Equipe do programa Territórios Sociais reúne-se com líderes comunitários de favelas

13/05/2019 18:20:00


A nova fase do programa Territórios Sociais, que vai beneficiar 420 mil pessoas de comunidades cariocas, teve sua primeira etapa iniciada. Foram realizadas reuniões técnicas com os órgãos e secretarias que integram o programa, além de reuniões com as lideranças comunitárias. Os encontros aconteceram nos grandes complexos de favelas abrangidos pelos ‘Territórios Sociais': Alemão, Maré, Chapadão, Pedreira, Vila Kennedy, Lins, Penha, Cidade de Deus, Jacarezinho e Rocinha.

 

"O objetivo é apresentar o programa e, principalmente, dar transparência sobre todo o processo de entrada nesses territórios, explicando a metodologia e informando o papel de cada secretaria nos Territórios Sociais", explicou Andrea Pulici, coordenadora de Projetos Especiais do Instituto Pereira Passos (IPP) e representante do IPP no programa.

 

Pulici acrescentou que, além das reuniões, está em andamento o processo de seleção de agentes de campo e gestores locais, que serão responsáveis pela busca ativa das famílias. "Estamos pedindo o apoio dos líderes comunitários na divulgação desse processo seletivo, já que a ideia é selecionar, preferencialmente, os candidatos que morem nas comunidades".

 

O programa é desenvolvido em conjunto pela Secretaria da Casa Civil, pelo IPP e pelas secretarias de Saúde; de Assistência Social e Direitos Humanos; de Educação; Infraestrutura e Habitação; de Cultura; e de Desenvolvimento, Emprego e Inovação.

 

Nessa nova fase, o programa conta, ainda, com a parceria do escritório do ONU-Habitat para a América Latina e Caribe que, além de apoio institucional, contribuirá com sua expertise em metodologias e intercâmbios de ferramentas e experiências internacionais.

 

"É uma grande satisfação para o ONU-Habitat participar de um programa como Territórios Sociais que trabalha em prol das pessoas e famílias que mais precisam, alinhado ao princípio de ‘não deixar ninguém para trás' da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável", explica a Oficial Nacional para o Brasil do ONU-Habitat, Rayne Ferretti Moraes.


Imagens relacionadas:










Informações sobre o Rio

 



 

Aplicativos Aplicativos