇÕES – O próximo "Eternas Canções" será dedicado totalmente à figura da mulher. As grandes compositoras brasileiras, começando pela genial e precursora Chiquinha Gonzaga, passando por Dolores, Maysa e muitas outras... As grandes cantoras que marcaram para sempre a MPB, como Dalva de Oliveira, Angela Maria, Elis Regina... e muitas canções que enaltecem a sensibilidade, a coragem, a beleza, a maternidade, e sobretudo, o amor do coração feminino. Tudo isso na voz romântica de Márcio Gomes. Dia 5 de abril, quarta-feira, às 16h. R$ 40. Imperator - Centro Cultural João Nogueira. (Tel.: 2597-3897).

 

NÁDIA MARON EM BOSSA, SAMBA E JAZZ – O show, com Nádia Maron (voz e violão), Adauto Guerra (guitarra), Mauro Rocha (baixo), Riso Alcântara (bateria), é um retrato de suas influências a Bossa Nova, a MPB sofisticada e o Jazz. No repertório, "A Rã" (João Donato e Caetano Veloso), "Fotografia" (Tom Jobim), "Ela é Carioca" (Tom e Vinícius), "Água de beber" (Tom e Vinícius), "A Rita" (Chico Buarque), entre outras. Dia 26 de abril, quarta-feira, às 19h30. R$ 20. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831).

 

NOVÍSSIMOS – Dentro da mostra Nova Cena Musical, a banda formada por Alberto Americano (cavaquinho, violão e guitarra), Chico Cabral (percussão), Felipe Larrosa Moura (bateria), Marcelo De Lamare (voz, violão e guitarra), David Rosenblit (piano), Diogo Acosta (sax e flauta) e Lupa Maia (baixo) apresenta um repertório autoral do Cd de estreia, "É". Dia 21 de março, terça-feira, às 20h. R$ 20. Sala Municipal Baden Powell (Tel.: 2547-9147). Classificação: 18 anos.

 

NAVE DE PRATA – Numa trajetória caracterizada por lembrar em vários momentos o lirismo do rock mineiro, o escracho do pop 80, a melancolia rural dos anos 70, a banda é considerada contemporânea, apesar de se inspirar no passado, porém com olhos firmados no futuro, sem perder a qualidade musical. No show, além de suas composições, apresentará também novas releituras de canções do famoso movimento cultural, Clube da Esquina, trazendo no seu novo show clássicos de Milton Nascimento, Lô Borges, Beto Guedes, 14 Bis, entre outros. Dia 7 de abril, sexta-feira, às 19h30. R$ 20. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831).

 

OLIVIA E FRANCIS HIME – A partir do desejo de relembrar e homenagear o amigo Vinícius de Moraes, e depois de várias apresentações no exterior e no Brasil, o espetáculo foi se transformando até chegar ao formato final do CD "Sem Mais Adeus" recentemente lançado pela Biscoito Fino. O repertório gira sempre em torno de Vinícius e conta com alguns de seus parceiros, como: Tom Jobim, Baden Powel, Carlos Lyra, Toquinho e o próprio Francis. Com a direção de Flávio Marinho e iluminação de Marcelo Linhares, Olivia diz o monólogo de Orfeu, que foi seu texto para entrar no Conservatório Nacional de Teatro aos 20 anos, e Francis relembra algumas das músicas que Vinícius sempre lhe pedia pra tocar como Valsa de Eurídice e Serenata do Adeus. Dia 29 de abril, sábado, às 21h. Sala Municipal Baden Powell. R$ 40. Classificação: 18 anos.

 

*OS DIAMANTES DO SAMBA – Formado por amigos que se reuniram para cantar o amor pelo samba de raiz e cultuar os grandes compositores e sambistas, valorizando um dos maiores patrimônios culturais brasileiros. Paralelamente, procuramos contribuir com as comunidades mais carentes, arrecadando alimentos não perecíveis em suas apresentações, que são doados a instituições e famílias necessitadas. Dia 15 de abril, sábado, das 15h às 21h30. Centro Cultural Municipal Dyla Sylvia de Sá (Tel.: 3833-4769).

 

OBSERVATÓRIO CORAL CARIOCA – Em março de 2017, entra no ar o site do Observatório Coral Carioca espaço virtual de encontro e intercâmbio entre aqueles que atuam junto a corais e grupos vocais na Cidade do Rio de Janeiro. O projeto, patrocinado pela Secretaria Municipal de Cultura, oferece, de março a julho deste ano, uma série de concertos e oficinas, abertas a cantores, regentes e demais profissionais envolvidos com o canto em conjunto - linguagem musical presente em todas as partes do nosso planeta e que remonta a tempos ancestrais. Os concertos terão entrada a R$ 1 e as oficinas serão gratuitas e deverão obedecer inscrição prévia feita pelo site www.observatoriocoral.art.br
Dias 8 e 29 de março, sábado, às 17h. Teatro Municipal Gonzaguinha. R$ 1. Classificação: livre.

 

PAPAGAIO SABIDO – Criado em 2013, o Papagaio Sabido reúne as tribos do cancioneiro nacional e festeja a música brasileira levando o samba, chorinho e MPB ao público de forma única e irreverente. Formado por Alan de Deus, Diego Moreira, Guilherme Pimenta, Pedro Santos e Thiago Gama, o grupo projeta sua identidade na criação autoral enquanto reproduz grandes autores da cena popular reinventando o formato das rodas de samba. A mescla de cavaquinho, bandolim, violino e vocais refinadíssimos, reproduz sonoridade ímpar, conquistando público de todas as idades. Dia 21 de abril, sexta-feira, às 19h30. R$ 20. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831).

 

PROJETO NOVA CENA MUSICAL – RECEBE PATRÍCIA MELLODI E CLARA MELLO – Patrícia Mellodi interpreta suas canções em parceria com sua filha escritora, poeta e letrista, Clara Mello, no show "Hereditário", que costura o espetáculo com suas poesias e textos. No show outros sucessos de Patrícia, como a canção "Clara", composta em homenagem a filha que fez parte do CD Pacote Completo, que foi indicado ao Prêmio da Música Brasileira, e "Do Outro lado da Lua" uma parceria das duas que intitula o último CD autoral da cantora. Patrícia recebe convidados, poetas, cantores e atores das duas gerações. Acontecerão performances poéticas, teatrais e musicais. A renda será revertida para a publicação do novo romance de Clara Mello que se chamará "Além-mar". Clara Mello publicou seu primeiro romance "A casa de Isabel", aos 16 anos. Dia 5 de abril, quarta-feira, às 20h. Sala Municipal Baden Powell. R$ 30. Classificação: livre.

 

PROJETO EMBANDOCANTO – O EmBandoCanto é uma companhia vocal carioca criada em 2013. Um bando de artistas performáticos, que mistura arranjos vocais, teatro, dança, luzes e poesia para criar espetáculos inéditos de som e cena. Em seu repertório, o grupo costura clássicos dos musicais brasileiros e da Broadway com poesia, dança, inovação e muita criatividade. Ao som de 40 vozes e banda, sob-regência e direção artística de Jonas Hammar e direção musical de Christian Bizzotto, o grupo vai do erudito ao blues, do português ao latim em sucessos nacionais e internacionais. Regência e direção de Jonas Hammar. Direção musical de Christian Bizzotto. Com Christian Bizzotto (piano e acordeom), Jonas Hammar (bateria), Cristiano Sauer (baixo) e Jorge Ardila (violão e guitarra). Ensaios às quartas-feiras, das 14h às 18h. Centro Municipal de Cultura e Cidadania Calouste Gulbenkian.

 

*PROJETO OBSERVATÓRIO CORAL CARIOCA – O Observatório Coral Carioca fará encontros voltados para aqueles que atuam junto a corais e grupos vocais na cidade. São oficinas, abertas a cantores, regentes e demais profissionais envolvidos com o canto em conjunto - linguagem musical presente em todas as partes do nosso planeta e que remonta a tempos ancestrais. Dias 8 e 29 de abril, sábados, das 9h às 18h. Centro Municipal de Cultura e Cidadania Calouste Gulbenkian. Inscrição prévia feita pelo site: www.observatoriocoral.art.br

 

QUARTAS BRASILEIRAS RECEBE THE FEVERS – O The Fevers sobe ao palco do Imperator para apresentar seus grandes sucessos como, "Mar de Rosas", "Vem me Ajudar", "Guerra dos Sexos", "Se você me Quiser", "Hey Girl", "Um Louco", "Meu Grande Amor", entre outras. O grupo é formado por Luiz Cláudio (vocais), Liebert Ferreira, (baixo, fundador), Miguel ngelo (teclados), Rama (guitarra e violões) e Otávio Henrique (bateria). Dia 26 de abril, quarta-feira, às 16h. R$ 40. Imperator - Centro Cultural João Nogueira (Tel.: 2597-3897). Classificação: livre.

 

PROJETO ALAVANCA – Uma plataforma de trabalho para artistas, músicos, produtores, autores e etc. O projeto é uma parceria formada por um coletivo de músicos e artistas ligados a Unirio e o Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo. Nesse mês de abril, quatro artistas se apresentam no Laurinda, todos os domingos a tarde, serão realizados apresentações musicais artísticas na varanda e no jardim Central e das Mangueiras do referido Centro Cultural. Domingos, às 17h. R$ 40. Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo. Classificação: livre.

 

ROSA MARIA COLYN IN BLUES – PARTICIPAÇÃO ESPECIAL DE JEFFERSON GONÇALVES – Rosa Marya Colin, passeia por diversos sucessos que marcaram a sua trajetória, dá uma repaginada em diversas músicas e se apresenta com toques de modernidade, mas sem esquecer suas raízes. Cantora de voz rouca, Rosa ficou conhecida do grande público através de sua gravação da música "Califórnia Dreaming", canta por prazer, e isto a fez uma das mais respeitadas artistas de seu tempo. Com Rosa Maria (voz), Jefferson Gonçalves (gaita), Samir Aranha (contrabaixo), Eduardo Ponti (guitarra) e Flavinho Santos (bateria). No repertório, Nina Simone, Etta James, The Band, BB King, Koko Taylor, Elvis, Rolling Stones, Luther Allison, Dire Straits, entre outros. Dia 1º de abril, sábado, às 19h30. R$ 20. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831).

 

*RODA DE SAMBA – GRUPO RAÍZES – Coordenado por Vanessa Reis e Jean Carlos. Dia 21 de abril, sexta-feira, das 15h às 22h. Centro Cultural Municipal Dyla Sylvia de Sá (Tel.: 3833-4769).

 

SAMBA DO IMPERATOR RECEBE GRUPO ARRUDA, FUNDO DE QUINTAL E RAFAEL BEZERRA – Em abril, vamos sacudir e balançar as folhas da Tamarineira no Samba do Imperator. Nossa base é o Grupo Arruda, que apresenta o que há de melhor no samba, com uma pegada forte e um repertório quentíssimo. Em participação especial, donos de um tempero inconfundível, na batida do tantã, do repique e do pandeiro, vem o grupo Fundo de Quintal, que apresenta sambas da mais alta qualidade. E para completar esse timaço, o novo talento do samba, Rafael Bezerra. Com um banjo na mão, o rapaz vem ao Imperator para dar o seu recado. Dia 20 de abril, quinta-feira, às 20h. R$ 30. Imperator - Centro Cultural João Nogueira. (Tel.: 2597-3897). Classificação: 16 anos.

