História


O Instituto Municipal de Urbanismo Pereira Passos (IPP) tem sua origem na Fundação RioPlan, instituída em 1979 e posteriormente transformada em Empresa Municipal de Informática e Planejamento (IplanRio). Com o desmembramento da empresa, em 1999, o IPP assumiu as atividades de planejamento urbano, produção cartográfica e de estatísticas do Rio de Janeiro.
 
Em 2009, o gerenciamento do espaço urbano do Rio ficou a cargo da Secretaria Municipal de Urbanismo e o IPP passou a se especializar em projetos de desenvolvimento econômico. Desde a sua fundação, o IPP coordenou grandes projetos urbanos, como o Rio Cidade, o Favela Bairro, o Rio Orla e o Porto Maravilha. O planejamento da candidatura da cidade a sede das Olimpíadas de 2016 também foi iniciado no instituto.
 
Outro aspecto marcante da atuação do IPP é a sua relevância como centro de referência de dados e conhecimento sobre o Rio, utilizado para a formulação e acompanhamento de políticas públicas, municipais ou não. Estas informações estão abertas para o uso e consulta da imprensa e de toda a população do Rio de Janeiro através do site Armazém de Dados, criado em 2001.
 
Dentro do IPP foram desenvolvidas ainda pesquisas importantes como o Agentes da Transformação, que reúne informações sobre jovens moradores de favelas com idade entre 14 e 24 anos e o IPS Rio, um mapeamento social por Região Administrativa (RA) da cidade. 
 
 
Quem foi Pereira Passos?
 
Francisco Pereira Passos foi prefeito da cidade do Rio de Janeiro, então Distrito Federal, entre 1902 e 1906, durante a administração do presidente Rodrigues Alves. Nestes quatro anos, Pereira Passos empreendeu uma radical transformação do espaço carioca. Com o fim de sanear e modernizar a cidade, Pereira Passos realizou um grande número de demolições (batizadas de política do "Bota-Abaixo"), promoveu a renovação do porto, instituiu a vacinação obrigatória e redesenhou o Centro com o alargamento de vias e a abertura de avenidas como a Beira-Mar e a Central (atual Avenida Rio Branco).



Serviços Serviços