Prontuário Carioca:

O Projeto do Prontuário Carioca vem para atender a demanda de modernização da Assistência à Saúde, a partir de instrumentos de Tecnologia da Informação. No mundo moderno, a transição dos prontuários de papel para os eletrônicos tem crescido cada vez mais, tornando os processos mais ágeis e facilitando as decisões médicas, que dependem dos dados contidos nesses documentos.

O Prontuário Carioca vem para ajudar a cuidar das pessoas e facilitar a relação entre profissional de saúde e pacientes, permitindo que estes tenham acesso a todos os seus dados, sejam da rede hospitalar ou básica.

O Prontuário Carioca vai dar cidadania ao usuário da rede hospitalar do Município do Rio de Janeiro, além do paciente poder acessar, de seus dispositivos móveis, todos os resultados de exame laboratoriais e outras informações importantes que compõem seu histórico de saúde.

Este é um projeto evolutivo, o que significa que estaremos sempre complementando e aperfeiçoando o sistema, visando o bem-estar da população, em primeiro lugar.

 

 

 

Prontuário Carioca para Dispositivos Móveis (PCDM):

A Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro elaborou o seu prontuário eletrônico, incorporando o que há de mais moderno em Tecnologia da Informação. O Prontuário Carioca será implantado progressivamente em toda a rede municipal de saúde.

 

Ele disponibilizará, nos seus dispositivos móveis e computadores, seus exames, últimos diagnósticos, medicação ministrada e eventuais alergias. Em seguida, serão incluídas as consultas, internações e várias outras informações. O sigilo dos seus dados está garantido por lei.

Automação dos Laboratórios de Patologia Clínica:

Este projeto está embutido na modernização da Rede Hospitalar do Município. Trata-se da automação através do interfaceamento dos equipamentos que realizam exames e o sistema HOSPUB.

A automatização reduz o tempo total de realização dos exames e garante que não aconteçam erros de transcrição, por digitação de resultados.

A utilização de etiquetas de códigos de barras permite que os equipamentos que realizam exames possam ler e processar os tubos de materiais coletados. Otimiza os processos de trabalho, liberando os técnicos e bioquímicos pra que possam se dedicar às suas atividades técnicas originais.

Todos os exames liberados são inseridos automaticamente no Prontuário Carioca. Não há custos adicionais para o município, caso os contratos com as empresas fornecedoras prevejam a responsabilidade de custear o software de engenharia de interfaceamento dos equipamentos com o sistema HOSPUB.

Gestor Hospitalar:

Este projeto está relacionado com a modernização da Rede Hospitalar do Município.

A partir de pesquisa via WEB na rede municipal, seja Hospitalar ou Atenção Básica, o Gestor Hospitalar Municipal busca e analisa, em tempo real, informações de gestão para tomada de decisão sobre as políticas municipais de saúde.

 

As informações são disponibilizadas em forma de relatórios e gráficos, que comparam os diversos indicadores das unidades, ao mesmo tempo, e podem ser exportadas para outros sistemas de informação.

Prevenção da Cegueira Infantil:

A principal causa de cegueira infantil decorre da retinopatia da prematuridade. Esta patologia acomete os olhos de recém-nascidos prematuros. A falta do exame, dentro dos protocolos científicos estabelecidos, leva à cegueira infantil irreversível. Atualmente, todas as Maternidades, sob gestão municipal, contam com rastreio e tratamento, quando necessário, da Retinopatia da Prematuridade (ROP).

A incorporação dos dados de rastreio da patologia, pelo prontuário eletrônico, possibilitará: um melhor acompanhamento destas crianças, eliminando as possíveis falhas de agendamento do exame; criação de um Score para otimização da quantidade necessária de exames, reduzindo a sobrecarga dos médicos oftalmologistas envolvidos no programa de atenção aos recém-nascidos; criação de banco de dados para levantamento das variáveis envolvidas no desenvolvimento da doença, possibilitando se tornar um indicador de qualidade da Unidade; possibilitar o armazenamento de imagens obtidas no exame; e permitindo no futuro, implantar o programa de telemedicina, sendo essa uma importante ferramenta de otimização de recursos humanos.

O Prontuário Carioca incorpora o Programa de Prevenção da Cegueira Infantil, que servirá de paradigma para a assistência e estudos sobre este assunto. O Município do Rio de Janeiro será o pioneiro na captação dos dados para este programa e permitirá a geração de informações que beneficiarão a todos os médicos e pesquisadores, que se dedicam a tal tipo de prevenção, inclusive com o armazenamento de imagens e estatísticas. Com o Prontuário Carioca, o Programa de Prevenção da Cegueira Infantil poderá incluir e beneficiar profissionais e crianças de todo o país.

Prontuário para a Saúde Mental:

Atualmente, apenas cinco, dos trinta Centros de Atenção Psicossocial utilizam um prontuário eletrônico. Este prontuário, privado, gera custos para o Município do Rio de Janeiro. O objetivo do Prontuário Carioca é disponibilizá-lo para a Saúde Mental, para atender as especificidades do trabalho dos profissionais de saúde, que atuam com os usuários que recebem atendimento psicossocial.


Prontuário para controle de zoonoses:

Este projeto cria o prontuário PET Carioca para ajudar que a Subsecretaria de Vigilância Sanitária possa fazer seus programas de controle de zoonoses. Os animais poderão ser identificados, através de leitura de chips de radiofrequência. Os dados relativos às vacinações, castrações e outros programas serão colocados no PET Carioca.