 

SAMBOU, SAMBOU"... AS MELHORES RODAS NO CORAÇÃO DE COPACABANA – Show com algumas das melhores rodas de samba do Rio de Janeiro, dentro do projeto "Sambou, Sambou", sendo a primeira comandada por Moacyr Luz, o Samba do Trabalhador, no dia 2. O sambista é curador do projeto. Para isso, o projeto inicia ao passar as portas de vidro do equipamento cultural. A partir das 18h de cada domingo o espaço será tomado pelo ambiente aconchegante, familiar e alegre das tradicionais rodas de samba. Programação: dia 9, Sambou, Sambou - Projeto Criolice; 16, Sambou, Sambou - Samba do Ouvidor (a confirmar); 23, Sambou, Sambou - Mafuá de Quintal; e 30, Sambou, Sambou - Mosquitos e Encontros Casuais (a confirmar). Sala Municipal Baden Powell. R$ 30. Classificação: 18 anos.

SAMBA DO LEITE – Uma junção de MPB, samba e bolero, coordenado por Thiago Oliveira. Dia 22 de abril, sábado, das 16h às 21h. Centro Cultural Municipal Dyla Sylvia de Sá (Tel.: 3833-4769).

 

SHOW SÉRIE: MUSICA E LITERATURA POPULAR BRASILEIRA COM MORAES MOREIRA SUA VOZ, SEU VIOLÃO E SUAS HISTÓRIAS – Com apresentações intimistas calcadas no violão e na voz, o show "Moraes Violão Moreira Brasil", traz o consagrado artista cantando um verdadeiro festival de canções que habitam a memória afetiva de todos nós, como "Preta Pretinha", "Meninas do Brasil", "Forró do ABC", "Bate Coração", "Bloco do Prazer" e "Acabou Chorare". Haverá noite de autógrafos da publicação Histórias de Moraes e livros autorais. Dia 26 de abril, quarta-feira, às 20h. Sala Municipal Baden Powell. Classificação: 18 anos.

 

SINARA – Conhecida pela mistura de estilos que une criatividade e originalidade, a banda Sinara nasceu em 2014 da amizade entre dois jovens colegas de escola e hoje se mostra como um dos nomes mais promissores da cena musical. Elogiado pela crítica e por uma legião de admiradores que inclui até a cantora Anitta, o grupo estreou em 2015 com o EP "Sol" e agora se prepara para apresentar seu primeiro álbum de estúdio, que já deu origem ao single "Sem Ar". Com Luthuli Ayodele (voz), Magno Britto (baixo), José Gil (bateria), João Gil e Francisco Gil (guitarra). Dia 10 de março, sexta-feira, às 20h30. 

R$ 40. Teatro Ipanema. Classificação: livre.

 

SUICIDAL TENDENCIES – "WORLD GONE MAD BRASIL TOUR 2017" – Os ícones do Hardcore californiano Suicidal Tendencies voltam ao Brasil com Dave Lombardo para três apresentações em suporte ao lançamento de seu novo álbum "World Gone Mad". O primeiro show acontece no Rio de Janeiro através da plataforma social HonorSounds. Liderada por Mike Muir a banda vem excursionando com sua nova turnê ao lado de grandes nomes do rock e metal mundial e conta com a participação especial do baterista Dave Lombardo (ex-Slayer) que trouxe ao grupo uma outra roupagem e grande dinâmica no palco. Emocionando assim fãs ao redor do mundo por sua grande fibra moral e técnica. A abertura será com La Raza. Dia 27 de abril, quinta-feira, às 20h. Abertura da casa: uma hora antes do evento. Pista: R$ 160 (1º lote) e R$ 180 (2º lote). Imperator - Centro Cultural João Nogueira (Tel.: 2597-3897). Classificação: 16 anos.

 

TARDES DE CHORO – Novos Chorões, com Ronaldo Rodrigues (bandolim), Jeferson Souza (flauta), Adriano Palma (violão de 7 cordas), Giovane Nobre (cavaquinho) e Felipe Lelis (pandeiro), dia 1º; Marcus Garrett e Regional - Tributo ao Bandolim Brasileiro, dia 8; Quinteto Levanta a Poeira, com Lucas Porto (violão de 7 cordas), Bernardo Diniz (cavaquinho), Rodrigo Milek (clarinete e clarone), Diego Terra (sax tenor e soprano) e Anderson Balbueno (percussão), dia 22. Sempre às 16h. R$ 20. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831).

 

TONINHO GERAES – ESTAÇÃO MADUREIRA – PARTICIPAÇÃO ESPECIAL: MONARCO – Quando veio de Minas, lembrando um samba antigo de Xangô da Mangueira, Toninho Geraes trouxe ouro em pó em melodias e letras. No rastro desta turma, emplacou o samba "O rato roeu", na coletânea "Na aba do pagode", de 1986, que ganhou o Disco de Ouro, com mais de cem mil cópias vendidas. Era o começo da carreira de um dos compositores de maior sucesso da atualidade, autor de clássicos como "Me leva", na voz de Agepê; "Seu balancê" e "Uma prova de amor", gravados por Zeca Pagodinho; e "Mulheres", que, em 1995, ganhou as rádios do país na voz de Martinho da Vila e impulsionou as vendas do disco "Tá delícia, tá gostoso". O sambista que hoje nos leva para uma deliciosa viagem a partir da "Estação Madureira", seu quinto disco de carreira, não é mais o mineirinho que chegou ao Rio em busca de um lugar ao disputado sol carioca. Dia 6 de abril, quinta-feira, às 21h. R$ 40. Imperator – Centro Cultural João Nogueira (Tel.: 2597-3897). Classificação: 16 anos.

 

VINICIANDO – O "Viniciando" é um musical em homenagem ao poeta Vinicius de Moraes. No palco, Keyla Fogaça e Clara Marinho interpretam os poemas, as canções em parceria com tantos e fantásticos compositores, mas, sobretudo, a paixão de Vinicius pela amizade, pela figura feminina, pela vida. A dupla será acompanhada por Ricardo Abdala (violão), Ranieri Thiago (flautas) e João Cortês (bateria). Dia 15 de abril, sábado, às 19h30. R$ 20. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831). 

 

CONCERTO AO CRAVO – ROBERTO DE REGINA – O concerto do cravista, maestro e desbravador Roberto de Regina, celebrará os 70 anos de carreira do maestro, quando presenteará o público com memoráveis obras dos grandes mestres do período barroco e tipicamente caracterizado. Será exibido um pequeno documentário de dez minutos antes do recital, e nesse mesmo evento o maestro vai autografar seu primeiro livro "Vida e Obra de Roberto de Regina", após o concerto. Dia 15 de abril, sábado, às 20h. R$ 20. Fundação Cidade das Artes. 
 

 

 

 

 

ANAMORFOSIS NARCISICAS: THOMAS JOSUÉ – A exposição conta com obras inéditas em esculturas em papel também, da coleção em arte têxtil, do período de 2015 e 2016. A temática da individual versa sobre a dimensão narcísica do homem contemporâneo. Relações humanas diluídas num mundo líquido. Encontros e desencontros em uma realidade que nega a existência do outro, numa alteridade cindida na sociedade de consumo. Consumo e frivolidade, o olhar para si e a deformidade das relações com o outro. Individualismo e a produção narcísica do sujeito. As obras em arte têxtil e as esculturas em papietagem dão o colorido destas questões contemporâneas dialogando com público. De 1º a 16 de abril. Terça a domingo, das 10h às 19h. Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo (Tel.: 2215-0618). Classificação: livre.

 

*BONECAS AFRICANAS AHOSIS – Exposição de bonecas africanas "Ahosis" confeccionadas em técnica de papel marché com material reciclado. O trabalho é feito por artistas idosas assistidas pelos programas sociais do Centro Cultural Onikoja, na região de Sepetiba. Direção de Vanildo Freitas. De terça a domingo, das 10h às 18h. Até 30 de abril. Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas (Tel.: 2215-0621). Classificação: livre.

 

*CARLOS SCLIAR – DESENHOS DE GUERRA – Mostra de desenhos de Carlos Scliar sobre sua participação na Segunda Guerra Mundial, através da Força Expedicionária Brasileira. De terça-feira a domingo, das 10h às 17h.

Memorial Municipal Getúlio Vargas (Tel.: 2237-5234). Classificação: livre.

 

COSMOS: O UNIVERSO TAMBÉM PODE SER POÉTICO – Primeira experiência da Exposição Principal do Museu do Amanhã, o Portal Cósmico traduz essa grandiosidade do Universo. Com direção-geral de Fernando Meirelles, um filme com oito minutos introduz os visitantes às ciências cósmicas, por meio de uma projeção em 360 graus, dentro de uma enorme estrutura oval. A partir do momento em que percebemos que somos um ponto muito pequeno na história da vida no planeta Terra, podemos tomar a decisão equivocada de achar que as nossas ações não influenciam em nada. Mas não é bem assim. Alexandre Cherman lembra que nossas ações são relevantes para nossa vida e para o nosso futuro imediato. A humanidade não deve pensar em salvar o planeta, e sim, garantir a sua perpetuação. De terça a domingo, das 10h às 18h. Museu do Amanhã.

 

*ESTUDO ILUSTRADO DO SAMBA - A VIAGEM PITORESCA PELO SEU CENTENÁRIO – O artista gráfico - e cuiqueiro da Estação Primeira de Mangueira - Laerte Heredia, faz emergir do seu acervo fonográfico-afetivo retratos de alguns dos maiores baluartes e mitos da história do samba carioca. Representadas em carvão, grafite, aquarela e colagens, essas figuras ilustram o centenário de gravação do histórico samba "Pelo Telefone", gravado por Donga, e homenageiam a secular história desta que é a manifestação cultural popular mais importante do Brasil. A exposição foi prorrogada até o fim do mês de abril, de 10h às 17h, de terça a domingo. Memorial Municipal Getúlio Vargas (Tel.: 2237-5234). Classificação: livre.

 

LUGARES DO DELÍRIO – A mostra foi idealizada há mais de dois anos por seu primeiro diretor cultural, Paulo Herkenhoff. A seu convite, a curadora Tania Rivera propôs uma delicada trama de experiências, obras e projetos que dão a ver formas de resistência e de agenciamento de forças inconformes a modelos de racionalidade. Dando sequência ao programa Arte e Sociedade no Brasil – eixo curatorial dedicado a aspectos urgentes à vida social no país, como moradia e educação –, esta curadoria de Tania Rivera é resultado de um abrangente projeto de comissionamento de obras. Por meio deste, o MAR fomentou a convivência e a colaboração entre experiências diversas de criação na cidade do Rio de Janeiro, como no programa de residências realizado em parceria com o Museu Bispo do Rosário Arte Contemporânea ou no apoio ao Grupo Arte + Cuidado. Ao mesmo tempo, Lugares do delírio é uma oportunidade ímpar de, sem distinguir usuários e não usuários do sistema de saúde mental, entrecruzar trabalhos de artistas de outras partes do Brasil e do mundo – alguns deles icônicos, como a obra de Fernand Deligny em torno do autismo. Cientes de que a heterogeneidade deste projeto foi especialmente possível dada a rede de colaboração formada em seu redor, agradecemos a todos os artistas, emprestadores, pesquisadores e instituições engajados na construção desses Lugares do delírio. De terça-feira a domingo, das 10h às 17h. Até 16 de julho. R$ 20 (terças-feiras com entrada gratuita). Bilhete Único dos Museus (MAR + Museu do Amanhã) R$ 32. Museu de Arte do Rio – MAR (Tel.: 3031-2741).

