LAB.Rio: o poder público e a população lado a lado

19/01/2015 05:05:00


 

Marina Motta (LAB.Rio): "o Projeto Imersão
é uma grande demonstração de cidadania"

 

Como você vem acompanhando aqui no Portal do Servidor, a Prefeitura do Rio está estimulando diversas ações, online e presenciais, que aproximem a administração municipal da população através de novas formas de participação cidadã. Esse é o conceito de construção coletiva e colaborativa, que hoje é realidade em diversas partes do mundo e com resultados de sucesso. Uma destas iniciativas é o LAB.Rio, o Laboratório Participativo do Rio, que lançou uma nova ação em dezembro.

 

Trata-se do Projeto Imersão, que nos dias 13, 14 e 15 de janeiro, deu a 30 moradores do Rio a oportunidade de conhecer o funcionamento da gestão municipal por dentro. Cada imersão como essa aborda quatro temas centrais da gestão: Planejamento & Gestão e outros três temas escolhidos segundo os interesses indicados no momento de inscrição. No período da manhã, o grupo debate com as equipes técnicas e gestoras de diversas secretarias e autarquias. Na parte da tarde, o projeto propõe que o grupo conheça de perto instalações, equipamentos e obras municipais que ilustram metodologias e processos relativos à cidade.

 

Nesta primeira edição, os temas mais votados foram Mobilidade; Planejamento Urbano & Grandes Obras; e Educação. Segundo Marina Motta, Coordenadora de Experiências Presenciais de Participação do LAB.Rio desde outubro do ano passado, o projeto recebeu 120 inscrições. "É a primeira vez que a Prefeitura do Rio oferece esse tipo de imersão, com três dias de conversas e de apresentação dos processos internos e práticos de quatro áreas da gestão municipal. E isso foi muito bem recebido pelas pessoas, que logo se inscreveram. A ideia é atender a uma demanda de cidadãos e cidadãs cariocas de conhecer melhor o funcionamento e os processos decisórios da gestão municipal, além de também ouvir as suas propostas. Aqui elas aprendem, ensinam e trocam. O Projeto Imersão é uma grande demonstração de cidadania", conta Marina.

 

A advogada Larissa Rodrigues foi uma das participantes 

 

Quem aprovou a iniciativa foi a advogada Larissa Rodrigues da Silva. Uma das 30 participantes, ela soube do Projeto Imersão através de um grupo dos amigos da UFRJ no Facebook. "Achei muito interessante a proposta. Com a imersão posso aprofundar meus conhecimentos sobre os procedimentos da administração, enquanto também podemos agregar com a nossa visão externa. É uma via de mão dupla. Essa abertura que a prefeitura está oferecendo com toda a transparência é um dos princípios da administração pública."

 

Júlia de Faria pensa em atuar na área pública

 

Já a estudante do último ano de Relações Internacionais da PUC, Júlia de Faria, contou que seu objetivo é trabalhar na área pública. "Participar de um projeto como esse é muito válido. Ter uma visão interna, com mais informações é ótimo. Assuntos como Urbanismo, Gestão Pública e Cultura me interessam bastante." Pedro Kligerman, profissional de Produção Cultural, também destacou o ineditismo da iniciativa. "Nunca tinha visto algo assim. Então, assim que soube, logo me inscrevi para participar. Além de conhecer como funciona a prefeitura, participar da gestão com propostas nossas é muito legal. No meu caso, acredito poder contribuir com ideias em áreas como Cultura e Educação. Sou nascido no Rio e fico à vontade para dar minhas opiniões e ajudar", conclui Pedro.

 

Pedro Kligerman atua na área de Produção Cultural


Imagens relacionadas:




















































 


 

 

 

Matérias mais lidas - Out/16

LÍDERES CARIOCAS
EM PAUTA

 

 

Acredito na força transformadora das crianças

 

VIDAS DEDICADAS À EDUCAÇÃO

 

 

Revista Servidor+

 

Edição 10 - Outubro 2016
Especial Rio 2016