Secretaria Municipal de Cultura - SMC
CONFIRA A AGENDA CULTURAL DESSA SEMANA

24/08/2017 09:39:00


AGENDA DA SEMANA – 14 a 20 de setembro
 

Toda a programação está sujeita a alteração.
 

* Este ícone marca a programação gratuita.

Toda a programação do Rio Mapa Cultural está sujeita a alteração.

 

* Este ícone marca a programação gratuita.
 

 

 

 

TEATRO

 

 

O BOCA DO INFERNO – Espetáculo baseado na vida do poeta Gregório de Mattos e se passa no período Barroco do Brasil colônia. A peça trata da chegada do poeta à Bahia - aos 47 anos, 33 deles vividos em Portugal -, até sua deportação para Angola (1683-94). A peça mostra o conflito de um homem em decadência como fidalgo, e em ascensão como poeta, desafiando a tudo e a todos, com sua língua afiada e suas sátiras poéticas certeiras, o que lhe valeu o apelido de "Boca do Inferno". Texto de Adailton Medeiros. Direção de Gilson de Barros e Licurgo. Com Licurgo. De 2 a 24 de setembro. Sábado e domingo, às 19h. R$ 30. Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas. Classificação: livre.

 

CHABADABADÁ – Comédia musical baseada em três livros do jornalista e escritor Xico Sá. Cronista colecionador de costumes, Xico descreve em seus livros ― "Chabadabadá", "Modos de Machos e Modinhas de Fêmeas" e no recente "Os Machões Dançaram", o personagem do "Macho-Jurubeba", o homem que está perdendo território para o sujeito contemporâneo, que teme amar e aposta no amor líquido, ou seja, na fragilidade dos laços humanos e em relacionamentos descartáveis. Sua obra versa justamente sobre a possiblidade do encontro amoroso em tempo de relações tão fugazes e vazias. Como se fora um antigo programa da madrugada de uma rádio AM, o espetáculo reúne uma seleção das crônicas narradas por um radialista de codinome Francisco Reginaldo, que dá conselhos amorosos e conta de suas aventuras e desventuras. Fala de vitórias e derrotas de quem não se esconde e se entrega diante do menor sinal de paixão. Seus conselhos de amor são costurados por todo um cancioneiro popular, uma compilação da obra de um artista que fez de toda a sua carreira uma devoção às mulheres: o inesquecível Wando. Adaptação e interpretação de Marcos França. Direção de Thelmo Fernandes. De 31 de agosto a 29 de setembro. Quintas e sextas-feiras, às 20h. Sala Municipal Baden Powell. R$ 40. Classificação: 16 anos.

 

CLUBE DA COMÉDIA CARIOCA – O projeto Clube da Comédia Carioca chega com a proposta de juntar em um só universo o melhor que a comédia brasileira vem apresentando nos últimos tempos. Com o objetivo de misturar diferentes formas de humor, através dos mais variados convidados. Ed Gama é o Mestre de Cerimônias com piadas e imitações ciceroneando novos e velhos do humor. Com Felipe Absalão, Gigante Léo, Rafael Studart, Sil Esteves, Iuri Salvador, Kiko Oliveira, Chico Vibe, Victor Lamglia, Marcos Castro, Raphael Ghanem, Italo, Marcelo Duque, Ju Querido, Xanda Dias, Magno Navaro, entre outros. De 7 a 28 de setembro. Quintas-feiras, às 22h. R$ 30. Teatro Municipal Café Pequeno. Classificação: 18 anos.

 

CONFISSÕES DE UM SENHOR DE IDADE – O ator Flávio Migliaccio comemora 82 anos de vida com a peça "As Confissões de Um Senhor de Idade". Ele assina e dirige a montagem que resgata a própria trajetória a partir de uma conversa entre ele e Deus (o papel do Todo-Poderoso é de Luciano Paixão). "Sou eu conversando com Deus, que, de repente, toma uma forma típica aqui da terra para tratar de algo muito importante. Eu conto a minha vida artística, coisas que aconteceram comigo", adianta Migliaccio. Nos dias 23 e 24 haverá intérprete de Livras. Sábados e domingos, às 20h, até 1˚ de outubro. Teatro Municipal Ziembinski. R$ 40. Classificação: 12 anos.

 

CASCA DE NINGUÉM – Monólogo trágico polifônico que trata da pele enquanto território colonizado, estigmado e possuidor de memória de toda ordem. Da pele preta, presa, não só como uma masmorra concreta, mas fundamentalmente como um cárcere moral, condicional e social. "Casca de ninguém" também é a história de Imani, uma mulher negra que não sabe o seu nome, e por não saber resolve ocupar diversas faces, até preencher alguma que lhe caiba. Texto e direção de Gabriel Barros. Com Marcella Golbatti. De 5 a 26 de setembro, terça-feira, às 19h. R$ 20. Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas. Classificação: 12 anos.

 

CORES DA MARGEM – O espetáculo propõe uma reflexão sobre a evolução do Homem, suas incongruências, escolhas e decisões, confrontando-o aos seus dilemas e conflitos, a sua busca incessante de tentar entender o mundo a sua volta, de dialogar com o meio ao qual interage, mesmo modificando-o, destruindo-o e recriando a sua maneira. A margem, o limite do nosso eu e o outro, o desconhecido, o que está em camadas que não queremos entender e, simplesmente, o relevamos pelo nosso pré-conceito de sujeira no qual se inserem o abandono, a escassez e a falta de oportunidades. Esse é o primeiro trabalho da Companhia, que pretende estabelecer como premissa, desse e de futuras criações, uma encenação simples, mas não simplória, sem muitos "apetrechos" de maneira que possa envolver a quem assiste em um lugar não artificial e onde o espectador é visto como um ser pensante e capaz. Concepção de Carlos Muttalla. Texto de Leonardo Dias. Direção de Luiz Monteiro. Direção de Luiz Monteiro. De 8 a 24 de setembro. Sextas e sábados, às 20h, e domingos, às 18h. R$ 30. Teatro Municipal Gonzaguinha. Classificação: 14 anos.

 

DOIS VELOCISTAS NO GLOBO DA MORTE – "2 Velocistas no Globo da morte" propõe temas universais; Max, logo no inicio da obra, quer voltar ao passado, a morada da infância, porque sabe que não lhe resta mais tempo; o passado como justificativa do tempo presente, das ações do tempo presente; você é a soma de todas as sensações obtidas durante sua existência; Luciana questiona, se pergunta; pra que agradecer ao passado se o presente está vivo, pleno? Max então confessa; tem poucos meses de vida. A memória como fonte vital para a vida presente. Poder olhar para o passado com orgulho é um luxo, não somente nostalgia. Patologia sim é querer "viver" do passado, situação que Max descarta. Com a entrada do seu amigo Marx em cena, vem à tona um choque de valores éticos e toda uma discussão em torno da vida e da morte. Autor e diretor: Márcio Menezes. Com Betina Pons, Gilberto Behar, Jaqueline Macoeh e Thales Paradela. De 9 a 30 de setembro. Sábados, às 16h. R$ 30. Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas. Classificação: 16 anos.

 

EU SOU O QUE ESPALHO – Espetáculo tendo com diretriz motora os poemas e novos e velhos de Jorge Salomão. Roteiro, direção e interpretação: Jorge Salomão. De 6 a 27 de agosto, às 16h. R$10. Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas. Classificação: livre.

 

KWAGALANA – HISTÓRIAS DE UM PRÍNCIPE NEGRO – Apontado pelo adivinho Ifá como o futuro rei de seu povo, o menino africano Kwagalana é raptado e vendido como escravo para trabalhar nas minas brasileiras. O menino traz consigo as histórias de sua terra: a África, e luta para concretizar a previsão do oráculo. De volta para mais uma temporada no Rio, o espetáculo KWAGALANA – histórias de um príncipe negro vai integrar a programação do Teatro Municipal Café Pequeno, nos próximos sábados e domingos de Setembro. A montagem é dirigida por Daniele Zamorano, que também é autora do texto e atriz do espetáculo. Daniele escreveu o texto em 2014, com o objetivo de não só discutir a cultura negra para a infância e juventude, mas também trabalhar a autoestima das crianças negras, valorizando e atribuindo valores positivos às tradições afro-brasileiras. De 2 a 24 de setembro. Sábados e domingos, às 16h. Teatro Municipal Café Pequeno.

 

O MARINHEIRO – Procurando consumir as horas difíceis que as aguardam, até porque sabem que "ainda não deu hora nenhuma", as três veladoras contam histórias e acabam por desembocar na evocação de um marinheiro, náufrago numa ilha deserta. O marinheiro criado e invocado pelas três mulheres rapidamente as absorve nas teias da ficção, deixando-as suspensas entre passado e futuro, num hipnótico poema visual que confunde sonhadoras e sonhado. Domingos, às 19h30. R$ 30. Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo.

 

PARA LENNON & MCCARTNEY: OS BEATLES E O CLUBE DA ESQUINA – O espetáculo revela a fluida conexão entre a música do Clube da Esquina e dos Beatles, dois verdadeiros eventos da história da música. A influência dos Fab Four na obra de Milton Nascimento, Lô Borges e Beto Guedes, para citar apenas os mais populares, é direta e marcante. Entre as várias regravações, temas, trechos e títulos, é de saltar aos ouvidos a quantidade de citações melódicas e harmônicas presentes no cancioneiro dos talentosos mineiros que, sem perder a originalidade, fazem coro, se inspiram e rendem homenagens às geniais criações de John, Paul, George e Ringo. Com idealização e direção de Sérgio Sansão, roteiro e co-direção de Deco Fiori e direção musical de Eduardo Braga, o projeto conta ainda com arranjos de Dudi Baratz e dos próprios Fiori, Sansão e Braga; além de Lourival Franco nos teclados e Jefferson Vieira na bateria. Com Deco Fiori, Dudi Baratz, Eduardo Braga e Sérgio Sansão. Músicos convidados: Jefferson Vieira e Lourival Franco. De 1º a 24 de setembro. Sextas, sábados e domingos, às 20h. R$ 40. Teatro Municipal Café Pequeno. Classificação: livre.

 

NONA NUVEM – Um açougueiro que sobreviveu à guerra fornece carne para um restaurante, onde canta a mulher no comando para a multidão de clientes insatisfeitos. Tudo sangra e sonhos devorados voltam para devorar quem ousou sonhá-los em primeiro lugar. Texto e direção de Gabo M. Barros. Com Alessandra Campos, Dayane Simões, Renan Albuquerque, Renata Lages, Túlio Vieira, Thayan Ribeiro e Camille Mello. De 6 a 27 de setembro. Quartas e quintas-feiras, às 19h. R$ 20. Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas. Classificação: 16 anos.

 

POPTOLOGIA – ROCK AND ROLL – Espetáculo multimídia que une o conteúdo feito para o teatro a internet, quer seja no youtube, Facebook, Instragam. São quatro esquetes, com passagens pela mitologia grega e resgatando a cultura greco-romana em convergência com a Idade Contemporânea. Eram Deuses Pop Start? Zeus é Elvis, Prometeu é David Bowie, Pandora é Madonna e Dionísio é Jim Morrison. O ator Jano Moskorz faz todos os personagens ao longo da peça e o ator Patrick Antunes Andy Whao. Texto de Thadeu Vivas e Jano Moskorz. A direção fica por conta de Thadeu Vivas. De 14 a 22 de setembro. Quintas e sextas-feiras, às 20h. R$ 30. Teatro Municipal Ziembinski. Classificação: 14 anos.

 

RICARDO III – UM HOMEM DE SEU TEMPO – Nesta adaptação resolvemos partir do fato histórico ocorrido em 2012 na cidade de Leicester, Inglaterra, onde foi descoberto a ossada o monarca. Criando assim um paralelo e paradoxo entre Ricardo homem histórico e Ricardo Shakespeareano. Aqui conservamos o eixo principal da história, que é a relação de poder, a ambição e corrupção do ser humano, retratando o Ricardo do século XV orrelacionado aos Ricardos do século XXI, mantendo a essência da obra Shakespereana, que é sem dúvida as profundas complexidades humanísticas. Ricardo – um homem do seu tempo, discute com profunda clareza questões da atual política brasileira. Texto de William Shakespeare. Adaptação e concepção de Alexandre Gomes e Wellington Fagner. Com Alexandre Gomes. De 3 a 24 de setembro. Domingos, às 16h. R$ 30. Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas. Classificação: 12 anos.

