Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro

 

 


 

Grandes obras de drenagem e esgotamento sanitário e parceria com os governos Federal e Estadual

 

 

Obras de combate a enchentes na Grande Tijuca e no Maracanã

 

 

 

A Prefeitura do Rio avança com as obras de controle de enchentes na região da Grande Tijuca, em mais uma etapa importante das intervenções na Bacia do Canal do Mangue, com a inauguração dos reservatórios da Praça Niterói e da Praça Varnhagen. Além disso, prosseguem as obras de desvio do Rio Joana. Todas essas intervenções vão controlar as históricas inundações que há um século causam transtornos aos cariocas. 

  

O Reservatório da Praça Niterói foi construído sob a área de 4568 metros quadrados e consiste em três grandes poços subterrâneos com profundidade correspondente a um prédio de oito andares cada um e capacidade de armazenar 58 milhões de litros.

 

Os reservatórios, também conhecidos como piscinões, recebem águas pluviais e excedentes dos rios da região, servindo para amortecer os volumes no pico da chuva. A água armazenada é liberada de forma controlada, impedindo os alagamentos. Os três poços da Praça Niterói - que vão receber os excedentes do Rio Joana - são interligados para que mantenham o mesmo nível de água, e quatro bombas d'água e uma bomba de manutenção são as responsáveis pelo controle de fluxo nos canais de entrada e saída. 

 

O Programa de Controle de Enchentes na região da Tijuca inclui a construção de três reservatórios para águas pluviais, além do desvio do Rio Joana diretamente na Baía de Guanabara para desafogar a Bacia do Canal do Mangue. O piscinão da Praça da Bandeira, primeiro a ser inaugurado em dezembro de 2013, tem 20 metros de profundidade, com capacidade para 18 milhões de litros.

 

 

 

Desvio do Rio Joana

 

 

 

 

 

Programa de Recuperação Ambiental da Bacia de Jacarepaguá

Controle de enchentes urbanas e meta olímpica

 

 

 

Quatorze rios da região são contemplados pelo programa, que já concluiu obras em dez deles. Foram finalizadas intervenções nos rios Córrego da Panela; Itanhangá/ Amendoeira (afluente); Papagaio; São Francisco; Cachoeira; Muzema, Retiro, Banca da Velha, Sangrador e Rio Pequeno

 

As obras representam a resposta da prefeitura às históricas enchentes da região, tendo como marco inicial o evento de 1996. São cerca de 350 mil pessoas beneficiadas diretamente. 

 

 

Programa Saneando Santa Cruz

Ganhos para a saúde da Zona Oeste e ambientais para a Baía de Sepetiba

 

 

As sub-bacias beneficiadas com o Programa Saneando Santa Cruz são Vala do Sangue, Paciência e Santa Cruz. Estão sendo implantadas redes coletoras de esgoto e uma nova Estação de Tratamento, construída em Santa Cruz, que atenderá a 150 mil moradores. O programa trará ganhos à saúde da população e ambientais à Baía de Sepetiba. 

 

 

Programa de Aceleração do Crescimento na Zona Oeste

 

A Prefeitura do Rio inicia as obras de urbanização e implantação de infraestrutura do PAC Pavimentação na Zona Oeste, com objetivo de beneficiar 230 mil moradores com redes de esgoto e drenagem e pavimentação, nas localidades Guaratiba, Magarça, Santa Cruz, Paciência e Sepetiba. 



Serviços Serviços