*GETÚLIO VARGAS – Getúlio Vargas passou 31 anos dos 45 de sua vida pública no Rio de Janeiro, então capital da república. Como presidente, foram 19 anos. Nesse longo período, estabeleceu-se intensa relação de amor e rejeição entre ele e os habitantes da cidade. Esta exposição mostra alguns aspectos marcantes dessa história, homenageando, ao mesmo tempo, Getúlio Vargas e o Rio de Janeiro. Curadoria de José Murilo de Carvalho. De terça-feira a domingo, de 10h às 17h. Memorial Municipal Getúlio Vargas (Tel.: 2237-5234). Classificação: livre.

 

*#GRAFFITI LÁNALAJE – O Terraço Alto Méier, no Imperator, tem a vocação de ser um espaço onde o urbano, o cosmopolita e a liberdade são marcas fortes. E seguindo a trilha da arte urbana, o graffiti, manifestação cada vez mais cultuada mundo afora e propagada pelas ruas, passou a ter o terraço do centro cultural como sua segunda casa. Periodicamente, convidaremos um novo artista do graffiti para ilustrar o espaço, reforçando e valorizando esta forma de arte no Imperator. Segundas a sextas, das 13h às 22h, e sábados e domingos, das 10h às 22h. Imperator - Centro Cultural João Nogueira. (Tel.: 2597-3897). Classificação: livre.

 

*INSISTÊNCIA – O projeto da jovem curadora Pollyana Quintella reúne quatro jovens artistas da cena contemporânea carioca e discute a questão da seriação e da sequência em trabalhos de arte que se colocam na fronteira entre o processo e a obra de arte acabada. "A exposição Insistência aproxima trabalhos que exploram o formato do conjunto, da seriação e da sequência, onde o sentido se constrói a partir do amontoado ou da repetição. As palavras 'exercícios', 'estudos' e 'camadas', que aparecem nos títulos, por exemplo, sugerem a condição investigativa da pesquisa artística. Longe de buscar um produto final bem acabado, o processo dos artistas ganha corpo na insistência da repetição, na observação dos desvios possíveis do elemento seguinte, do que se mantém e do que se modifica, fazendo com que cada parte seja o integrante de um todo. De segunda a sábado, das 9h às 21h, até 29 de abril. Centro Municipal de Cultura e Cidadania Calouste Gulbenkian.

 

*LINHAS DE TEMPOS – 20 ANOS DO CENTRO MUNICIPAL DE ARTE HÉLIO OITICICA – Orientação de Glaucia Villas Bôas e Izabela Pucu. Coordenação de Daniele Machado. Projeto de pesquisa e exposição que resgata a história do CMAHO. Realizado em 2016 pela equipe do CMAHO em parceria com pesquisadoras do Núcleo de Sociologia da Cultura (NUSC/IFCS/UFRJ), coordenado pela socióloga da arte Glaucia Villas Boas. O acervo documental foi organizado, e foram identificados os principais eventos, exposições e projetos ocorridos nos últimos 20 anos. Ex-diretores foram entrevistados, relacionando-os às dinâmicas culturais e políticas da cidade através de linhas que se tornam visíveis em diversos espaços. Segunda, quarta e sexta, das 12h às 20h, e terça, quinta, sábados e feriados, das 10h às 18h. Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica (Tel.: 2242-1012).

 

*MATUTO GLOBAL – Exposição do artista Antônio Brasil (Silva Maranhão) com o tema "Matuto Global". A mostra reflete a inquietude do artista com relação à ambição do homem, e reivindica a preservação da natureza e do planeta como casa segura de todos. Sua personagem – o matuto global – se repete constantemente, quase seriação, ao compor homens – brasileiros ou não - que trabalham nas indústrias da vida. De quarta-feira a domingo, das 14h às 22h. Sala Municipal Baden Powell. Classificação: livre.

 

"MEU MUNDO TEU" - ALEXANDRE SEQUEIRA – A fotografia na obra de Sequeira é uma potente ferramenta de desvendamento e aproximação do Outro. Em "Meu Mundo Teu" o artista promoveu o conhecimento de dois adolescentes por meio de cartas e fotografias nas quais ambos descrevem em detalhes seus universos simbólicos pessoais. Sequeira atua como um mediador que com extrema sensibilidade leva cada um dos adolescentes, e ele próprio, a mergulhar numa jornada de autoconhecimento por um jogo de contrastes entre culturas e realidades diferentes. Por meio de processo fotográfico artesanal materializa-se a metáfora do encontro de dois seres, dois mundos, potencializando a afetividade e a riqueza que a amizade propicia. De terça-feira a domingo, das 10h às 17h, até 16 de julho. R$ 20 (terças-feiras com entrada gratuita). Bilhete Único dos Museus (MAR + Museu do Amanhã) R$ 32. Museu de Arte do Rio – MAR (Tel.: 3031-2741).

 

MILÊNIOS CÓSMICOS: CARTAS CELESTES PARA OS PRÓXIMOS 100 MIL ANOS – A constelação de hoje é bem diferente dos padrões que nossos ancestrais viram; e será completamente distinta daqui a milhares de anos. Algo imperceptível a olho nu. A mostra, que fica em cartaz até 7 de maio, foi inspirada em uma pesquisa sobre cenários futuros, com dados das cartas celestes. Nesta exposição, o Museu do Amanhã e a Tellart apresentam telas dos próximos milênios cósmicos com um toque artístico. Numa mistura de artesanato e ciência, um robô desenhou, com cera quente de abelha, dez cartas celestes vistas do Polo Norte nos próximos cem mil anos sobre pedacinhos de tecido de algodão. Uma experiência híbrida entre o novo e velho, o robótico e humano. De terça a domingo, das 10h às 18h, até 7 de maio. Museu do Amanhã.

 

*NÓ NA MADEIRA – Exposição permanente de fotos, discografia interativa em TV e objetos pessoais sobre João Nogueira, que homenageia a vida e obra desse grande artista. A exposição pode ser vista de segunda a sexta-feira, das 13h às 22h, e de sábado a domingo, das 10h às 22h, no térreo do Centro Cultural. Imperator – Centro Cultural João Nogueira (Tel.: 2597-3897). Classificação: livre.

 

OS FLUXOS QUE FORMAM A VIDA – O entendimento sobre como funciona a nossa existência em toda a sua grandeza é fundamental para construirmos uma nova relação com o planeta. Aqui na Terra, temos três dimensões do que é o existir: uma dimensão material, uma biológica e uma cognitiva. A ideia do segundo momento da Exposição Principal do Museu do Amanhã, Terra, é exatamente essa, explorar as dimensões da existência terrestre por meio de três cubos: Matéria, Vida e Pensamento. Cada uma dessas divididas foi organizada numa perspectiva integradora e, ao mesmo tempo, diferenciadora. Explica-se: do lado de fora de cada uma delas vemos sempre aquilo que é comum, e do lado de dentro tudo o que é diverso. De terça a domingo, das 10h às 18h. Museu do Amanhã.

 

*O RIO DE JANEIRO DE ESTÁCIO DE SÁ – Em comemoração ao 452º aniversário da Cidade, o Museu Histórico da Cidade do Rio de Janeiro exibe a exposição "O Rio de Janeiro de Estácio de Sá". São pinturas, gravuras, esculturas, plantas e maquetes da cidade, que compõem o acervo do próprio museu, além de textos sobre a fundação da cidade e personalidades como o próprio Estácio de Sá, seu fundador, traçando um breve panorama do período. Ocupando o 1º e 2º andar do Pavilhão de exposições temporárias, a mostra será divida em dois momentos: a Fundação da Cidade por Estácio de Sá, em 1565, e Mem de Sá e a transferência da Cidade para o Morro do Castelo. O objetivo da exposição é apresentar uma perspectiva da fundação da cidade do Rio de Janeiro a partir de objetos da época e outros relacionados com a criação que expressem esse momento fundamental da cidade. Desta forma, o visitante entrará em contato com obras icônicas, como a pintura Transladação da Cidade de Antônio Parreiras, e poderá fazer uma releitura da história da Cidade através desse rico acervo. De terça a domingo, das 10h às 17h, até 4 de junho. Museu Histórico da Cidade.

 

*RETRATOS DATILOGRAFADOS – Retratos Datilografados é o resultado de três anos investigando produção de imagens com máquinas de escrever. Na série, as particularidades da máquina de escrever são usadas como linguagem visual e a aparência dos retratos encarna a técnica usada: O impacto visual das peças vem graças às infinitas pequenas variações na impressão de cada letra. O alfabeto de largura fixa e a sobreposição de letras são usados para criar imagens detalhadas a partir da ilusão de tons de cinza, enquanto as impressões analógicas da máquina tornam os resultados imprevisíveis e irreprodutíveis. O autor organiza letras na página para produzir significado. De 1º a 16 de abril. De terça a domingo, das 10h às 19h. Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo (Tel.: 2215-0618). Classificação: livre.

 

*REFRAÇÃO – O foco do projeto Deslocado é a experiência humana, a convivência e a troca de ideias a respeito do trabalho e da vida. Para a quarta edição do projeto, os quatro artistas convidados irão explorar os conceitos ligados à refração. Sabe aquelas ocasiões em que a profundidade da água da piscina parece menor, ou aquelas em que um lápis parece torto ao ser posto dentro de um copo d'água? Tais eventos são explicados pela teoria da refração luminosa. De segunda a sexta-feira, das 13h às 22h. Sábados e domingos, das 10h às 22h, até 4 de junho. Imperator - Centro Cultural João Nogueira (Tel.: 2597-3897). Classificação: livre.

 

*SANTA PELADA – A mostra traz obras de 14 artistas agrupados em torno de uma pelada semanal realizada há dez anos em Santa Teresa. Iniciada em 2007 por um grupo de artistas plásticos, em sua maioria residentes no bairro – logo agregou a presença de músicos, atores, circenses e camaradas em geral. Desde então a pelada se manteve fiel aos princípios da arte e da diversidade, conjugando um bom número de peladeiros nas manhãs de terças-feiras, sob o ‘impróprio' sol do meio-dia. Finda a pelada, todos rumam ao Bar do Gomez, que é o bar mais próximo da quadra, onde exercitam a amizade com uma cerveja gelada – é a chamada ‘Resenha' da pelada, onde além de futebol, muito se discute de arte, cultura e Rio de Janeiro. Por vezes, sobretudo em datas festivas, a Resenha é acompanhada de um churrasco improvisado na calçada do bar. De 1º a 16 de abril. De terça a domingo, das 10h às 19h. Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo. Classificação: livre.

 

SOMOS UM ECOSSISTEMA – A complexidade do DNA, a exuberância da Mata Atlântica e os ecossistemas microbianos que cada um de nós carrega estão presentes no segundo momento da segunda parte da Exposição Principal do Museu do Amanhã: o Cubo da Vida. Como em todos os três momentos da seção "Terra", o cubo da Vida mostra em seu exterior o que é comum, e no seu interior o que é diverso. Nesse caso, o DNA, conhecido como a "molécula da vida", está recobrindo todo o cubo por ser o material genético que contém a informação para o desenvolvimento e o funcionamento de todos os seres vivos. O cubo logo chama a atenção por trazer seis sequências genéticas em sua face externa, numa profusão de letrinhas (A, T, C, G) que representam as bases nitrogenadas que formam o DNA. De terça a domingo, das 10h às 18h. Museu do Amanhã.