 

SOMOS IRMÃS – A peça "Somos Irmãs fala do sucesso de duas adolescentes dos anos 30 e 50 quando foram eleitas Divas do Rádio e a decadência da década de 70/80. O abandono que marcaram as vidas das cantoras do rádio, as irmãs Linda e Dircinha Batista. Montar esse espetáculo é uma forma de deixar viva a memória de duas grandes cantoras da música popular brasileira, para as gerações mais antigas e novas. O espetáculo com um elenco de 12 atores do grupo "Quero que você me veja". Dia 16 de setembro, sábado, às 19h. R$ 20. Areninha Carioca Renato Russo.

 

TRAGA-ME A CABEÇA DE LIMA BARRETO – O espetáculo, interpretado pelo ator Hilton Cobra, com direção de Fernanda Júlia (do NATA - Núcleo Afrobrasileiro de Teatro de Alagoinhas) e dramaturgia de Luiz Marfuz, propõe uma imersão na contribuição da obra do provocativo escritor, celebrando os 135 anos de seu nascimento.

Inspirada livremente na obra de Lima Barreto, especialmente em Diário Íntimo e Cemitério dos vivos, "Traga-me a cabeça de Lima Barreto" reúne trechos de memórias impressas nas obras de Lima Barreto, entrecruzadas com livre imaginação. O texto fictício tem início logo após a morte de Lima Barreto, quando eugenistas exigem a exumação do seu cadáver para uma autópsia a fim de esclarecer "como um cérebro inferior poderia ter produzido tantas obras literárias - romances, crônicas, contos, ensaios e outros alfarrábios - se o privilégio da arte nobre e da boa escrita é das raças superiores?". A partir desse embate com os eugenistas, a peça mostra as várias facetas da personalidade e da genialidade de Lima Barreto, sua vida, família, a loucura, o alcoolismo, sua convivência com a pobreza, sua obra não reconhecida, racismo, suas lembranças e tristezas. Dramaturgia de Luiz Marfuz. Direção de Fernanda Júlia. Com Hilton Cobra. Vozes em off: Lázaro Ramos, Harildo Deda, Frank Menezes, Hebe Alves, Rui Mantur e Stephane Bourgade. Dias 13 de setembro (15h), 14 (19h), 20 (10h30) e 21 às (19h). R$ 20. Teatro Municipal Carlos Gomes. Classificação: 14 anos.

 

 

 

TEATRO INFANTIL

 

 

AMOROSA, UMA PEQUENA CIDADE – Amorosa é uma cidade diferente de todas as outras, é habitada por personagens extraordinários. Até esmo a mula-sem-cabeça e o lobisomem já foram moradores da cidade. Mas atualmente sua população está assustada. Uma nova assombração, nunca vista antes, tem visitado a cidade toda noite de lua cheia. Texto e direção de Fátima Café. Com Ricardo Romão e Telcy Ruas. De 3 a 24 de setembro. Domingos, às 11h. R$ 30. Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas. Classificação: livre.

 

CASA CARAMUJO – Com direção e texto de Gustavo Paso, criado a partir de uma fábula escocesa do século XI, a peça trata sobre o ciclo da vida, que passa pelo nascimento, criação, desenvolvimento e seu fim. O espetáculo recebeu indicações em sete categorias no Prêmio Zilka Salaberry - melhor espetáculo, direção, cenário, figurino, iluminação, música e ator. Na história, ao perceber que poderá perder sua mãe doente, um menino enfrenta a "morte" e consegue aprisioná-la dentro de uma casa de caramujo, que havia sido deixada pelo seu dono (Caramujo) para se banhar. Quando retorna para casa, encontra sua mãe com uma saúde de ferro. Mas, aos poucos, eles e todos os moradores do lugar começam a se deparar com um fato: ninguém consegue mais colher frutos, legumes, verduras e pescar. Aprisionada, a morte deixa de agir e ninguém mais consegue se alimentar, quebrando, assim, o ciclo da vida. O menino então precisa mergulhar no fundo das águas e, com ajuda do Caramujo, resgatar a sua casa e a dona morte. Em agradecimento ao seu ato de coragem, ela informa que deixará a mãe ficar com ele por alguns bons anos. De 16 de setembro a 1º de outubro. Sábados e domingos, às 16h. No dia 30 de setembro heverá sessão especial com acessibilidade com legendagem e audiodescrição. R$ 30. Imperator – Centro Cultural João Nogueira. Classificação: livre.

 

DOMINGO DAS CRIANÇAS – Domingos, às 16h. R$ 20. Com Parampampam em Olha Que Eu Viro Bicho, dia 3; Companhia Mimos Brasil em Histórias pra Boi Dormir, dia 10; Rosângela de Carvalho apresenta O Que Estou Fazendo Nessa História Outra Vez?, dia 17; e Ivone e Chay Torres em Catucando Histórias pra Cantar, dia 24. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831). Classificação: livre.

 

SAKURÁ – O projeto Sakurá é o resultado de uma pesquisa iniciada pela Cia Crias da Casa no ano de 2010, dando continuidade aos trabalhos do grupo no que diz respeito à criação e ao desenvolvimento de espetáculos teatrais com possibilidades múltiplas de linguagens. A intenção é despertar especial interesse entre crianças e jovens de todas as idades; sem perder o viés lúdico, educativo e informativo, como felizmente ocorrido em "Três Marias", último espetáculo da Cia que alcançou grande sucesso de crítica e público. Nesta nova empreitada, a Cia explora as nuances e os mistérios do Japão. A proposta é traçar um paralelo entre os aspectos mais tradicionais, primitivos e milenares da cultura do país, os seus contrapontos atuais e a relação com a nossa cultura. Para a construção das cenas e dos elementos teatrais, foram investigados e experimentados recursos estéticos, musicais e corporais adequados à proposta de encenação. Texto e direção de Gabriel Naegele. De 9 de setembro a 1˚ de outubro. Sábados e domingos, às 16h. R$ 30. Ensaio aberto com preço promocional (dia 3 de setembro, domingo) R$ 10. Com intérprete de Libras, dias 23 e 24 de setembro. Teatro Municipal Ziembinski. Classificação: livre.

 

 

MÚSICA

 

AS GRAVIDADES, COM MARCELO FEDRÁ – Em seu mais novo projeto autoral, Fedrá expõe a relação do indivíduo com seus principais pólos atrativos; o tempo, a sociedade, a comunicação, o amor, a espiritualidade, a dúvida e a terra. A ideia desse processo criativo foi criar um eixo central capaz de alimentar todo repertório. As melodias, baseadas em repetições, sugerem uma imersão mais intuitiva no conteúdo musical, enquanto as letras abordam temas existenciais e vitais, revelando as inclinações do homem, imantados por suas distintas gravidades. Sob a formação voz, violão, guitarra, baixo e bateria, são apresentadas 13 canções em pouco mais de uma hora show. Direção musical de Marcelo Fedrá (voz e violão), Felipe Moura (bateria), Pablo Arruda (baixo) e Elísio Freitas (guitarra). Dia 28 de setembro, quinta-feira, às 20h. R$ 40. Teatro Municipal Café Pequeno. Classificação: 14 anos.

 

ALICE PASSOS, BRENO RUIZ E MIGUEL RABELLO – LANÇAMENTO DOS DISCOS VOZ E VIOLÕES E CANTILENAS BRASILEIRAS – Show com Alice Passos (voz), Breno Ruiz (voz e piano) e Miguel Rabello (violão). Alice Passos lançou recentemente seu disco "Voz e Violões" e Breno Ruiz (SP) lançou o seu "Cantilenas Brasileiras". No show, apresentam canções dos discos e músicas do Miguel em parceria com Paulo Cesar Pinheiro, Roberto Didio, entre outros. Dia 16 de setembro, sábado, às 19h30. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831).

 

BANDA INSPIRAÇÃO URBANA – Em comemoração ao aniversário da Ilha do Governador e da Areninha Carioca Renato Russo o palco da Areninha recebe de presente um tributo a Legião Urbana, que contava com o grande Renato Russo como vocalista, para animar o público insulano. Dia 15 de setembro, às 20h. R$ 10. Areninha Carioca Renato Russo. Classificação: livre.

 

CLÁSSICOS DOMINGOS – Com o Duo Balloussier Soares com Tomaz Soares (violino) e Katia Balloussier (piano), dia 17; e Ferr – Piano Solo, dia 24. Sempre aos domingos, às 11h. R$ 20. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831).

 

CICLO INTERNACIONAL DE COMPOSITORAS (SONORA) – Com Giovanna Tardelli Trio – O instrumental brasileiro e Deborah Levy Trio – Apimentada, dia 7; Ivy Morais – Na Ponta do Remo e Cláudia Castelo Branco – Você na Nuvem, dia 14; Natália Carrera e Andrea Dutra, dia 21; e Beliza Luar – Sentimento Boreal e Ilessi – Dama de espadas, dia 28. Sempre as quintas-feiras, às 19h30. R$ 20. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831).

 

CORO DA ACC CANTA "O TROVADOR" DE GIUSEPPE VERDI – O Coro Sinfônico e o Núcleo de Ópera da Associação de Canto Coral apresentam trechos da Ópera de Giuseppe Verdi. Sobre a ópera: O Trovador, ópera em quatro atos de Giuseppe Verdi, baseada no drama homônimo de Antonio García Gutiérrez, compõe com Rigoletto e La Traviata a chamada "trilogia verdiana", formada pelas óperas mais populares do compositor, escritas em sequência. Estreou no Teatro Apollo, em Roma, em janeiro de 1853. Com os solistas: LEONORA – Eliane Lavigne, soprano; MANRICO - Ivan Jorgensen, tenor; AZUCENA – Hilma Ribeiro, mezzo-soprano; CONTE DI LUNA – Ciro D'Araújo, barítono; FERRANDO - Pedro Ismael Olivero, baixo; INES – Fernanda Cappelli, soprano; e RUIZ – Gabriel Senra, tenor. Dia 28 de setembro, quinta-feira, às 19h. R$ 30. Imperator – Centro Cultural João Nogueira.

 

EDUARDO CANTO EM HERIVELTO MARTINS – SINFONIA DE PARDAIS – Conhecido como o rei do samba canção, Herivelto Martins foi um dos grandes nomes da nossa música popular, compositor de clássicos do samba eternizados nas vozes de estrelas como Dalva de Oliveira, Francisco Alves, Araci de Almeida, Sílvio Caldas, Carmen Miranda, Cyro Monteiro e Nelson Gonçalves. Muitos de seus sucessos foram gravados pelo Trio de Ouro, grupo criado por ele mesmo e do qual fez parte em todas as suas formações. Dia 20 de setembro, quarta-feira, às 19h30. R$ 20. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831).

 

EU NÃO POSSO LEMBRAR QUE TE AMEI – DALVA & HERIVELTO – Eu não posso lembrar que te amei – Dalva & Herivelto é um musical com Sylvia Massari e Tadeu Aguiar e texto de Artur Xexéo, sob direção de Tadeu Aguiar. A montagem é uma celebração ao centenário de Dalva de Oliveira. O espetáculo usa o repertório de Dalva e Herivelto Martins para narrar a trajetória dos dois, do tempo do Trio de Ouro, nas décadas de 1930 e 40, quando eram casados, ao famoso duelo musical, no começo dos anos 1950, que marcou a carreira do casal, depois que ele se desfez. Sylvia e Tadeu contam e cantam essa história cheia de paixão, ilustrada com alguns dos maiores sucessos da música brasileira – "Ave Maria do Morro", "Tudo acabado", "Errei, sim", "Caminhemos", "Bandeira Branca", totalizando 24 canções, acompanhados por banda. Na primeira parte da peça, a do encontro dos dois, o repertório é o de sucessos do Trio de Ouro, grupo vocal que Dalva e Herivelto formaram com Nilo Chagas: "Praça Onze", "Ave Maria do Morro", "Segredo" e outros. Na segunda parte, a da separação, a seleção é quase toda formada pela famosa polêmica travada pelos dois: "Tudo Acabado", "Que Será", "Errei Sim" e outras. De 14 a 17 de setembro. Quinta e sexta-feira, às 20h. Sábado e domingo, às 19h. R$ 60. Imperator – Centro Cultural João Nogueira. Clasificação: 10 anos.

