Guarda Municipal do Rio de Janeiro - GM-Rio
Rio+Seguro realiza primeira prisão em Copacabana

10/04/2017 16:19:00


Um jovem com mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça foi preso na manhã desta terça-feira, dia 5, por uma equipe do Programa Rio + Seguro, na Avenida Nossa Senhora de Copacabana, próximo da Rua Hilário de Gouvêia, em Copacabana, na Zona Sul. Mateus Vinícius dos Santos, de 18 anos, foi preso após dois policiais militares e um guarda municipal suspeitarem da atitude dele durante o patrulhamento de rotina.

 

Ao perceber a aproximação dos agentes, Mateus demonstrou nervosismo pois estava sem documento de identificação e foi conduzido para a 12ª DP (Copacabana). Na delegacia, constatou-se haver o mandado em aberto, da época em que ele era adolescente, com passagens por roubo, evasão de casa de custódia, porte ilegal de arma e receptação. Após o registro da ocorrência, ele foi conduzido para a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA).

 

Na noite de segunda-feira, dia 4, guardas do Grupamento Especial de Praia (GEP) prenderam Djalma Santos, de 30 anos, acusado de furtar os pertences de um turista argentino na orla de Copacabana, na altura da Rua Santa Clara. Os agentes impediram o linchamento do acusado e o conduziram para a Delegacia Especial de Apoio ao Turismo (DEAT). As equipes do GEP também estão apoiando as ações do programa Rio + Seguro.

 

Programa Rio + Seguro – Pioneiro no País, o Rio + Seguro associa planejamento, inteligência, tecnologia e integração entre os órgãos municipais com as forças de Segurança do Estado na prevenção à desordem urbana e à criminalidade. A primeira fase do programa foi implementada no dia 3 de dezembro, nos bairros de Copacabana e Leme, seguindo um cronograma elaborado pelo Escritório de Projetos da Secretaria Municipal de Ordem Pública, com base nos principais problemas detectados pelos setores de inteligência da Seop e da Guarda Municipal (GM-Rio), além de reclamações de moradores nas redes sociais e via ligações telefônicas ao 1746 (56% população em situação de rua e 32% ambulantes ilegais).

 

A iniciativa prevê uma maior participação da Guarda Municipal, aliada a policiais militares contratados por meio de convênio com o Proeis, resultando num aumento de 280 homens ao efetivo já em atividade nos dois bairros. Os agentes estão atuando com suporte de dois micro-ônibus como base operacional, dez carros e 33 motocicletas. Como os guardas não usam armas de fogo, os PMs atuam no apoio às ações de enfrentamento à criminalidade. As equipes de campo também recebem informações e imagens captadas por 54 câmeras espalhadas em pontos estratégicos e monitoradas em tempo real pelas equipes do Núcleo de Videopatrulhamento da GM-Rio, que funciona no Centro de Operações Rio


Imagens relacionadas: