Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro

Procon Carioca nos Bairros atende esta semana no Largo do Machado e Vila Isabel

14/02/2017 16:40:00  » Autor: Flávia David / Fotos: Ricardo Cassiano


Receber a notícia de que possui um saldo devedor equivalente a quase R$ 3 mil pela utilização de um aplicativo de transporte com carro particular na Europa, sendo que a pessoa jamais esteve naquele continente, parece algo absurdo. Mas não é, e aconteceu com a carioca Maria Aparecida Garcia, de 71 anos. Moradora do Flamengo, ela vinha tentando há meses resolver seu problema, sem sucesso. Nesta terça-feira (14/02), foi informada por amigos sobre a presença de uma tenda do Procon Carioca no Largo do Machado, para onde se dirigiu em busca de uma solução para o seu caso. Na praça, conversou com os atendentes, entregou a documentação e registrou sua queixa. Agora, espera se ver livre da cobrança o mais rápido possível.

 

- Ao que tudo indica, minha conta foi clonada e o sistema da empresa gerou a cobrança indevida. Além de o valor ser muito alto, estou sendo cobrada por corridas realizadas em países da Europa, aos quais nunca fui, como Russia e França. Em 71 anos, nunca tive uma dívida na vida. Estou sem dormir. Procurei ajuda em delegacias e juizados, mas estavam fechados. Acredito que minha única salvação será o Procon Carioca. O atendimento que recebi dos funcionários foi muito bom. Todos muito atenciosos - disse Maria Aparecida. 

 

A tenda montada no Largo Machado faz parte do programa "Procon Carioca nos Bairros", iniciativa que leva orientação aos consumidores e recebe suas queixas de consumo para que sejam encaminhadas às empresas. Nesta semana, além do Largo do Machado, também haverá atendimento na Praça Barão de Drumond, em Vila Isabel. Em ambos os locais, as tendas estarão montadas de hoje a quinta-feira (14 a 16/02), das 10h às 15h. Para ser atendido, o reclamante deve levar cópia dos documentos pessoais (identidade, CPF e comprovante de residência) e comprovante de compra do produto ou do serviço contratado, como boletos e notas fiscais.

 

O Largo do Machado também foi o local escolhido por Antônio Carlos Pereira Lopes, de 71 anos, morador da Barra da Tijuca, para registrar sua queixa. Servidor municipal aposentado, ele reclama de uma operadora de telefonia móvel por não cumprimento do contrato. Ele solicitou alteração em seu plano e a empresa o fez garantindo que não seria cobrado por isso, o que não ocorreu. Nesta terça-feira, ele pediu ajuda ao Procon Carioca para se desligar do contrato:

 

- Diante da cobrança indevida que insistem em fazer, solicitei a desativação da conta. Mas a empresa está condicionando minha liberação ao pagamento de uma multa, que também considero indevida. O atendente do Procon Carioca me deu boas orientações e espero ficar livre desse problema o mais rápido possível.

 

Após receber as queixas dos consumidores, as empresas são notificadas e têm até dez dias para dar uma resposta ao Procon Carioca. As reclamações também são encaminhadas ao Sistema Nacional de Defesa do Consumidor (Sindec), que contabiliza os registros.

 

Moradora do município de São Gonçalo, a cuidadora de idosos Jucira Oliveira Valente, de 61 anos, teve seu chip cancelado por uma operadora de telefonia móvel. Ao adquirir outro, verificou em sua conta que o valor cobrado estava muito acima do anunciado. Ela tenta resolver esse problema há quase dois anos e agora, com a atuação do Procon Carioca, acredita que seu caso será solucionado:

 

- Soube que o Procon estava no Largo do Machado através de uma reportagem de TV e corri para cá. Fui muito bem atendida e estou esperançosa.

 

Para o presidente do Procon Carioca, Jorge Braz, o órgão atua como um "advogado do povo" no que diz respeito aos direitos do consumidor:

 

- Levamos conhecimento e atendimento para muita gente que não sabe dos seus direitos mais básicos. Cerca de 80% dos problemas com as empresas são resolvidos através do Procon Carioca nos bairros.

 

Na semana passada, o Procon Carioca fez mais de 200 atendimentos na Penha e em Madureira. Os consumidores que não puderem se dirigir ao Largo do Machado ou à Praça Barão de Drumond, em Vila Isabel, podem registrar suas queixas ao Procon Carioca através da Central de Atendimento da Prefeitura (telefone 1746), pelo site do órgão ou e pelo Facebook (/ProconCarioca).


Imagens relacionadas:










Serviços Serviços