 

JAZZ PRAS SETE RECEBE VITOR KARYELLO 4TETO – Show com o guitarrista que teve a oportunidade de conviver e aprender com os mestres Marcelo Nami, Isidoro Kutno e Marcos Amorim. Participou de workshops de Djalma Lima, Nelson Faria, Thiago Espírito Santo, Ney Conceição, Kiko Freitas. Acompanhou diversos artistas de vários estilos musicais, dentre os quais estão Danni Carlos, Letícia Belúcio, Natália Nami, Eliton Lopes, Alê Morbeck, Helbert Santos, Magro (MPB4), Abaré Duo e as bandas Charada, Sr. Mandrake, Sempre Alerta, entre outras. Atualmente, além de sideman, tem sua carreira solo focada na música instrumental brasileira e no jazz e é professor da Sonatta Escola de Música em Volta Redonda /RJ e da Starling Academy of Music na Barra da Tijuca/RJ. Dia 19 de setembro, terça-feira, às 18h50. Imperator – Centro Cultural João Nogueira.

 

LEROS, LEROS E BOLEROS – Seresta para todas as idades, coordenado por Deise Vieira e Dilma Gomes. Terças-feiras, às 15h. Centro Cultural Municipal Dyla Sylvia de Sá. (Tel.: 3833-4769).

 

MARCELLO FURTADO EM SE MEUS RETALHOS FOSSEM DE CETIM – Admirador de Benito de Paula, o cantor e compositor Marcello Furtado prestará uma homenagem com um espetáculo exclusivamente costurado por algumas de suas canções mais emblemáticas. Músicas que falam de amor, do universo feminino, de vida, arte, e com hits que marcaram a carreira deste artista brilhante e atemporal. Baseado no título de um dos seus maiores sucessos, "Se meus Retalhos fossem de cetim" relembrará momentos de uma carreira construída com melodias, letras e harmonias apropriadas para uma época em que tais ingredientes eram fundamentais na conquista de um público acostumado à músicas de qualidade e com o melhor da MPB. Dia 15 de setembro, sexta-feira, às 19h30. R$ 20. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831).

 

MUSICANDO – RAFAEL LIMA – Musicando é um grupo musical voltado para um público infantil. Tanto o repertório quanto o texto do show, foram pensados de maneira a retratar o universo infantil e fazer com que as crianças que hoje em dia se encontram muito ligadas a formas de eletrônicas de diversão possam voltar se divertir com o mundo que os cerca utilizando a sua imaginação. Com Monalise (voz), Rafael lima (voz), Lucas Linder (violão) e Tom Andrade (percussão). Dia 16 de setembro, sábado, às 11h. R$ 30. Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas. Classificação: livre.

 

*MEB – BOCA DO MUNDO – O show Boca do Mundo apresenta o CD homônimo do MEB. O repertório, todo ele original, traz composições com poetas como Fernando Pessoa, Rainer Maria Rilke, Paulo Leminski, Eugénio de Andrade, Orides Fontela, Emily Dickinson e Juan Ramón Jiménez, em um disco que tem sambajazz, bossapop, sambarock e outros bate papos. Na roda, todos conversam. Com Ticiana Passos, Eduardo Lyra, Flávio Luiz, Rafael Papel e Zé Luiz Rinaldi e Fernando Mello da Costa. Dia 17 de setembro, domingo, às 17h. Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas. Classificação: livre.

 

O SONORA – Ciclo Internacional de Compositoras nasceu em 2016, chegando em vinte uma cidades em seis países: Brasil, Portugal, Irlanda, Espanha, Argentina e Uruguai. Teve origem no Brasil e é organizado de forma colaborativa por autoras/produtoras em diversas cidades do mundo. É um festival que surgiu a fim de dar visibilidade e legitimar a presença da mulher compositora no cenário musical, estimulando o seu fortalecimento no âmbito individual por meio da coletividade. O processo de gestão e produção do festival é todo executado por mulheres (cis e transgênero), de forma colaborativa, a partir da construção de uma rede de compositoras-produtoras. A rede SONORA é formada por núcleos locais de produção, responsáveis pela coordenação geral em cada cidade onde ocorrerá o evento. Dia 16 de setembro. Abertura: Gisele De Santi. Principal: Cláudia Nishiwaki Dantas – CARCAJU.

Dia 23 de setembro. Abertura: Amora Pêra. Dia 30 de setembro. Abertura: Iara Ferreira, Luana Dias, Luiza Sales e Milena Tiburcio. Principal: Ignez Perdigão e Mariana Bernardes - Oito Kafos. R$ 20. Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas.

 

*ORQUESTRA DE SOPROS PRO ARTE-FLAUTISTAS DA PRO ARTE – Orquestra de Sopros Pro Arte – Serão executados arranjos originais para a formação da Orquestra. São 30 integrantes tocando flautas transversas, clarinetes, saxofones, trompetes, trombones, canto e a base harmônica. Flautistas da Pro Arte – Flautistas da Marambabia, com 28 integrantes. Crianças e adolescentes tocando, cantando e dançando a músicas desses dois mestres da MPB. Tom e Vinícius. Homenagem aos 90 anos de Tom Jobim. Espetáculo Cavalo Marinho – Homenagem à Vinicius de Moraes. Direção de Claudia Ernest Dias, Raimundo Nicioli Queiroz e Lourenço Vasconcelos. Dias 3 e 24 de setembro, domingos, às 17h. Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas. Classificação: livre.

 

PAULO BI EM EU SOU TREZENTOS – Acompanhado de seu violão midi, do pedal loopstation e utilizando na voz o processador vocal VE 20, Paulo Bi lança mão de recursos eletrônicos para criar uma atmosfera sonora envolvente, oferecendo ao público alguns dos belos poemas de Mário de Andrade, transformados em canção. Paulo Bi (voz, violão), Henrique Graça (piano) e Leo Cortez (bateria). Dia 22 de setembro, sexta-feira, às 19h30. R$ 20. Centro da Música Carioca Artur da Távola (Tel.: 3238-3831).

 

*PROJETO DIAMANTES DO SAMBA – O grupo Os Diamantes do Samba homenageia os grandes compositores e sambistas, valorizando um dos maiores patrimônios culturais brasileiros. Dia 16 de setembro, sábado, das 15h às 22h. Centro Cultural Municipal Dyla Sylvia de Sá. (Tel.: 3833-4769).

 

QUINTAS ACÚSTICAS APRESENTA FÁBIO NEVES TRIO – O show "Beira Rio - Viola Brasileira", do violeiro Fábio Neves, apresentará ao público um repertório musical que vai de Luiz Gonzaga a Heitor Villa Lobos, passando por nomes como Almir Sater e Roberto Velas, entre outros. O repertório inclui obras compostas para a viola, que abrangem linguagens de diferentes localidades do Brasil. O show já passou por teatros no país e no exterior. Além da atividade musical que exerce, Fábio Neves é sócio diretor de uma empresa que realiza projetos no Estado do Rio de Janeiro e intercâmbios internacionais com foco integral na música brasileira. Atualmente, o violeiro finaliza um CD no qual estão as músicas apresentadas no show. Dia 14 de setembro, quinta-feira, das 18h30 às 19h30. R$ 20. Memorial Municipal Getúlio Vargas (Tel.: 2237-5234). Classificação: livre.

 

QUINTAS ACÚSTICAS APRESENTA GLAUCUS LINX E ALABÊ – No projeto das Quintas Acústicas o saxofonista Glaucus Linx se apresentará junto do grupo de percussão Alabê que também realiza um trabalho inspirado na sonoridade de alguns rituais religiosos africanos. Dia 21 de setembro, das 18h30 às 20h. R$ 20. Memorial Municipal Getúlio Vargas (Tel.: 2237-5234). Classificação: livre.

 

*RODA DE SAMBA DA CABAÇA – Localizado na Praça Onze, reduto do samba carioca, o Centro de Artes Calouste Gulbenkian recebe, nesta sexta (15), o melhor do samba de raiz, no projeto Roda de Samba da Cabaça, com Gracy Mary (neta de Tia Ciata), Lizza Dias, Maytê Corrêa, Walber Júnior e Paulo Marins. Participações de Anderson Vaz e Mussa, e o intérprete Nego. No repertório, o melhor do samba de raiz e do partido alto, com sucessos de nomes como Almir Guineto, Bucy Moreira, Cartola, samba autoral, entre outros. Livre. Das 17h30 às 22h. Centro Municipal de Artes Calouste Gulbenkian. Grátis.

 

SHOW EDUARDO CARNEIRO – A FLOR E A FACA: UMA PSICOGRAFIA POÉTICA – Inspirado na obra de duas grandes artistas, a poeta portuguesa Florbela Espanca e a cantora/compositora carioca Fátima Guedes, Eduardo carneiro concebe o recital A Flor e A Faca – Uma psicografia poética. Sentimentos e conceitos presentes no processo criativo das duas artistas são a inspiração para a concepção dramatúrgica do espetáculo. Música, teatro e poesia são elementos utilizados para criar um ambiente boêmio que relembra os antigos cabarés do início do século XX. O artista promoverá a fusão simbólica dessas duas almas femininas interpretando suas poesias e canções acompanhado pelo piano do músico Dan Mendes. Dia 16 de setembro, das 17h às 18h30. R$ 20. Memorial Municipal Getúlio Vargas (Tel.: 2237-5234). Classificação: 16 anos.

SHOW GLAUCUS LINX – Ao longo de sua já extensa carreira, Glaucus Linx trabalhou como arranjador ou instrumentista com Elza Soares, Sandra de Sá, Lobão, Nelson Sargento, Zezé Mota, Ritchie, Cazuza, D. Ivone Lara, Carlinhos Brown, Banda Black Rio, entre outros. No final dos anos 80 mudou-se para a França onde aprofundou sua pesquisa musical trabalhando com várias bandas africanas, inglesas e americanas. Foi saxofonista e arranjador de sopros da super estrela africana Salif Keita por 5 anos, acompanhando-o em várias turnês mundiais. Tocou com Isaac Hayes (SHAFT), ícone da música negra americana, Eddie Louiss, organista de jazz francês, SOUL II SOUL (Londres), participando de Festivais de Jazz como Montreux, Cascais, Skopje (Macedônia), Jazz à Nantes, Nice e o brasileiro Freejazz, dentre outros. Com Salif Keita, Glaucus Linx entrou de vez para o universo da música africana, tocando, a partir daí, com Mangala (Mali), Kiala & Ghetto Blasters (Nigéria-Afro-Beat), Jules N'Diaye (Senegal) viajando pela África e percorrendo mais de 14 países deste continente. Dia 17 de setembro, das 17h às 18h30. R$ 20. Classificação: livre.

 

 

 

EXPOSIÇÃO

 

 

*ATO FALHO – Os artistas Mariana L. Rodriguez, Tiago Segundo, Christine Alves e Isabela Spindola, formam o Coletivo que nasceu na Escola de Belas artes EBA / UFRJ no ano de 2013. A exposição Ato Falho tem predominantemente em suas obras discutir e questionar os expectadores, logo são sempre reflexões. Trabalhando com plataformas diversas, a principal problematização dos trabalhos está na ironia da arte contemporânea e suas diversas faces. De segunda a sábado, das 10h às 21h, até 16 de setembro. Centro Municipal de Cultura e Cidadania Calouste Gulbenkian. Classificação: livre.

 

*BERNARDO BELFORT - O SORRISO DA NATUREZA – A exposição do artista franco-brasileiro Bernardo Belfort é composta por pinturas e desenhos divididas em cinco sessões: oceano, sol e vento; noite, céu e estrelas; lua, madrugada e sonhos; amanhecer, luz e arco-íris; cântico, despertar e rostos. O trabalho é uma viagem interior como prolongamento de uma viagem no mundo, do tempo de navegação que fez pelo Atlântico e pelas costas europeia, africana, brasileira e caribenha. As obras desta série refletem força e coragem, sob a energia do sol, na superação das vicissitudes representadas pelos ventos, tempestades e turbulências do mar revolto para depois contemplar céu e sentir o brilho das estrelas. De 7 de setembro a 1º de outubro, de terça a domingo, das 10h às 17h. Memorial Municipal Getúlio Vargas (Tel.: 2237-5234).

 

*CARLOS SCLIAR – DESENHOS DE GUERRA – Mostra de desenhos de Carlos Scliar sobre sua participação na Segunda Guerra Mundial, através da Força Expedicionária Brasileira. De terça-feira a domingo, das 10h às 17h. Memorial Municipal Getúlio Vargas (Tel.: 2237-5234). Classificação: livre.

 

COSMOS: O UNIVERSO TAMBÉM PODE SER POÉTICO – Primeira experiência da Exposição Principal do Museu do Amanhã, o Portal Cósmico traduz essa grandiosidade do Universo. Com direção-geral de Fernando Meirelles, um filme com oito minutos introduz os visitantes às ciências cósmicas, por meio de uma projeção em 360 graus, dentro de uma enorme estrutura oval. A partir do momento em que percebemos que somos um ponto muito pequeno na história da vida no planeta Terra, podemos tomar a decisão equivocada de achar que as nossas ações não influenciam em nada. Mas não é bem assim. Alexandre Cherman lembra que nossas ações são relevantes para nossa vida e para o nosso futuro imediato. A humanidade não deve pensar em salvar o planeta, e sim, garantir a sua perpetuação. De terça a domingo, das 10h às 18h. Museu do Amanhã.

 

*DOMÍNIO LACUNAR – Exposição de Helena Trindade, com curadoria de Glória Ferreira. Helena desenvolveu seu projeto site specific a partir da apropriação dos arquivos do CMAHO. As próprias cópias dos documentos foram transformadas em pequenas caixas, em elementos construtivos das instalações que remetem à condição lacunar de qualquer arquivo. Coluna AHO e Bólide AHO são trabalhos que homenageiam Hélio Oiticica que completaria 80 anos em 2017. Segunda, quarta e sexta, das 12h às 20h, e terça, quinta, sábados e feriados, das 10h às 18h, até 30 de setembro. Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica (Tel.: 2242-1012).

 

*HABITÁVEIS – O artista cria um universo imaginário em "Habitáveis"; Exposição individual que acontece no Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica – Rio de Janeiro. Para mostra, o artista apresenta esculturas, fotografias e instalações sonoras de espaços habitáveis imaginários além de uma performance sonora no dia da abertura "Habitáveis" busca investigar os meandros entre nosso microcosmos terreno e o macrocosmos utópico para compreensão dos desígnios que regem nossa existência. Tal qual um astronauta transversal ornado com as vestes das linguagens multipartidas, adentrou no quintal de sua casa no bucólico bairro de Santa Teresa, Rio de Janeiro e fez uma viagem insólita. Nesse percurso, movido pelo encantamento de seu novo habitat; Pomar, horta, abelhas, codornas e galinhas, comprovara sua tese em que seu microcosmos terrestre ali elaborado, se equiparava em todas as proporções, humanas e divinas ao seu macrocosmos utópico. Em "Habitáveis", esculturas sonoras convidam o público a orbitar por um universo cheio de entranhas multidisciplinares e sensoriais provocando o espectador a ir além das suas capacidades auditivas e visuais. Segunda, quarta e sexta, das 12h às 20h, e terça, quinta, sábados e feriados, das 10h às 18h, até 30 setembro. Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica (Tel.: 2242-1012).

 

 

*GETÚLIO VARGAS – Getúlio Vargas passou 31 anos dos 45 de sua vida pública no Rio de Janeiro, então capital da república. Como presidente, foram 19 anos. Nesse longo período, estabeleceu-se intensa relação de amor e rejeição entre ele e os habitantes da cidade. Esta exposição mostra alguns aspectos marcantes dessa história, homenageando, ao mesmo tempo, Getúlio Vargas e o Rio de Janeiro. Curadoria de José Murilo de Carvalho. De terça-feira a domingo, de 10h às 17h. Memorial Municipal Getúlio Vargas (Tel.: 2237-5234). Classificação: livre.

 

*#GRAFFITI LÁNALAJE – O Terraço Alto Méier, no Imperator, tem a vocação de ser um espaço onde o urbano, o cosmopolita e a liberdade são marcas fortes. E seguindo a trilha da arte urbana, o graffiti, manifestação cada vez mais cultuada mundo afora e propagada pelas ruas, passou a ter o terraço do centro cultural como sua segunda casa. Periodicamente, convidaremos um novo artista do graffiti para ilustrar o espaço, reforçando e valorizando esta forma de arte no Imperator. Segundas a sextas, das 13h às 22h, e sábados e domingos, das 10h às 22h. Imperator - Centro Cultural João Nogueira. (Tel.: 2597-3897). Classificação: livre.

 

"MEU MUNDO TEU" - ALEXANDRE SEQUEIRA – A fotografia na obra de Sequeira é uma potente ferramenta de desvendamento e aproximação do Outro. Em "Meu Mundo Teu" o artista promoveu o conhecimento de dois adolescentes por meio de cartas e fotografias nas quais ambos descrevem em detalhes seus universos simbólicos pessoais. Sequeira atua como um mediador que com extrema sensibilidade leva cada um dos adolescentes, e ele próprio, a mergulhar numa jornada de autoconhecimento por um jogo de contrastes entre culturas e realidades diferentes. Por meio de processo fotográfico artesanal materializa-se a metáfora do encontro de dois seres, dois mundos, potencializando a afetividade e a riqueza que a amizade propicia. De terça-feira a domingo, das 10h às 17h, até 16 de julho. R$ 20 (terças-feiras com entrada gratuita). Bilhete Único dos Museus (MAR + Museu do Amanhã) R$ 32. Museu de Arte do Rio – MAR (Tel.: 3031-2741).

 

*MULTILINGUAGENS DISCO É CULTURA – A exposição coletiva Disco é Cultura: o disco de vinil na arte contemporânea brasileira, com curadoria de Chico Dub (do Festival Novas Frequências), analisa a influência do disco de vinil na produção de arte contemporânea nacional. Quando se trata da relação entre arte e música, o primeiro objeto a ser analisado são as capas dos discos, isto é, sua parte meramente visual. A exposição proposta vai muito além das capas (ou da superfície), mostrando toda uma ampla gama de usos do objeto enquanto material estético de intervenção sonora, física, conceitual, ritualística e poética. Estão reunidos nos três andares do Castelinho do Flamengo, 30 obras de 20 artistas contemporâneos das artes visuais e sonoras, dentre eles, Cildo Meireles, Antonio Dias, Waltercio Caldas, Chelpa Ferro, Brígida Baltar e Chiara Banfi. São esculturas, fotografias, obras interativas, instalações, telas, performances sonoras e "discos de artista" (trabalhos onde o disco é a própria obra de arte) que vão além do uso funcional projetado para o objeto. De 1º a 24 de setembro, de terça a domingo, das 10h às 18h. Centro Cultural Municipal Oduvaldo Vianna Filho – Castelinho do Flamengo.

 

*NARRATIVAS GRÁFICAS – Latente desejo pelo rompimento da supercie da cápsula de vitalidade oculta, dormente.A expansão se converte em broto no espaço germinando um riscado além do plano, e a criação enclausurada encontra luz e deposita cor sobre o vazio, dando vida ao traçado que estabelece raiz e expande o caule. O desenho é desenvolto, destemido, libertário. Da tentava ao acerto. É batata! Os lúdicos movos carimbados sobre o papel na infância precederam as sofiscadas e variadas técnicas de gravura deste colevo. As diferenças visuais são postas em harmonia quando misturadas, a unidade do conjunto se dá justamente pela colevidade e sugere um sabor: um purê temperado pela unicidade de cada elemento constuinte desta mostra. Batata. Alimento popular de inúmeras possibilidades gastronômicas reúne nesta exposição os arstas, Gian Shimada, João Moura, Manu Alves, Marcelo Oliveira, Mayer, Natali Tubenchlak e Thiago Modesto. De 14 a 30 de setembro. De terça-feira a domingo, das 12h às 20h. Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo.

 

*NÓ NA MADEIRA – Exposição permanente de fotos, discografia interativa em TV e objetos pessoais sobre João Nogueira, que homenageia a vida e obra desse grande artista. A exposição pode ser vista de segunda a sexta-feira, das 13h às 22h, e de sábado a domingo, das 10h às 22h, no térreo do Centro Cultural. Imperator – Centro Cultural João Nogueira (Tel.: 2597-3897). Classificação: livre.

 

*NO TRAÇO - UM CÉU DE ESTRELAS NA BRISA DO MAR – Mostra do artista Caio Lima que apresenta caricaturas e desenhos de personalidades e pessoas comuns que fazem ou fizeram parte do cotidiano e da história da Ilha do Governador. Areninha Carioca Renato Russo. Classificação: livre.

 

*OS MÚLTIPLOS OLHARES DE AUGUSTO MALTA SOBRE O RIO – O Museu Histórico da Cidade vai receber a desta terça (19) a exposição "Os Múltiplos Olhares de Augusto Malta sobre o Rio". Entre as 48 imagens originais do fotografo, será apresentada ao público uma raridade: uma fotografia inédita que pertencia ao álbum de família de um ex-morador da Gávea, que cedeu a imagem ao Museu. A mostra divide-se em dois temas: um sobre o espaço físico da cidade, vistas e paisagens, e o outro que mostra as solenidades, o cotidiano e os costumes do carioca. A exposição é uma oportunidade de conhecer fotografias originais de Augusto Malta que compõem o acervo do Museu. A programação faz parte da 11ª Primavera dos Museus, promovida pelo Ibram, que acontece entre 18 e 24 de setembro em mais de 900 museus de todo o país. Livre. De terça a domingo, de 10h às 17h, até 20 de fevereiro de 2018. Museu Histórico da Cidade do Rio de Janeiro, Estrada de Santa Marina, s/n – Parque da Cidade, Gávea. Grátis.

 

*PROJETO PASSAGEM – ANTONIO BOSKET – Primeira edição do Projeto Passagem com curadoria de Gabriela Dottori que inaugura com exposição do artista Antônio Bokel. A proposta se constitui na consolidação de uma ocupação ética e estética da Galeria Túnel com intuito de fazer fruir o espaço através de exposições mensais buscando a atualização do mesmo. A proposição estética do Projeto Passagem toma como partida a polivalência das relações plásticas que podem ser estabelecidas pelos artistas junto à atmosfera do local do Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas. De 17 de setembro a 15 de outubro. De terça a domingo, 10h às 18h. Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas. Classificação: livre.

 

*RENATA A – "Nas minhas esculturas em ferro ou outros materiais tento provocar o estado da matéria e suas contribuições às revoluções químicas – por vezes técnicas experimentais e pistemológicas. Sem hesitar costumo utilizar elementos incomuns, como por exemplo, o café, que assim acrescenta uma outra dimensão sensorial", explica. É o caso da obra "Mundos Entrelaçados". Há um diálogo entre a matéria e a pintura, como também a luz. O uso de leds nas obras traz a ideia dos planetas e do cosmos. Artista: Renata Adler. De 2 a 24 de setembro. De terça a domingo, das 10h às 18h. Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas. Classificação: livre.

 

SOMOS UM ECOSSISTEMA – A complexidade do DNA, a exuberância da Mata Atlântica e os ecossistemas microbianos que cada um de nós carrega estão presentes no segundo momento da segunda parte da Exposição Principal do Museu do Amanhã: o Cubo da Vida. Como em todos os três momentos da seção "Terra", o cubo da Vida mostra em seu exterior o que é comum, e no seu interior o que é diverso. Nesse caso, o DNA, conhecido como a "molécula da vida", está recobrindo todo o cubo por ser o material genético que contém a informação para o desenvolvimento e o funcionamento de todos os seres vivos. O cubo logo chama a atenção por trazer seis sequências genéticas em sua face externa, numa profusão de letrinhas (A, T, C, G) que representam as bases nitrogenadas que formam o DNA. De terça a domingo, das 10h às 18h. Museu do Amanhã.

 

*ZIEMBINSKI SOB A LUZ – Exposição permanente (Varal do Zimba) no hall do teatro com fotos, textos e artigos relevantes sobre o grande artista Ziembinski, seu trabalho e vida. A residência artística Ziembinski (Com)Vida criou essa exposição como forma de homenagear esse trabalhador das artes que tanto contribuiu para a cultura nacional, além de difundir sua história junto ao público mais jovem. Direção de Monique Carvalho. Direção de produção de Robson Sanchez. Pesquisa de Gabriel Garcia. Programação Visual: Epifania 03 - Thiago Ristow. De terça-feira a domingo, das 14h às 22h. Teatro Municipal Ziembinski. Classificação: livre.

