Image Map

Coordenadoria de Relações Internacionais
Rio ganha prêmio do Pacto de Milão

24/10/2019 14:23:00


Durante o encontro de Políticas Públicas para Alimentação, denominado Pacto de Milão, em Montpellier, na França, nos dias 7,8 e 9 de outubro, a cidade do Rio de Janeiro foi premiada pelo Programa Hortas Cariocas. Para receber esse prêmio, o Embaixador Antonio Mello, Coordenador das Relações Internacionais do Rio esteve presente.

 

O prêmio de menção honrosa na categoria Food Production (Sistemas Alimentares Urbanos) teve 104 candidaturas das principais cidades signatárias do Pacto de Milão, que busca replicar bons exemplos de sustentabilidade pelo mundo.

 

Para o Prefeito, Marcelo Crivella, – "Este é um momento de celebração para os cariocas. O reconhecimento da comunidade internacional mostra que estamos no caminho certo, ao pensarmos em soluções viáveis e sustentáveis, capazes de colaborar significativamente no combate aos efeitos preocupantes das mudanças climáticas e, ao mesmo tempo, oferecer alternativas de desenvolvimento econômico e social para toda a população".

 

O Programa Hortas Cariocas tem o objetivo de ocupar áreas ociosas em comunidades e em escolas da rede municipal, e popularizar o consumo de alimentos agroecológicos. Hoje, o programa conta com 47 hortas espalhadas pela cidade que são mantidas por cerca de 200 hortelãos. A previsão da produção de gêneros alimentícios este ano chega a 70 toneladas.

 

A receita do sucesso do programa está na premissa de que metade de tudo que é produzido nas comunidades deve ser obrigatoriamente doada para asilos, abrigos, creches e escolas do entorno, além de moradores em situação de risco alimentar.  A outra metade da produção é comercializada pelas equipes, a preços subsidiados, a fim de promover a geração de renda e sua emancipação da bolsa oferecida pela Prefeitura. Nos últimos anos, 10 hortas já foram emancipadas do programa da Prefeitura.

 

O Rio de Janeiro aderiu ao Pacto de Milão sobre Política de Alimentação Urbana em 2016. A Prefeitura tem promovido ações intra-setoriais para uma abordagem mais integrada e sistêmica entre as diferentes estruturas municipais, alinhando as políticas municipais de alimentação com os princípios do Pacto.