Companhia Municipal de Limpeza Urbana – COMLURB
Lixo Zero

11/07/2014

Faça parte do grupo de parceiros que apoia o programa Lixo Zero e contribua para a melhoria da qualidade de vida em nossa cidade.

Você pode participar divulgando os programas que vão fazer do Rio uma cidade mais limpa e melhor de se viver.

Envie um e-mail para comunicacao.comlurb@gmail.com, demonstrando o seu interesse que apresentaremos todas as opções e condições de parceria

 

O QUE É O PROGRAMA LIXO ZERO

O Programa Lixo Zero prevê a aplicação de multas que vão de R$ 106,00 - R$ 170 a R$ 3,4 mil para quem sujar a cidade.  A iniciativa tem como objetivo tornar a Lei de Limpeza Urbana 3273/2001 efetiva, além de conscientizar a população da importância de não jogar lixo nas ruas, praias, praças e demais áreas públicas, melhorando a qualidade da limpeza do Rio.

 

COMO ESTÁ FUNCIONANDO

O agente de limpeza urbana, ao verificar algum desrespeito à Lei 3273, aborda o cidadão, informa a infração cometida e solicita seu CPF, para o guarda municipal emitir Auto de Constatação. O guarda imprime a multa, utilizando smartphone e impressora portátil, contendo a descrição da infração, orientações, prazos para pagamento e eventual recurso. O infrator deve emitir, via internet, o auto de infração e boleto de pagamento, no link http://comlurbweb.rio.rj.gov.br/extranet/lixozero/moduloInfrator/. Eventuais recursos deverão ser protocolados presencialmente na sede da Comlurb. O cidadão que for multado e não pagar poderá ter seu nome protestado e até inscrito no SPC.
 
Os valores podem variar de R$ 106,00 a R$ 3.400,00, dependendo da infração. O descarte irregular de lixos menores, até o tamanho de uma lata de refrigerante, custará ao bolso do cidadão R$170,00, se chegar a até 1 m³, R$ 425,00, e se for um volume superior a 1 m³ a multa será de R$ 1.062,00. Grande quantidade de entulho descartado e formando depósitos irregulares, a multa chega à R$ 3.400,00. Quem não recolher as fezes do animal de estimação poderá ser multado em R$ 106,00
 
Caso o infrator não porte documento de identificação com número no CPF, ele deve apresentar sua identidade e informar verbalmente o número no cadastro de pessoa física. O guarda municipal, pelo smartphone, confirma o número relatado pelo infrator.
 
Deve ser dada a oportunidade ao infrator de solicitar a algum parente a documentação que comprove sua qualificação civil, se não lembrar do número do CPF. No caso de pane no smartphone e/ou impressora, o fiscal utilizará o talão do Auto de Constatação. Caso haja recusa na entrega do documento de identificação com o nº do CPF, o infrator deve ser informado sobre o teor do art.º 68 da LCP (Lei de Contravenção Penal) que determina a obrigatoriedade da identificação. No caso de infrator turista internacional o Agente solicita o passaporte como documento de identificação.

 

 

MULTA PARA QUEM URINAR NAS RUAS

 
A Comlurb informa que o Projeto de Lei Municipal nº 1.305/2015, sancionado pelo Poder Executivo do Município do Rio,  inclui o art. 103-A " Urinar ou defecar em vias públicas constitui infração punida com multa no valor de R$ 510,00 (quinhentos e dez reais)",  na Lei de Limpeza Urbana nº 3.273/2001.
 
A alteração diz respeito ao valor que  passou de R$ 185,00, para R$ 510,00, bem como redação específica para coibir a prática indevida de sujar as ruas, pelo cidadão.
 
A Comlurb, por meio do Programa Lixo Zero, adaptou o sistema informatizado existente ao que estabelece o novo artigo inserido da Lei de Limpeza Urbana e imediatamente aplicar a medida.
 
Entre 1º de janeiro e 19 de agosto passado,  1.693 pessoas foram flagradas pelos agentes do Programa Lixo Zero, urinando nas ruas do Rio e foram multadas.
 
A Comlurb informa que a multa pode ser parcelada, através da emissão de boleto. O cidadão interessado no parcelamento deve comparecer a sede da empresa e fazer o pedido. Para pessoa física o valor mínimo de cada parcela é de R$ 50,00 e para pessoa jurídica é de R$ 100,00. O número de parcelas pode ser em até 10 vezes.







Serviços Serviços