 

 

 

DANÇA

 

 

COMO MANTER-SE VIVO? – O espetáculo "Como manter-se vivo?" investiga a urgência de permanecer em movimento como um procedimento de sobrevivência. Um questionamento de como nos relacionamos com a imaterialidade das relações propostas pelos dispositivos e a certeza da nossa impermanência. Como continuar em movimento? Como resistir ao desequilíbrio e a instabilidade da existência? Como persistir no tempo? Uma prática circular que por não desistir sucumbe a falha eterna e inerente da matéria. Direção de Flávia Pinheiro (Recife). Dias 16 e 17 de setembro. Sábado, às 20h e domingo, às 18h. R$ 10. Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro. Classificação: livre.

 

DIAFRAGMA: DISPOSITIVO VERSÃO BETA – Diafragma é um manifesto construído em relação aos dispositivos low tech e às tecnologias obsoletas. Pesquisa o diafragma como parte de um dispositivo motor. Está organizado como uma grande máquina que atua no tempo de forma nômade buscando (des)territorializar-se. O movimento quando funciona já não serve mais. Um elogio a gambiarra e a precariedade.

O principal interesse deste trabalho é chamar a atenção para os mecanismos coletivos de inibição. Estes mecanismos podem ser sutis e funcionam como micromecanismos. Pensamos nas máquinas de guerras como exteriores ao aparelho de Estado. Sugerimos as máquinas abstratas por suas heterogeneidade e reciprocidade. As máquinas abstratas atuam nos agenciamentos concretos, trabalham com a descodificação e a desterritorialização. Como constituem devires são sempre singulares e imanente. O diafragma é a metáfora escolhida para tratar destas máquinas, como dispositivos, como possibilidades e rizomas. Direção de Flavia Pinheiro (Recife). Dias 14 e 15 de setembro, às 20h. R$ 10. Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro. Classificação: 16 anos.

 

ENSAIOS ABERTOS – Os artistas, grupos e companhias que desenvolvem residência artística no Centro Coreográfico convidam estudantes da educação básica, técnica e universitária para compartilharem seus ensaios, processos artísticos e pesquisas coreográficas. As atrações são: Vejo a Vida Cor de Rosa | Cia Livre Acesso, dia 15, às 15h; Somos todos mulheres | Cia Livre Acesso, dia 15, às 15h; Boca de ferro | improvável produções, dia 16, às 14h; Doce Rio Doce | Giro Ballet, dia 19, às 15h; Dançar (não) é preciso | Esther Weitzman Cia de Dança, dia 20, às 15h; 5 passos pra não cair no abismo | Companhia Urbana de Dança, dia 28, às 16h30. Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro.

 

KATECÔ DANÇAS NEGRAS – O espetáculo, idealizado e produzido pelo Coletivo MUANES Dançateatro, sob a direção de Denise Zenicola, interpela o tempo, um mergulho poético em nossas memórias e lugares no mundo. Alinhavar de tempos e espaços diversos no melhor lugar, onde tudo se pode alcançar: o lugar da Dança Afro Contemporânea Brasileira. Montagem inusitada pela distância de um oceano entre bailarinos e a Diretora, distância atlântica que alavancou o ato criativo de todos nós, pelo ato virtual e campo sensível. Katecô Danças Negras abriga um pulsar de movimento e poética de dança entre tradição e contemporaneidade e deixa um pouco de si em marcas, tanto no corpo de quem dança como no de quem vê. Sextas-feiras, das 18h às 19h. R$ 20. Memorial Municipal Getúlio Vargas (Tel.: 2237-5234). Classificação: livre.

 

*OFICINA AOS SÁBADOS DANÇO – Nesse novo formato, o público em geral terá a oportunidade de realizar, todos os sábados, oficinas gratuitas ministradas pelos artistas residentes do Centro Coreográfico. Os cursos são: Estudo do Gesto para Composição Cênica | Malcolm Matheus e Amanda Corrêa, dias 2 e 9, das 9h30 às 11h; Oficina de Dança Negra Contemporânea | Cia Makala, dias 2 e 9, das 11h às 12h30; Oficina Revivendo Nina | Rita Serpa, dia 6, das 16h às 18h; Oficina de Dança Moderna | Andrea Raw, dia 30, das 11h às 12h30; Oficina Dança Invisível para Corpos Futuros | Flávia Pinheiro, dia 16, das 10h30 às 12h30; Oficina de Dinâmica Muscular | Complemento em Balé Clássico com Giselda Fernandes, dia 30, das 9h30 às 11h; e Oficina Coletivo Urbano: O Corpo e a Liberdade | Companhia Urbana de Dança. Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro.

 

OFICINA COLETIVO URBANO: O CORPO E A LIBERDADE | COMPANHIA URBANA DE DANÇA – A Companhia Urbana de Dança e seus dançarinos que vieram das periferias do Rio de Janeiro e a dança que cresceram e viveram foram as danças sociais e a dança de rua. Dançar o urbano, é isso que eles fazem de melhor. E essa é a ideia das oficinas que serão dadas no Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro. Hip Hop free style / Popping /Locking /Bboying. Metodologia: A rotina da oficina consiste em aquecimento, equilíbrio, percepção do espaço, deslocamentos, consciência corporal, técnicas de dança urbana e contemporânea se misturam a exercícios de resistência, condicionamento e alongamento, exercícios coletivos e em dupla. Criação de novas dinâmicas e sequências coreográficas. Com a Companhia Urbana de Dança. Dia 5 de setembro, terça-feira, das 19h às 21h. Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro. Classificação: livre. Classificação: 12 anos.

 

 

 

CURSOS, DEBATES E OUTROS

 

 

*AULÃO DE DANÇA DE SALÃO – Ministrada por Leila Santos, a Praça de Convivência é tomada por essa atividade lúdica, que é um espaço agradável para aprendizado e prática de ritmos de dança de salão para alunos de todas as idades. Quartas-feiras, das 19h às 21h. Arena Carioca Carlos Roberto de Oliveira – Dicró. (Tel.: 3486-7643). Classificação: livre.

 

AULÃO DE CIRKO – Respeitável público, às terças e quintas-feiras, a Arena Dicró se transforma num picadeiro para o aulão de cirko! Com modalidades de tecido e trapézio, buscando trabalhar eixos corporais, linhas do corpo, força, flexibilidade e dinâmicas de movimento. Com Alexandre Pawlowsky. Terças e quintas-feiras, das 19h às 21h. Arena Carioca Carlos Roberto de Oliveira – Dicró. Classificação: 15 anos.

 

*AULÃO DE CAPOEIRA – As noites de terça-feira da Arena Dicró são animadas pelo aulão de capoeira ministradas pelo Mestre Fatal. Traje: roupas próprias para exercício físico. Terças-feiras, das 19h às 21h. Arena Carioca Carlos Roberto de Oliveira – Dicró. Classificação: livre.

 

*AULÃO DE PASSINHO – Quer entrar na onda do passinho? A Expo Passinho Carioca em parceria com Arena Carioca Dicró oferece um aulão de passinho gratuito e para todas as idades. Sextas-feiras, das 16h às 18h. Arena Carioca Carlos Roberto de Oliveira – Dicró. Classificação: livre.

 

*BRECHOLÂNDIA – Brechós de diversos bairros expõem seus produtos. Além disso muita música e gastronomia. Dia 10 de setembro, às 16h. Areninha Carioca Hermeto Pascoal. Classificação: livre.

 

CRAS GONZAGUINHA – TERCEIRA IDADE – Trabalhos manuais, teatro, música e palestras. Terças, às 14h. Centro Cultural Municipal Dyla Sylvia de Sá. (Tel.: 3833-4769).

 

*DEIXA EU DANÇAR – Dança de salão para iniciantes, bolero, soltinho, samba e forró e consciência corporal. Atividade regular desenvolvida pela casa, com orientação graciosa de Teresa Neiva. Quintas-feiras. das 10h à 12h. Centro Cultural Municipal Oduvaldo Vianna Filho – Castelinho do Flamengo.

 

*DRAMATURGIA E VIVÊNCIAS – Oficina de Teatro. Atividade regular desenvolvida pela casa, com orientação graciosa da atriz Dandara Vital. Quartas-feiras, das 10h às 12h. Centro Cultural Municipal Oduvaldo Vianna Filho – Castelinho do Flamengo.

 

*DISCO É CULTURA – A teoria do uso alternativo do disco de vinil nas artes visuais e sonoras, orientação Chico Dub. Sampleamento radical e confecção de vinis preparados, com orientação de Alexandre Fenerich. Dia 16 de setembro, sábado, das 16h às 18h. Centro Cultural Municipal Oduvaldo Vianna Filho – Castelinho do Flamengo.

 

*ENTROU ÁGUA NO CORDEL – Projeto de arte educação sobre conscientização ambiental que conta com um espetáculo teatral em formato de cordel aberto ao público e oficina de teatro e música para instituições previamente agendadas. Sob a orientação dos arte-educadores, os participantes trabalharão nas dinâmicas temas como: reciclagem, economia de água, prevenção de doenças causadas pelo mosquito Aedes Aegypti e consumo consciente. O projeto oferece transporte gratuito para os participantes das oficinas agendadas, levando-os até o Parque das Ruínas e deixando-os de volta à escola após o término das atividades. Texto de Morena Buzar. Direção musical de Mas Nevez. Com Joana D'Arc, Max Nevez, Lola Zeitune e Priscila Fialho. Terças e quartas-feiras, das 10h às 12h, até 29 de novembro. Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas. Classificação: livre.

 

*EMPODERE-SE 021 – Evento Multicultural focado em sustentabilidade e economia criativa. Reunimos expositores e artistas empreendedores de moda, gastronomia, artes e customizações, africanidades, desapegos e reciclagem, artes visuais, quadrinhos, audiovisual e música, onde procuramos expositores com produtos autorais e metodologia de conscientização do inovador e criativo. Com Gisele Barthar, Joana Cardozo, Bruna Dias, os DJs Julio Rodrigues e Renato José e a Banda Dizaê. Dia 16 de setembro, sábado, das 10h às 18h. Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas. Classificação: livre.

 

FORRÓ LÁNALAJE COM USTRÊS – Show com o Trio Ustrês. No repertório, baiões, frevos, cocos, forrós, xotes, xaxados e maracatus de grandes nomes, como Gonzagão, Dominguinhos, Jackson do Pandeiro, Marinês, Trio Nordestino, Os 3 do Nordeste, Sivuca, Mestre Zinho, Alceu Valença, Geraldo Azevedo, entre outros. Dia 30 de setembro, sábado, às 17h. Imperator – Centro Cultural João Nogueira. Classificação: livre.

 

*MEU VINIL DE CABECEIRA – Palestras e audição de músicas; onde o convidado traz seus vinis que têm conexão com sua vida. Terças-feiras, às 18h. Programação: dia 5, com Sergio Módena – ator e diretor de teatro; dia 12, com Gabriel da Fonseca – gestor e programador cultural do Emporio 37 Ipanema; ida 19, com Luiz Oscar Niemeyer, empresário e pioneiro de megashows de rock no Brasil, fundador da PlanMusic; e dia 26, com Paulo Próspero – médico, filósofo e psicanalista; trabalho de medicina social na Comunidade da Rocinha. Centro Cultural Municipal Oduvaldo Vianna Filho – Castelinho do Flamengo.

 

*NÚCLEO DE CANTO CORAL: CORAL LAURINDA SANTOS LOBO – Criação de um núcleo de canto coral aberto à comunidade no Centro Cultural Laurinda Santos Lobo onde as pessoas possam participar gratuitamente e livremente. O grupo será formado por jovens e adultos. No início se executarão peças simples e conhecidas em uníssono e posteriormente se agrega o canto a duas vozes até se chegar a estrutura de coral a quatro vozes (soprano, contralto, tenor e baixo). O objetivo do grupo é aprimorar a técnica vocal e interpretar repertórios simples, mas que gradualmente possam se tornar cada vez mais complexos e exigentes Sábados, das 18h às 20h. Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo.

 

*OFICINAS NO DYLA – Teatro adulto – sábados, das 11h às 13h30; Baralho Cigano – quartas, das 14h às 16h; Dança Cigana, quartas, das 16h às 18h; Dança de Salão – segundas e quartas, das 9h às 13h; Jongo – segundas, das 14h às 16h; Dança do Ventre – quartas, das 18h às 19h; Forró – das 17h às 18h30; Preparação Vocal – quintas, das 15h às 16h; Canto Coral – quintas, das 16h às 18h; Capoeira – sextas, das 18h às 19h; Violino – sábados, das 10h às 12h; Ioga – quintas, das 17h às 18h; e Sextas, das 9h às 10h; Forró, segunsas, às 17h; e Dança de Salão, terças, às 10h. Centro Cultural Municipal Dyla Sylvia de Sá (Tel.: 3833-4769).