 

*ZIEMBINSKI SOB A LUZ – Exposição permanente (Varal do Zimba) no hall do teatro com fotos, textos e artigos relevantes sobre o grande artista Ziembinski, seu trabalho e vida. A residência artística Ziembinski (Com)Vida criou essa exposição como forma de homenagear esse trabalhador das artes que tanto contribuiu para a cultura nacional, além de difundir sua história junto ao público mais jovem. Direção de Monique Carvalho. Direção de produção de Robson Sanchez. Pesquisa de Gabriel Garcia. Programação Visual: Epifania 03 - Thiago Ristow. De terça-feira a domingo, das 14h às 22h. Teatro Municipal Ziembinski. Classificação: livre. 

 

*VICENTE DE MELLO – UTOPIA LÍRICA + FUGITIVO – Em Utopia lírica, o público pode ver uma visão particular sobre a arquitetura e o urbanismo da cidade, como se o que já se conhece dela e o que é relembrado fossem as camadas que originam uma "transvisão" – não um desvio, e sim uma nova ordem: uma leitura subjetiva e atemporal. Brasília representou, para a fotografia, algo semelhante que foi para a arquitetura: um marco no modernismo fotográfico do país, que resultou em registros incessantes que logo levaram a certo desgaste imagético. Fotografei os lugares conhecidos e também os pouco comentados, como a torre de TV projetada por Lucio Costa, os edifícios funcionais, militares e religiosos de Oscar Niemeyer, procurando encontrar uma fagulha que desencadeasse uma imagem vigorosa. De 1º a 28 de maio. De terça-feira a domingo, das 10h às 18h. Nas galerias 1 e 2 da Fundação Cidade das Artes.
 

 

 

 

 

IV ENCONTRO DE ESTUDO E DESENVOLVIMENTO COREOGRÁFICO – O encontro traz a iniciativa de abrir um debate sobre a questão da criação coreográfica e as dificuldades encontradas pelos profissionais da área. Direção de Nelma Darzi. Dias 21, 22 e 23 de abril. Sexta, das 18h às 20h. Sábado, das 17h às 20h. Domingo, das 17h às 20h. R$ 30. Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro, Classificação: livre.

 

*IV SEMINÁRIO MMD (MOBILIZANDO MEMÓRIA EM DANÇA) – O seminário Mulheres Mobilizando Memória através da Dança é a culminância do projeto de pesquisa idealizado pela produtora licenciada em dança Diana de Rose e pela pesquisadora Giselle Ruiz, e investiga a importância do olhar e da ação feminina na sociedade contemporânea e na evolução das artes na cidade, através da dança. O evento será uma homenagem ao Dia Internacional da Dança (29 de abril). Além das mesas, haverá o lançamento o e-book do I Seminário MMD e lançamento de livros com a presença dos autores. Coordenadoras Giselle Ruiz e Diana De Rose. Dia 29 de abril, sábado, das 10h às 17h. Mesa 1 (das 10h às 12h), A Dança em interface com outras Artes. Mesa 2 (das 15 às 17h), Dança e Educação - memória passado-presente-futuro? Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro. Classificação: 16 anos.

 

I FESTIVAL DE DANÇA DO ZIMBA – Com o objetivo de fomentar a produção da dança no Estado do Rio de Janeiro e seus municípios, estimular o estudo e os debates sobre a dança, promover a criação de novos grupos, surge o I Festival de Dança do Zimba, de forma aberta, participativa e democrática como Mostra Competitiva que vai conceder premiação e troféu em sete categorias, com R$ 7 mil reais em prêmios. Os prêmios são R$ 2.000,00 para melhor grupo, R$ 1.000,00 para melhor dança, R$ 1.000,00 para melhor bailarina, R$ 1.000,00 para melhor bailarino, R$ 1.000,00 para melhor coreógrafo, R$ 500,00 para melhor grupo segundo o público do Zimba e R$ 500,00 para prêmio especial do júri. O festival tem duração de cinco dias: quatro, para as apresentações; e um dia destinado à premiação. Direção artística: Monique Carvalho. De 26 a 30 de abril. De quarta-feira a domingo, às 19h às 22h. R$ 20. Teatro Municipal Ziembinski. Classificação: 12 anos.

 

ESCUDA – EXPOSIÇÕES SOBRE UM CORPO USUÁRIO DE DANÇA – Este trabalho fala de partes da história de um corpo. Podendo ser o corpo de qualquer pessoa. Ao longo dessa história, formasse constroem, se montam, aparecem, Formas que necessitam do outro, formas sociais moldadas por espaços, pessoas, objetos e intenções. Como uma boa história, existem figuras, ambientes, decisões e expressões. Entretanto, o mais importante neste relato não é sua narrativa, mas como ela é contada. Suas cores, seus gritos e resmungos, suas caminhadas, seus espaços e claro, seu movimento, que é sentido mais lógico dessa trama. Direção de David Leandro. Dias 28, 29 e 30 de abril. Sexta e sábado, às 20h, e domingo, às 18h. R$ 30. Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro, Classificação: livre.

 

MOSTRA ADOLPHO BLOCH – ESPETÁCULO REEXISTIR – Espetáculo de formatura dos alunos do Curso Técnico em Dança da rede FAETEC, primeiro Curso Técnico em Dança com matriz curricular integrada do país. Reexistir traz para a cena uma síntese dos trabalhos desenvolvidos pelos alunos deste curso sob a orientação de seus professores, a partir dos binômios conceituais Corpo-Mundo, Brasil-Movimento e Rio de Janeiro-Cena. Direção de Rosane Campello. Dia 8 e 9 de abril. Sábado, às 17h30 e 20h e domingo, às 18h. R$10. Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro, Classificação: livre.

 

*EM FOCO 2: CULTURA AFRO-BRASILEIRA – Duas ações por dia, com palestra, performance, música e poesia da cultura afro-brasileira. Coordenação de Tatiana Damasceno. Dias 27, 28 e 29 de abril, quinta, sexta e sábado, às 17h30. Teatro Municipal Ziembinski. Classificação: 12 anos.

 

FORRÓ IN RIO – Aulas, shows, oficinas e palestras, com foco no debate sobre o aprendizado e aperfeiçoamento desse ritmo que cada vez mais conquistas o coração dos brasileiros. Entre os professores, convidados do Rio de Janeiro, Brasília, Espírito Santo, São Paulo e Minas Gerais, além de presenças internacionais. Dias 13, 14 e 15 de abril, às 13h. Apresentação no dia 14, sábado, às 20h. R$ 20. Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro. Mais informações: www.forroinriofestival.rio

 

PROJETO XXXIV MOSTRA MUNICIPAL DE DANÇA – Trata-se de um projeto artístico e cultural anual, promovido pela Secretaria Municipal de Educação, com a participação de alunos e professores de diversas escolas da Rede Pública Municipal de Ensino. Dias 5 de abril, das 8h às 17h, e dia 9 de abril, das 8h às 17h. Centro Municipal de Cultura e Cidadania Calouste Gulbenkian.

 

TERREIRO DE GAFIEIRA - CIA AÉREA DE DANÇA – A arte do Samba e da Gafieira conduz o roteiro desse espetáculo inspirado nas danças originárias dos salões brasileiros. A partir de ritos e ritmos populares, o espetáculo narra poeticamente o universo do sambista em busca de seu equivalente contemporâneo numa feição menos estereotipada e mais espelhada da população urbana das grandes cidades brasileiras, especialmente, do Rio de Janeiro. Concepção e direção de João Carlos Ramos. Dias 1º e 2 de abril. Sábado, às 20h, e domingo, às 18h. R$ 40. Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro, Classificação: livre.

 

UMA NOITE AFRO-CONTEMPOR NEA – Teremos dois trabalhos para ilustrar o que vem se desenvolvendo na dança afro contemporânea carioca. O primeiro: Opanijé é um trabalho desenvolvido pelo NECCN dentro da Faculdade Angel Vianna, construído em cima das experiências com rítimo do Opanijé e traz referências do orixá da terra, Omolu. O Segundo: Senhoras é uma coreografia desenvolvida por Tiane Moreira em parceria com Prof .Anne de Assis. A obra explora a iconografia feminina das mães ancestrais yorubas a influência de Yamim, e sua conexão com o corpo feminino. De Ambas experiências surge esta noite de dança contemporânea sem deixar de ser afro. Intérpretes criadores: Flávia, Laiz Salgueiro, Raphael Arah e Laiz Salgueiro. Dia 13 abril, quinta-feira, às 19h. R$ 20. Teatro Municipal Ziembinski.
 

 

 

 

 

*CINECLUBE CENA URBANA – Fruto de parceria entre o MINC, Secretaria do Áudio Visual e Ação Cine Mais Cultura com a Associação Cultural Cena Urbana e desta, com o Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo, o Cineclube Cena Urbana /CCMLSL foi inaugurado em 2010 em Santa Teresa, trazendo como proposta a democratização do acesso à obras do Cinema Nacional, Cinema Ambiental e a criação de um programa de formação de plateia em audiovisual, divulgando principalmente a produção cinematográfica brasileira, o Cinema de Animação, Clássicos Universais e novos Cineastas Cariocas. Domingos, às 11h. Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo. Classificação: livre.
 

 

 


 

 

II FESTIVAL MANIFESTA RAÍZES DA TRADIÇÃO: CANTOS, DANÇAS E PERFORMANCES – Edição Especial em celebração à luta dos povos indígenas, com a participação especial de Charles Theone (PE/RJ), Fábio Gomes, Povos Indígenas e Mestres Populares e convidados. Programação com shows, seminários, exposição e workshops. Realização: Raízes da Tradição e Associados. Dia 19 de abril, quarta-feira. Sala Municipal Baden Powell.

 

*III NOPOK MOSTRA – A Nopok Mostra chega a sua terceira edição cheia de novidades. Nesta edição comemorativa de 10 anos de grupo, NOPOK amplia a programação para levar ao Teatro Municipal Ziembinski espetáculos, números e noites de variedades de circo e comicidade. A programação será intensa e com atividades dentro e fora do teatro. Como de costume a Nopok Mostra traz uma grande diversidade de trabalhos e pesquisas dentro do universo do circo e suas possibilidades. A programação é gratuita e livre para todos os públicos. Mais informações em: Facebook/coletivonopok. De 20 a 23 de abril. De quinta-feira a domingo, das 16h às 21h. Teatro Municipal Ziembinski. Classificação: livre.

 

ARTESANATO – Quinta-feira, às 9h. Centro Cultural Municipal Dyla Sylvia de Sá (Tel.: 3833-4769).

 

*AULÃO DE TAI CHI CHUAN – O Tai Chi Chuan é uma das artes tradicionais da China antiga. Os movimentos são lentos, encadeados, contínuos e harmônicos. Associados a uma respiração profunda, suave e ritmada, propicia ao praticante um estado de relaxamento e serenidade interior, trabalhando de forma integrada a manutenção do equilíbrio e da harmonia física, mental e emocional. Domingos, às 10h30, no Imperator – Centro Cultural João Nogueira.

 

*CAPOEIRA – Terças e quintas, das 19h às 21h. Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo. Classificação: livre.

 

CRAS GONZAGUINHA – TERCEIRA IDADE – Trabalhos manuais, teatro, música e palestras. Terças, às 14h. Centro Cultural Municipal Dyla Sylvia de Sá. (Tel.: 3833-4769).

CRAS GONZAGUINHA – PRÓ-JOVEM – Trabalhos manuais, teatro, música e palestras. Segundas, quartas e sextas, das 9h às 11h e da 14h às 16h. Centro Cultural Municipal Dyla Sylvia de Sá. (Tel.: 3833-4769).

 

DREAM LEARN WORK, COM A PALESTRA DE FORMAÇÃO "INSPIRANDO SONHOS", NO DIA DAS BOAS AÇÕES – Na tarde deste sábado, 1º de abril, os alunos e os voluntários participarão de dinâmicas para facilitar a troca de experiências. Uma oportunidade para reflexão e um momento para compartilhar conhecimento e estabelecer metas realizaveis para nossos sonhos. Dia 1º de abril, sábado, das 10h às 17h. Centro Cultural Municipal José Bonifácio (Tel.: 2233-7754).

 

*ENCRESPA GERAL – Resgate da cultura negra, com feira de artesanato, desfile, lançamento de produtos de beleza, maquiagem, palestras e sorteios. Dia 8 de abril, sábado, das 14h às 22h. Centro Cultural Municipal Dyla Sylvia de Sá (Tel.: 3833-4769).

 

ENSAIO ABERTO DO PROJETO "E.S.C.U.D.A." – Ensaio Sobre um Corpo Usual em Dança com o coreógrafo e intérprete David Abreu. Este é um projeto de dança que fala de partes da história de um corpo, do corpo do autor do trabalho, mas que devida a humanidade das questões aqui tratada poderia ser de qualquer outro corpo de qualquer outra pessoa. Ao longo dessa história formas se constroem, se montam, aparecem. Formas que necessitam do outro, formas sociais moldadas por espaços, pessoas, objetos e intenções. Quartas e sextas, das 14h às 16h30. Centro Cultural Municipal José Bonifácio (Tel.: 2233-7754).

 

*FÓRUM OUTRAS DIN MICAS AUDIOVISUAIS – Consiste numa experiência de trocas num espaço presencial e virtual para debates e discussões, trazendo uma união das perspectivas de movimentos sociais, acadêmicos e artísticos que usam ou produzem audiovisual. O Fórum "Outras Dinâmicas Audiovisuais" é uma criação de Clementino Junior e tem como produtora associada, a diretora geral de produção e artística Adriana Milagres. As rodas acontecerão quinzenalmente. Em abril será a seguinte programação: dia 6, Mídia e Ativismo, com Carlos D (artista visual Batman Pobre); e dia 20, Cineclubismo com Rodrigo Bouillet (Cineclube Gambiarra) e Heraldo HB (Cineclube Mate com Angu). Quintas-feiras, das 18h às 21h45. Sala Municipal Baden Powell. Classificação: livre.

 

MACARATU ELETRÔNICO POR FUSO COLETIVO – Formas e cores que procuram reinterpretar o folclore brasileiro por meio de figuras lúdicas que exprimem as histórias populares esquecidas: do bumba meu boi do norte do Brasil aos emblemáticos caboclos de lança do Maracatu. Boitatá, caipora, curupira, gralha azul, onça maneta, procissão das almas. Um baile cigano que remixa orixás, tupis-guaranis e umbandistas. Um espelho da complexidade cultural fundada sobre as mais diversas crenças e religiões. Portugueses, hebreus, escravos, judeus, holandeses e franceses. O catolicismo, a religião mosaica, os sacerdotes africanos, as religiões anímicas se encontram com os cultos totêmicos indígenas que invocam dos deuses da natureza. De segunda a sexta-feira, das 13h às 22h, e sábados e domingos, das 10h às 22h. Imperator - Centro Cultural João Nogueira (Tel.: 2597-3897). Classificação: livre.

 

MUSIC MARA COM DUO DRI FER (VIOLÕES) – Concerto com as violonistas Adriana Ballesté e Fernanda Pereira que apresentam um repertório de solos e duos. Como solistas atuam há um longo tempo tocando no Brasil e no exterior. Em 2016, Adriana lançou o CD Chuva no Mar, com composições do século XX para violão, e com a participação especial da violonista Fernanda Pereira. Direção de Luiz Carlos Barbieri. Dia 14 de abril, sexta-feira, às 19h. R$ 10. Teatro Municipal Ziembinski. Classificação: livre.

 

*OFICINAS NO DYLA – Teatro adulto – sábados, das 11h às 13h30; Baralho Cigano – quartas, das 14h às 16h; Dança Cigana, quartas, das 16h às 18h; Dança de Salão – segundas e quartas, das 9h às 13h; Jongo – segundas, das 14h às 16h; Dança do Ventre – quartas, das 18h às 19h; Forró – das 17h às 18h30; Preparação Vocal – quintas, das 15h às 16h; Canto Coral – quintas, das 16h às 18h; Capoeira – sextas, das 18h às 19h; Violino – sábados, das 10h às 12h; Ioga – quintas, das 17h às 18h; e Sextas, das 9h às 10h. Centro Cultural Municipal Dyla Sylvia de Sá (Tel.: 3833-4769).

 

*OFICINA COM LIVRO DE PANO – Oficina de criação voltada para o público infantil, com desenhos em livros de pano oferecidos pela residência artística do Teatro Municipal Ziembinski. Criação e direção de Monique Carvalho. Dia 22 de abril, sábado, às 16h. Teatro Municipal Ziembinski. Classificação: livre.

 

*OFICINA DAMAS EM CENA – O Diretor de Produção da Pé de Vento Produções, Douglas Resende, convida para Oficina de Formação em artes cênicas e capacitação em produção teatral voltado para homens e mulheres trans. Dias 4, 11, 18 e 25 de abril, terças-feiras, das 19h às 21h. São 15 participantes. Centro Municipal de Cultura e Cidadania Calouste Gulbenkian. Incrições pelo e-mail: pedevento.arte@gmail.com

 

*OFICINAS REDESCOBRINDO A MÚSICA BRASILEIRA – Redescobrindo a Música Brasileira é uma oficina prática, com audições, leituras e sugestões de vídeos e bibliografias paras aqueles que estão interessados de alguma forma no valor da música produzida pelo povo brasileiro. Tema 3: Rítmos Tradicionais Brasileiros – do Forró ao Carimbó. Dia 7 de abril, sexta-feira, das 19h às 21h. Tema 4: Rock Nacional. Dia 29 de abril, sábado, das 16h às 18h. São 20 vagas, com certificado de participação. Centro Municipal de Cultura e Cidadania Calouste Gulbenkian. Incrições pelo e-mail: faletecnicolor@gmail.com

 

*OFICINA DE TEATRO PARA ADOLESCENTES – Teatro para adolescentes da rede pública de ensino e da redondeza do Centro de Artes. A partir dos 15 anos de idade. Com a Profª Vilma Melo. Segundas e quartas-feiras, das 9h às 12h e das 14h às 17h. Centro Municipal de Cultura e Cidadania Calouste Gulbenkian.

 

OFICINAS NO CALOUSTE – Cerâmica Artística, com Dony Gonçalves, quintas (9h às 12h; 14h às 17h) e sexta (9h às 12h), R$ 210; Tingimento no Tecido com Artes, com Jana Apolônio, terças (9h às 12h), R$ 120; Bordado em Pedrarias, com Milena Carvalho, segundas (14h às 17h), R$ 120; Corte e Costura, com Milena Carvalho, terças (9h às 12h) e quartas (14h às 17h), R$ 120; Artesanato em madeira e cerâmica/pátina/mosaico, com Ricardo Moreira, quartas (9h às 12h; 14h às 17h), R$ 225; Atelier de Experimentação Escultórica, com Sandro Lucena, segundas (14h às 17h ou 18h às 21h) e quintas (9h às 12h; 14h às 17h ou 18h às 21h), R$ 210; Reaproveitamento Criativo de Materiais, com Jac Carrara, quartas (9h às 12h), R$ 100; Restauro em Obras de Artes, com Darcílio Soares, segundas (14h às 17h ou 18h às 21h), R$ 200; Atelier de Pintura,com Roberto Tavares, segundas (14h às 17h) e quartas (18h às 21h), R$ 250; Entalhe, com Darcílio Soares, terças (14h às 17h ou 18h às 21h), R$ 200; Xilografia, com Bárbara Sotério, terças, (18h às 21h), R$ 160; Teoria Musical, com Adão Rodrigues, terças (14h às 17h) e quintas (14h às 18h), R$ 120; Jóias – do desenho ao protótipo, com Rosana Galvão, quartas (14h às 17h) e quintas (9h às 12h), R$ 160; e Fotografia, Guilherme Silva, quartas (9h às 12h ou 14h às 17h), R$ 120. Lembrando que além da mensalidade, todos os cursos têm uma taxa de matrícula de R$ 30. As inscrições na Secretaria de Cursos (sala 212). Informações pelo telefone 2292-7546, de segunda-feira a sexta-feira, das 10h às 16h. Centro Municipal de Cultura e Cidadania Calouste Gulbenkian.

 

*OFICINA DE IMPROVISAÇÃO E MUSICALIDADE PARA TEATRO – A oficina, visando o público adolescente, será facilitada de forma coletiva através dos integrantes da Cia de Teatro Aborígene. A proposta, totalmente sinergética e sensorial, aposta na linguagem do teatro, da improvisação, da criatividade e espontaneidade para manifestar a consciência do aqui-agora e ampliar a consciência e o equilíbrio. Uma experiência estimulante e prática no universo das artes dramáticas. Lotação: 30 pessoas. Dias 5, 12, 19 e 26 de abril, quartas-feiras, às 15h. Sala Municipal Baden Powell. Classificação: livre.

 

OFICINA PRA QUEM GOSTA DE CANTAR COM CRIS DELLANO – Cris Dellano começou a cantar no Coral Infantil do Teatro Municipal, aos 5 anos de idade, participando de óperas como La Boheme, Carmen e Tosca. Nascida no Texas, ela absorveu muito do estilo da música americana, integrando, como solista, um coral tipicamente negro, o African American Unity Choir. Já dividiu o palco com Carlos Lyra, Roberto Menescal, Luiz Carlos Vinhas, Andy Summers (The Police), Oscar Castro Neves, Bossacucanova, Ed Motta, Simoninha, Ivan Lins, entre outros. Lotação: 30 pessoas. Quartas-feiras, das 19h às 21h30. R$ 200 (mensalidade). Sala Municipal Baden Powell. Classificação: livre.

 

*O COORDENADOR – Texto teatral chileno dos anos 90 sobre aos conflitos por trás do poder econômico, sexual e laboral, onde as regras do mercado e a luta por se impor sobre os outros mantêm vigente a ditadura nas relações humanas. Texto de Benjamin Galemiri. Tradução de Edmundo de Novaes Gomes. Com Thiago Magalhães, Gabriel Garcia, Malu Mattar e Nono Antonelli. Direção de Leitura Nono Antonelli. Dia 6 de abril, quinta-feira, às 20h. Teatro Municipal Ziembinski. Classificação: livre.

 

*OFICINA DE DANÇA AFRO – Com Omar Jimenez. Terças e quintas, das 14h às 16h30, e sábados, das 10h30 às 12h. Centro Cultural Municipal José Bonifácio (Tel.: 2233-7754).

