A política climática da cidade, coordenada pela Gerência de Mudanças Climáticas e Desenvolvimento Sustentável, vem sendo implementada por uma moderna, ágil e intensificada atuação que envolve a transversalidade entre as diversas áreas da administração municipal e sólidas parcerias com instituições acadêmicas de excelência, através de ações compartilhadas, como projetos, pesquisas, e atividades inovadoras nos diversos setores, visando sempre a disseminação de conceitose práticas de sustentabilidade e redução de gases de efeito estufa (GEE).

 

PROGRAMA RIO ESCOLAS SUSTENTÁVEIS

 

Hoje não se discute mais o protagonismo das cidades no combate às mudanças climáticas. Atualmente, 54% da população mundial vive em áreas urbanas e esse número tende a aumentar para 66% até 2050 (ONU). Esse fenômeno também é uma realidade no Brasil, onde mais de 85% da população vive em áreas urbanas, podendo chegar a 90% até 2050 (WRI). Sendo assim, a necessidade de combater o processo de mudança do clima vem levando à busca de alternativas viáveis para redução de emissões de gases de efeito estufa (GEE). É fundamental, portanto, adotar um conjunto de ações que incentive uma mudança de paradigma e de comportamento da nossa sociedade.

 

Dentro desse contexto, o histórico Acordo de Paris, adotado na 21ª Conferência das Partes (COP21) da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, em Paris, colocou as cidades como atores chave para limitar o aumento da temperatura média do planeta a 1,5°, ou no máximo a 2°C, até 2100. Cabe ressaltar que, visando ampliar as diversas ações previstas no acordo, este reconhece, em seu artigo 12, a importância da educação, formação, sensibilização, participação, cooperação e acesso do público à informação.

 

 Atualmente, a cidade do Rio de Janeiro conta com 1.537 unidades escolares, mais de meio milhão de alunos e aproximadamente 40 mil professores, podendo ser considerada a maior rede pública municipal de ensino da América Latina. As escolas estão agrupadas em 11 Coordenadorias Regionais de Educação (CREs), cobrindo as diferentes regiões do município. Conscientes disso, desenvolvemos o Programa Rio Escolas Sustentáveis, parceria entre a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e a Secretaria Municipal de Educação, com o objetivo de disseminar, conscientizar e mobilizar alunos, pais, professores e comunidade do entorno sobre conceitos e práticas do desenvolvimento sustentável associado à redução de gases do efeito estufa, visando sua participação no combate às mudanças climáticas. Assim, através da implantação de soluções e práticas sustentáveis, alinhadas a um processo de educação ambiental contínuo, pretende-se promover uma mudança de comportamento da comunidade escolar e do entorno em sua relação cotidiana com o meio ambiente.

 

Tendo iniciado em 2015, o programa beneficiou inicialmente 06 escolas da rede pública municipal, em diferentes CREs, de acordo com o seu nível de engajamento, visibilidade e disseminação de boas práticas. O programa envolveu a elaboração de diagnósticos de eficiência e sustentabilidade e inventários de emissões de gases do efeito estufa para cada escola, permitindo a definição de estratégias nas áreas de eficiência energética, gestão de resíduos, uso racional da água e produção orgânica.

 

Cabe destacar que o programa entrou como uma ação da iniciativa “Rio+Sustentável” do Plano Estratégico da Cidade do Rio de Janeiro: Rio 2020 mais solidário e mais humano.  A iniciativa “Rio+Sustentável” consiste na implantação de um conjunto articulado de ações de estímulo à adoção de práticas sustentáveis, por meio de ações de educação ambiental e de liderança pelo exemplo.

 

Desta forma, a integração do setor de meio ambiente e educação na rede escolar municipal ao processo de construção de uma cidade a torna mais saudável, sustentável e eficiente, do ponto de vista urbano e ambiental, visando melhor prepará-las para enfrentar os desafios das mudanças climáticas. As escolas terão o duplo desafio de educar para a sustentabilidade ao mesmo tempo em que se transformam em um espaço educador sustentável. E o grande ganho deste programa é que a comunidade escolar e do entorno se tornam não só mais conscientes e responsáveis por suas ações, como também mais atuantes no combate às mudanças climáticas. Cabe destacar também que o programa pode ser disseminado e replicado em outras cidades do país e assim contribuir para a consolidação da sustentabilidade.

Serviços Serviços