 

*OFICINA DE AZULEJARIA – Se todas as cidades são mosaicos de inter-relações, afetividades, tradições, testemunhos contínuos do esforço de construção e reconstrução, o Rio de Janeiro é um mosaico representativo do Brasil. E, seguramente, uma das regiões mais constitutivas do mosaico cultural carioca é a Zona Portuária, que compreende os bairros da Saúde, Gamboa, Santo Cristo e os morros do Pinto, da Providência, da Conceição e do Livramento. Aulas práticas e teóricas de azulejaria, com um seminário sobre o tema como parte da formação e exposição. Ao final do curso haverá uma Exposição de encerramento, dia 22 de novembro. Orientação Equipe Azulejaria: Laura Taves, Lúcia Rodrigues, Márcia Queiroz e João Rivera. Até 17 de novembro. Haverá duas aulas externas, aos sábados, para visitação guiada da região portuária e do Circuito da Herança Africana. Dias 21 e 28 de setembro, quintas-feiras, 18h30 às 20h. Grupo de alunos: 15 alunos; jovens (a partir de 14 anos), adultos e idosos, moradores do Centro e da Região Portuária da cidade. Centro Municipal de Cultura e Cidadania Calouste Gulbenkian.

 

OFICINAS DO PROJETO ESCOLA DE BAMBA – O projeto Escola de Bamba é uma ação que objetiva trabalhar o núcleo curricular básico a partir dos pressupostos do carnaval carioca, fortalecendo assim a identidade dos alunos da cidade do Rio de Janeiro. Oficina 1: Oficina de Composição musical para professores da Rede Municipal de Ensino, a fim de auxiliar na composição de sambas dos alunos das escolas municipais do RJ ministrada por Lucas Donato compositor vendedor do Império Serrano. Quarta-feira, das 14h às 16h30. Oficina 2: Oficina de Figurino para professores da Rede Municipal de Ensino, a fim de auxiliar o traço de figurinos dos alunos que irão compor a parte plástica do projeto. Segunda-feira, das 9h às 12h. Centro Municipal de Cultura e Cidadania Calouste Gulbenkian.

 

*OFICINA LAURINDA SANTOS LOBO – Oficinas gratuitas de capoeira, terças e quintas, das 19h às 21h; Tai chi, terças e sextas, das 8h30 às 9h30; e Jongo, maculelê e samba, sábados, das 16h às 17h30. Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo.

 

OFICINAS NO CALOUSTE – Cerâmica Artística, com Dony Gonçalves, quintas (9h às 12h; 14h às 17h) e sexta (9h às 12h), R$ 210; Tingimento no Tecido com Artes, com Jana Apolônio, terças (9h às 12h), R$ 120; Bordado em Pedrarias, com Milena Carvalho, segundas (14h às 17h), R$ 120; Corte e Costura, com Milena Carvalho, terças (9h às 12h) e quartas (14h às 17h), R$ 120; Artesanato em madeira e cerâmica/pátina/mosaico, com Ricardo Moreira, quartas (9h às 12h; 14h às 17h), R$ 225; Atelier de Experimentação Escultórica, com Sandro Lucena, segundas (14h às 17h ou 18h às 21h) e quintas (9h às 12h; 14h às 17h ou 18h às 21h), R$ 210; Reaproveitamento Criativo de Materiais, com Jac Carrara, quartas (9h às 12h), R$ 100; Restauro em Obras de Artes, com Darcílio Soares, segundas (14h às 17h ou 18h às 21h), R$ 200; Atelier de Pintura,com Roberto Tavares, segundas (14h às 17h) e quartas (18h às 21h), R$ 250; Entalhe, com Darcílio Soares, terças (14h às 17h ou 18h às 21h), R$ 200; Xilografia, com Bárbara Sotério, terças, (18h às 21h), R$ 160; Teoria Musical, com Adão Rodrigues, terças (14h às 17h) e quintas (14h às 18h), R$ 120; Jóias – do desenho ao protótipo, com Rosana Galvão, quartas (14h às 17h) e quintas (9h às 12h), R$ 160; e Fotografia, Guilherme Silva, quartas (9h às 12h ou 14h às 17h), R$ 120. Lembrando que além da mensalidade, todos os cursos têm uma taxa de matrícula de R$ 30. As inscrições na Secretaria de Cursos (sala 212). Informações pelo telefone 2292-7546, de segunda-feira a sexta-feira, das 10h às 16h. Centro Municipal de Cultura e Cidadania Calouste Gulbenkian.

 

*OFICINAS CULTURAIS PERMANENTES DO ZIMBA TEATRO - DANÇA – CIRCO – As Oficinas Culturais Permanentes oferecem um espaço de experimentação, onde crianças, adolescentes e adultos podem descobrir potencialidades criativas através do teatro, da dança e do circo. A partir de jogos/improvisações/provocações, os participantes serão estimulados a se expressarem em grupo e individualmente. Direção artística de Monique Carvalho. Com Rohan Baruck (teatro), Jenniffer Mercedes (dança) e Daniel Poittevin e Renê Carvalho (circo). Terças: circo, das 14h30 às 16h30; balé (de 7 a 12 anos), das 18h30 às 19h30; e jazz, das 17h às 18h. Sábados: teatro infantil, das 10h às 12h; e teatro adolescente, das 12h às 14h. Domingos: dança de salão, das 10h às 12h. Teatro Municipal Ziembinski. Vagas: 30 alunos por turma. Inscrição pelo e-mail: teatrozimba.cultura@gmail.com

 

*PROJETO DA TERCEIRA IDADE TRUPE SOLIDÁRIA – Revivendo e resgatando as músicas de raízes culturais, com vivências diversificadas na preparação dos nossos cantores da melhor idade, destacando figuras artísticas que passaram e deixaram grandes obras musicais. Coordenado pelo maestro Sebastião e cantores. Sextas-feiras, das 14h às 17h. Centro Cultural Municipal Dyla Sylvia de Sá. (Tel.: 3833-4769).

 

PROJETO CRIOLICE – "Projeto Criolice" é um movimento cultural oriundo da Zona Oeste que envolve samba, cultura e ancestralidade. Conta com uma roda de samba com grandes músicos e uma feira voltada para a cultura afro, com mais de 20 expositores. Evento de música, feira e gastronomia. Dia 17 de setembro, às 15h. R$ 20. Todos pagam meia, conforme resolução 303/2015. Arena Carioca Fernando Torres. Classificação 12 anos.

 

*PALESTRA FELIPE FONTE – Palestra fundamentada no estudo do Coaching Integral Sistêmico, e elaborada com o objetivo de apresentar ao público a partir de conteúdos científicos (e práticos) reflexões de como conduzir de forma saudável os relacionamentos interpessoais. Felipe Fonte aborda essencialmente neste encontro, como melhorar a inteligência emocional e consequentemente reduzir os conflitos, dando assim um novo significado para os relacionamentos. Dias 17 e 24 de setembro, domingos, às 15h. Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas. Classificação: 12 anos.

 

RESENHA DAS PRETAS – Música, feira e gastronomia. Resenha das Pretas ganha força e chega ao Parque Madureira a partir de agosto. A manifestação cultural Resenha das Pretas, que promove o empoderamento feminino com arte, exposição, gastronomia e samba de raiz. Dia 10 de setembro, domingo, às 15h. R$ 15 (meia 300 primeiros), R$ 20 (meia). Todos pagam meia, conforme resolução 303/2015. Arena Carioca Fernando Torres. Classificação 12 anos.

 

PAPO DE FOTÓGRAFO CONVIDA JOHN KIRCHHOFER – Para celebrar o aniversário de um ano da parceria entre o fotoclube Rio Fotográfico e o Memorial, nós receberemos o experiente fotógrafo John Kirchhofer, um dos profissionais mais requisitados do país. A palestra versará sobre várias temáticas relacionadas à fotografia contemporânea destacando as experiências vividas pelo convidado ao longo de sua trajetória. Dia 23 de setembro, das 15h às 17h. Memorial Municipal Getúlio Vargas (Tel.: 2237-5234). Classificação: livre.

 

*TEATRO EM COMUNIDADES – Aulas de teatro para jovens de 13 a 17 anos, oferecidas pelo projeto de extensão da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro "Teatro em Comunidades". Coordenação geral de Marina Henriques Coutinho (UNIRIO). Sábados, das 10h15 às 12h30. Arena Carioca Carlos Roberto de Oliveira – Dicró.

 

*VEGANNEZANDO – O Vegannezando é um projeto de feira idealizado com o objetivo de disseminar a cultura vegana, criar espaço de conexão e troca de informações entre adeptos ao movimento e interessados, além de criar um ambiente de expansão a empreendedores da causa, nossos heróis, os verdadeiros exemplos de ´Seja você a mudança que quer ver no mundo`. Serão 22 expositores (14 na varanda panorâmica e 8 no pátio). Produtos: salgados, hambúrguer, pratos, sorvetes, doces. cosméticos, vestuário, artesanato, além de duas atrações musicais, oficinas e palestras. Dia 9 de setembro, sábado, das 10h às 18h. Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas. Classificação: livre.

 

 

 

LEITURA

 

 

*BANCA DE LIVROS Cinco bancas de jornais transformadas em bibliotecas públicas, com 300 títulos em cada, além de bibliotecários e contadores de histórias formam o projeto Banca de Livros. Direção de produção: Miguel Gomes. Assistente de produção: Amandha Nery. Coordenação de montagem, design gráfico e web: Elpídio Duarte. Projeto pedagógico e direção geral: Graça Gomes. De segunda a sexta, das 9h às 17h, e sábados, das 9h às 14h. Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas. Classificação: livre.

 

BIBLIOTECA COMUNITÁRIA DO ZIMBA – A residência artística Ziembinski (Com)Vida propõe a criação de uma charmosa biblioteca no hall do teatro que possibilita a troca de livros em bom estado de conservação, em parceria com o programa Troca-Troca de Livros. De terça-feira a domingo, das 14h às 22h. Teatro Municipal Ziembinski (Tel.: 3234-2003). Classificação: livre.

 

*CANTO E POESIA – Grupo de leitura e canto, conteúdo que dialoga com a programação do mês. Encontro da terceira idade para a declamação de poesias e canto de músicas tradicionais da MPB. Dias 8 e 22 de setembro, sexta-feira, das 15h às 17h. Centro Cultural Municipal Oduvaldo Vianna Filho – Castelinho do Flamengo.

 

*ENCONTRO DE LEITURA – Com Leitor Guia convidado do mês. Encontro entre um leitor guia e seus convidados, onde se compartilham as diversas leituras do texto. Atividade regular desenvolvida pela casa, com mediação graciosa de Maria Helena Ribeiro, membro da Cátedra Unesco Leitura da Puc Rio e leitor guia convidado no mês.

Temporada: permanente, mensal. Uma sexta-feira no mês. Dia 15 de setembro, das 17h às 19h. Cultural Municipal Oduvaldo Vianna Filho – Castelinho do Flamengo.

 

*ENCANTOS – CONTANDO E CANTANDO – Leitura de textos infantis que dialogam com a programação de cada mês. Atividade regular desenvolvida pela casa, com leitura graciosa de Silva Castro, atriz e educadora. Dia 24 de setembro, domingo, das 11h às 12h. Centro Cultural Municipal Oduvaldo Vianna Filho – Castelinho do Flamengo.

 

*RODA DE LEITURA E AFETOS – Com Paulo Borges. Projeto Voluntário para o Público da Maturidade do Castelinho, com orientação do especialista em gerontologia Paulo Borges. Atividades de leituras e diálogos reflexivos sobre autoconhecimento e aspectos da maturidade. Dias 14 e 28 de setembro, quintas-feiras, das 17h às 19h. Centro Cultural Municipal Oduvaldo Vianna Filho – Castelinho do Flamengo.

 

TROCA TROCA NA BIBLIOTECA POPULAR DA GAMBOA – O projeto Troca-troca de livros é mais do que uma simples troca de um livro pelo outro. É um ato de mediação e formação de leitores. Terças e sextas, das 10h às 16h. Centro Cultural Municipal José Bonifácio (Tel.: 2233-7754).