 

*OFICINAS CULTURAIS PERMANENTES DO ZIMBA TEATRO - DANÇA – CIRCO – As Oficinas Culturais Permanentes oferecem um espaço de experimentação, onde crianças, adolescentes e adultos podem descobrir potencialidades criativas através do teatro, da dança e do circo. A partir de jogos/improvisações/provocações, os participantes serão estimulados a se expressarem em grupo e individualmente. Direção artística de Monique Carvalho. Com Rohan Baruck (teatro), Jenniffer Mercedes (dança) e Daniel Poittevin e Renê Carvalho (circo). Terças: circo, das 14h30 às 16h30; balé (de 7 a 12 anos), das 18h30 às 19h30; e jazz, das 17h às 18h. Sábados: teatro infantil, das 10h às 12h; e teatro adolescente, das 12h às 14h. Domingos: dança de salão, das 10h às 12h. Teatro Municipal Ziembinski. Vagas: 30 alunos por turma. Inscrição pelo e-mail: teatrozimba.cultura@gmail.com

 

SAURAU AV-RIO – O evento é destinado aos associados e não-associados da AV-RIO. Amadores e profissionais tocam livremente, trocam ideias sobre temas relativos ao instrumento e congraçam-se socialmente. Dia 8 de abril, sábado, às 15h30. Centro Cultural Municipal Oduvaldo Vianna Filho (Castelinho do Flamengo). Classificação: livre.

 

SARAU POESIA & ARTE – Com Leandro Ervilha e Márcio Muniz. Dia: 29 de abril, sábado, das 16h às 22h. Centro Cultural Municipal Dyla Sylvia de Sá (Tel.: 3833-4769).

 

TRANS FORME-SE COM LORNA WASHINGTON – Baseando-se na percepção de escassez de espaços culturais para os Transformistas, Performers e Drags, o Workshop sobre A Arte do Transformismo, ministrada por Lorna Washington, acrescenta elementos à nova geração Trans da noite carioca. Programação: dias 1º – História do Transformismo – Um fenômeno datado, social e historicamente construído que pode ser compreendido artisticamente diferenciado de sua matriz teatral; 8 – Performance – Além da dimensão corpórea que lhe é inerente, o uso do corpo através da dança, do gestual e do mis-én-scene, estabelece também uma relação que o artista mantém com o espaço a sua volta: o palco e o espectador; 15 – Dublagem – A perfeita sincronia entre as palavras da canção e o mover dos lábios, e as diferenças entre o artista transformista e o cover; 22 - Produção Visual – Transformista, Drag-Queen ou Performer e suas identidades pessoais e cênicas; e 29 - Finalização do Workshop – Show/Performance dos participantes. Sábados, das 14h às 17h. R$ 60 (por encontro). Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo.

 

USINA (OFICINA) DO LER E CONTAR, CONTAR E LER – Ouvir, contar, ler e ver. As narrativas e as diferentes práticas leitoras. O texto, a oralidade, as imagens e as escrituras. A ação, reação e interação dos contadores de histórias e seus públicos. A leitura em voz alta. A relação espacial e o corpo/voz. Dinâmicas de ações dramáticas. Exercícios de práticas de leitura e de narração. Apresentação de filmes de animação. Com o professor, contador de histórias e escritor Francisco Gregório Filho, que desenvolve oficinas de formação de contadores de histórias há mais de 30 anos. Dias 19, 20, 21, 22 e 23 de abril. De quarta a domingo, das 14h às 18h. Sala Municipal Baden Powell. Lotação: 30 pessoas. Preço da Oficina: R$ 100 – R$ 70.
 

PROJETO CRIOLICE – Música, Feira e Gastronomia. "Projeto Criolice" é um movimento cultural da Zona Oeste que envolve samba, cultura e ancestralidade. Conta com uma roda de samba com grandes músicos e uma feira voltada para a cultura afro, com mais de 20 expositores. Dia 16 de abril, domingo, às 15h. R$ 10 (meia com alimento não perecível), R$ 20. Classificação: 14 anos.

 

 

 

 

 

*BANCA DE LIVROS – Cinco bancas de jornais transformadas em bibliotecas públicas, com 300 títulos em cada, além de bibliotecários e contadores de histórias formam o projeto Banca de Livros. Direção de produção: Miguel Gomes. Assistente de produção: Amandha Nery. Coordenação de montagem, design gráfico e web: Elpídio Duarte. Projeto pedagógico e direção geral: Graça Gomes. De segunda a sexta, das 9h às 17h, e sábados, das 9h às 14h. Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas. Classificação: livre.

 

BIBLIOTECA COMUNITÁRIA DO ZIMBA – A residência artística Ziembinski (Com)Vida propõe a criação de uma charmosa biblioteca no hall do teatro que possibilita a troca de livros em bom estado de conservação, em parceria com o programa Troca-Troca de Livros. De terça-feira a domingo, das 14h às 22h. Teatro Municipal Ziembinski (Tel.: 3234-2003). Classificação: livre.

 

CANTO E POESIA – Encontro para a terceira idade para declamação de poesias, cantos e músicas tradicionais da MPB. Dia 7 de abril, sexta-feira, às 15h. Centro Cultural Oduvaldo Vianna Filho (Tel.: 2205-0655). Classificação: livre.

 

*ENCONTRO DOS POETAS – CASA DOS POETAS – Encontro dos escritores poetas, sempre no último sábado de cada mês. Dia 29 de abril, sábado, das 14h às 16h. Centro Cultural Municipal Dyla Sylvia de Sá (Tel.: 3833-4769).

 

*TROCA-TROCA DE LIVROS – Contação de histórias com Bianca Barbosa, das 11h às 12h. Troca-troca todos os domingos, das 10h às 14h. Imperator - Centro Cultural João Nogueira. (Tel.: 2597-3897) Classificação: livre.

 

*TROCA-TROCA DE LIVROS – O projeto Troca-Troca de Livros é mais do que uma simples troca de um livro pelo outro. É um ato de mediação e formação de leitores, portanto deve-se seguir certos padrões de atendimento e mediação. Terças e sextas, das 10h às 16h, na Biblioteca Popular da

Gamboa. Centro Cultural Municipal José Bonifácio (Tel.: 2233-7754).

 

*MIDIATECA – Localizada no 3º andar do Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro, a Midiateca é um espaço de pesquisa e memória da dança. Possui em seu acervo livros, publicações e vídeos. De terça a sexta-feira, das 10h às 18h, e sábados, das 10h às 16h.

*OFICINA EXPERIMENTAL DE POESIA – Encontro de leitores, curiosos, poetas e pesquisadores para o compartilhamento de processos artísticos, escrita, leitura e crítica de poesia. Quartas-feiras, às 19h. Imperator – Centro Cultural João Nogueira (Tel.: 2597-3897). Classificação: livre.

 

*PROJETO CLAREIRA – UM BRINDE À NOVA DRAMATURGIA – A cada sábado, uma companhia convidada faz a leitura de um texto de teatro inédito."Fala-se muito sobre uma suposta crise da dramaturgia contemporânea, mas existem muitos autores novos produzindo. Falta espaço para mostrar o trabalho que já existe", conta Ricardo Cabral, ator e diretor que assina a curadoria do projeto ao lado da atriz e produtora Camila Costa. Os grupos convidados vão propor a cada sábado leituras que dialoguem com suas trajetórias de investigação artística. Depois de três meses em obras, a Biblioteca Popular José de Alencar, que fica dentro do centro cultural, reabre as portas com Clareira. O evento inaugura um calendário de atividades que segue ao longo de todo o ano. Sábados, às 19h. Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo. Classificação: livre.

 

BIBLIOTECA POPULAR ABGAR RENAULT
Centro Administrativo São Sebastião – CASS. A biblioteca funciona, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, na Biblioteca Popular Abgar Renault.

 

*TROCA-TROCA DE LIVROS – Programa de incentivo a leitura onde você pode trocar até dois livros de literatura em bom estado. Dia 5 de abril, quarta-feira, das 9h às 17h, no Centro Administrativo São Sebastião (CASS).

Classificação: livre.

Quintas afetivas – Contação de histórias com Sonia Lima. Dias 6 e 20 de abril, às 10h e 13 e 27 de abril, às 14h. Sempre as quintas-feiras. Sala 251.

 

*SARAU DAS QUARTAS – Vivência com textos literários compartilhados em uma roda de rima e prosa. Tema: A Poesia de Cora Coralina. Dia 26 de abril, quarta-feira, às 15h. Sala 251

 

BIBLIOTECA POPULAR DE BOTAFOGO

 

*BIBLIOTECA VIRTUAL – Utilização do computador com acesso à internet por uma hora. De segunda a sexta-feira, das 9h às 16h, e sábados, das 10h às 15h. Classificação: livre.

 

*ENCONTRO DE GERAÇÕES – Debate sobre assuntos da atualidade (política, cultura, saúde, etc.), valorizando a experiência de quem chegou à maturidade. Coordenado pela Associação dos Amigos da Biblioteca de Botafogo. Dias 7 e 28 de abril, sextas-feiras, das 15h às 16h30.

 

*ENCONTRO DOS CONTADORES DE HISTÓRIAS (AGREGANDO) – Exercitar a prática na contação de histórias. Com Cléo Mota e Sônia Sampaio. Dia 6 de abril, quinta-feira, das 14h às 17h.

 

*ENCONTRO DE POESIA – Reunião de poetas e amante da poesia para a apresentação de seus trabalhos e homenagens aos poetas nacionais. Coordenado por Lydia Simonato e Larissa Loretti. Dias 20 de abril, quinta-feira, às 15h.

 

*GRUPO RITORNELLO – Apresentação musical de canto e piano. Com Maria Nílcia. Dia 26 de abril, quarta-feira, às 15h

 

*PRECISAMOS FALAR SOBRE SHAKESPEARE – Exercitar a reflexão, curiosidade e crítica dos participantes, a partir da leitura e de discussões realizadas ao longo dos encontros. Coordenado por Lísia Filgueiras. Dias 4, 11, 18 e 25 de abril, terças-feiras, das 15h às 16h30. Classificação: jovens e adultos.

 

*LANÇAMENTO DO LIVRO DE EDILZA SOUSA AGUIAR VIEIRA – Encontro da autora com seu público. Dia 19 de abril, quarta-feira, das 14h às 16h. Classificação: jovens e adultos.

 

RODA DE CANTO E POESIA – Apresentação musical de pessoas da comunidade. Coordenado por Mariá Nogueira. Dia 27 de abril, quinta-feira, das 13h30 às 17h. Contribuição facultativa de R$ 2 a R$ 5.

 

*TROCA-TROCA DE LIVROS – Programa de incentivo a leitura onde você pode trocar até dois livros de literatura em bom estado. De segunda a sexta, das 9h às 17h, aos sábados, das 10h às 15h. Classificação: livre.

 

*AULAS DE XADREZ – Com o Dr. Átila Flegner. A partir do dia 9 de janeiro. Segundas-feiras, das 14h30 às 17h.


CURSO DE DESENHO E COLAGEM – Ministrado por Patrícia Francisco. Quartas-feiras, de 14h às 16h. R$ 100 (mensalidade).


CURSO DE PINTURA – Ensino da técnica de pintura a óleo sobre tela. Ministrado por Marilu Leda Elias de Carvalho. Quartas-feiras, das 9h às 12h. R$ 100 (mensalidade).


CURSO BÁSICO DE ESPANHOL – Curso Básico de Espanhol ministrado por José Luiz. Básico I – segundas e sextas, às 9h30; Básico II – terças, às 10h; Básico III – quartas, às 14h30; R$ 100 (mensalidade).


CURSO DE FRANCÊS – Ministrado por Cristian Egídio. Básico I (iniciantes) – sextas, das 13h às 15h e sábados, das 10h às 12h; Básico II – sextas, das 15h às 17h; Básico I - segundas, das 13h às 15h; Básico II – segundas, das 15h às 17h. Mensalidade: R$ 100.


CURSO DE ALEMÃO – Ministrado por Cristian Egídio. Básico I (iniciantes) – sábados, das 12h às 14h. Mensalidade: R$ 100.


CURSO DE ITALIANO – Curso livre de idiomas, com José Aparecido. Quintas, das 15h às 17h ( Básico I). R$ 100.

 

BIBLIOTECA POPULAR DE CAMPO GRANDE


*BIBLIOTECA VIRTUAL – De segunda a sexta-feira, das 9h às 16h. Período máximo de acesso à internet de uma hora, com agendamento prévio.


*PROJETO UM LIVRO DE PRESENTE – Doação de livros. Terças e quintas, das 9h às 16h.


*TROCA-TROCA DE LIVROS – De segunda a sexta, das 9h às 16h.


*OS ÍNDIOS E SUA CULTURA – Exposição em homenagem ao Dia do índio, comemorado no dia 19 de abril, em que apresentamos para os visitantes nossas obras sobre a cultura indígena (história, costumes, lendas...), além de romances em que a figura do índio se destaca. De 2 a 30 de abril, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Classificação: livre.


*CHARADA LITERÁRIA – Promoção cultural realizada no Facebook da Biblioteca toda sexta-feira e que consiste em premiar com um livro a primeira pessoa que responder corretamente a charada, com temática literária, enviada em nossa página. O sorteado deverá comparecer à Biblioteca para retirar o seu prêmio. Sexta-feira, das 9h às 17h.


BIBLIOTECA POPULAR DA ILHA DO GOVERNADOR


*BIBLIOTECA VIRTUAL – De segunda a sexta-feira, das 9h às 16h, e sábados, das 10h às 13h.


*A ARTE E O ARTISTA EM PRIMEIRO PLANO – O artista plástico Valdir Pereira Augusto dá aulas de desenho e pintura para todas as idades e talentos. Aulas de desenho e pintura para todas as idades e talentos. A única condição é a vontade de aprender. Quartas-feiras, das 13h às 16h30, sextas-feiras, das 9h às 16h30.


*CAIXEIRO VIAJANTE – Doação de livros em geral. De segunda a sexta-feira, de 9h às 17h, e sábados, das 10h às 16h. Classificação: livre.


*VULKANOJ – Exposição de pinturas explicativas sobre o esperanto. Curadoria de Renaud Hetmanek. De segunda a sexta-feira, de 9h às 17h, e sábados, de 10h às 16h. Classificação: livre.


*ESPERANTO – Oficina do idioma esperanto. Curadoria de Renaud Hetmanek. Sábados, às 10h. Classificação: livre.


*PESQUISA HISTÓRICA – CENTRO DE REFERÊNCIA HISTÓRICA DA ILHA DO GOVERNADOR – Acervo especializado na história de Ilha do Governador. De segunda a sexta-feira, de 9h às 17h. Classificação: livre.


*MODELO E MANEQUIM – Curso para modelos. Curadoria de Anderson. Quintas-feiras, às 10h e às 15h. Classificação: livre.


*ENSAIO PARA APRESENTAÇÃO TEATRAL COM O GRUPO QUERO QUE ME VEJA – Coordenado por Cícero. Sextas-feiras, das 9h às 12h. Classificação: livre.


*ENSAIO PARA APRESENTAÇÃO TEATRAL COM ATORES DA 3ª IDADE GRUPO PAZ E AMOR – Coordenado por Solange Bonfim. Segundas, quartas e sextas, das 14h à 17h.


*TROCA-TROCA DE LIVROS – Programa de incentivo à leitura onde você pode trocar até dois livros de literatura em bom estado. De segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, sábados, das 10h às 16h. Classificação: livre.

 

BIBLIOTECA POPULAR DE IRAJÁ


*TROCA-TROCA DE LIVROS – Traga um livro de literatura em bom estado e troque por outro. De segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

 

*O USUÁRIO TRAZ UM LIVRO EM BOM ESTADO E LEVA OUTRO DA BANCA – De 1º a 30 de abril. Classificação: 6 anos.

 

*PEGUE E LEVE – Atividade tem como objetivo fazer com que o livro "circule", através da doação de livros para o público que frequenta a Região Administrativa. De segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Local: Complexo da RA. Classificação: 6 anos.


*VENHA FAZER ORIGAMI! – Oficina de origami, a arte milenar de criar figuras em dobraduras de papel. Segundas-feiras, das 14h às 16h. Classificação: 10 anos.


*IRAJÁ NAVEGANDO NA INTERNET – Acesso gratuito a internet, de 1º a 31 de março, das 9h às 15h30. Classificação: 10 anos.

 

BIBLIOTECA POPULAR VOLANTE - JOÃO ANTONIO


*BIBLIOTECA VOLANTE – para empréstimos de livros é necessária a seguinte documentação: identidade, comprovante de residência e autorização (para menores de 15 anos). Cada usuário pode levar até dois livros pelo prazo de 14 dias. A devolução deverá ser feita no mesmo local onde foi realizado o empréstimo ou na Av. Monsenhor Félix, 512 – Irajá. Itinerário: das 10h às 14h. Programação de março:
Dias 3 e 17 – Cidade Alta – Pr. Dom Justino
Dias 4 e 18 – Coelho Neto - Av. Automóvel Club, 10154 (Pr. Virgínia Cidade)
Dias 5 e 19 – Jardim América -R. Sebastian Bach
Dias 6 e 20 – Madureira – R. Domingos Lopes (Pça. Patriarca)
Dia 7 – Realengo - Av. Sta. Cruz, 1015
Dia 11 e 25 – Ricardo de Albuquerque – R. Mal Alencastro, 2140 (Pr. Cláudio de Souza)
Dias 12 e 26 – Cavalcanti – R. Herculano Pena (Ao lado do PAM Cavalcante)
Dia 24 – Jabour – Rua Raul Azevedo, 70

 

BIBLIOTECA POPULAR DE JACAREPAGUÁ


*BIBLIOTECA VIRTUAL – de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h.


*TROCA-TROCA DE LIVROS – Traga um livro de literatura em bom estado e troque por outro. De segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.


*ARTESANATO – A professora ensina técnicas de artesanato para todas as idades. Quartas-feiras, das 9h às 11h. Classificação: livre.

 

BIBLIOTECA POPULAR DE SANTA TERESA


*TROCA-TROCA DE LIVROS – Traga um livro de literatura em bom estado e troque por outro. Todas as quartas-feiras, das 9h às 16h.

 

BIBLIOTECA POPULAR DO RIO COMPRIDO – ANNITA PORTO MARTINS


*BIBLIOTECA VIRTUAL – Utilização do computador com acesso à internet por uma hora. De segunda a sexta-feira, das 9h às 16h. Classificação: livre.


*TROCA-TROCA DE LIVROS – De segunda a sexta-feira, das 9h às 16h.


*OFICINA DE ARTESANATO – Coordenado por Benedito de Matos. Sextas-feiras, às 14h. Classificação: livre.


*PROJETO IDAS E VINDAS – Contação de histórias e interação de jovens e crianças. Coordenado por Benedito de Matos. Segundas-feiras, às 10h, e às 14h. Classificação: livre.


*QUINTAS AFETIVAS – Ciclo de histórias e contos, rodas de leitura e atividades lúdicas. Coordenado por Benedito de Matos. Quintas-feiras, às 10h. Classificação: livre.

 

BIBLIOTECA POPULAR DA TIJUCA - MARQUES REBELO


*BIBLIOTECA VIRTUAL – De segunda a sexta-feira, das 9h30 às 15h30. Sábados e domingos, das 10h30 às 15h30.


*TROCA-TROCA DE LIVROS – Programa de incentivo à leitura onde você pode trocar até dois livros de literatura em bom estado. De segunda a sexta, das 9h às 17h. Sábados e domingos, das 10h às 15h. Classificação: livre.


*LIBERTAÇÃO DE LIVROS – Projeto de incentivo à leitura e facilitação do acesso ao livro para todos, no qual são colocados à disposição dos leitores e passados adiante, sem nenhum custo, livros pertencentes ao excesso de doações recebidas pela Biblioteca e que não farão parte do acervo por serem duplicatas ou não atender ao perfil da instituição. Dias 3 e 4 de abril, segunda e terça-feira, das 9h às 17h. Classificação: livre.


*LANÇAMENTO DO LIVRO DA AUTORA EDILSA SOUSA AGUIAR – Encontro da autora com o público para lançamento do seu livro. Dia 18 de abril, terça-feira, das 14h às 16h. Classificação: livre.


*CASA DO MEDO – Encontros da Casa do Medo associação de autores dos mais diversos ramos interessadas em produzir elementos narrativos literários e artísticos dentro da perspectiva do medo. Com literatura, quadrinhos, ilustrações, cinema, documentários, teses, teatro, música e poesia. Coordenado por Roberta Pauletich. Dia 29 de abril, sábado, das 13h às 16h.


*CLARICE LISPECTOR – Mostra de livros da autora. De 2 a 30 de abril, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Classificação: livre.


*OFICINA DE RECREAÇÃO DA MEMÓRIA – Os encontros são direcionados para terceira idade com utilização de jogos, músicas, poesias e atividades lúdicas para estimular a memória. Com Elci Narazaki. Quartas-feiras, às 14h. Classificação: livre.


*OFICINA DE INTERPRETAÇÃO TEATRAL – Através de jogos cênicos, exercícios de improvisação, leitura de textos e criação de cenas curtas, a oficina pretende estimular o potencial criativo dos alunos. Com Zé Helou e coordenado pela Juliana Cabral. Dia 3 de abril, segunda-feira, das 14h às 16h. Classificação: 7 – 12 anos.


*OFICINA DE CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS – Diferenças entre um conto e ler um conto, como escolher os contos, técnicas de memorização, entre outros assuntos. Com Álvaro Ottoni e coordenado pela Juliana Cabral. Dia 1º de abril, sábado, das 10h às 14h.
 

BIBLIOTECA POPULAR VOLANTE - JOÃO ANTONIO
*BIBLIOTECA VOLANTE – para empréstimos de livros é necessária a seguinte documentação: identidade, comprovante de residência e autorização (para menores de 15 anos). Cada usuário pode levar até dois livros pelo prazo de 14 dias. A devolução deverá ser feita no mesmo local onde foi realizado o empréstimo ou na Av. Monsenhor Félix, 512 – Irajá. Itinerário: das 10h às 14h. Programação de ABRIL:
Dia 4 – Coelho Neto -Av. Automóvel Club, 10154 (Pr.Virgínia Cidade)
Dia 6 – Madureira - R.Domingos Lopes (Pça. Patriarca)
Dia 10 – Vila Valqueire - – Rua das Rosas
Dia 12 - Cavalcanti -R.Herculano Pena (Ao lado do PAM Cavalcante)
Dia 18 – Ricardo de Albuquerque - R.Mal Alencastro, 2140 (Pr. Cláudio de Souza)
Dia 20 – Acari – (Praça Portugal)
Dia 24 – Jabour – Rua Raul Azevedo, 70
Dia 26 – Jardim América -R.Sebastian Bach

 

 

 

Rua Vice-Governador Rubens Berardo, 100 – Gávea.

Funcionamento: de segunda-feira a domingo.

Exposições: de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, e sábados, domingos e feriados, das 14h30 às 17h.

