Enfermeiro da CER representa o Rio em simpósio internacional da USP

30/05/2017 15:57:00


Gabriel Fernandes, 37 O enfermeiro Gabriel Fernandes: iniciativa própria de redigir o trabalho e enviá-lo à USP
Simulação Realística: RioSaúde oferce 7 cursos a seus colaboradores


Quando foi designado para ser instrutor dos cursos de simulação realística na RioSaúde, o enfermeiro Gabriel Fernandes, 37, não imaginava que a "atribuição extra" lhe permitiria – literalmente – voar mais alto. Até que, em maio, foi enviado a Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, para participar do o 1º Simpósio Internacional de Simulação Clínica, na Escola de Enfermagem da USP.

 

"Foi uma experiência ímpar. Nosso trabalho foi muito elogiado e recebemos inclusive sugestões. Por exemplo, fazer um estudo para avliar o reflexo dos treinamentos na assistência, diz Gabriel.

 

Concursado da RioSaúde e há 1 ano e meio trabalhando na Coordenação de Emergência Regional (CER) da Barra da Tijuca, Gabriel teve a iniciativa de engajar colegas  para redigir o trabalho e inscrevê-lo no simpósio. Ao saber que o projeto foi aceito, mobilizou a chefia para viabilizar sua ida ao evento.

 

 

"O Gabriel é um enfermeiro que mostrou diferencial nas habilidades de instrutoria e demonstra interesse em se aperfeiçoar continuamente", resume Daniela Basílio, coordenadora de Enfermagem da CER Barra, chefe de Gabriel.

 

 

A iniciativa de Gabriel estimulou também o aperfeiçoamento de processos na RioSaúde: a empresa formulará, a partir deste episódio, uma política para estimular e normatizar a participação dos colaboradores em eventos como esse.

 

 

Simulação Realítisca

 

Há 6 meses, a Empresa Pública de Saúde do Rio de Janeiro – RioSaúde utiliza a técnica de simulação realística para qualificar seus enfermeiros, técnicos de enfermagem e médicos para os atendimentos de emergência.

 

A técnica utiliza bonecos que simulam reações como dor intensa, parada cardíaca e outras situações comuns no dia a dia do profissional de saúde. "A vantagem dos bonecos é que os profissionais podem se testar, aprimorar técnicas, treinar velocidade e trabalho em equipe para, quando chegar o paciente, serem assertivos", resume Gabriel, que integra a equipe de enfermeiros instrutores na RioSaúde.

 

Até o momento, já foram aplicados mais de 1.200 treinamentos sobre temas como Síndrome Coronariana, Manejo da dor, Coleta de Sangue e Aspiração de Vias Aéreas aos profissionais das unidades gerenciadas pela RioSaúde – CER Barra e UPAs de Cidade de Deus, Rocha Miranda e Senador Camará.




Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro - Sede: Rua Afonso Cavalcanti, 455 - Cidade Nova - 20211-110