 

*TROCA-TROCA DE LIVROS – Contação de histórias com Bianca Barbosa, das 11h às 12h. Troca-troca todos os domingos, das 10h às 14h. Imperator - Centro Cultural João Nogueira. (Tel.: 2597-3897) Classificação: livre.

 

*TROCA-TROCA DE LIVROS – O projeto Troca-Troca de Livros é mais do que uma simples troca de um livro pelo outro. É um ato de mediação e formação de leitores, portanto deve-se seguir certos padrões de atendimento e mediação. Terças e sextas, das 10h às 16h, na Biblioteca Popular da Gamboa. Centro Cultural Municipal José Bonifácio (Tel.: 2233-7754).

 

*MIDIATECA – Localizada no 3º andar do Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro, a Midiateca é um espaço de pesquisa e memória da dança. Possui em seu acervo livros, publicações e vídeos. De terça a sexta-feira, das 10h às 18h, e sábados, das 10h às 16h.

 

*OFICINA EXPERIMENTAL DE POESIA – Encontro de leitores, curiosos, poetas e pesquisadores para o compartilhamento de processos artísticos, escrita, leitura e crítica de poesia. Quartas-feiras, às 19h. Imperator – Centro Cultural João Nogueira (Tel.: 2597-3897). Classificação: livre.

 

BIBLIOTECA POPULAR ABGAR RENAULT

Centro Administrativo São Sebastião – CASS. A biblioteca funciona, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, na Biblioteca Popular Abgar Renault.

 

*TROCA-TROCA DE LIVROS – Programa de incentivo a leitura onde você pode trocar até dois livros de literatura em bom estado. Dia 6 de setembro, quarta-feira, das 9h às 17h, no Centro Administrativo São Sebastião (CASS). Classificação: livre.

 

*QUINTAS AFETIVAS – Contação de histórias com Sonia Lima. Quintas, às 10h e às 14h. Sala 251.

 

*SARAU DAS QUARTAS – Vivência com textos literários compartilhados em uma roda de rima e prosa. Tema: Poemas de poetas consagrados falando sobre as mães, Vinicius de Moraes, Manoel Bandeira, Carlos Drummond de Andrade. Dia 27 de setembro, quarta-feira, às 15h. Sala 251.

 

BIBLIOTECA POPULAR DE BOTAFOGO

 

*BIBLIOTECA VIRTUAL – Utilização do computador com acesso à internet por uma hora. De segunda a sexta-feira, das 9h às 16h, e sábados, das 10h às 15h. Classificação: livre.

 

*ENCONTRO DE GERAÇÕES – Debate sobre assuntos da atualidade (política, cultura, saúde, etc.), valorizando a experiência de quem chegou à maturidade. Coordenado pela Associação dos Amigos da Biblioteca de Botafogo. Sextas-feiras, das 15h às 16h30.

 

*VOZES EM CANTO – Apresentação musical com clássicos da MPB. Coordenada pela pianista Rosa Vidal e a cantora Ruth Rafael. Dia 20 de setembro, às 14h.

 

*ENCONTRO DOS CONTADORES DE HISTÓRIAS (AGREGANDO) – Exercitar a prática na contação de histórias. Com Cléo Mota e Sônia Sampaio. Dia 14 de setembro, quinta-feira, das 14h às 17h.

 

*ENCONTRO LÍTERO-MUSICAL DA ABLAP (ACADEMIA BRASILEIRA DE ARTE E PAZ) – Apresentação musical e de poesia, com Maria Augusta e Glória Puppin. Dia 11 de setembro, segunda-feira, das 14h às 17h.

 

*ENCONTRO DE POESIA – Reunião de poetas e amante da poesia para a apresentação de seus trabalhos e homenagens aos poetas nacionais. Coordenado por Lydia Simonato e Larissa Loretti. Dia 21 de setembro, quinta-feira, às 15h.

 

RODA DE CANTO E POESIA – Apresentação musical de pessoas da comunidade. Coordenado por Mariá Nogueira. Dia 28 de setembro, quinta-feira, das 13h30 às 17h. Contribuição facultativa de R$ 2 a R$ 5.

 

*TROCA-TROCA DE LIVROS – Programa de incentivo a leitura onde você pode trocar até dois livros de literatura em bom estado. De segunda a sexta, das 9h às 17h, aos sábados, das 10h às 15h. Classificação: livre.

 

*AULAS DE XADREZ – Com o Dr. Átila Flegner. Segundas-feiras, das 14h30 às 17h.

 

CURSO DE PINTURA – Ensino da técnica de pintura a óleo sobre tela. Ministrado por Marilu Leda Elias de Carvalho. Quartas-feiras, das 9h às 12h. R$ 100 (mensalidade).

 

CURSO BÁSICO DE ESPANHOL – Curso Básico de Espanhol ministrado por José Luiz. Básico I – segundas e sextas, às 9h30; Básico II – terças, às 10h; Básico III – quartas, às 14h30; R$ 100 (mensalidade).

 

CURSO DE FRANCÊS – Ministrado por Cristian Egídio. Básico I (iniciantes) – sextas, das 13h às 15h e sábados, das 10h às 12h; Básico II – sextas, das 15h às 17h; Básico I - segundas, das 13h às 15h; Básico II – segundas, das 15h às 17h. Mensalidade: R$ 100.

 

CURSO DE ALEMÃO – Ministrado por Cristian Egídio. Básico I (iniciantes) – sábados, das 12h às 14h. Mensalidade: R$ 100.

 

CURSO DE ITALIANO – Curso livre de idiomas, com José Aparecido. Quintas, das 15h às 17h ( Básico I). R$ 100.

 

BIBLIOTECA POPULAR DE CAMPO GRANDE

 

*BIBLIOTECA VIRTUAL – De segunda a sexta-feira, das 9h às 16h. Período máximo de acesso à internet de uma hora, com agendamento prévio.

 

*PROJETO UM LIVRO DE PRESENTE – Doação de livros. Terças e quintas, das 9h às 16h.

 

*TROCA-TROCA DE LIVROS – De segunda a sexta, das 9h às 16h.

 

BIBLIOTECA POPULAR DA ILHA DO GOVERNADOR

 

*BIBLIOTECA VIRTUAL – De segunda a sexta-feira, das 9h às 16h, e sábados, das 10h às 13h.

 

*A ARTE E O ARTISTA EM PRIMEIRO PLANO – O artista plástico Valdir Pereira Augusto dá aulas de desenho e pintura para todas as idades e talentos. Aulas de desenho e pintura para todas as idades e talentos. A única condição é a vontade de aprender. Quartas-feiras, das 13h às 16h30, sextas-feiras, das 9h às 16h30.

 

*CAIXEIRO VIAJANTE – Doação de livros par o público em geral. De segunda a sexta, das 9h às 17h, sábados, das 10h às 16h. Classificação: livre.

 

*PESQUISA HISTÓRICA – CENTRO DE REFERÊNCIA HISTÓRICA DA ILHA DO GOVERNADOR – Acervo especializada na história da Ilha do Governador. De segunda a sexta, das 9h às 17h. Sala do Centro de Referência Histórica da Ilha do Governador. Classificação: livre.

 

*ESPERANTO – Oficina do idioma esperanto. Curadoria de Renaud Hetmanek. Sábados, das 10 às 11h. Seção infanto-juvenil. Classificação: livre.

 

*MODELO E MANEQUIM – Oficina de modelo e manequim pela Companhia Novos modelos Anderson Martinez. Curadoria de Anderson Martinez. Quintas-feiras, das 9h às 10h30 e das 15h às 16h30. Classificação: livre.

 

*ENSAIO – TEATRO – Ensaio para apresentação teatral com o Grupo Quero que me veja. Coordenado por Cícero Raul Mariléa Lopes. Sextas-feiras, das 9h às 12h. E ensaio para apresentação teatral com atores da Terceira Idade grupo Paz e Amor. Coordenado por Solange Bonfim. Segundas, quartas e sextas, das 14h à 16h30.

 

*SHOW DE TALENTOS – Apresentação de clássicos da MPB. Coordenado por Solange Bonfim. Dia 27 de setembro, quarta-feira, das 14h às 16h30. Classificação: livre.

 

*OS SUPERIDOSOS – Peça montada pela companhia Os Superidosos, cuja temática da apresentação será a valorização do idoso frente a sociedade. Direção e roteiro de Loferato. Dias 19, 20, 25 e 26 de setembro, às 10h e às 14h.

 

*LANÇAMENTO DE LIVRO "CAPÍTULOS DA HISTÓRIA DA ILHA DO GOVERNADOR" – Coletânea dos artigos publicados por Judite Paiva Souto na coluna História da Ilha, do Jornal Ilha Repórter, no período de 2012 a 2017. Dia 5 de setembro, terça-feira, às 18h30.

 

BIBLIOTECA POPULAR DE IRAJÁ

 

*TROCA-TROCA DE LIVROS – Traga um livro de literatura em bom estado e troque por outro. De segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

 

*PEGUE E LEVE – Atividade tem como objetivo fazer com que o livro "circule", através da doação de livros para o público que frequenta a Região Administrativa. De segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Local: Complexo da RA. Classificação: 6 anos.

 

*VENHA FAZER ORIGAMI! – Oficina de origami, a arte milenar de criar figuras em dobraduras de papel. Segundas-feiras, das 14h às 16h. Classificação: 10 anos.

 

*IRAJÁ NAVEGANDO NA INTERNET – Acesso gratuito a internet, segundas e sextas, das 9h às 15h30. Classificação: 10 anos.

 

BIBLIOTECA POPULAR VOLANTE - JOÃO ANTONIO

 

*BIBLIOTECA VOLANTE – para empréstimos de livros é necessária a seguinte documentação: identidade, comprovante de residência e autorização (para menores de 15 anos). Cada usuário pode levar até dois livros pelo prazo de 14 dias. A devolução deverá ser feita no mesmo local onde foi realizado o empréstimo ou na Av. Monsenhor Félix, 512 – Irajá. Itinerário: das 10h às 14h. Programação de SETEMBRO:

Dias 12 e 26 – Ricardo de Albuquerque – R. Mal Alencastro, 2140 (Pr. Cláudio de Souza)

Dias 13 e 27 – Cavalcanti – R. Herculano Pena (ao lado do PAM Cavalcante)

Dia 14 – Acari – (Praça Portugal)

Dias 15 e 29 – Pavuna – R.Com. Guerra (Pr. N.S. Das Dores)

Dia 18 – Cidade Alta – Praça Dom Justino

Dia 19 – Coelho Neto - Av. Automóvel Club, 10154 (Pr.Virgínia Cidade)

Dia 20 – Jardim América - R.Sebastian Bach

 

 

BIBLIOTECA POPULAR DO RIO COMPRIDO – ANNITA PORTO MARTINS

 

*BIBLIOTECA VIRTUAL – Utilização do computador com acesso à internet por uma hora. De segunda a sexta-feira, das 9h às 16h. Classificação: livre.

 

*TROCA-TROCA DE LIVROS – De segunda a sexta-feira, das 9h às 16h.

 

*OFICINA DE ARTESANATO – Coordenado por Benedito de Matos. Quintas-feiras, às 14h. Classificação: livre.

 

*PROJETO IDAS E VINDAS – Contação de histórias e interação de jovens e crianças. Coordenado Benedito de Matos. Segundas-feiras, às 10h e às 14h.

 

BIBLIOTECA POPULAR DA TIJUCA - MARQUES REBELO

 

*BIBLIOTECA VIRTUAL – De segunda a sexta-feira, das 9h30 às 15h30. Sábados e domingos, das 10h30 às 15h30.

 

*TROCA-TROCA DE LIVROS – Programa de incentivo à leitura onde você pode trocar até dois livros de literatura em bom estado. De segunda a sexta, das 9h às 17h. Sábados e domingos, das 10h às 15h. Classificação: livre.

 

*LIBERTAÇÃO DE LIVROS – Projeto de incentivo à leitura e facilitação do acesso ao livro para todos, no qual são colocados à disposição dos leitores e passados adiante, sem nenhum custo, livros pertencentes ao excesso de doações recebidas pela Biblioteca e que não farão parte do acervo por serem duplicatas ou não atender ao perfil da instituição. Dias 4 e 5 de setembro, segunda e terça-feira, das 9h às 17h. Classificação: livre.

 

*OFICINA DE RECREAÇÃO DA MEMÓRIA – Os encontros são direcionados para terceira idade com utilização de jogos, músicas, poesias e atividades lúdicas para estimular a memória. Com Elci Narazaki. Quartas-feiras, às 14h. Classificação: livre.