Museu do Universo– De terça a domingo, das 14h30 às 17h. R$ 13 e (R$ 6,50 meia)

Sessões de Cúpula*(com exposições): de terça a domingo e feriado, às 15h, às 16h e às 17h - R$ 26, inteira e (R$ 13, meia).

*A venda de ingressos para as Sessões de Cúpula se encerra 10 minutos antes do início das sessões.

 

 

EXPOSIÇÕES

 

EXPERIMENTOS INTERATIVOS – São 60 experimentos interativos divididos em três áreas: astronomia fundamental; astrofísica e nave escola que revelam os mistérios que cercam o espaço e explicam uma série de curiosidades sobre o Sistema Solar.

 

O UNIVERSO DESLUMBRANTE – Cinco painéis com 38 fotografias contam a história dos 50 anos da fundação do Observatório Europeu do Sul. A exposição mostra imagens captadas a partir dos poderosos telescópios instalados no deserto chileno e explica a tecnologia utilizada para os registros deslumbrantes do Universo.

EXPOLUZ – A exposição em comemoração ao Ano Internacional da Luz decretado pela UNESCO, conta com três painéis que contemplam toda trajetória e a importância dessa onda eletromagnética para a humanidade.

*OBSERVAÇÃO DO CÉU – Orientada por uma equipe de Astrônomos, as observações acontecem às quartas-feiras (exceto feriados), às 18h30. A observação depende das condições meteorológicas. Distribuição de senhas 30 minutos antes do início da atividade.

 

 

 

 

 

 


ARENA CARIOCA ABELARDO BARBOSA - CHACRINHA

Rua Soldado Elizeu Hipólito, s/n esquina com Av. Litorânea - Pedra de Guaratiba

Tel.: 3404-7980

 

ARENA CARIOCA CARLOS ROBERTO DE OLIVEIRA - DICRÓ

Av. Brás de Pina, s/n, Parque Ary Barroso. Penha.

Entrada pela Rua Flora Lobo. Tel.: 3486-7643

 

ARENA CARIOCA FERNANDO TORRES

Rua Bernardino de Andrade, 200 – Parque Madureira – Madureira.

Tels.: 3495-3078 / 3495-3093

 

ARENA CARIOCA JOVELINA PÉROLA NEGRA

Praça Ênio, s/nº - Pavuna. Tel.: 2886-3889.

Estação Pavuna

 

ARENINHA CARIOCA GILBERTO GIL

Avenida Marechal Fontenelle, 5.000 – Realengo. Tels.: 3462-0774 / 3333-2889

Metrô + Integração SuperVia – Estação Magalhães Bastos

 

ARENINHA CARIOCA HERMETO PASCOAL

Praça 1º de maio s/nº – Bangu. Tel.: 3332-4909

 

ARENINHA CARIOCA RENATO RUSSO

Parque Manuel Bandeira, s/nº – Ilha do Governador. Tel.: 2467-7274

 

BIBLIOTECA POPULAR DE BOTAFOGO – MACHADO DE ASSIS

Rua Farani, 53 – Botafogo. Tel.: 2551-6911

Estação Flamengo

 

BIBLIOTECA POPULAR DE CAMPO GRANDE – MANOEL IGNÁCIO DA SILVA ALVARENGA

Praça Thelmo Gonçalves Maia, s/nº – Campo Grande. Tel: 3394-5509

Metrô + Integração SuperVia – Estação Benjamin do Monte

 

BIBLIOTECA POPULAR DA ILHA DO GOVERNADOR – EUCLIDES DA CUNHA

Praça Danaides s/n° - Cocotá. Tel.: 3368-7797

 

BIBLIOTECA POPULAR DO GUANDU – FERNANDO SABINO

Rua 12 – quadra 219 – Guandu – Santa Cruz. Tel.: 3395-1630 / 3365-6039

 

BIBLIOTECA POPULAR DO IRAJÁ – JOÃO DO RIO

Av. Monsenhor Félix, 512. Tel.: 2482-3582

Estação Irajá

 

BIBLIOTECA POPULAR DE JACAREPAGUÁ - CECÍLIA MEIRELES

Rua Dr Bernardino, 218 - Praça Seca. Tel.: 3833-0084

 

BIBLIOTECA POPULAR DA MARÉ – JORGE AMADO

Rua Ivanildo Alves, s/nº - Complexo da Maré. Tel.: 3105-6815

 

BIBLIOTECA POPULAR DE SANTA TERESA – JOSÉ DE ALENCAR

Rua Monte Alegre, 306 – Santa Teresa. Tel.: 2224-2358

 

BIBLIOTECA POPULAR DA TIJUCA – MARQUES REBELO

Rua Guapeni, 61 – Tijuca. Tel.: 2204-0752

Estação Saens Peña

 

BIBLIOTECA POPULAR DO RIO COMPRIDO - ANNITA PORTO MARTINS-

Rua Sampaio Viana, 357 – Rio Comprido. Tel.: 3081-0496

 

CENTRO COREOGRÁFICO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

Rua José Higino, 115 – Tijuca. Tels.: 3238-0601 / 3238-0357 / 2268-7139

Estação Saens Peña (integração)

 

CENTRO CULTURAL MUNICIPAL LAURINDA SANTOS LOBO

Rua Monte Alegre, 306 - Santa Teresa. Tels: 2215-0618 / 2224-3331

 

CENTRO CULTURAL MUNICIPAL ODUVALDO VIANNA FILHO (CASTELINHO DO FLAMENGO)

Praia do Flamengo, 158. Tel.: 2205-0655 / 2205-0276

Estação Largo do Machado

 

CENTRO CULTURAL MUNICIPAL PARQUE DAS RUÍNAS

Rua Murtinho Nobre, 169 – Santa Teresa. Tels: 2215-0621 / 2224-3922

 

CENTRO CULTURAL MUNICIPAL PROFª DYLA SYLVIA DE SÁ

Rua Barão, 1180 – Praça Seca. Tels: 3833-4769

 

CENTRO CULTURAL MUNICIPAL JOSÉ BONIFÁCIO

Rua Pedro Ernesto, 80 – Gamboa

Tel.: 2233-7754

 

CENTRO MUNICIPAL DE CULTURA E CIDADANIA CALOUSTE GULBENKIAN

Teatro Gonzaguinha

Rua Benedito Hipólito, 125 - Praça Onze. Tels: 2224-2628 / 2224-8300 / 2234-5747

Estação Praça Onze

 

CENTRO MUNICIPAL DE ARTE HÉLIO OITICICA

Rua Luís de Camões, 68 – Centro. Tels: 2232-4213 / 2242-1012

Estação Carioca

 

CENTRO DA MÚSICA CARIOCA ARTUR DA TÁVOLA

Rua Conde de Bonfim, 824 – Tijuca. Tels: 3238-3831 / 3238-3743 / 3238-3880

Estação Saens Peña (integração)

 

ECOMUSEU DO QUARTEIRÃO CULTURAL DE

SANTA CRUZ

Rua Afonso Cavalcanti, 455 / 2º andar, sala 217. Tels: 2976-2548 / 2976-1245

 

ESPAÇO CULTURAL MUNICIPAL SÉRGIO PORTO

Rua Humaitá, 163 – Humaitá. Tel.: 2535-3846

Estação Botafogo e Humaitá (Metrô na superfície)

 

FUNDAÇÃO PLANETÁRIO

Rua Vice-Governador Rubens Berardo, 100 – Gávea. Tel.: 2274-0046

Estação Puc, Botafogo ou Ipanema/General Osório + Metrô na Superfície

 

IMPERATOR – CENTRO CULTURAL JOÃO NOGUEIRA

Rua Dias da Cruz, 170 – Méier. Tels.: 2597-3897 / 2596-1090

 

LONA CULTURAL MUNICIPAL CARLOS ZÉFIRO

De terça a domingo, das 10h às 19h.

Estrada Marechal Alencastro, s/nº – Anchieta. Tel.: 2148-0813

Metrô + Integração SuperVia – Estação Magalhães Bastos

 

 

LONA CULTURAL MUNICIPAL ELZA OSBORNE

Estrada Rio do A, 220 – Campo Grande. Tels: 3406-8434 / 2413-2255 (fax)

Metrô + Integração SuperVia – Estação Campo Grande

 

LONA CULTURAL MUNICIPAL HERBERT VIANNA

Rua Ivanildo Alves s/nº – Nova Maré. Tels.: 3105-6815

 

LONA CULTURAL MUNICIPAL JACOB DO BANDOLIM

Praça Geraldo Simonard – Pechincha – Jacarepaguá. Tel.: 3173-5460

 

LONA CULTURAL MUNICIPAL JOÃO BOSCO

Av. São Félix, 601 – Parque Orlando Bernardes – Vista Alegre. Tel.: 2482-4316

 

LONA CULTURAL MUNICIPAL SANDRA DE SÁ

Rua 12, quadra 219 - Guandu 1. Tels.: 3365-6039 / 3395-1630

 

LONA CULTURAL MUNICIPAL TERRA

Praça Edson Guimarães s/nº. Guadalupe. Tels.: 3018-4203.

 

MEMORIAL MUNICIPAL GETÚLIO VARGAS

Praça Luís de Camões s/n – Glória. Tel.: 2237-5234 / 2245-7577

 

MUSEU HISTÓRICO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

Estrada Santa Marinha s/nº – Gávea

Tels.: 2512-2353 / 2294-5990

 

MUSEU DE ARTE DO RIO – MAR

Praça Mauá, 5, Centro. Telefone: 3031-2741

 

MUSEU DO AMANHÃ

Praça Mauá, 1, Centro.

 

SALA MUNICIPAL BADEN POWELL

Av. Nossa Senhora de Copacabana, 360 – Copacabana. Tels: 2255-1067 / 2255-1366

Estação Cardeal Arcoverde

 

TEATRO IPANEMA

Rua Prudente de Moraes, 824 A – Ipanema

Tels.: 2267-3750

Estação Nossa Senhora da Paz

 

TEATRO MUNICIPAL CAFÉ PEQUENO

Av. Ataulfo de Paiva, 269 – Leblon. Tel.: 2294-4480

Estação Jardim de Alah e Ipanema/General Osório

 

TEATRO MUNICIPAL CARLOS GOMES

Praça Tiradentes s/nº – Centro. Tels: 2215-0556 / 2224-3602.

Estação Carioca

 

TEATRO DE FANTOCHES E MARIONETES CARLOS WERNECK DE CARVALHO

Aterro do Flamengo (altura do nº 300 da Praia do Flamengo, esquina com a R. Tucumã)

Estação Flamengo

 

TEATRO MUNICIPAL MARIA CLARA MACHADO

Rua Padre Leonel Franca, 240 – Gávea. Tel.: 2274-7722

Estação Ipanema e General Osório (Metrô na superfície)

 

TEATRO MUNICIPAL SERRADOR

Rua Senador Dantas, 13 – Centro. Tel.: 2220-5033

 

TEATRO MUNICIPAL ZIEMBINSKI

Rua Heitor Beltrão s/nº – Tijuca. Tels.: 3234-2003 / 3234-2815

Estação São Francisco Xavier

 

TEATRO MUNICIPAL DE GUIGNOL DO MÉIER

Praça Jardim do Méier (ao lado do Hospital Municipal Salgado Filho)

Estação São Francisco Xavier (integração)

 

TEATRO MUNICIPAL DE GUIGNOL DA TIJUCA

Praça Comandante Xavier de Brito (entre a Av. Maracanã e Rua Otávio Kelly)

Estação Saens Peña (integração)




Serviços Serviços