 

*PROJETO ITÁ – Aulas de reforço de português e matemática para crianças da comunidade do entorno com inscrição prévia e limitada. Coordenado pela ADEC. De 2 a 30 de setembro, sábados, das 10h às 12h. Classificação: de 7 a 11 anos.

 

*CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS – Contação de histórias toda última quarta-feira do mês com Elci Narazaki. Coordenado por Elci Narazaki. Dia 27 de setembro, das 10h às 11h30.

 

FUNDAÇÃO PLANETÁRIO

Rua Vice-Governador Rubens Berardo, 100 – Gávea.

Funcionamento: de segunda-feira a domingo.

Exposições: de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, e sábados, domingos e feriados, das 14h30 às 17h.

 

Museu do Universo – De terça a domingo, das 14h30 às 17h. R$ 13 e (R$ 6,50 meia)

 

Sessões de Cúpula* (com exposições): de terça a domingo e feriado, às 15h, às 16h e às 17h - R$ 26, inteira e (R$ 13, meia).

*A venda de ingressos para as Sessões de Cúpula se encerra 10 minutos antes do início das sessões.

 

EXPOSIÇÕES

 

EXPERIMENTOS INTERATIVOS – São 60 experimentos interativos divididos em três áreas: astronomia fundamental; astrofísica e nave escola que revelam os mistérios que cercam o espaço e explicam uma série de curiosidades sobre o Sistema Solar.

 

O UNIVERSO DESLUMBRANTE – Cinco painéis com 38 fotografias contam a história dos 50 anos da fundação do Observatório Europeu do Sul. A exposição mostra imagens captadas a partir dos poderosos telescópios instalados no deserto chileno e explica a tecnologia utilizada para os registros deslumbrantes do Universo.

 

EXPOLUZ – A exposição em comemoração ao Ano Internacional da Luz decretado pela UNESCO, conta com três painéis que contemplam toda trajetória e a importância dessa onda eletromagnética para a humanidade.

 

*OBSERVAÇÃO DO CÉU – Orientada por uma equipe de Astrônomos, as observações acontecem às quartas-feiras (exceto feriados), às 18h30. A observação depende das condições meteorológicas. Distribuição de senhas 30 minutos antes do início da atividade.

 

 
 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

ARENA CARIOCA ABELARDO BARBOSA - CHACRINHA

Rua Soldado Elizeu Hipólito, s/n esquina com Av. Litorânea - Pedra de Guaratiba

Tel.: 3404-7980

 

ARENA CARIOCA CARLOS ROBERTO DE OLIVEIRA - DICRÓ

Av. Brás de Pina, s/n, Parque Ary Barroso. Penha.

Entrada pela Rua Flora Lobo. Tel.: 3486-7643

 

ARENA CARIOCA FERNANDO TORRES

Rua Bernardino de Andrade, 200 – Parque Madureira – Madureira.

Tels.: 3495-3078 / 3495-3093

 

ARENA CARIOCA JOVELINA PÉROLA NEGRA

Praça Ênio, s/nº - Pavuna. Tel.: 2886-3889.

Estação Pavuna

 

ARENINHA CARIOCA GILBERTO GIL

Avenida Marechal Fontenelle, 5.000 – Realengo. Tels.: 3462-0774 / 3333-2889

Metrô + Integração SuperVia – Estação Magalhães Bastos

 

ARENINHA CARIOCA HERMETO PASCOAL

Praça 1º de maio s/nº – Bangu. Tel.: 3332-4909

 

ARENINHA CARIOCA RENATO RUSSO

Parque Manuel Bandeira, s/nº – Ilha do Governador. Tel.: 2467-7274

 

BIBLIOTECA POPULAR DE BOTAFOGO – MACHADO DE ASSIS

Rua Farani, 53 – Botafogo. Tel.: 2551-6911

Estação Flamengo

 

BIBLIOTECA POPULAR DE CAMPO GRANDE – MANOEL IGNÁCIO DA SILVA ALVARENGA

Praça Thelmo Gonçalves Maia, s/nº – Campo Grande. Tel: 3394-5509

Metrô + Integração SuperVia – Estação Benjamin do Monte

 

BIBLIOTECA POPULAR DA ILHA DO GOVERNADOR – EUCLIDES DA CUNHA

Praça Danaides s/n° - Cocotá. Tel.: 3368-7797

 

BIBLIOTECA POPULAR DO GUANDU – FERNANDO SABINO

Rua 12 – quadra 219 – Guandu – Santa Cruz. Tel.: 3395-1630 / 3365-6039

 

BIBLIOTECA POPULAR DO IRAJÁ – JOÃO DO RIO

Av. Monsenhor Félix, 512. Tel.: 2482-3582

Estação Irajá

 

BIBLIOTECA POPULAR DE JACAREPAGUÁ - CECÍLIA MEIRELES

Funcionando em dois endereços: Praça Geraldo Simonard s/n Praça do Barro Vermelho (Lona Jacob do Bandolim) e na Rua barão, número 1180, Praça Seca (Centro Cultural Municipal Professora Dyla Sylvia de Sá). 

 

BIBLIOTECA POPULAR DA MARÉ – JORGE AMADO

Rua Ivanildo Alves, s/nº - Complexo da Maré.

 

BIBLIOTECA POPULAR DE SANTA TERESA – JOSÉ DE ALENCAR

Rua Monte Alegre, 306 – Santa Teresa.

 

BIBLIOTECA POPULAR DA TIJUCA – MARQUES REBELO

Rua Guapeni, 61 – Tijuca. Tel.: 2204-0752

Estação Saens Peña

 

BIBLIOTECA POPULAR DO RIO COMPRIDO - ANNITA PORTO MARTINS-

Rua Sampaio Viana, 357 – Rio Comprido. Tel.: 3081-0496

 

CENTRO COREOGRÁFICO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

Rua José Higino, 115 – Tijuca. Tels.: 3238-0601 / 3238-0357 / 2268-7139

Estação Saens Peña (integração)

 

CENTRO CULTURAL MUNICIPAL LAURINDA SANTOS LOBO

Rua Monte Alegre, 306 - Santa Teresa. Tels: 2215-0618 / 2224-3331

 

CENTRO CULTURAL MUNICIPAL ODUVALDO VIANNA FILHO (CASTELINHO DO FLAMENGO)

Praia do Flamengo, 158. Tel.: 2205-0655 / 2205-0276

Estação Largo do Machado

 

CENTRO CULTURAL MUNICIPAL PARQUE DAS RUÍNAS

Rua Murtinho Nobre, 169 – Santa Teresa. Tels: 2215-0621 / 2224-3922

 

CENTRO CULTURAL MUNICIPAL PROFª DYLA SYLVIA DE SÁ

Rua Barão, 1180 – Praça Seca. Tels: 3833-4769

 

CENTRO CULTURAL MUNICIPAL JOSÉ BONIFÁCIO

Rua Pedro Ernesto, 80 – Gamboa

Tel.: 2233-7754

 

CENTRO MUNICIPAL DE CULTURA E CIDADANIA CALOUSTE GULBENKIAN

Teatro Gonzaguinha

Rua Benedito Hipólito, 125 - Praça Onze. Tels: 2224-2628 / 2224-8300 / 2234-5747

Estação Praça Onze

 

CENTRO MUNICIPAL DE ARTE HÉLIO OITICICA

Rua Luís de Camões, 68 – Centro. Tels: 2232-4213 / 2242-1012

Estação Carioca

 

CENTRO DA MÚSICA CARIOCA ARTUR DA TÁVOLA

Rua Conde de Bonfim, 824 – Tijuca. Tels: 3238-3831 / 3238-3743 / 3238-3880

Estação Saens Peña (integração)

 

ECOMUSEU DO QUARTEIRÃO CULTURAL DE

SANTA CRUZ

Rua Afonso Cavalcanti, 455 / 2º andar, sala 217. Tels: 2976-2548 / 2976-1245

 

ESPAÇO CULTURAL MUNICIPAL SÉRGIO PORTO

Rua Humaitá, 163 – Humaitá. Tel.: 2535-3846

Estação Botafogo e Humaitá (Metrô na superfície)

 

FUNDAÇÃO PLANETÁRIO

Rua Vice-Governador Rubens Berardo, 100 – Gávea. Tel.: 2274-0046

Estação Puc, Botafogo ou Ipanema/General Osório + Metrô na Superfície

 

IMPERATOR – CENTRO CULTURAL JOÃO NOGUEIRA

Rua Dias da Cruz, 170 – Méier. Tels.: 2597-3897 / 2596-1090

 

LONA CULTURAL MUNICIPAL CARLOS ZÉFIRO

De terça a domingo, das 10h às 19h.

Estrada Marechal Alencastro, s/nº – Anchieta. Tel.: 2148-0813

Metrô + Integração SuperVia – Estação Magalhães Bastos

 

 

LONA CULTURAL MUNICIPAL ELZA OSBORNE

Estrada Rio do A, 220 – Campo Grande. Tels: 3406-8434 / 2413-2255 (fax)

Metrô + Integração SuperVia – Estação Campo Grande

 

LONA CULTURAL MUNICIPAL HERBERT VIANNA

Rua Ivanildo Alves s/nº – Nova Maré. Tels.: 3105-6815

 

LONA CULTURAL MUNICIPAL JACOB DO BANDOLIM

Praça Geraldo Simonard – Pechincha – Jacarepaguá. Tel.: 3173-5460

 

LONA CULTURAL MUNICIPAL JOÃO BOSCO

Av. São Félix, 601 – Parque Orlando Bernardes – Vista Alegre. Tel.: 2482-4316

 

LONA CULTURAL MUNICIPAL SANDRA DE SÁ

Rua 12, quadra 219 - Guandu 1. Tels.: 3365-6039 / 3395-1630

 

LONA CULTURAL MUNICIPAL TERRA

Praça Edson Guimarães s/nº. Guadalupe. Tels.: 3018-4203.

 

MEMORIAL MUNICIPAL GETÚLIO VARGAS

Praça Luís de Camões s/n – Glória. Tel.: 2237-5234 / 2245-7577

 

MUSEU HISTÓRICO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

Estrada Santa Marinha s/nº – Gávea

Tels.: 2512-2353 / 2294-5990

 

MUSEU DE ARTE DO RIO – MAR

Praça Mauá, 5, Centro. Telefone: 3031-2741

 

MUSEU DO AMANHÃ

Praça Mauá, 1, Centro.

 

SALA MUNICIPAL BADEN POWELL

Av. Nossa Senhora de Copacabana, 360 – Copacabana. Tels: 2255-1067 / 2255-1366

Estação Cardeal Arcoverde

 

TEATRO IPANEMA

Rua Prudente de Moraes, 824 A – Ipanema

Tels.: 2267-3750

Estação Nossa Senhora da Paz

 

TEATRO MUNICIPAL CAFÉ PEQUENO

Av. Ataulfo de Paiva, 269 – Leblon. Tel.: 2294-4480

Estação Jardim de Alah e Ipanema/General Osório

 

TEATRO MUNICIPAL CARLOS GOMES

Praça Tiradentes s/nº – Centro. Tels: 2215-0556 / 2224-3602.

Estação Carioca

 

TEATRO DE FANTOCHES E MARIONETES CARLOS WERNECK DE CARVALHO

Aterro do Flamengo (altura do nº 300 da Praia do Flamengo, esquina com a R. Tucumã)

Estação Flamengo

 

TEATRO MUNICIPAL MARIA CLARA MACHADO

Rua Padre Leonel Franca, 240 – Gávea. Tel.: 2274-7722

Estação Ipanema e General Osório (Metrô na superfície)

 

TEATRO MUNICIPAL SERRADOR

Rua Senador Dantas, 13 – Centro. Tel.: 2220-5033

 

TEATRO MUNICIPAL ZIEMBINSKI

Rua Heitor Beltrão s/nº – Tijuca. Tels.: 3234-2003 / 3234-2815

Estação São Francisco Xavier

 

TEATRO MUNICIPAL DE GUIGNOL DO MÉIER

Praça Jardim do Méier (ao lado do Hospital Municipal Salgado Filho)

Estação São Francisco Xavier (integração)

 

TEATRO MUNICIPAL DE GUIGNOL DA TIJUCA

Praça Comandante Xavier de Brito (entre a Av. Maracanã e Rua Otávio Kelly)

Estação Saens Peña (integração)




Serviços Serviços